Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

08
Jul20

307 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z7814 última bolacha do pacote.JPG

 

 

o meu marido está em teletrabalho intermitente, esta semana não fica em casa, para a semana volta a ficar . esta semana ainda não houve uma única entrega de compras online . devia fazer apostas a dinheiro . o mais velho acabou os exames e foi ao barbeiro, não cortou quase nada o cabelo e continua cabeludo, portanto . entrou em férias, mas ao contrário do que eu esperava, não achou que o vírus se tinha finado e, para já, continua com juízo . ainda não quero dar vivas, mas parece-me que lavei bem o cérebro dos meus rapazes com as medidas de higiene contra o vírus porco . baldei-me à ginástica, acordei com o entusiasmo de uma lagarta  . as lagartas não me parecem bichos entusiasmados com a vida . sinto-me com cerca de 109 anos, mais coisa, menos coisa . arranjei as alças de dois vestidos que nunca usei porque eram tão grandes que ficava com um decote gigante, mas na altura em que decidi que os trazia, assumi o compromisso de os arranjar e foi assim que me deixei comprá-los . passaram-se 3 anos e agora posso estrear os vestidos . tenho arranjado imensas coisas nesta casa, que se arrastavam em adiamentos sucessivos e esquecimentos também . até arranjei uma pêra em loiça que o pedro partiu há 7 anos, portanto com um ano, colei os cacos todos, enchi as fissuras com massa e pintei . vou acabar esta coisa do covid numa perfeição de meter nojo . alguma ironia haverá nesta porcaria toda . 

 

 

22
Jun20

304 - A desconfinada perfeita(mente desesperada)


Mac

IMG_6563.JPG

 

IMG_6578.JPG

 

IMG_6561.JPG

 

 

começou o verão e com ele a última semana de aulas . parece-me que vai ser a semana mais longa dos últimos tempos, mas uma semana a terminar com o melhor dos fins à vista, as tão desejadas férias grandes .

entretanto soube que não estou, nem estive infectada, o que na realidade não é bom, nem mau, é só uma informação sem interesse.

 

 

IMG_6633.JPG

 

IMG_6636.JPG

 

 

no sábado fomos à esplanada, já não se nota nada que sou uma pessoa obcecada com a desinfecção e isso, até consigo parecer descontraída e tudo . depois almoçámos na rua amarela e a coisa também correu bem, mas escolhemos uma esplanada com menos passagem de pessoas e menos abafada pelas barreiras de acrílico . gostei tanto que agora quero lá ir jantar, acho que é capaz de ser mais giro estar ali com as luzes acesas,  menos calor e sem ver tão bem as pessoas .  

 

 

IMG_6626.JPG

 

IMG_6627.JPG

 

IMG_6612.JPG

 

 

no domingo fomos até ao jardim zoológico . não me agradou muito que a maior parte das pessoas andasse sem máscara . até poderiam andar, mas se fizessem um esforço para manter alguma distância quando nos cruzamos . não fazem . e eu saí dali com vontade de fazer o que o meu adolescente faz quando as pessoas se aproximam muito dele: tosse bastante e com alma .

 

vou começar a tossir quando a distância entre mim e os outros for curta . 

 

 

IMG_6856.JPG

 

IMG_6741 p.jpg

 

IMG_6774.JPG

 

IMG_6798 p.jpg

 

18
Jun20

303 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z7811 confuso.JPG

 

 

 

mudei os elásticos às mangas de dois vestidos, porque me apertavam os braços e magoavam-me . aquilo é para fazer assim um efeito de manga balão, não me parece que seja para encher a manga com braços garrotados . encomendei tecido para fazer uma toalha de mesa, porque não havia nada que gostasse muito e se encaixasse na minha estética actual . o tecido chegou há bocado e estou em cólicas para começar a toalha . os avós vêm cá almoçar no sábado, portanto tenho um dia para fazer a toalha e lavá-la . fui ali acima fazer o teste serológico do covid, a câmara quer testar toda a gente do concelho porque parece que a população de cascais tem um grau de imunidade acima da média . tenho a certeza que fui ao centro de análises errado, mas a culpa foi do waze que me identificou quatro sítios pela morada que a câmara municipal me enviou por sms . como já estava atrasada fui ao que me deu mais jeito . ninguém tinha o meu nome, mas foram simpáticos, fizeram-me uma nova ficha e tiraram-me sangue . parece que isto serve para ver se já estivemos infectados, se estamos, ou nem pó, mas não previne nada, nem resolve grande coisa . mesmo que já tivéssemos estado infectados, ao que me foi dito hoje, afinal também não nos garante grande coisa, porque isso também não é sinal de imunidade . eu cá gosto de saber de mim e dos meus e se houve, ou há, um bicho estranho nos nossos organismos,  portanto quero saber . parece que afinal a população do concelho não pode ser imune a uma coisa que se desconhece se há ou não imunidade . vim de lá baralhadíssima e sem um bocado de sangue . tive notícias aterradoras da escola, se calhar o próximo ano lectivo vai ser nestes moldes com uma mistura de idas à escola . não é que me tenha passado, mas disse à professora que não sou a pessoa mais indicada para ensinar os meus filhos . 

eu só quero ser mãe deles, é isso que eu quero, e estava muito bem assim . não consigo ser professora, professora de inglês, de educação física, de trabalhos manuais, desenho, pintura, futebol, culinária, gestão da casa, de condução e o diabo a quatro .

despeço-me

15
Jun20

302 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z768 bom dia.jpg

 

 

a minha esplanada reabriu e este mega fim-de-semana prolongado soube-me pela vida .

 

a casa voltou a ser minha . um dia durante a quarentena disse que ainda ia ter saudades daqueles tempos . e tive, estes dias deram-me outra vez aquela liberdade criativa em casa, aproveitei e lavei as cadeiras da cozinha que estavam um nojo . não melhoraram, mas cheiram bem . já precisavam de entregar a alma ao criador, mas ainda não encontrei nada que me encha as medidas e satisfaça uma série de critérios . não volto a pôr ali cadeiras forradas, muito menos em branco, e só de madeira acho tristonhas . se calhar em madeira pintada de branco, mas não podem ser muito modernas, nem muito rococó . não está fácil . no meu mundo ideal, mandava forrar de novo as que tenho, mas as mãos dos meus filhos, os calções dos treinos e os de praia, mostram-me que não é boa ideia . os meninos lavam as mãos antes de ir para a mesa, pois lavam, a mãe deles ensinou-lhes isso, mas ainda não os consegui convencer a entrar em casa e ir a correr tomar um duche, vêm esganados de fome, ora dos treinos, ora da praia e sentam-se à mesa como chegam . não há milagres e não há cadeiras forradas a tecido branco limpas e imaculadas . também já os apanhei a limpar uma mão suja que outra às cadeiras, ai céus e a mãe a ver as cadeiras a ser assassinadas todos os dias, um bocadinho aqui, outro ali .

 

 

2020-06-12.jpg

 

também tive sentimentos mesquinhos, pequeninos e egoístas, apesar de defensora do nosso mega turismo, dos trolleys na calçada portuguesa, dos turistas e das esplanadas a abarrotar . confesso que estes dias me têm sabido pela vida, as ruas desertas, as esplanadas também e a vila só nossa . e o silêncio das ruas . não fosse a factura tão elevada . um destes dias também me canso .

 

estou para os turistas como estou para a liberdade criativa em casa, preciso deles em certas doses, nem muito, nem pouco, fico no assim-assim .

 

09
Jun20

301 - A desconfinada perfeita(mente desesperada)


Mac

03.JPG

 

 

no sábado fomos dar um lero, mas a coisa resvalou quando o empregado que nos serviu resolveu cuspir para o passeio da esplanada . não sei precisar se foi no perímetro da esplanada, se para fora, nem quero saber, só me interessa que cuspiu . e se eu era uma desconfinada pouco descontraída, mas esforçada, agora regredi quase até à estaca zero . acho que foi o excesso de descontracção dos outros, como se o vírus tivesse desaparecido com o fim do confinamento . não desapareceu . 

 

 

IMG_5738.JPG

 

 

foi a minha vez de esbugalhar os olhos para o meu marido, não é que seja uma pessoa que guarde as coisas até às calendas, mas pronto . também lhe sorri . não sei por que é que me disse para eu não dizer que tenho sempre razão . fui, novamente, criar raízes à frente das montras da loja das meias . em silêncio . 

 

2020.06.06.jpg

 

 por outro lado, há também um mundo de pessoas que cumpre todas as regras . decidi que não vou desconfinar tanto como queria . 

 

 

IMG_5769.JPG

 

 

hoje de manhã fui para o centro de cascais e só aos sítios que conheço bem . já me habituei a desinfectar as mãos, pôr a máscara, entrar na loja, voltar a desinfectar as mãos, ver as coisas, não mexer, a não ser estritamente necessário e voltar a desinfectar depois de mexer . a coisa só não foi muito pacífica quando resolvi ir provar vestidos, não fui capaz de me fechar no provador com máscara e ainda ter de me descalçar, então tive de trazer mais dois vestidos naquela de experimentar à vontade . depois lembrei-me que primeiro é preciso lavar os vestidos, ora se os lavar, já não os posso trocar . fiquei um bocado aborrecida . passou-me quando provei os vestidos . isto de ter problemas com provadores e roupa que não está lavada poderá ser um problema, ou não .

 

não sei se as pessoas vão sair melhores disto tudo, duvido, mas para já estão substancialmente mais simpáticas . eu incluída .

 

05
Jun20

300 - A desconfinada perfeita(mente desesperada)


Mac

z138 tenham paciência interessante b.JPG

 

 

a câmara de cascais está a testar toda a população do concelho e os testes serológicos para esta família já estão marcados . quando nos inscrevi estava super animada, agora divido-me entre a curiosidade e a decepção antecipada . sei lá eu já o que afinal quero saber .

ando com falta de séries, quer dizer, apetecia-me ver mais coisas, então além do expanse, the last kingdom e ana com a, atirei-me ao império romano . vamos na terceira temporada . ao fim de uma data de anos, a agripina não mudou de vestido uma única vez, juro . tenho vontade de rever a série para reparar se as outras também nunca mudaram de vestido . isto é coisa para modificar para sempre todo o meu imaginário sobre a antiga roma . já agora, acabei a rainha do sul e vi o versace . apreciação: vêem-se, ninguém morre por isso, mas também ninguém fica com mais vida .

para a semana o pedro só tem aulas na segunda e terça-feira, depois é um tirinho até às férias grandes . por outro lado não tenho a mais ténue ideia de como vai ser o próximo ano escolar . se for obrigatório o uso de máscara, não sei como vou convencer o pedro a usar uma . das poucas vezes que saiu aguentou a máscara cinco minutos, neste momento é impensável ir com ele a superfícies fechadas . estou a pensar arranjar umas com focinhos de animais à escolha dele, talvez assim a coisa resulte .

o meu ginásio reabriu e eu ainda não pus lá os pés . agora ir ao ginásio implica fazer marcação, as aulas estão condicionadas a um x número de pessoas e à partida parece-me complicado . vou continuar com o treino em casa, acompanhada  à distância pela minha treinadora . 

 

este fim-de-semana vamos desconfinar mais um bocado, amanhã vou buscar uma das minhas tias para almoçar connosco e no domingo vamos a casa dos avós . tenho algum receio, mas neste momento pesa-me muito mais a solidão dos meus mais velhos .

 

02
Jun20

299 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z4077 ninja.jpg

 

 

 

se alguma coisa de positivo este confinamento me tem dado é pôr tudo em ordem nesta casa, principalmente aquelas coisas que nunca me apetece fazer, ora porque são chatas e sem interesse aparente, ora porque achava que precisava chamar alguém - mas experimentei e consegui fazer - ora porque é preciso comprar uma micro peça que se esquece sempre . e vão ficando adiadas . parece que  afinal só precisavam de um tempo assim para de uma vez por todas ficarem feitas .

então deitei mãos aos mini enguiços e fui buscar uma mini rede para a torneira da cozinha, que sem aquela rede nos dava banhos descomunais, era só a pessoa se distrair e zás banho da cabeça aos pés . andámos nisto aí uns 4 meses, que vergonha, era só comprar aquilo e enroscar na torneira, não há ciência nenhuma . também injectei produto contra o bicho da madeira nos pés de um louceiro, acho que não se justifica alancar com ele para o expurgo, nem sei se neste momento está a funcionar, sei que fiz um filme de terror em que os bichos me comiam os pés da frente do louceiro e as porcelanas vinham-me lá de cima parar todas ao chão escaqueirando-se em pedaços mil . mexi-me logo e injectei aquilo até à inconsciência . também prendi duas estantes à parede com uns "L" em ferro, lembrei-me que em caso de sismo podiam ser muito perigosas . estamos em 2020, os meus pensamentos mais tenebrosos não são assim tão irrealistas, isso era dantes, agora a minha cabeça já está mais ou menos alinhada com os acontecimentos do mundo . agora se houver um sismo aquelas duas estantes já não nos esborracham, só nos despejam cinquenta toneladas de livros em cima . fico mais descansada assim . finalmente passei cera impermeabilizante na mesa de cabeceira do pedro, que pintei no início do confinamento, há 2 meses, portanto . tapei os buracos todos que estavam atrás dos quadros, resultado de mudança de ideias quanto ao sítio a pendurar os ditos . e tingi de preto roupa preta que estava com mau aspecto . acho que não me estou a esquecer de nada .   

 

esta casa está quase em ordem, qualquer dia até se arruma sozinha . desarrumar já tenho a certeza que consegue 

 

01
Jun20

298 - A desconfinada perfeita(mente desesperada)


Mac

02 alcool gel.jpg

 

 

no sábado fomos tomar café à esplanada ao pé da praia da rainha . portei-me bem, até acho que não se notou que estava cheia de ganas de desinfectar tudo . tive só um momento de fraqueza, foi quando o empregado se afastou e eu dei uma ligeira desinfectadela no copo por onde o pedro ia beber água . também desinfectei a garrafa . mas depois fiquei quieta .  ninguém viu, a não ser o meu marido que esbugalhou os olhos . o meu marido tem uns olhos lindos, aproveitei a ocasião para lho voltar a dizer e ele deixou de esbugalhar os olhos, o que me deixou mais à vontade para fazer o que bem me apetecia . depois disse-me que achava as minhas malas pequenas, fiquei espantada e ele explicou que são pequenas para a quantidade de coisas que eu acho que tenho de lá trazer agora .

 

 

IMG_5501.JPG

 

depois apreciei as vistas e reparei que as pessoas que iam para a praia, primeiro ficavam paradas a olhar o areal para confirmar se havia lugar na praia e só depois desciam . na praia não havia ninguém demasiado próximo e as distâncias entre guarda-sóis pareceram-me dentro daquilo que é seguro .

 

IMG_5484.JPG

 

quando saímos dali demorei-me de uma forma pornográfica nas montras da loja das meias, apesar das malas expostas serem muito pequenas . parece-me que a minha mensagem chegou ao destinatário . 

 

IMG_5517.JPG

 

 

no domingo fomos almoçar fora e não desinfectei nada no restaurante a não ser as minhas mãos . fui muito forte . não interessa nada que seja um dos sítios em que confio e que durante o confinamento me trouxe sushi, naquele fim-de-semana crítico em que me recusei a cozinhar por saturação . 

 

 

2020-05-31.jpg

 

 

ainda não é liberdade, mas há uma sensação de liberdade aos bocados que não é nada má . até usei brincos

 

 

IMG_5627.JPG

 

 

29
Mai20

297 - A mãe perfeita(mente desesperada)


Mac

z1000010 cansada.JPG

 

 


a direcção geral de saúde ainda não encontrou uma explicação para a taxa de infectados em lisboa e vale do tejo continuar alta e não acompanhar os valores baixos do resto do país . eu cá sugiro que vão ao continente do cascais shopping e têm aí a explicação . nada que agradecer, uma criada ao vosso serviço, desde que o serviço não seja pesado, nem inclua passar a ferro.

 

ando cansada, outra vez, pensava eu que com o regresso de sodona só me restava dondocar por aí, apanhar sol e jogar ao fugir do corona . pois que não, agora estamos em época de estudo intensivo a um mês do final do ano . então como se já não bastassem os trabalhos forçados de uma mãe ao serviço da escola, mas que até reclama pouco, porque o meu interesse é acima de tudo o óptimo rendimento escolar dos meus pimpolhos, agora vejo-me a praticar exercícios, simulações e a fazer trabalhos, que quase que juro ninguém me preparou para isto . e agora é a gincana doida até ao fim do ano, apesar da matéria estar em dia, mas vamos lá fazer loucuras e trabalhar que nem malucos . 

 há uma coisa que sempre soube e não foi o corona que me deu a luz: não tenho jeito para ensinar e sofro de falta de paciência . mas sou boa mãe . sempre dei por muito bem empregues todas as mensalidades em prol do ensino dos meus meninos, do seu divertimento, desporto e tudo, tudo, tudo, porque da minha parte só queria ser mãe deles . não descobri agora que os professores estão dotados de enormes capacidades de pachorra acima da média, já sabia e agradecia-lhes todos os anos mais um ano de paciência, bom ensino e tudo . como já disse, a mim cabia-me ser mãe e as coisas estavam muito bem assim . 

é verdade que por outro lado sempre adorei as férias deles e nunca tive pressa do regresso às aulas, porque não tinha de os ensinar . em férias ficava só com a parte boa da infância dos meus filhos .

 

a escola dava-me duas alegrias, uma quando lá ia deixar os meus filhos adorados, outra quando os ia buscar

 

de resto está tudo benzinho, há saúdinha, vem aí o fim-de-semana, está bom tempo e eu sinto-me cheia de coragem para simular uma vida normal sem medo do cão, do vírus, das pessoas, ou lá o que é, mas sempre alerta . beijinhos 

 

26
Mai20

296 - A dona-de-casa perfeita(mente desesperada)


Mac

03 bolo.JPG

 

 

 

nesta casa é que se vive o verdadeiro, e peculiar, estado de calamidade . há muito tempo que por aqui já se deixava o calçado da rua à entrada e não se andava em casa com esse calçado, apesar de esporadicamente acontecerem umas fugas e aparecer calçado no corredor (filhos) . entrada essa situada no r/c desta casa, sapateira essa, uma coisa construída de forma a existir mas a não ser percebida por estranhos, mas ali instalada para as pessoas se descalçarem e não circularem em casa com o calçado da rua . agora chega-me o covid e mudei a entrada de casa para a cave, porque ali posso ter um mini centro de desinfecção logo à porta, coisa que na entrada do r/c me ia estragar a decoração com a cómoda de avó querida e mais umas coisas que não se compadecem com a estética do frasco de álcool gel e o balde com lixívia e a respectiva esfregona . ora instalou-se o bordel na entrada da cave porque os rapazes vão ali largando calçado - eu também, mas eu posso porque sou a alma feminina da casa, tenho variações de humor, mudo de ideias e tenho umas hormonas diferentes das deles - e não há uma prateleira, uma porta, sei lá, uma qualquer barreira que me tape aquela calamidade das vistas . o raio do vírus até nas decorações das casas se veio meter .  isto é coisa para me trazer alterada .

 

 

2020-05-26.jpg

 

no domingo resolvemos que já era tempo de ir tomar o café da manhã a uma esplanada, e fomos . estive o tempo todo num autentico destrabelhamento de nervos, ora porque o empregado pegou na garrafa de água, ora porque pegou no copo, ora porque depois pegou no dinheiro, ora porque eu devia ter levado uns toalhetes para desinfectar tudo e não me lembrei . tenho de me reeducar e acreditar que aquela pessoa lava tanto as mãos como eu, que ele mais do que eu, está a correr riscos e também toma medidas e se quero sair é para descontrair, não é este desassossego . estou uma lírica e passei a reparar em coisas que eram naturais e passaram a significar formas de contágio . é que ainda por cima há as formas comprovadas de contágio e as que eu descobri . as que eu descobri são um mundo . por pensamento, é uma delas, outra é por imaginação . até tenho a certeza que já fui contagiada, não tive os sintomas piores e agora estou imune, mas à cautela, sou pessoa estranha e capaz de apanhar doenças únicas, quatro e cinco vezes . por exemplo, desde que no outro dia fui à secção da fruta do supermercado tenho tido dores de garganta . não é sempre, é quando me lembro das pessoas em cima de mim a escolher cenouras e salsa . 

 

ora o covid, entre outras coisas, leva-nos a uma espécie de velhice antecipada, as pessoas apuraram-se no melhor e no pior que têm em si . os que já eram bons, melhores ficaram, os que não eram lá grandes coisas, piores ficaram . nada que não aconteça à medida que envelhecemos . não acredito que os velhinhos beras foram bons jovens, assim como acredito piamente que os velhinhos mais queridos sempre foram boas pessoas .

 

o meu marido já foi cortar o cabelo, mas os míúdos não foram, achei por bem ser eu a cortar-lhes o cabelo . por acaso estava a gostar de ter os beatles em casa, mas pronto . devia ter começado pelo zé, mas comecei pelo pedro e decididamente, é melhor escolher outro hobby . o zé disse que agora gosta do cabelo bem grande e já não o quis cortar .

 

tenho falta de fé na higiene dos outros, os miúdos têm falta de fé no meu jeito para cortar cabelos . o universo encontra sempre um certo equilíbrio . 

 

dúvidas: assumo que isto não é temporário e invisto numa sapateira na cave? (pergunto eu para mim)

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D