Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

16
Nov18

121 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 2018-11-16 Estes dias.jpg

 

 

 

sinto-me bem, sinto-me muitas vezes em paz comigo e com os outros, finalmente . foi um longo caminho . deveras longo . se calhar amadureci .  há brigas que já não compro, questões que já não alimento e conversas que já não tenho . sabe bem viver assim

 

 

 

IMG_9715.JPG

 

 

 

  os chocolates muito fininhos com pepitas de menta e os palitos com recheio de menta regressaram à tiger e se calhar tornaram-se no meu vício desta época do ano . também vieram bolachas de gengibre para os miúdos, adoram, e velas e velinhas para  tornar o natal mais bonito , corações brilhantes para enfeitar a árvore e bengalas de natal que são lápis . os miúdos vão gostar . também trouxe orquídeas para alegrar a casa e um casaco encarnado para me alegrar a mim . tenho feito muito o prato de legumes no forno e no fim-de-semana vou dar uma vista de olhos nas receitas do gordon ramsay (40% de desconto no continente) e na minha elle,  vestir roupas confortáveis e fugir da chuva . diz que chove outra vez este fim-de-semana . 

 

 

 

IMG_9688.JPG

 

 

entretanto 

 

2018-11-16 gostei_01.jpg2018-11-02 gostei_02.jpg

 

 

gostei muito de conjuntos monocromáticos, só bordeaux, preto ou branco, gostei também do cinto sobre aquele blazer e da saia leve com um camisolão, das saias midi com botas e do puffer jacket

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

15
Nov18

226 - O Natal, as abóboras, os meus rapazes, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_9791.JPG

 

 

 

 

Este ano a vontade de coisas de Natal surgiu-me mais cedo do que é habitual, quer dizer, surge sempre logo que acaba o tempo de piscina, praia e vida a torrar as peles, a diferença é que este ano não estou para me conter. Olha eu ralada, de momento não tenho mais em que pensar,  mas vou devagar, só para não ouvir coisas assim, Ah há mais vida para além do Verão e do Natal, ah e tal, pelo meio há outras coisas para fazer - quais???!!! por Deus, quais???! deprimir devagarinho, é? -  Ah que ainda estamos em Novembro - e eu a pensar que era Março  Está bem. Então comecei pelo atelier que é um sítio onde eles geralmente não passam, não ligam e ignoram, e andei a pendurar luzes nas paredes, mas como ainda é Outono, deixei as abóboras para dar um ar de Outono, assim se um deles der por isso, digo que estava só a fazer um teste às pilhas das luzes, que sei perfeitamente que estamos supeeeeeeeeeeeeeeeeeer looooooooooooonge do Nataaaaaaaaaaaaaaaal e a prova são as abóboras, parece-me uma resposta daquelas que põe logo um ponto final nas conversas de gente perguntadeira.

 

Entretanto caíram-me nas mãos umas coisas de Natal, mas deixei tudo nas caixas, portanto não conta.

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

08
Nov18

109 - Já fui feliz aqui


Mac

IMG_9174.JPG

 

 

 

Eu não sei quanto a vocês, mas quanto a mim, se já há decorações de Natal por todo o lado e as rádios já passam All I want for Christmas is Youuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, uhuuuuuuuuuuuuuuu babyyyyyyyyyyyyyyyy, plim, plim, plim, então já se pode fazer Aletria. Não é que precise de autorização, mas de uma certa forma preciso de um marco, um partida-largada (lagarta!)-fugida, uma permissão, porque gosto de me incluir em movimentos, aquela coisa de ser uma pessoa do contra e original já não me diz muito. 

 

A Aletria é daqueles doces que só faço antes do Natal porque estou desejando que o Natal chegue e é uma forma de entrar na onda, e no Natal. Não sei porquê, passa o Natal e nunca mais faço Aletria até ao Novembro seguinte em que lá vou eu entrar no espírito da canela, ovos e coisas bastante calóricas.

 

Adiante, não era a isto que vinha. 

 

Então a Aletria, assim como o Arroz Doce, implica saber fazer desenhos giros com canela. Foi o que me meteram na cabeça quando era criança. Diziam-me que só se podia comer quando a avó acabasse os desenhos. A avó demorava imenso tempo a fazer desenhos com canela, primeiro porque precisava que a Aletria arrefecesse, depois tinha de mandar buscar a canela, quase sempre ia um de nós, o que andava mais em cima da Aletria, ou dois ou três, cada um com uma moeda na mão, depois davam-nos um pacote de papel com ar, mas ganhávamos a moeda, e só depois a avó começava a fazer os desenhos, geralmente só acabava quase à hora do chá de dia 24. Começava por pôr um bocado de canela entre o polegar e o indicador e ia percorrendo as travessas e desenhava passarinhos, bolinhas e corações. 

 

Eu nunca tive o jeito da minha avó para fazer desenhos, portanto resolvi que também serve fazer stencil com canela. Marco o centro do prato com um palito e vou colocando o molde e polvilhando com canela o desenho que quero que fique no doce. Não ficam como os da minha avó, mas os meus filhos gostam.

 

 

 

IMG_9175.JPG

 

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

03
Jan18

194 - As férias de Natal, as resoluções do novo ano, recomeços, a vida, o nirvana e eu


Mac

   

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 [as férias de natal]

foi o fim de um ano e o começo de outro . recomeços . foram dias de brincar com os brinquedos novos, passeios em dias cinzentos cor de chumbo, idas ao parque, à vila e mais umas voltas no carrossel e na roda gigante . foram as férias de natal dos meus filhos .

 

[as resoluções do novo ano]

 resolvi não fazer resoluções e caso decida num momento de fraqueza tomar uma resolução, estabeleci-me um plano com medidas de contingência e emergência . 2018 será um ano grandioso, o ano em que não falharei . portanto, não delibero, não falho . parece-me bem . prevejo-me um ano muito positivo . grandioso

 

[o nirvana e eu]

cada vez mais gosto de roupas confortáveis e ando numa de camisolas de gola alta e casacos curtos . deixei de fumar há 4 anos e não me arrependo nada . no dia 1 fez 4 anos em que fumei um cigarro e pensei que podia ter tomado resoluções para o novo ano, como por exemplo, deixar de fumar . mas não . assim já era pessoa para concretizar uma resolução . mas não . deixei no dia 2, mesmo sem resoluções para concretizar . hoje  lembro-me pela quarta vez que gosto mais de mim sem cigarros . e vou lembrar-me sempre, pela resolução que não tomei, pela obrigação a que não me sujeitei . e por mim .

. mais uma vez não fiz resoluções . e mais uma vez tenho a certeza que gosto mais disto assim .

 

. venha então este 2018, sem (alguns) compromissos (desnecessários) . 

   

27
Dez17

193 - O Natal, as nossas refeições, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

 

 

 

 

Este ano só tive de pensar no jantar de dia 24 e depois no de dia 25, que foi basicamente de restos. O almoço de dia 25 não foi aqui em casa e não tive de tratar de nada. Para a consoada regressei aos encarnados, deixei as simplicidades escandinavas para os escandinavos e voltei a pôr uma mesa à portuguesa com encarnados, dourados e bordeaux.

 

 

 

 

 

 

  

Fiz um centro para a mesa no mesmo género de um outro que já tinha feito para um jantar aqui em casa, mas um pouco maior.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e pus em cada prato um ramo, também parecido com um outro que já tinha feito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este ano para a ceia fiz o peru, um rosbife e o bacalhau cozido, que depois deu a Roupa Velha para o jantar de dia 25. Os doces andaram no habitual em qualquer casa, por isso só deixo as receitas do meu doce preferido, os Formigos que é aquele doce que fez sempre parte dos meus Natais no Porto em casa da minha avó.

 

 

-  Formigos -

. 250 g de açúcar mascavado

. 8 fatias de pão de forma

. leite

. 8 gemas

. 150 g de amêndoas

. 100 g de corintos

. 2 cálices de vinho do Porto

. canela

 

 

Leve o açúcar ao lume com 1/3 do seu peso de água e deixe ferver até obter ponto de pasta (28º baumé ou 101º C). Parta as fatias de pão em bocados, embeba-as em leite e escorra. Junte o açúcar e leve ao lume mais 5 mn. Adicione 100 g de amêndoas raladas e os corintos e deixe levantar fervura. retire do calor e junte as gemas desfeitas no vinho do Porto. Leve rapidamente a lume brando só para engrossar um pouco. Se ficar muito doce e espesso, junte um pouco de água a ferver. Deite os Formigos numa travessa ou taça e polvilhe com canela. Espalhe por cima as restantes amêndoas em falhas e corintos .

 

(os Formigos também podem ser feitos com Pão de Ló)

 

 

 

 

 

 

E da Roupa Velha que é de longe o meu prato preferido de Natal

 

. Restos do bacalhau, couve e batatas da ceia

. Azeite

. Alhos picados (calculo dois dentes por dose individual)

. Sal

 

Corte a couve, desfie o bacalhau e corte as batatas em cubos, Numa frigideira (ou wok) ponha bastante azeite e o alho picado. Deixe fritar um pouco, junte o bacalhau, a batata e as couves. Envolva bem e deixe-o no azeite até ficar quente. Rectifique o sal. Retire do lume, passe para uma taça ou travessa e sirva.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para o jantar de dia 25 alterei o centro de mesa, tirei as frutas verdadeiras e falsas, as velas e as pinhas, deixei as ramagens e as bagas encarnadas e só acrescentei velas redondas e em estrela.

 

 

 

 

 

 

 

 

27
Dez17

105 - Foi Natal, lai lai lai


Mac

 

 

 

 

e de repente passou o natal, aquele que me apareceu sem eu ter dado por isso . mas saboreei-o à mesa, com as pessoas e na vida . não liguei à dieta, enchi-me de afectos, dei e recebi . e gosto tanto disto tudo, que sou pessoa para repetir todos os anos, para o resto da minha vida .

 

 

 

 

 

 

 

22
Dez17

92 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

 

. calças em xadrez .

 

 

 

 

 

. muito encarnado .

 

 

 

 

 

. e o street style da semana .

 

 

 

 

 

 

 

 

 . do lidl um ferro para fazer ondas no cabelo, que ainda vou experimentar, e um dos melhores tira-verniz expresso que conheço, adoro este sistema da esponja e comecei por usar uma outra marca, mas este além de melhor, tira o verniz bem rápido e é bem barato . 

 

  

 

 

 

 

 

 

. de  também, as bolachas para deixar ao pai natal .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. da area, mais umas velas para decorar a casa .

 

[sou fã de velas tanto de cheiro, como só para criar ambiente, das mais pequenas, às maiores, para espalhar pela casa, dar bom cheiro ou só luz, durante todo o ano, mas nesta altura, confesso, chega a ser um abuso] 

 

 

 

 

 

 

 

 . o blog the haute pursuit, da vanessa hong, e a conta de instagram .

 

 

  

 

 

 

 

 

. a frase da semana .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. e muito feliz natal para todos, cheio de coisas boas, sonhos doces e realizáveis, azevias, bolo rei, meias quentinhas, saúde, vida boa e tudo de bom . 

 

 

22
Dez17

149 - Croché, colagens, tricô, filet, bricolage e coisas assim


Mac

 

 

 

 

À semelhança do que fiz no ano passado, decorei uma das coroas que tenho na cozinha todo o ano, com folhagens e bagas, para lhe dar um ar de Natal. Gosto imenso destas coroas de ramos assim simples, sem nada, e são ideais para decorar porque é facílimo prender as folhagens entre os ramos da coroa, ou caso seja necessário, prende-las com arame.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Materiais:

. coroa de ramos secos .. Horto do Campo Grande

. ramos de eucalipto, azevinho, gilbardeira e abeto .. jardins, hortos, floristas

. laranjas secas e nozes .. floristas, hortos

. arame verde de jardineiro

. luvas de borracha ou latex (a seiva do eucalipto é muito pegajosa e a gilbardeira pica bastante)

 

 

 

 

 

 

 

Como não queria que este ano a coroa ficasse com um ar muito certinho, fui distribuindo os ramos de abeto, eucalipto e gilbardeira, sem simetria, depois pus o azevinho (3 ramos) bem espaçado um do outro, distribuí as nozes e pus uma laranja seca.

 

 

 

 

 

  

Quando acabar o Natal, é só tirar as ramagens e a coroa regressa à cozinha novamente simples e como gosto de a ver durante todo o ano.

 

 

 

 

 

 

21
Dez17

192 - O Natal, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

 

 

 

tenho a sensação que 2017 passou sem eu dar por isso, o natal é daqui a 3 dias e o outro parece que acabou há outros 3 . nestes 3 dias não sei bem o que fiz, mas devo ter feito muitas coisas . tenho andado a ultimar os preparativos para o natal, despachei as compras muito antes do dia que determino todos os anos e nunca consegui, falta-me a couve portuguesa e velas . os miúdos estão em férias e às vezes tenho a sensação que a infância deles é um comboio de alta velocidade .  é de certeza, a do mais velho já lá vai e eu juro todos os dias que ele nasceu ontem . dizem que quando as pessoas são felizes, o tempo passa a correr, se calhar é isso, mas eu precisava de saborear mais isto tudo . fui buscar as calças de veludo pretas e largas, e as skinny também em veludo . gosto delas, mas tinha-as praticamente esquecido . as largas ficam giras com tudo e quase tudo . agora também gosto das botas com canos acima do joelho para usar com saias compridonas, é bem confortável . faltam 3 dias e tenho a sensação que não me chegam para tudo .     

 

 

18
Dez17

191 - As nossas refeições, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

 

 

 

 

 

Resolvi fazer um centro de Natal, ou um arranjo para a mesa, ou um desarranjo - como se queira chamar - sem base, prato, nada, pus as coisas - ramos de abeto, gilbardeira (dizem que se chama o azevinho que não pica, mas pica, é melhor usar luvas), pinhas, maçãs e romãs douradas, laranjas secas e velas - em cima da mesa e assim foi, gostei do que vi e desconfio que será este o eleito para a mesa de Natal. 

 

 

 

 

 

 

Para uma outra refeição espalhei estrelas douradas pela mesa, velas e usei as bases para cupcakes como castiçais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nas últimas refeições a única novidade foi um creme de alho francês, de resto foi bis à carne de porco assada em leite, bis ao rolo de carne, bis e mais bis, e bis à pizzas congeladas e às refeições fora, amigas da dona de casa com a máquina da loiça providencialmente avariada desde sexta-feira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Creme de Alho Francês (4 litros de sopa):

 

. 4 batatas

. 4 cenouras

. 3 alhos franceses

. 2 courgettes

. 1 dente de alho

. 2 c sopa de azeite
. sal


Descasque e corte todos os legumes. Faça um refogado com o azeite, o alho e os alhos franceses. Preencha com água, junte as courgettes, as cenouras e o sal. Deixe em lume médio durante 25 mn. Desligue o lume e reduza a puré com a varinha mágica.

 

 

 

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D