Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

15
Mar13

50 - DIZ QUE SIM


Mac

 

 

 

Ando a rever a Modern Family, adoro o Phil Dunphy e o Cam. Já foi a primeira temporada e agora vou novamente na segunda. Tenho esta mania de rever séries. Acho piada, o que fazer. Adorei rever os Friends, reparar em coisas que nunca reparo à primeira visualização, constatar como mudam, tanto os actores, como os personagens. Pronto, acho giro, é um exercício como outro qualquer. Como também ando a rever a primeira temporada do Game of Thrones, neste caso mais para ter a memória bem fresca agora para a segunda temporada. Como já revi até à inconsciência o Senhor dos Anéis, o Scrubs e tantos outros. Por isso é que acabo por comprar algumas séries e filmes, a verdade é que a box não aguenta e volta e meia desata-me a apagar coisas, mesmo protegidas e tudo. Como também já enfiei uns barretes, com o Joey, por exemplo, para mim normalmente as séries resultado de outra série não resultam, talvez seja porque os personagens retirados de um determinado contexto, deixam de funcionar, foi o caso do Joey que foi retirado dos Friends, sozinho sem o Chandler e aquela envolvente toda, não resultou. Como também me acontece gostar tanto de um personagem, ou cola-lo tanto aquele actor que depois acho sempre que já não faz nada de jeito. Ou achar que este ou aquele só sabem fazer de si mesmo, o George Clooney, por exemplo, só sabe fazer de George Clooney, de tal maneira que nem percebo qual é o espanto com o homem, bom com o homem ainda entendo, agora com o actor não mesmo. E acho sempre que a Sarah Jessica Parker só sabe fazer de Carrie, a Lisa Kudrow de Phoebe e a Courteney Cox de Monica, que não gostei minimamente de ver no Cougar Town, por exemplo. É isso, colo alguns actores aquele personagem e nunca mais lhes acho piada em mais nada. Muito provavelmente será assim com o Ty Burrell e o Eric Stonestreet, até lá, aproveito e adoro de paixão o Phil e o Cam.

08
Mar13

354 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

 

Amazon ai lave iu.

 

 

[e não, não é prenda do Dia da Mulher. não alinho em jantares mimimi, prendinhas fofofo, nem escapadinhas rororo, ou flores lilili. o Dia da Mulher assinala-se, mas não se festeja. digo eu]

25
Fev13

230 - A SÉRIO!!??


Mac

 

Ontem estava a zapar e fui parar à Clínica Privada. Já gostei qualquer coisa, mas também estava a amamentar, portanto não estava em mim, e como bebé mais lindo era pessoinha para me exigir de duas em duas horas, eu entrei em modo ameba e para ali estava a dar de mamar e a ver séries. No meu estado ameba amamentadora, fazer uso das gravações da box, era uma coisa demasiado à frente, então via o que passava, muita Clínica Privada, Anatomia de Grey, Glee e depois os que gosto mesmo, Família Muito Moderna, Raising Hope e The Middle. Bom, dizia eu que ontem passei os olhos na Clínica Privada e pensei olha que saudades do ano passado, deixa cá ver um bocadinho e vai que a não sei quantas, a que se droga e é cirurgiã, teve um bebé que estava condenado. E mostraram o bebé com a cabeça deformada, já foi mau, mas como se não bastasse, vamos lá torturar os incautos e vai de mostrar o bebé no bloco operatório e a extracção dos órgãos para doação. Mostraram tudo. Eu sei que não era um bebé real, mas era como se fosse.

 

Juro que não percebo este tipo de violência psicológica gratuita. Qual era a mensagem mesmo? Não é que para tudo seja necessária a existência de uma mensagem, mas calhando, ao menos percebia a lógica. Acho muito a sério que deveria existir um controlo qualquer, ou um aviso (onde foi parar o uso da bolinha?) e assim já sabia ao que ia. Fico pior que estragada com este tipo de cenas. Vão mas é bardacoiso.

16
Fev13

388 - LAI LAI LAI


Mac

 

Hoje à tarde começámos a ver The River. Gosto destas tardes de orgias cinematográficas alapada ao sofá. Bom, adiante, quanto a The River acho-o um bocado a atirar para o Lost, que amei de paixão, mas com a diferença que o Lost é uma treta, mas uma boa treta, The River é uma treta, mas a treta. Mas pronto, ainda só vi dois episódios, se bem que com as séries ou me prendo logo no primeiro episódio e temos amor, ou então dificilmente a coisa se pega à minha pessoa fofa. Vamos a ver. Precisava era de toneladas de 30 Rock, mas esta é das tais que gosto tanto, que nem lhe dou tempo de acumular na box.

29
Jan13

44 - DIZ QUE SIM


Mac

 

Há imenso tempo que não via nada de séries e novelas brasileiras, por nada, olha, porque já me falta o tempo, só isso. Por exemplo, agora estou a rever O Senhor dos Anéis, antes do Hobbit, se bem que o Hobbit é anterior, mas isso não interessa, e segue-se nova revisão a Game of Thrones, porque já lá vai um tempo e antes da próxima temporada, quero ter a memória muito fresca, a par do 30 Rock, tão bom, e Pan Am, enfim há melhor, e Continuum, enquanto definho pela última de Downton Abbey

 

Isto para dizer que estou a gostar imenso da série brasileira A Mulher Invisível. Olha, mas bom mesmo era reporem o Sai de Baixo, isso é que era, gentxi.

08
Nov12

317 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

 

Vejo quase tudo quanto é séries, vinda do Rome, que amei e não lhes perdoo apenas duas temporadas, passei pelo Spartacus, de que gostei qualquer coisa, apesar de dispensar aquela quantidade de papas de sarrabulho e actores demasiado musculados em ginásio, ainda o adorado Friends que já lhe repeti as dez temporadas, pois que estava farta do Weeds e Californication e deitava pelos olhos todos os CSI, Clínicas Privadas, House e a da outra que é médica, dá título à série, mas é uma apagada do catano. Para descomprimir das séries bisturi/hospitais/todos enrolados ao molho, vi o Scrubs, que é do melhor. Fartei-me do Weeds, que até achei alguma piada até meio, apesar de achar a mulher uma badalhoca da quinta casa, pronto, espremendo muito a coisa, aos meus olhos aquilo é sobre uma dona de casa bastante preguiçosa que para alimentar a família e seus vícios, até aceitei que traficasse droga, abstendo-me de tudo quanto possa condenar, já na última temporada, além de badalhoca, criminosa, aprostiturizada e sempre a chupar coisas, perdeu-se a tal coisa da família, afinal era só uma mãe que punha os filhos em perigo, sem se perceber muito bem qual o objectivo daquilo tudo. Olha e que tal vender compotas e bijutaria, não? Se calhar não. Agoniei com o Californication, perdi a pachorra para o Hank Moody com aquele ar de quem cheira mal da boca todos os dias, aquela mulher, ex-mulher, ou lá o que é, que tem sempre os olhos de quem vai desmaiar, a filha feia e gorda, o amigo careca e tarado, a mulher do careca, a badalhoca e o cão, o gato e tudo, que eu acho que precisavam era de tomar banho. Detestei a do miúdo que vê coisas através de números, uma canseira, sem fio condutor e algoritmos, números e mais números com um pai enlouquecido atrás daquilo tudo. Amei Game of Thrones, Mad Men, Raising Hope, The Middle, Modern Family, The Pacific, Lost, Band of Brothers, etc, etc, etc. Não me interessei pelo que vê coisas nos olhos, ou era nos lábios das pessoas? Lie qualquer coisa, fartei-me também das Donas de Casa Desesperadas assassinas, problemáticas, enredadas, enredosas e cansativas. Achei How I Met Your Mother muito na fórmula de Friends, mas sem aquele andamento, e Parenthood uma família de chaaatos, tão chatos, chatos, chatos, aborrecidos. 

 

Agora amo de enfiada o Downton Abbey, e muito a Violet Crawley Mrs. Patmore. Sim, aqui gravamos tudo e quando uma série já vai praí na segunda ou terceira temporada, então vemos tudo de enfiada, um por dia, ou se der, dois, coisas de gente que não aguenta a espera de um episódio por semana. Só que estamos quase a apanhar o episódio que irá passar, e nos entremeios o que vou eu ver?

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D