Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

25
Fev21

330 - Uma espécie de claustrofobia existencial, um ódio visceral aos parentes ricos dos pijamas, as roupas para o desconfinamento, a vida, o nirvana e eu


Mac

275

 

- 41º dia de confinamento, 2ª temporada -

 

Farta, fartinha até às raízes por pintar dos meus cabelos, juro que já não aguento roupas confortáveis sinónimo de dias a fio em casa, sabrinas e sapatinhos fofinhos de casa, já não aguento as roupas de andar por casa, tenho-lhes um ódio que só uma tesoura resolve, quero as minhas roupas de andar ao ar, saltos altos, lantejoulas, sedas, linhos, quero roupas de sair e sei lá mais o quê, sinto uma claustrofobia existencial que só se resolve com ar, esplanadas e bater perna por aí, para começar.

 

Para mim chegou a hora de começar a pensar no que vou usar quando desconfinar, já esgotei as ideias para fazer conjuntos com coisas disfarçadas de parente rico de pijama. Foi o que fiz, pus-me ali à frente do espelho a experimentar roupa. Logo para começar tinha de ter a certeza que as coisas ainda me serviam, que ainda sei andar de saltos e que tudo está bem. Está. Podia estar melhor, mas perante certos comportamentos alimentares e de vida, não posso esperar milagres. Tudo se resolve a seu tempo.

 

Comecei por experimentar aquele vestido de cavas em lã com uma camisa e gostei do resultado, 

 

279

 

depois esta saia em polipele com um camisolão branco que comprei antes do confinamento e ainda só conhece as paredes desta casa, coitado, e também o casaco que faz conjunto com o vestido, mas com umas calças de bombazina e o hoodie branco.

 

278

 

A seguir vesti as baggy pretas em polipele com a mesma camisola que ainda não conhece o ar puro, mas com umas botas rasas e um cinto de lantejoulas.

 

277

 

Mantive as baggy pretas, o cinto e as botas rasas, e pus uma camisola preta com um casacão de lã bordeaux.

 

276

 

Ainda com as baggy, voltei a vestir o hoodie branco, mas calcei os botins de zebra.

 

280

 

Por fim mudei tudo, vesti novamente as baggy de bombazine branca com um hoodie azulão e uns botins castanhos.

 

Foi isto. Continuo uma pessoa bastante produtiva. E prevenida.

 

 

23
Fev21

03 - A moda durante o confinamento 2021 e mais não sei quê


Mac

18

 

Não sei como é convosco, mas quando tenho uma peça nova, experimento-a em mil conjuntos até à inconsciência. Foi o caso do hoodie branco, experimentei-o com tudo e tudo. Bem, em situação normal não experimento tanto, porque tenho mais o que fazer, mas o confinamento dá-me algum tempo extra, também não é nenhuma loucura, mas dá-me algum e eu uso-o das formas mais úteis que consigo, uma delas é experimentar roupa, fazer um conjunto e testa-lo com várias opções de calçado, usar uma peça comum em cinto conjuntos diferentes, imaginar roupas para quando tiver de sair e isso. Eu sei, quando quero, sou bastante produtiva. É isso, ou encharcar-me em café e fazer limpezas.

 

 

19

 

Estou cada vez mais adepta deste tipo de conjuntos em malha de lã para andar por casa.

 

16

 

 

Também experimentei este tipo de vestidos e achei-os bem práticos, depois resolvi experimentar se seriam coisa para levar para a rua e com um casaco de malha comprido parece-me que sim. Por acaso para aqueles dias de Verão em que não está assim tão famoso como isso na praia, também devem ser práticos e confortáveis.

  

17

 

20

 

E foi isto, conjuntos de lã confortáveis e só isso.

 

03
Fev21

02 - A moda durante o confinamento 2021 e mais não sei quê


Mac

11

 

E por casa continuam as roupas em malha, as sabrinas e o conforto acima de tudo, que não é sinónimo de pijama todo o dia. Já disse, não consigo andar de qualquer maneira, ou andar de pijama, deixar de arranjar o cabelo, de tomar banho e de pôr um perfume, não é uma questão de vaidade, é uma questão de sobrevivência e de manter a minha sanidade mental em níveis bastante aceitáveis. 

 

15

14

 

Não me maquilho, mas há dias em que até passo um batom, ou faço o risco nos olhos, às vezes é o suficiente para me animar, mais do que um café até. E já que não ponho base, pós e maquilhagem na cara, aproveito para usar e abusar dos seruns e cremes que tantas vezes esqueço.

 

12

 

Quando tenho saudades de usar saias, uso vestidos de lã, que além de confortáveis, são quentes e não andam muito fora do conceito destas roupas de usar em casa.

 

13

 

E tem sido isto.

 

25
Jan21

01 - A moda durante o confinamento 2021 e mais não sei quê


Mac

02

 

 

Por casa gosto de andar confortável, sem maquilhagem, ou só com um risco nos olhos e/ou batom, mas não consigo andar de pijama o dia todo, nem com roupas escafiadas, isso é meio caminho andado para me sentir deprimida e em baixo. Também não consigo andar de pantufas, arrasto os pés, sinto-me presa, quase doente, e não é prático. E por fim, não consigo ter os cabelos de qualquer maneira, podem até andar amarrados, mas não pode ser só porque estão péssimos.

 

01

 

 

Mas como prezo acima de tudo o conforto, neste confinamento tenho optado por peças em lã, ou outras malhas, e para completar umas sabrinas, ou babuchas, que são confortáveis e sempre dão um ar mais arranjado às roupas de estar em casa.

 

 

04

 

05

 

06

 

10

 

E tem sido isto neste confinamento, acima de tudo conforto.

 

 

15
Jan21

328 - A confinada perfeita(mente desesperada)


Mac

IMG_9023

 

 

Estas roupas foram de duas saídas na semana passada, uma foi para um almoço com o meu marido ali no Hotel Baía, a outra, quando fomos tomar café logo de manhã.

A partir de agora isto vai ser de pijama para baixo, quero lá saber das roupas popis, o máximo que vou fazer é enfiar um casaco em cima da roupa de casa, quando for buscar o Pedro, só para não ser demasiado mau. Ainda bem que estamos no Inverno. Vou aproveitar para desintoxicar a minha pele das maquilhagens , mas mantenho o rímel e o risco preto nos olhos, não vá alguém pensar que fui vacinada e me transmutei em osga, há mínimos. Estou uma pessoa muito diferente daquela que era no primeiro confinamento, logo para começar porque já não tenho fé na humanidade, estou farta disto tudo e é provável que esteja deprimida, não com uma verdadeira depressão, mas uma tristeza intermitente entre falta de vontade de comprar online, badalhoquice doméstica e até falta de cuidados próprios, e uma euforia associada a uma vontade louca de mudar coisas, como o meu cabelo e a cor dos guardanapos . Desta vez isto vai ser uma coisa deprimente, se vierem cá, estão avisados, não me responsabilizo por excesso de cafeína e vontade de andar o dia todo de pijama. 

 

Fica a recordação de outros dias. Adeus.

 

 

IMG_4033

 

IMG_4034

 

IMG_4038

 

12
Jan21

13 - Me, my mirror and I


Mac

271.jpg

 

 

Entretanto à frente do meu espelho têm passado agasalhos para o frio assassino que se faz sentir. Já houve - 10º C que me pareceram mais quentes do que estes 3º C agora , não sei o que me aconteceu. Sei que tem sido confortável voltar aos hoodies com casacos compridos e ténis, e também ajuda usar calças de lã. 

 

273.jpg

 

Também usei calças com botins e um casaco quente, mas nos últimos dias o registo tem sido o do conforto e ténis. Estou naquela fase do ano, depois do Natal e antes do Verão, que não me diz grande coisa e isso reflecte-se nas roupas.

 

274.jpg

 

272.jpg

 

Foi basicamente isto.

 

05
Jan21

317 - O Inverno podia ser a minha cena (mas não é), a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_3869.JPG

 

 

Entretanto nas roupas veio o frio a valer e zero vontade de usar saias, sandálias - é verdade há quem use em Dezembro - e coisas leves. Também é verdade que sou daquelas pessoas que merecia hibernar, o frio, apesar de desejado em teoria, não é a minha cena na vida real, parece que mirro, só estou bem em cima de aquecimentos e vestir-me para sair é um exercício que me podia ser poupado, entre usar peças bem quentes e evitar camadas de roupa. Não gosto do conceito das camadas de roupa, tipo cebola, por isso opto por casacos bem quentes para pôr em cima de camisolas quentes e tudo e tudo que me defenda do frio.   

 

 

IMG_3871.JPG

 

IMG_3880.JPG

 

IMG_3894.JPG

 

 

IMG_3514.JPG

 

IMG_3754.JPG

 

 

E foi isto.

 

Definitivamente, mereço hibernar. 

 

 

IMG_3784.JPG

 

IMG_3785.JPG

 

IMG_3786.JPG

 

22
Dez20

315 - O Inverno, as roupas, é quase Natal, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_2824.JPG

 

 

Entretanto começou o Inverno e aqui é quase sempre com esforço que se usam casacos, abafos, blusões e afins. Acho a temperatura muito alta para esta época do ano e se muitas vezes saio mais agasalhada, porque pela minha lógica, hábito de outros anos e isso, estaria frio, acabo por quase sempre tirar o casaco.

 

 

IMG_2827.JPG

 

 

A verdade é que continuo sem usar meias e sinto-me confortável, diga-se em bom abono da verdade, que detesto meias com saias ou vestidos, prefiro mil vezes vestir umas calças a enfiar umas meias pernas acima.

 

 

IMG_2829.JPG

 

 

Portanto tem sido isto, botas com camisolões, se insisto em vestir um agasalho, então tenho de compensar com sapatos ou sabrinas, mas o registo botas com abafos ainda não é possível.

 

 

IMG_3055.JPG

 

IMG_3057.JPG

 

IMG_3063.JPG

 

 

IMG_3175.JPG

 

IMG_3178.JPG

 

 

 

IMG_1240.JPG

 

IMG_1244.JPG

 

Por acaso já me apetecia um friozão a sério, daqueles que a pessoa passa os dias a queixar-se a todos com que se cruza, sempre era um assunto diferente do vírus, das máscaras que não nos deixam respirar e da ausência de noção do que é distanciamento social, estamos nisto vai para 9 meses e enfim, os mesmos a fazer as mesmas coisas, sem aprender nada. É o que temos.

 

09
Dez20

314 - Os fins-de-semana prolongados com recolher obrigatório, um bocadinho de Natal, coisas que gostei, coisas que fiz, coisas que vesti, coisas que gostava que acontecessem, a vida, os títulos grandes, o nirvana e eu


Mac

IMG_2479.JPG

 

Este fim-de-semana ficou marcado pelo recolher obrigatório, mais um, pelas saídas uma vez por dia só para tomar um café, pelas roupas mais quentes, já sem lugar a frescuras ou dúvidas, pelas decorações de Natal que espalhei pela casa, pelos doces que fiz e pelo Dia de Nossa Senhora da Conceição, o Dia da Mãe que a minha mãe considerava, e o que lhe dedicarei sempre.

 

IMG_2440.JPG

 

Também decidimos que o nosso Natal não vai incluir avós, tios, irmãos, sobrinhos, primos e mais parentes. Vamos ficar só os quatro, por mais estranho que pareça e seja. Não vamos pôr ninguém em risco, não vamos correr riscos e vamos passar isto o melhor possível. Prefiro um Natal diferente, a um ano triste, cheio de arrependimentos. Quero um destes dias poder abraçar e beijar as minhas pessoas. Um destes dias será possível.

 

IMG_2439.JPG

 

IMG_2532.JPG

 

Fiz com o Pedro um Salame de Chocolate, que é o bolo que quase nunca se faz por aqui, mas como fazia parte de um trabalho para a escola, resolvemos que o melhor era fazer uma coisa que ele gosta muito.

 

IMG_2404.JPG

 

No Domingo fomos tomar café à marina. Continuou de chuva e estava imenso frio, como não sou adepta das camadas de roupa tipo cebola,vesti um casaco mais quente e umas calças de pele, que já têm umas décadas e continuam impecáveis, com uns ténis, que é a maneira que mais gosto de as ver.

 

IMG_2378.JPG

 

IMG_2411.JPG

 

IMG_2388.JPG

 

IMG_2420.JPG

 

IMG_2424.JPG

 

IMG_2575.JPG

 

As minhas violetas voltaram a florir. Esta é a minha maior conquista dos últimos tempos no reino das verduras, repolhos e vegetais. Nunca as consegui manter, fartei-me de comprar vasos de violetas, que ao fim de um mês já eram adubo vegetal. Agora, não sei se por dedicação, mais tempo para elas, porque as outras flores já se criam a si mesmas, se o quê, consegui ter dois vasos em condições, saudáveis, a crescer e a dar flores.

 

IMG_2364.JPG

 

E já que o ambiente em casa e na rua é de Natal, fiz uma Aletria para dar início à época da canela, dos doces carregados de ovos e das comidas fartas.

 

IMG_2313.JPG

 

IMG_2327.JPG

 

No feriado voltámos a sair só para tomar um café rápido e começámos a ver The Undoing (HBO), Soulmates (AMC) e Bárbaros (Netflix). Todas óptimas.

 

IMG_2305.JPG

 

IMG_20201205_114646.jpg

 

Foi um excelente fim-de-semana, mas hoje já me apetecia que fosse Verão, ou o vírus já não existisse, já estivéssemos todos vacinados, ou isso. Também gostava de estar a planear um Natal normal.

 

02
Dez20

312 - Os fins-de-semana prolongados com recolher obrigatório, um bocadinho de Natal, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_20201128_121514.jpg

 

No sábado fomos beber café, claro, o costume, com ou sem recolher obrigatório à uma da tarde. O centro já estava todo composto para o Natal, que por aqui é sempre lindo. Há Árvores de Natal, há iluminações, há rua inteiras cheias de flores do Natal nos canteiros, há a roda gigante e há o mar.

 

IMG_1816.JPG

 

IMG_1809.JPG

01 b.jpg

 

Depois fomos para casa. Não me importo nada de não poder sair de uma casa confortável, com livros, centenas de canais na televisão, filmes, jogos de tabuleiro, ideias para pintar, gavetas para arrumar e bolos para fazer. Gosto tanto de chegar a casa, deixar as roupas da rua e vestir qualquer coisa bem confortável, gosto de estar em casa, de planear mudanças e apreciar o que já não quero mudar, acima de tudo, adoro estar com eles.

 

IMG_1935.JPG

 

No domingo achei que era boa ideia ir buscar flores e tratar do Natal nas jarras. 

 

 

IMG_1939.JPG

 

IMG_20201129_103934.jpg

 

IMG_1958.JPG

 

IMG_1985.JPG

 

IMG_2114.JPG

 

 

Numa jarra pus proteas com não sei quês, não sei o nome, mas todos os anos por esta altura compro porque têm bagas encarnadas, há anos que não consigo azevinho, mas parece que este ano, o ano de todas as aberrações, vou conseguir uns vasos, vamos ver.

 

IMG_2258.JPG

 

Noutra jarra, que não é uma jarra, é um frapé que nesta casa vive mais como jarra do que frapé, pus abeto, flores do algodão e umas bagas falsas, que disfarçam muito bem de qualquer coisa que me parece que nem existe na natureza, mas não interessa, o que interessa é que gosto do efeito.

 

 

IMG_2095.JPG

 

Para o almoço de domingo fiz a pior Açorda da minha vida, eu nada e criada por alentejanas de gema, nadas e criadas no Alentejo. Ora o pão era para lá de sofrível, vendido como pão do Alentejo. Estranhei a falta da corcunda, também o estranhei quando o cortei, aquele esfarelar era no mínimo suspeito, mas pronto, ainda acredito no Pai Natal e nem o provei, atirei com ele para a água fervente, encharcada em coentros, alho e azeite e acreditei que saía dali a Açorda das minhas saudades. Não saiu.

 

02.jpg

 

Tudo espremido, ensaiei decorações para a mesa de Natal, jogámos Carcassonne, Kaleidos e Condottieri, acabámos The Crown (Netflix), Normal People (HBO) e The Head (AXN),  preparei a casa de banho do quarto dos adultos desta casa para a obra, e também lavei os armários que vão para o lixo muito limpinhos, estudei com o Pedro para os testes, decorámos bolas de Natal para a Árvore da escola, e fiz scones e bolachas. 

 

Ficaram por pintar duas taças e dois pratos, um quadro para a lavandaria e arrumar a gaveta das instruções e garantias das máquinas (mais alguém com gaveta para isto, ou já se modernizaram?). Ficam para o próximo fim-de-semana com recolher obrigatório e proibição de circulação entre concelhos.

 

 

IMG_2223.JPG

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D