Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

08
Fev19

64 - Segredos que partilho porque sim


Mac

IMG_6542-001.JPG

 

 

Tenho recebido algumas mensagens com perguntas sobre o bom estado das minhas malas, principalmente sobre as mais antigas com 20 e 30 anos, e sobre o meu cabelo.

 

Quanto às malas aviso já que sou uma mariquinhas com elas, sejam de marca ou não, são um dos meus acessórios preferidos, adoro-as e geralmente são um investimento, portanto como investimento que são, têm de mostrar o seu valor em durabilidade, nem admito outra coisa, o mínimo que lhes exijo é que me durem toda a vida e ainda cheguem às minhas netas.

 

 

IMG_6549.JPG

 

 

 

Conservo sempre, caso as tenham, as embalagens originais, cartões e sacos, se houver algum problema, a marca através do número de série que está no interior da mala e do cartão encarrega-se de resolver, com ou sem custos, depende do dano.

 

As malas que não estão a uso são guardadas com um enchimento de plástico bolha, ou no caso das maiores é mais prático encher um saco de plástico com jornais amachucados, que fecho bem com um nó. Faço assim para os jornais não sujarem os forros e não uso papel de seda para não atrair traças.

 

Assim como faço com a roupa, as malas também não são guardadas sujas. As de tela são escovadas e depois limpas com um detergente suave sem as ensopar, só com um pano branco, um pouco de detergente e água. As de pele são limpas com um produto próprio para peles, o Bella Pelle, que também uso para limpar e conservar cintos e outros artigos em pele, é realmente fantástico.  Quanto aos metais só os limpo com um pano seco, nada de produtos químicos, e é o suficiente para os manter em bom estado.

 

Depois é só guarda-las nos sacos para o efeito que geralmente vêm com elas. Isto evita que os metais de umas façam riscos nas outras, ganhem pó e se estraguem.

 

É assim que consigo ter malas com 30 anos que parece que foram compradas ontem.

 

 

IMG_6555.JPG

 

 

 

E já agora umas dicas sobre malas de marca. Cada vez mais se vendem cópias de algumas marcas em lojas online que parecem de confiança, mas se a ideia é comprar um original há alguns factores a ter em conta. Geralmente as contrafacções têm preços acessíveis, mas há quem queira vender contrafacções como grandes oportunidades a preços de originais ou quase.

 

Muito honestamente não confio em lojas ou sites que aparecem no Instagram e outros que tais. Não podendo, ou não querendo ir às lojas das marcas - de longe os sítios de confiança - há lojas online como o Farfetch, Net-a-Porter, ou MyTheresa que não vendem cópias. Além das lojas próprias das marcas, outras multi marcas como a Loja das Meias, Stivali e Fashion Clinic são de absoluta confiança. Marcas como a LV, por exemplo, só vendem em lojas próprias, portanto tudo quanto apareça à venda como novo que não esteja na loja, não pode ser Louis Vuitton. Se for uma loja de artigos em segunda mão, convém sempre investigar como distinguir uma contrafacção de um original. Há coisas gritantes, por exemplo no caso das malas Chanel a fita que está na corrente da alça num original nunca é cosida, nas cópias tem sempre uma costura, os metais dourados nunca perdem aquele amarelo intenso, nunca mesmo, e há mais umas tantas coisas, mas o melhor é sempre investigar um pouco antes de comprar um artigo destes em segunda mão, porque há mesmo boas oportunidades, mas é preciso saber o que se está a comprar e as boas oportunidades de artigos genuínos mesmo em segunda mão, ainda são caras. 

 

 

E por falar em sites de confiança, quando algumas peças desaparecem das lojas online das marcas, basicamente porque terminou aquela colecção, ainda é possível encontrar alguns artigos durante mais um tempo no FarfetchNet-a-Porter e MyTheresa. Quando nem nestas lojas há aquela peça que tanto queremos e que já saiu das lojas, a eBay pode ser uma boa opção, no entanto é preciso ter alguns aspectos em consideração para não comprarmos gato por lebre, como a classificação do vendedor e ler alguns comentários para perceber se aquilo que mostra nas fotografias é o que os compradores recebem, evitar artigos da China e EUA por diferentes razões, se os primeiros raramente são originais, com os segundos acabamos por pagar taxas elevadas para desalfandegar. 

 

 

IMG_6567.JPG

 

 

 

Finalmente para terminar, sobre cabelos, champôs e cabeleireiros.

 

Durante anos fiz descolorações, não sei se pelo excesso, pela quantidade de anos seguidos, a minha idade, os produtos ou tudo, o meu cabelo esteve muito fragilizado. Já tinha pensado deixar de fazer nuances com descoloração porque comecei a não gostar dos resultados, também ajudou um pequeno desastre de uma coloração que resolvi fazer num cabeleireiro que não conhecia e tudo junto deu-me o empurrão para desistir das descolorações, e também nunca mais ir a cabeleireiros que não conheço, pelo menos para fazer coisas tão delicadas.

 

Nessa altura comecei a usar o Pro Fiber da L'Oréal e reforcei o Smartbond também da L'Oréal, que já conhecia e é um dos melhores produtos que há para cabelos danificados. Noto que o meu cabelo está em franca recuperação, não acho que já esteja a 100%, mas está incomparavelmente melhor do que já esteve.

 

Actualmente só faço a cor com a Gloria do Madison & 65th que é a maga das colorações e corto na Lúcia Piloto. Acabaram-se as aventuras, já não tenho coração para isso.

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

04
Jan19

124 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

Janeiro.jpg

 

 

 

se janeiro fosse uma cor, era branco de certeza . se o branco fosse um mês, se calhar era dezembro . nunca foi um mês muito amado por mim, foi sempre o mês da ressaca das luzes de natal, céu cor de chumbo e do começo da minha contagem para o verão . parece-me sempre o do inverno interminável . mas gosto de branco . se calhar gosto um bocadinho de janeiro .

 

 

2019-01-04 gostei_01.jpg

2019-01-04 gostei_02.jpg

2019-01-04 gostei_04.jpg

 

 

 

esta semana gostei das calças rosa com um camisolão ou só com um casaco, da camisola amarela e das calças de bombazine amarelas e de camisolões em creme e cinzento

 

 

 

2019-01-04 gostei_03.jpg

 

 

 

e no fim-de-semana quero experimentar o pó translucido da h&m, o ferro de alisamento ultimate slym para fazer ondulação que gosto (uso sempre as pranchas de alisamento para dar jeitos ao cabelo, gosto mais delas do que dos ferros para fazer caracóis e desde que sejam bem estreitas funcionam muito bem para os dois propósitos, alisar ou dar uma ondulação leve ao cabelo), ler love X style X life da garance doré e memórias de adriano da marguerite yourcenar, e aproveitar muito os meus filhos

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

08
Jun18

108 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

 

. esta semana gostei da camisa compridona (apesar de ter uma que usei uma vez para ir à praia e senti que estava de camisa de dormir na rua), gostei também do macacão com o aviator e do saco de xadrez, das mules pretas, de camisas a dar um nó e dos sapatos chanel com tudo . 

 

 

 

 

 

 

 

 

 . a pensar no verão, trouxe da la petite sardine cestas e sacos, os fatos-de-banho da zara e as sandálias também . 

 

 

 

 

 

 

 

. da henkel os cremes de dia da diadermine (Lift+ Luminosidade e Lift+ Efeito Imediato), que estou com imensa curiosidade em experimentar, e os champôs e máscaras schwarzkopf de duas linhas diferentes, a gliss summer repair agora para o verão para cabelos expostos ao sol e a linha com óleo de argão e macadâmia para cabelos secos e estragados .

 

 

 

  

 . ideias para a casa .

 

 

 

 

 

 

 

. e a frase da semana .

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

11
Mai18

105 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

. esta semana gostei das flare jeans curtas com tudo e tudo, do vestido encarnado e de blusas com folhos .

 

 

 

 

. o street style da semana com denim .

 

 

 

 

 

 

 

. e calças de cintura subida (umas da stradivarius e outras da tommy hilfiger) que são confortáveis e nunca nos deixam mal, porque as de descida já eram e ainda bem, nunca gostei delas, e uns sapatos nude para usar e abusar .

 

 

 

 

 

 

 

. para o fim-de-semana sandálias (espero) e calças confortáveis .

 

  

 

 

 

. o spray salino texturizante mad about waves da schwarzkopf para conseguir as beach waves perfeitas (estou a adorar) e claro se uso ferro, o protector de calor da revlon .

 

 

 

 

 

 

 

 

. para colagens rápidas e eficazes num minuto, a loctite 60 segundos da henkel .

 

 

 

 

 

 

 

. ideias para a casa .

 

 

 

 

 

 

. com muito branco também .

 

 

 

 

 

 

 

 

. e a frase da semana .

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

23
Mar18

100 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

 . esta semana gostei da saia de pregas preta com o blusão de ganga, do blazer preto com um cinto largo, (sempre) ténis e casacos compridos, das calças de risca com ténis (apesar de achar pouco contraste no estilo), e de saias floridas também com ténis, de mocassins com jeans de ganga, saias de xadrez e muito branco, vestidos com bolas, saias compridas, calças largas em linho e (mais uma vez) camisolas às riscas .

 

 

 

 

 

. o street style da semana . 

 

 

  

 

  

 

 

. para a primavera trouxe da mango um vestido azul com bolas e uns chinelos .

 

 

 

 

 

 

 

 . e uma paixão no reino dos cremes, estes da nívea que pomos ainda no duche com a pele molhada .

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 . da lúcia piloto, o smartbond da l'oréal fase 3 de um tratamento para fortalecer os fios pintados e descolorados .

 

 

 

 

  

 

 

 . ideias para a páscoa .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. que este ano e mais do que nunca quero em tons pastel, por isso vieram da ikea estas velas perfumadas nos tons que vou querer usar .

 

 

 

 

 

  

 

.  este stanley cursiter .

 

 

 

 

 

 

. ideias para a casa a pensar nos dias bons que estão quase a chegar .

 

  

 

 

 

 

 

 

. e a frase da semana

 

 

08
Mar18

61 - Segredos que partilho porque me apetece


Mac

 

 

 

 

Têm sido dias de chuva contínua e cabelo desgraçado, e apesar de já ter falado dele aqui, nunca é demais lembrar sobre este grande aliado dos cabelos lisos, nestes dias com uma humidade acima do civilizacionalmente aceitável, que é o champô seco da Klorane. 

 

Nestes dias o meu cabelo ganha vida própria e todos os jeitos indesejáveis, é o remoinho do cocuruto que gosta de mostrar a sua máxima capacidade de arrebitamento e crescimento contrário ao resto dos vizinhos cabelinhos ordeiros, é o remoinho do lado esquerdo da testa que se mostra ao mundo, é a risca que faço sempre do lado direito, que afinal devia ser do esquerdo, mas do esquerdo também não, é a almofada que me pregou com os cabelos tão agarrados à cabeça que eu ia jurar que eles nunca foram penteados em toda a sua vidinha, é uma onda que nuuuuuuuuuuuunca aparece nem no tempo de praia e que se planta ali mesmo a meio da cabeça. É uma desgraça de cabelo.

 

Então para o meu cabelo ter a vida que eu quero nestes dias, divido-o em 4 partes, borrifo à vez as raízes aí a uns 15 cm de distância de cada sector, ponho a cabeça para baixo, com as mãos espalho bem o produto (faço como se estivesse a lavar o cabelo), depois escovo-o, levanto a cabeça, penteio como quero e já está, cabelo em ordem, descolado da cabeça e com um ar impecável. 

 

[já há uns anos que sou fã dele, tanto para me socorrer no dia em que tenho de lavar a cabeça e por algum motivo não pude, como para me salvar em dias de demasiada humidade, como para estruturar penteados]

 

 

 

 

 

 

 

[este post reflecte apenas a minha

opinião e experiência]  

 

02
Fev18

96 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

. jeans com casacos pretos, camisolas, seja o que for, desde que seja em preto .

 

 

 

 

 

. slingback heels a pensar na primavera, que não tarda aí .

 

 

 

 

 

. e mais uma vez as cigarrettes em cinza .

 

[as minhas preferidas]

 

 

 

 

. e o street style da semana em tricot e crochet .

 

 

 

 •

 

 

 

 

 

 

 

. para o fim-de-semana (e para o dia dos namorados que está quase aí), as pastilhas de mentol da flying tiger, pashminas quentes e macias em cores mil, e reler (aí pela 20ª vez) os dois primeiros livros do adrian mole (sue townsend), que são as minhas bíblias de bom humor, adoro .

 

 

 

 •

 

 

 

 

. o óleo da tresemmé, que faz um bem danado ao cabelo, protege-o dos secadores e placas e evita as pontas espigadas .

 

[aos meus olhos é um dos melhores que está no mercado e com uma óptima relação qualidade/preço. completamente fã já há uns anos]

 

 

 

  

 

 

  

 

 

. os champôs e máscaras de tresemmé com keratina .

 

[não são novidade neste cabelo, mas nunca é demais lembrar. uso-os já há uns anos, apesar de intercalar com outros champôs e máscaras, porque o meu cabelo é um vendido e gosta de variedade, mas gosta mais de uns do que de outros, estes mantêm-se no circuito que o meu cabelo gosta] 

   

 

 

 •

 

 

 

 . esta cozinha .

 

 

 

 •

 

 

 

  

. e a frase da semana

 

10
Fev16

39 - SEGREDOS QUE PARTILHO PORQUE ME APETECE


Mac

 

 

 

Cinco produtos que foram incluídos na minha vida, cada um por razões completamente diferentes, mas todas obviamente muito válidas: o Double Wear da Estée Lauder, a água micelar e a loção de limpeza para olhos da Garnier, o champô seco da Klorane e as cinco essências dos clássicos da Chanel.

 

 

A começar, a água micelar da Garnier, que estou a usar há cerca de um ano e veio revolucionar qualquer coisa sobre o que pensava dos produtos de supermercado. Até prova em contrário, continuo a achar que se pagamos mais pelos de perfumaria, por alguma razão é e não acredito que seja só uma questão de marketing e coisas como, ah é tudo igual, só pagamos a embalagem. Não, não é. Já experimentei produtos de beleza de supermercado que são um flop, mas também já me aconteceu o mesmo com alguns de perfumaria, no entanto como a frequência do flop é inferior nas perfumarias, pelo menos nas marcas que consumo, continuo a achar que valem a pena. Mas neste momento gosto imenso dos champôs e cremes da Tresemmé, dos vernizes da Essie e da água micelar e loção desmaquilhante para olhos da Garnier, todos à venda em supermercados. Usei durante muito tempo o bi-facil da Lancôme e o tónico facial da Estée Lauder, assim como o sabonete líquido desmaquilhante, e muito honestamente não os acho assim o supra-sumo da batata, nada que esta água micelar não faça, assim como o desmaquilhante para os olhos. Acima de tudo, gosto de desmaquilhantes para os olhos que não me arranquem as pestanas e que em duas pernadas tirem o rímel, coisa que este da Garnier faz tão bem quanto o bi-facil. Continuo fã do bi-facil, mas comparando preços, ganha o da Garnier. Quanto a tónicos, desmaquilhantes e tal, ao fim de um ano de uso contínuo desta água micelar, acho que a minha pele ganhou e precisa de menos esfoliações e máscaras de limpeza, portanto noto que está bem boa e bem oxigenada. Ganha então com muitos pontos, a água micelar da Garnier.

 

Para variar do BB da Missha, só porque gosto de variar, apesar do meu nível de contentamento estar em valores supra-elevados, tenho intercalado com a base da Estée Lauder, que cumpre muito bem na longa duração que promete, não é pesada (detesto a sensação de betume na cara) e tem um tom que adoro.

 

 

 

 

 

 

Quanto aos champôs secos, há cerca de três ou quatro anos, cheguei ao da Klorane e aos meus olhos, é o melhor sempre que me vejo em situações que o cabelo precisa de ter ar de lavado, mas está uma miséria. Comigo só serve para uma vez e apenas quando não tenho mesmo hipótese de tratar do cabelo, portanto serve para adiar uma lavagem e só. Desconfio que o uso continuo em cabeças sujas, não resulta, mas não posso confirmar porque não experimentei. Também é muito bom para estruturar penteados, mas com os cabelos lavados, porque dá um volume extra. E também resulta muito bem para levantar as raízes dos cabelos muitos finos, como o meu, que em dias húmidos têm uma tendência absurda para perder volume.  

 

 

 

 

 

  

E para terminar, uma ou duas gotas de uma das essências do top 5 da Chanel, porque é muito bom e isso basta-lhe. Adoro.

 

 

31
Mar14

649 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

Após o post dos champôs, têm-me perguntado qual é o champô que uso mais. Aquilo que escrevi é verdade, não me fixo em nenhum champô em particular, há um ou outro de que gosto mais por causa do cheiro, por exemplo, mas quanto a qualidade, muito honestamente, não os distingo, porque gosto mesmo de todos, acho que me dão resultados semelhantes e lá está, tão bons são os de supermercado, como os de cabeleireiro. Depois para o meu cabelo, numa semana é o xpto que está no top e o deixa como gosto, mas na semana seguinte já poderá não ser, vai daí é melhor variar. Mas se há algum com uso mais frequente é o Orofluido. Mas pronto, deixo aqui a lista dos que estão a uso:

 

. Protecção de calor da Llongueras

. Orofluido

. Muito secos e danificados da Bioseivas

. Vitamino color da L'Oréal

. Moisture Repair da Moroccanoil  

. Brillant Bliss da Rituals

. Liso Keratina da Tresemmé

. Repair da Revlon

 

Quando começar a época balnear, exposições ao sol e isso, entram na rotação o Exposição solar da Bioseivas e o Solar sublime da L'Oréal e eventualmente mais algum em que tasque os olhos e ache que sim, que pode fazer parte do circo.

 

Agora, e o agora é há duas semanas, estou muito voltada para os Bioseivas, principalmente o específico para cabelos muito secos, porque ainda não o acho completamente recuperado do desastre veeeeerde.

 

Quanto a máscaras, tento qualquer coisa usar a da mesma gama do champô, não tendo, uso uma qualquer, mas prefiro as que têm keratina e específicas para cabelos muito secos, descolorados/pintados e isso. O mesmo se passa com os óleos.

 

 

[e não, ele já não está naquele comprimento ali de cima, porque me fartei dele assim. era demasiado cabelo para uma mulher]

30
Jan13

50 - A MINHA BARRIGA, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

  

 

 

 

 

Nunca mudei a cor do meu cabelo, só lhe fiz umas nuances, quando me apareceram uns cabelos brancos, coisa pouca, mas uns feios, muito mais grossos do que o resto da cabeleira e espetados. E brrrrrilhaantes. Feios. Ainda andei no avançado método da pinça, até que me fartei e resolvi disfarçar a coisa, fazendo umas madeixas. Queria uma coisa leve e que pouco contrastasse com o meu cabelo, tinha pânico de ficar uma Cruella de Ville, vai daí que em vez de optar por tintas, fiz uma descoloração sobre a minha cor natural. Resulta muito bem porque fica tom sobre tom, mas isto acho que só dá com cabelos castanhos claros e loiros. E também pouco mudei de penteado, vá, já há uns anos, eliminei a franja e depois foi corte direito, mais comprimento, menos comprimento. Mas agora, por exemplo, apetecia-me dar uma arejada e ficar ruiva. Vou ali pensar. Espero que isto me passe depressa. Ai mas não era a isto que eu vinha, eu vinha divagar sobre o preto nas roupas e que de Inverno gosto imenso, mas que às tantas me farto e isso, mas perdeu-se a oportunidade. Olha, há coisas mais elevadas.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D