Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

02
Fev12

147 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

 

Admito que sou completamente fundamentalista em relação à higiene dos meus filhos, enquanto estão na fase das esterilizações. Ora se temos de esterilizar as chupetas e biberões, quando os há, enquanto eles são muito pequeninos, não admito cá beijinhos nas mãos, não admito que lhes mexam a seu belo prazer e não há cá grandes proximidades. E que digam que sou tarada, é para o lado que durmo melhor. A verdade é que se eles adoecerem, e o bebé já teve uma bronquiolite, quem se vê nas amarelas somos nós, não é o simpático transmissor, esse vai à sua vidinha espalhar mais umas coisas. Quem os vê a sofrer, somos nós, quem vara noites, somos nós, quem faz piscinas para o pediatra, somos nós, quem vai à farmácia a meio da noite, somos nós, quem faz nebulizações e leva a ginásticas respiratórias e tudo e mais alguma coisa, somos nós, não é o carinhoso dos beijinhos, o afagador que não lavou as mãos e o catarroso que não desvia a cara. É que para uns terem um nano segundo de gozo, as mães vêem-se nas amarelas durante semanas. 

 

Ah e tal os bebés precisam de ganhar imunidades, não, não precisam, enquanto são muito pequeninos, precisam de ser protegidos porque o sistema imunitário deles é muito frágil.

 

Por isso, não me venham cá dar beijinhos nas mãos dos bebés, que se as põem na boca, é a mesmíssima coisa do que lhes tascar um xoxo, aliás, não lhes peguem sequer nas mãos e não me venham para o pé deles constipados, com tosses e afins, porque eu digo, sou antipática, anti social e tudo, tudo, tudo, mas defendo a saúde deles acima de tudo. E estando saudaveizinhos, só com as mãos muito lavadinhas e ponto.

 

A verdade é que aguentei o Mac Kid sem absolutamente nada até aos onze meses, ah pois.

 

 

Portanto, sou uma mãe Michael Jackson, na parte das higienes, diga-se, não lhes tasco com uma máscara na cara e não os ponho numa bolha de oxigénio, mas faço o que está ao meu alcance para não os ver doentes, se a única forma das pessoas perceberem que não se mexe em bebés pequenos, é quando se lhes diz, digo-o. Simples.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D