Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

13
Nov18

31 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_9399-001.JPG

 

 

 

A mesma saia do outro dia e as mesmas cores, mas com outras peças, porque adoro combinar encarnado com cinzento.

 

E se já gostava de usar cintos em calças, por cima de camisolas a realçar a cintura ou só a compor, agora estou a gostar cada vez mais de usar cintos por cima de casacos e blazers. Gosto muito de cintos, porque tenho a convicção de que um cinto nunca arruína um conjunto e valoriza-o imenso.

 

 

 

IMG_9385-001.JPG

 

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

13
Nov18

17 - Às vezes gosto do Outono [mas morro de saudades do Verão todos os dias]


Mac

IMG_9534.JPG

 

 

IMG_9544.JPG

 

 

 

Para o jantar deste domingo de S. Martinho,  resolvi decorar a mesa com um centro com uvas e alcachofras. Não é a primeira vez que faço esta combinação e gosto sempre do resultado, esta ficou diferente da outra que mostrei aqui, porque variei no tipo de uvas, o que dá logo outro aspecto ao arranjo. O outro ficou com um ar mais fresco de Primavera, este ficou mais de Outono com tons mais escuros.

 

 

 

IMG_9531.JPG

 

 

IMG_9521 (1).JPG

 

 

 

Usei uma terrina antiga e enchi-a com uvas verdadeiras e falsas, alcachofras, folhas de pano, abóboras falsas e parte das castanhas que não assei.

 

 

 

IMG_9537.JPG

 

 

IMG_9553.JPG

 

 

 

Depois foi só pôr a mesa com um serviço branco, uns copos bordeaux para realçar o bordeaux das uvas e espalhar velas. Desta vez usei dois caminhos de mesa porque queria que os copos das velas  ficassem mais realçados sobre a madeira da mesa.

 

 

 

IMG_9568.JPG

 

 

IMG_9575.JPG

 

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

12
Nov18

30 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_9298-001.JPG

 

 

 

Mais dois conjuntos (e mais haverá) com aquele camisolão, naquela base que considero ideal em termos de conforto, ou seja com uma saia de malha e ténis.

 

 

81.jpg

 

 

Bem, não são bem dois conjuntos, é mais um conjunto em que mudei os acessórios e com um usei ténis e para o outro foi só mudar para uns botins e pôr um cinto, para lhe dar outro aspecto.

 

 

 

82.jpg

 

 

.

Já disse milhares de vezes, adoro roupas versáteis, estas que lhes basta mudar os acessórios e até parecem outra roupa.

 

 

 

IMG_9354-001.JPG

 

 

 

Continuo portanto na fórmula camisolão + saia + ténis ou botins, ainda sem casacos, mas que é o que me apetece, aquece o que é necessário e é mega prática.

 

 

83.jpg

 

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

08
Nov18

29 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_8966-002.JPG

 

 

 

fardas que nunca me cansarão, uma delas é a das calças de pele com camisolões e sapatos ou ténis. Já agora as calças em pele são excelentes para o tempo mais frio e fantásticas para os dias de chuva.

 

 

78.jpg

 

 

E fora as calças, resolvi dar uma oportunidade a peças que visto pouquíssimo porque estão no sector das más compras que vão ficando, sabe-se lá porquê. A começar pela camisola que já foi comprada assim com borbotos, na altura, há dois anos, achei-lhe piada, mas a verdade é que acabo por a usar pouco por isso, porque tem borbotos, e os sapatos que já tiveram uma vida e se calhar ainda vão ter outra. Já foram azuis e passaram a pretos, agora estou a pensar mandar-lhes cortar o salto, não sei se é possível, a verdade é que são altíssimos e estão no departamento do que não me dá bom andar, é que ou se anda como deve ser de saltos, ou e então é melhor estar quietinha. Não sei andar com estes saltos de 10 cm. Não sei, ando para cair e tenho sempre mais vontade de os descalçar do que calçar.

 

 

IMG_8985-002.JPG

 

 

 

Mas no geral acho que o conjunto resulta.

 

 

 

IMG_5680.JPG

 

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

08
Nov18

109 - Já fui feliz aqui


Mac

IMG_9174.JPG

 

 

 

Eu não sei quanto a vocês, mas quanto a mim, se já há decorações de Natal por todo o lado e as rádios já passam All I want for Christmas is Youuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, uhuuuuuuuuuuuuuuu babyyyyyyyyyyyyyyyy, plim, plim, plim, então já se pode fazer Aletria. Não é que precise de autorização, mas de uma certa forma preciso de um marco, um partida-largada (lagarta!)-fugida, uma permissão, porque gosto de me incluir em movimentos, aquela coisa de ser uma pessoa do contra e original já não me diz muito. 

 

A Aletria é daqueles doces que só faço antes do Natal porque estou desejando que o Natal chegue e é uma forma de entrar na onda, e no Natal. Não sei porquê, passa o Natal e nunca mais faço Aletria até ao Novembro seguinte em que lá vou eu entrar no espírito da canela, ovos e coisas bastante calóricas.

 

Adiante, não era a isto que vinha. 

 

Então a Aletria, assim como o Arroz Doce, implica saber fazer desenhos giros com canela. Foi o que me meteram na cabeça quando era criança. Diziam-me que só se podia comer quando a avó acabasse os desenhos. A avó demorava imenso tempo a fazer desenhos com canela, primeiro porque precisava que a Aletria arrefecesse, depois tinha de mandar buscar a canela, quase sempre ia um de nós, o que andava mais em cima da Aletria, ou dois ou três, cada um com uma moeda na mão, depois davam-nos um pacote de papel com ar, mas ganhávamos a moeda, e só depois a avó começava a fazer os desenhos, geralmente só acabava quase à hora do chá de dia 24. Começava por pôr um bocado de canela entre o polegar e o indicador e ia percorrendo as travessas e desenhava passarinhos, bolinhas e corações. 

 

Eu nunca tive o jeito da minha avó para fazer desenhos, portanto resolvi que também serve fazer stencil com canela. Marco o centro do prato com um palito e vou colocando o molde e polvilhando com canela o desenho que quero que fique no doce. Não ficam como os da minha avó, mas os meus filhos gostam.

 

 

 

IMG_9175.JPG

 

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

07
Nov18

28 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_9055-001.JPG

 

 

 

Dou-me bem com este tipo de conjuntos em que basta uma saia de malha com um camisolão (este é de caxemira do Inverno passado e veio da Zara), umas botas ou botins, e eventualmente um cinto, agora sempre este, porque quando gosto de uma peça, uso-a até à exaustão com tudo e tudo.

 

Este tipo de conjuntos são acima de tudo muito confortáveis, e são o que me basta para estas temperaturas.

 

 

80.jpg

 

 

As botas com este tipo de salto também são uma boa opção de conforto e para mim resultam bem também em estética. Estas são do ano passado, mas já as vi este ano na Stradivarus.

 

  

 

IMG_9038-001.JPG

 

 

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

07
Nov18

225 - Os meus problemas, o tira-verniz, a vida, o nirvana e eu


Mac

Deixem-me que vos diga o que é desilusão amorosa. Desilusão amorosa é esta pessoa parar de propósito num determinado supermercado para comprar o melhor tira-verniz do mundo e não haver. Perguntar por ele e dizerem-lhe com uma cara lavada (ao menos isso) que nem sabem do que a pessoa fala. Brincalhões. Meteram-se com a pessoa errada, meteram-se com a pessoa que fotografa os filhos desde o dia em que eles nasceram, as gracinhas, os babanços e os desastres, as flores, as nuvens e os pássaros. A pessoa tem provas que o tira-verniz existiu, pode já não existir, mas ainda tenho um frasco comigo. É verdade tinha 4 frascos que vieram ter comigo há 10 meses, quando gosto muito de um produto, faço isso, tenho de ter comigo quantidades razoáveis de coisas, dá-me segurança e fé na humanidade, isto são muitos anos a virar frangos, cansadinha de amar um produto e dizerem-me de cara lavada (valha-lhes isso) ah foi descontinuado. Pois. Até pode ser descontinuado, jurarem que esta pessoa tem delírios e visões, mas a pessoa é prevenida e tem provas. Então como não tiro assim tanto o verniz como isso, os frascos duraram-me 10 meses, vendo bem tirei muito verniz. Não interessa. Reparei entretanto que devia ir lá amiúde, trouxe orquídeas baratíssimas, chocolates com recheio de massapão - o que é aquilo, pedações de céu? - trouxe velas e fitas para o Natal, e legumes. Gostei muito dos legumes deles. Por acaso hoje o meu adolescente acompanhou-me porque fomos a uma consulta de otorrino, e vai e diz-me assim, mãe preciso de comprar porcarias, então comprámos batatas fritas, umas caixas gigantes de gomas e bolachas. Não são para mim, que eu nem vejo estas coisas, quanto mais come-las, cruz credo, canhoto, canhoto, estou em abstinência para o Natal, ah mas quando o Natal chegar, vai ser ver-me a comer Bolo Rei, Filhoses, Sonhos e Coscorões. Bem, também trouxe um tira-verniz comum, agora lavo bem lavado o frasco da esponja, aquele em que a pessoa enfia os dedos à vez e tira o verniz na paz dos anjos, lavo aquilo e encho com o líquido que comprei. Resta-me rezar que o líquido seja tão bom como o que vinha no frasco da esponja, é que aquilo não é só o sistema da esponja que é supimpa, há milhares de marcas a fazer igual, é o líquido senhoras, aquilo é um líquido que a pessoa mergulha a unha pintada e sem esforço o verniz derrete-se, desaparece.

 

A minha vida é só problemas. Só. 

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

06
Nov18

27 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_9099_02-001.jpg

 

   

 

Quando estas botas vieram morar comigo achei que as iria combinar com branco e creme, e combinei e gostei, mas no dia em que as juntei a cinza escuro, nunca mais quis outra coisa. 

 

 

79_01.jpg

 

 

Também aproveitei e, ainda na senda dos camisolões sem casacos por cima, finalmente consegui dar uso a esta camisola que comprei há dois anos, adorei-a, mas tinha entrado para aquele segmento do "visto-a com o quêeeee?".

 

 

IMG_9095-001.JPG

 

 

E parecendo que não, apesar dos saltos das botas, esta roupa é bem confortável e quente q.b.

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

06
Nov18

224 - A minha gravidez (tardia), os filhos, a vida, o nirvana e eu


Mac

Gravidez Pedro_01.jpg

 [durante o Verão de 2011, na manhã em que entrei para a maternidade e na maternidade]

 

 

 

  

Tenho recebido bastantes mensagens com perguntas sobre a gravidez do Pedro. Muito honestamente não abordei o assunto mais cedo, porque não tenho grande coisa a dizer, espero não desiludir ninguém, mas a minha experiência de uma gravidez aos 45 anos não é nada do outro mundo e foi bem mais tranquila do que a anterior e bem mais pacífica do que já assisti em miúdas de vinte e poucos anos. Acho que por isso mesmo, porque era bem mais velha.

 

Bom, eu tive o Pedro com 45 anos e passada uma semana fiz 46, portanto tinha mais 46 anos do que 45 e foi uma das melhores experiências da minha vida. É uma maternidade muito mais tranquila, mais madura, com menos medos e quase sem comparação, porque a idade é completamente fora do comum. Acima de tudo porque na idade em que o tive algumas das minhas amigas e primas já tinham sido avós, os meus sobrinhos mais velhos já tinham acabado a faculdade e já estavam a trabalhar, agora alguns estão para casar, enfim, todas as mulheres que me rodeiam já estavam noutra fase da vida e isto acaba por ser outro patamar, mas é um patamar fantástico, tanto para ele que é o mais novo da primalhada toda, como para mim, que regressei às fraldas e biberons quando não era suposto, pelo menos como mãe.

 

A gravidez foi do mais tranquilo que se pode imaginar, mas também não era o meu primeiro filho, já sabia ao que ia, não havia grandes novidades, nem surpresas, mas também tenho noção que tenho muito boas gravidezes, enjoo pouco, não tenho grandes manias - a não ser umas birras que não contam para nada, nem interessa falar sobre elas - não ponho muito peso, não faço retenção de líquidos, não tenho a tensão arterial desregulada, só não durmo grande coisa, tenho uma azia levada da breca, uma ciática do demo e umas cãibras de bradar aos céus, nada que qualquer grávida de 20 não tenha, portanto mesmo aos 45 anos, a gravidez foi muito tranquila tanto fisicamente como emocionalmente e psicologicamente. 

 

Como qualquer grávida fiz todas as consultas, análises, ecografias e tudo, excepto a amniocentese. Foi uma opção nossa, os indicadores estavam bons, portanto optámos por não a fazer, mas esta é uma opção muito pessoal, eu tenho as minhas convicções e faço as minhas escolhas, esta foi uma delas.

 

Só posso falar da minha experiência, mas acredito que uma gravidez tardia é muito positiva e tranquila porque nós somos mais maduras, encaramos a vida de uma forma mais pacífica, temos menos medos e receios, temos mais estabilidade emocional e psicológica, e a auto-confiança ajuda muito a que tudo corra muito melhor.

 

O pós parto é que foi a minha grande surpresa, porque estava convencida que já que a gravidez era idêntica, o após também seria e não foi. Foi bem melhor, bem mais tranquilo, sem pânicos, sem aquela coisa de não saber o que fazer à frente de um mini ser, mas também era o segundo filho, portanto seria estranho se tivesse medos, mas no geral foi mais pacífico e com muito mais domínio em todas as situações, desde a amamentação, aos sonos trocados, às sestas, birras e choros. 

 

Agora. Agora tenho a idade de algumas avós dos amigos dele e a maior parte das mães têm idade para ser minhas filhas, mas isso não é um factor importante na socialização dele, nem eu acho isso assim tão estranho, é peculiar (e é sempre um bom tema de conversa), mas a verdade é que na minha família há tios mais novos do que os sobrinhos, tenho primas direitas que já são bisavós e isto tudo porque as gerações anteriores se encarregaram de ter aos 9 e 12 filhos, e quando os mais novos nasceram, os irmãos mais velhos já tinham filhos. Vendo bem, não é nada de especial e ainda vim dar mais um empurrãozinho para baralhar mais um bocadinho as gerações que já estavam baralhadas q. b. 

 

Penso muitas vezes na idade que terei quando o Pedro entrar para a faculdade, depois quando ele casar e tiver filhos. Vou ser muito velha, é incontornável, mas até lá, muitas vindimas se farão.

 

Uma gravidez tardia tem tudo para ser uma excelente experiência, portanto nada de receios, a medicina está muito avançada e nós também. Se voltasse atrás repetia tudo outra vez, sem hesitar, com ciática, azia e birras também.

 

 

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

05
Nov18

26 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

IMG_8755-001.JPG

 

 

 

Botas em cetim, calças de veludo e camisolão? Se me dissessem que um dia iria combinar estas 3 peças, não ia acreditar. E não só as combinei como ainda por cima gostei do resultado. Tenho de começar a fazer apostas

 de conjugações de roupa mais improváveis, estou muita forte nisto, sou mulher para ganhar tudo.

 

 

 

75.jpg

 

IMG_8748-002.JPG

 

 

 

Para mim nesta época do ano ainda não está frio suficiente para vestir casacos compridos, por isso opto muito por camisolões e casacos de malha bem grossa que adoro ver com quase tudo.

 

 

76.jpg

 

 

Geralmente uso-os como segunda camada porque como são muito quentes, muitas vezes são demais e preciso de os tirar.

 

 

 

IMG_9006-001.JPG

 

 

77 (1).jpg

 

 

E tem sido assim, ainda não visto casacos, blusões e abafos em geral e ando na ilusão que estes casacos e camisolões não me dão assim um ar tão invernoso, e o frio a sério ainda demora.

 

 

 

IMG_9005-001.JPG

 

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D