Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

23
Mar20

29 - Por Estes Dias


Mac

 

12º dia de quarentena - 2ª parte

 

 

cortei a franja ao pedro, ficou péssimo, mas ao menos já vê . mais uma profissão que um dia pensei abarcar, mas que posso tirar o cavalinho da chuva . devia ter-me ficado pelas bonecas que estraguei . pintei as unhas de encarnado, afinal amanhã vou ao talho e o encarnado pareceu-me a cor certa para a ocasião, além do mais vê-se através das luvas, o mesmo não aconteceria com um nude . também arranjei o cabelo e fiz-lhe cachos, está benzinho, mas depois lembrei-me que o vou levar amarrado com uma fita, a genética brindou-me com baby hair permanente, que me obriga a mexer no cabelo constantemente para desviar aquele cabelinho irritante da cara . ora o que não podemos fazer agora? pois . 

 

a quantidade de vezes que já falei na ida ao talho, leva-me a concluir que a minha vida social está de rastos .

 

hoje o pedro queria porque queria porque queria ir à escola . apesar de tudo a sorte brindou-nos nesse aspecto, não foi à escola, mas tivemos o primeiro ensaio de homeschooling conectados à turma e à professora . não foi o mesmo que ir à escola, mas foi seguramente melhor que aquele isolamento da semana passada . o dia foi muito melhor, menos tarefas, e com mais mãe para ser mãe . 

 

dei comigo a pensar para que faço este diário, acho que é para depois o apagar . estes dias não estão a ser maus, não me posso queixar, mas o medo nunca vou esquecer . é esse medo que nos vai mudar para sempre . e para melhor, quase que juro .

 

 

22
Mar20

28 - Por Estes Dias


Mac

 

11º dia de quarentena

 

hoje estou com uma neura desgraçada, mas não vou andar por aí a anunciar a minha neura . acho porco da minha parte, vai que se pega .

não é por estar de quarentena há 11 dias, é porque é domingo e eu tenho qualquer coisa pavloviana, respondo muito bem aos estímulos e estou programada para estar neura aos domingos a partir do meio da tarde, mais coisa menos coisa .

 

 

 

 

por acaso esta quarentena não me está a custar nada, apesar do meu jovem adulto filho achar que nós somos muito socialões, não é verdade, sou muito caseira, arrancar-me daqui para um jantar em casa de amigos, ou seja o que for, requer imenso tempo de negociações e prefiro que venham para cá, gosto de tudo na minha casa - dispenso churrascos - de receber aqui os amigos, os amigos dos miúdos e gosto de estar em casa . sou naturalmente caseira e nada dada a ir a eventos e jantares e isto e aquilo . recuso convites até sentir vergonha, mas arranjo sempre forças para recusar mais um . não é que sejam muitos, mas pronto . até já cheguei a pensar que sou introvertida, mas não é bem isso . é aquela falta de necessidade de ir aqui e ali, estar ali e acolá . tudo se resume a adorar estar em casa . gosto destas paredes, dos milhares de coisas que aqui faço, dos outros milhares que consigo arranjar para fazer e tudo espremido, não tenho uma real necessidade de sair de casa . claro que gosto das minhas voltas e sinto falta delas, mas não morro de tédio por agora não as poder dar . mas morro de saudades das minhas pessoas .

 

o pedro precisa de um corte no cabelo

 

faz-me bem ver a indiferença da primavera perante isto tudo

 

 

 

 

 

 

20
Mar20

265 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

9º dia de quarentena, 1º dia de primavera

 

para assinalar o início da primavera, pusemos dois caroços de abacate em água para enraizarem . espero que estejam na posição correcta e não de cabeça para baixo . por acaso, já que estamos nesta situação, gostava de achar que todos os dias são fim-de-semana, gostava mesmo de chegar a sexta-feira e achar que o sábado ia ser a mesma pasmaceira da semana toda, só que não, dei comigo a desejar o fim-de-semana porque não há homeschooling com o pedro . também estou desejando as férias da pascoa, mesmo que sejam passadas fechados aqui . desejo coisas como sentar-me à frente da televisão, acordar às 9 da manhã e não termos trabalhos da escola e podermos fazer coisas mesmo giras, tipo ir até ao jardim correr sem pensar que há um limite de tempo, porque há que fazer os trabalhos e leituras e desenhos das leituras e fichas de livros e fichas mais fichas e fichas e fichas .   

 

recebi a encomenda da fruta e legumes, que é maior do que o costume, porque nesta fase a frutaria só aceita fazer entregas em casa para valores acima dos não sei quantos . recebi as caixas na rua com luvas e máscara, trouxe as caixas para a garagem, carreguei os conteúdos para a cozinha e cada saco foi despejado no frigorífico e deitado fora . dei por feitos os exercícios de pernas . parte desta fruta vai para as minhas pessoas que não podem sair de casa . vou arranjar uma forma de lhes deixar a fruta sem quererem abraços e beijos . sinto a falta dos beijos das minhas pessoas . e do alentejo . de estarmos todos juntos muito próximos . e de não ter medo por eles, por mim e por todos .

 

depois fui cortar as cenouras e as cebolas para congelar, que assim ficam já preparadas para cozinhar . dei por feitos os exercícios de braços . à segunda cebola estava a morrer dos olhos, mas a morrer mesmo, até deixei de ver tais eram as picadelas que sentia na testa e nas sobrancelhas, ainda bem que não pus rímel nas pestanas, até achei que o nariz me ia cair ali, a coisa ainda piorou quando já ninguém nesta casa podia entrar na cozinha e desataram aos gritos, os meus filhos claro . então lembrei-me de abrir a janela e deu-se o milagre, pude picar as cebolas até à inconsciência sem verter uma lágrima . cortei tudo, cortei e cortei, distribuí por sacos de congelação e agora é distribuir pelas casas dos meus mais velhos que ficam com a vida muito facilitada na hora de cozinhar . cheiro imenso a cebola, acho que se me entranhou no cérebro .

 

chegou a encomenda das lãs, continuam muito rápidos nas entregas . demorei mais tempo a pôr as luvas, enfiar a máscara e mudar de calçado, do que o entregador a atirar-me a caixa para cima . juro . por acaso apanhei-a, mas vi a minha integridade física por um fio . ainda lhe gritei se era preciso assinar alguma coisa, mas ele fugiu a gritar que não . deve ter sido porque cheiro a cebola .

 

 

não fiz ginástica, lembrei-me que posso fazer amanhã sem a pressão das tarefas mil . também não vou fazer as camas, como nunca faço aos fins-de-semana . 

 

vou tomar um banho, já nem eu posso com o meu cheiro

 

19
Mar20

27 - Por Estes Dias


Mac

 

8º dia de quarentena

 

hoje levantei-me de madrugada para ver se ninguém tinha deixado as portas do frigorífico abertas . se calhar estou a ficar estragada da cabeça . aproveitei já que estava levantada, pus a máquina da roupa a trabalhar . soube agora que já é quinta-feira e eu estava convencida que é quarta-feira, mas sei que é dia do pai e sei o meu nome .

 

quando estava a fazer o almoço, com arroz na bimby, dei por falta da pá, ai mê dês, ai mê dês e agora como tiro o cesto com o arroz a ferver? foi o ponto alto do dia, andámos todos à procura da pá da bimby . não apareceu, ninguém se acusa de lhe ter dado um mau destino, ninguém sabe dela . preciso tanto da minha pá .

 

deixei o pedro escolher a roupa que queria vestir, como geralmente anda de uniforme durante a semana e só aos fins-de-semana é que anda desfardado, é uma novidade boa para ele . apareceu-me já vestido e não estava nada mal, apesar de ter vestido um pólo de verão . recusou-se a vestir mais roupa e que está calor e está e está . não está e passado um bocado foi buscar uma camisola .

tenho uma série de encomendas para receber, estou a pensar pôr uma máscara e usar luvas para a entrega dos embrulhos, mas sinto-me um bocado ridícula, mas pronto, deixem a mulher ser ridícula . por falar em encomendas, para quem quiser e acreditar que a vitamina c agora é uma boa ideia para reforçar as defesas do organismo, e eu acredito e fiz a família toda acreditar, voltou a estar disponível no celeiro

 

 

ontem ainda fizemos o presente para o dia do pai, eu não pintei as unhas, mas fiz a minha ginástica . tenho de rever as actividades para estes dias, ainda não parei e tenho os dias a abarrotar de tarefas . juro que pensei que ia pôr a leitura em dia, ver séries até à náusea e tricotar à doida . nada disso, mas muito de tudo o resto .

 

17
Mar20

26 - Por Estes Dias


Mac

 

6º dia em casa

 

ontem à noite a minha treinadora começou a pôr online as aulas para estes dias, por isso hoje fiz um treino bestial, além de já não sentir que é uma coisa solitária, agora tenho a certeza que faço uma sequência correcta . depois já que estava aquecida fui buscar a roupa suja ao primeiro andar e levei-a para a cave, onde está a máquina da roupa, fiz uma máquina da roupa . vi a roupa para passar a ferro e achei por bem manter tudo em ordem, passei-a . quando fui tomar café com o meu marido à cozinha, proibi-o de usar camisas enquanto estivermos em casa, mas deixei-o usar t-shirts . olhei para o telemóvel e vi que tinha chegado o plano de estudos do pedro para o dia . além de tudo, ainda a matéria para o teste de estudo do meio e uma aula de educação física . fomos lá para fora correr, dar saltos e saltar à corda . depois, de todas as vezes que lhe propus fazer uma ficha, contrapropôs com mais uma corrida, saltos e saltar à corda . subi para tomar banho e depois limpei o pó, desci, limpei mais pó, subi para arrumar a roupa passada a ferro que entretanto já estava fria e desci para fazer o almoço . tão cedo não quero ver aquela cena do step . estou que não posso . 

 

decidi, a bem da minha sanidade mental, só ver duas vezes por dia os noticiários . preciso estar informada, mas não quero ser bombardeada . depois reduzi para uma vez por dia . e mesmo assim levo com cada susto . estou dividida entre o prazer da doce ignorância e a angústia da realidade . qualquer dia sou bem capaz de ser a única pessoa que está em casa, enquanto todos já voltaram à normalidade . acho que depois disto nunca mais serei a mesma, não sei o que vou ser, mas igual não fico . só espero que não me dê para escrever frases inspiradoras e mantras . teorias da conspiração também não . espero poupar os meus filhos a vergonhas . tudo menos isso . juro que sinto uma vergonha alheia quando leio algumas coisas . doidos .

 

ontem não consegui um tempo para arranjar as unhas, acabei por ir lá para fora com o pedro fazer bolas de sabão, depois de termos estado os dois a pintar a mesa de cabeceira, que entretanto está pronta . ainda arrumei o meu canto de trabalhos manuais e gostei do resultado, 

 

juro que estava bem pior . caótico, mas operacional

 

 

ainda não me sentei no sofá, mas amanhã faço uma sessão de filmes durante a tarde e pinto as unhas

 

14
Mar20

25 - Por Estes Dias


Mac

 

3º dia em casa

 

o meu marido também vai ficar em casa em regime de trabalho online e modernices diversas, o que é óptimo porque assim não há gente a entrar e a sair desta casa . tudo aqui concentrado para parecermos muitos .

 

saí de manhã para ir à padaria, tracei um plano anti-social e concluí que podia fazer o trajecto sem a menor interacção social, ou quase nula, mais por aí . a padaria estava fechada, então fui à pastelaria comprar pão mais pequeno pelo dobro do preço . trouxe pão para uma semana como faço habitualmente, mas mesmo que quisesse trazer para 15 dias, não havia . lembrei-me que podia ter comprado farinhas e fermento para fazer pão, mas não lamentei, neste momento já não tenho tempo para tudo quanto quero fazer .

 

ainda não estou aborrecida de estar em casa, tenho imenso que fazer e os miúdos estão aguentar-se bem . o pedro ainda teve uma mini teimosia que queria porque queria ir ao cinema e ao parque e à praia e aos trampolins e, e, e, mas fomos dar uma volta pelo bairro, ele levou o skate e foi o suficiente . depois dividimos o dia entre a escola virtual (penso que agora durante estes dias a porto editora deu livre acesso a todas as escolas), sessões de desenhos, um filme e uma ida ao museu do louvre (10 museus que podemos visitar online) , que me prendeu mais a mim, mas pronto, não se pode ter tudo .

 

entretanto transplantei umas flores que estavam em vasos e já estão com bom tamanho para ir para a terra, dei a primeira camada de tinta à mesa de cabeceira do pedro (depois mostro tudo) e também introduzi umas sessões diárias de ioga com o pedro, quer dizer, umas macacadas, mas não interessa, ele adora, concentra-se imenso e é mais um bocado em que está distraído e não pede para sair .

 

 

 

não se está nada mal em casa

 

07
Fev19

19 - Às vezes gosto do Inverno [mas morro de saudades do Verão todos os dias]


Mac

2019-02-05 Estes dias.jpg

 

 

 há conforto na minha cozinha . há desenhos dos meus filhos nas paredes, livros em prateleiras, laranjas para sumos mil, café quente e quadros pintados pela minha mãe, ao alcance da vista e do coração . como se a eternizasse para além de mim (tenho tantas saudades suas, mãe) . os mortos são na vida os nossos vivos, andam pelos nossos passos, trazemo-los ao colo pela vida fora e só morrem connosco (*) . há uma mesa grande para as refeições, para os  trabalhos de casa ao fim do dia e para as jantaradas com os amigos . há os chocolates que a mana me trouxe para o café do meio da manhã (e não só) . e os nossos almoços cheios de conversas tão boas . é com ela que partilho as maiores gargalhas, só com ela, e as pessoas que conhecemos há tantos e tantos anos, os nossos amigos de infância, depois os outros, os primos e os tios e os avós . é o mesmo sangue e quase sempre a mesma vida . há conforto no inverno 

 

(*) florbela espanca

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

11
Jan19

232 - O Inverno, as pipocas, a dieta, a vida, o nirvana e eu


Mac

2019-01-11 estes dias.jpg

 

 

tenho vontade de me vestir de preto e não mais o tirar, não por parecer magra - quer dizer, já agora aproveito a boleia - mas de luto por achar que podia comer o que quisesse . luto pelo meu cérebro que não aprende que comanda um metabolismo bulímico de uma pessoa que ama comer . amaaaaaaaaaaaaaa . eu vivo para comer, vou ao supermercado para comprar coisas para comer e dar de comer, cozinho para comer e dar de comer, compro livros de culinária porque gosto da cena, investigo, experimento e faço, porque comer bem e muito é bom . raios . porque não nasci uma enjoada com nojo da comida? cá vou eu para a dieta, tenho de me tirar 3 quilos . por outro lado o meu marido chegou à conclusão que o meu olfacto é psicótico e quase anti-social . não comento . passei no supermercado e trouxe a minha dose de pipocas para 15 dias e sempre que não compro mais nada, as pessoas olham-me com estranheza . não sei o que há de estranho em ver uma mulher pôr na caixa 15 pacotes de pipocas . tenho uma relação pavloviana com a televisão, preciso de pipocas para ver filmes . e chocolates também . mas são salgadas  e o chocolate é negro . também tenho de beber chá de limão . é uma forma de dieta tão enxuta como outra qualquer, assim não me entupo de gordices, mas ver televisão sem snacks custa-me horrores . não há snacks, há pipocas que não engordam . fiz a última compra nos saldos, acho eu, uns sapatos azuis (giros e tãaaaao baratos) de um azul que veio mesmo a calhar para combinar com uma mala, que tem anos e anos, e gangas . os sapatos fazem-me feliz, posso estar gorda, magra, seja como for, os sapatos servem-me sempre . quer dizer menos quando estive grávida . grávida aumentei de número, não interessa, o que interessa é que os sapatos me fazem sempre muito feliz .

 

no fim-de-semana quero um almoço no waka cevicheria, ler o perfume (patrick süskind), comprar as tintas para pintar o quarto do mais velho e mudar as cortinas também, despachar uns episódios em atraso de father brown,   a verdade sobre o caso harry quebert, castle rock e yellowstone . parece-me um bom plano

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

27
Dez18

116 - Foi Natal, lai lai lai, larailailai


Mac

2018-12-24 02.jpg

 

IMG_3779_001-001.jpg

 

 

 

passou-me mais um natal, tão depressa, como foi o ano entre o outro e este . preciso que isto demore mais, preciso que os anos sejam mais longos e os natais também . foi um fartote de doces, comidas, beijos, abraços, fitas, nós e laços . e para ser perfeito acabou numa tarde de guincho com uma temperatura tão boa e sem vento . 

 

 

 

IMG_3765-001.JPG

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

03
Dez18

111 - Já fui feliz aqui


Mac

IMG_1510-001.JPG

 

 

2018-12-02 Por estes dias.jpg

 

 

 

e chegámos ao mês mais bonito do ano. apesar de ser pelo verão, o natal é aquela ilha que salva o inverno . já disse muitas vezes, para mim existe o inverno antes do natal, aquele que é suportável e o inverno depois do natal, o da contagem dos dias para o verão, para o bom tempo, para o lombo ao sol e as pernas dentro de água lá fora . este ano passou-me a correr, ainda ontem andei a embrulhar presentes, a correr lojas, a decorar a casa com luzes e ramos, ainda ontem carreguei a árvore, as bolas brilhantes e as luzes, fui comprar as coisas para a consoada e arrumei a casa e o natal, e de repente cá estou outra vez a repetir tudo, a vila toda enfeitada e a roda gigante a girar  . eu gosto desta repetição . gosto de ir comprar os presentes, de fazer embrulhos especiais, pensar na ementa para o jantar, na decoração da mesa e da casa . cada ano que passa, passa-me mais depressa, parece-me que isto é proporcional à idade, dantes os anos levavam-me séculos e era bom, às vezes era bom, era uma miúda e tinha todo o tempo do mundo, achava eu . agora encho-me de saudades dos que já não estão cá . depois vou pondo pela casa o que me ficou de outros natais, já tantos, e de uma certa forma há vida e consolo nestes natais . pelos enfeites que me ficaram da árvore de casa dos meus pais, pelas formigos da minha avó, a roupa velha e o arroz, e as toalhas da minha outra avó . pelo menino jesus que sempre vi na casa da minha tia mais velha, que foi a minha avó de coração, muito mais avó do que as minhas avós . a minha tia estava sempre e estava nas férias grandes e íamos com ela para o alentejo . foi ela que nos contou histórias até adormecer, nos ensinou crochet, tricot e a bordar, teve uma paciência infinita para me deixar cortar bolachas e rapar todas as formas dos bolos e me chamava para eu ver como se faz caramelo, nos deixava comer melancia à dentada e usar muitas pulseiras . e nos finais daqueles dias de agosto no alentejo dava-nos um banho e dizia estes joelhos têm de ser esfregados

 

a certa altura o natal é bem capaz de também ser isto, um tempo para lembrar mais .

 

 

 

IMG_1609.JPG

 

 

IMG_1518-001.JPG

 

 

IMG_1548-001.JPG

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D