Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

19
Mar21

333 - As roupas do confinamento, as do desconfinamento aos pinguinhos, o meu saco de crochet, a vida, o nirvana e eu


Mac

283

 

Roupas que experimentei e ainda não levei à rua, mas tenciono levar um destes dias, roupas que usei para ir buscar o Pedro à escola, porque sair de pijama não é a minha onda, nem da maior parte das mulheres, para meu grande alívio, que já estava a ver que ou entrava na onda, ou ia ser sempre a ave rara deslocada, como aquelas pessoas que aparecem no jantar de Natal da empresa com vestido até aos pés e tiara na cabeça (inventei, acho que nunca aconteceu).

 

Comecei com ganga dos pés à cabeça, coisa que até há uns dois anos atrás seria impensável, do mais foleiro que há, um tiro no pé e isso, mas que de há uns tempos para cá, é possível e gostamos imenso (eu e eu). Tenho esta camisa desde os meus 17 anos, portanto há 38 anos, deve ser a peça mais antiga do meu roupeiro e que apesar de não ter sido usada 38 anos consecutivos, por ali ficou sempre e continua a resistir. 

 

 

291

 

Depois substituí a camisa por uma camisola de riscas e um casaco branco.

 

284

 

A seguir achei que com a saia de polipele castanha, a camisa também funciona bem. Com e sem um agasalho, porque entrámos naquela época do ano em que ora está um frio de rachar, como de repente fica um calor que não se aguenta.

 

287

 

Também é aquela época do ano em que dá para misturar peças frescas com mais quentes, vai daí experimentei uma saia de Verão com botins e um camisolão. Como entretanto acabei um saco em crochet, que começou por ser pensado para guardar os trabalhos de tricot e crochet, mas afinal fica para levar para a praia, quis testar como ficaria com roupa sem ser de praia.

 

290

 

Mais um dia qualquer, ora com tempo de Verão, ora a fazer um frio de rachar.

 

286

288

 

Para terminar, ontem fui buscar o Pedro à escola assim, estava de leggings em casa e não tive paciência de mudar, só disfarcei a coisa com um casaco e um cinto.

 

289

E foi isto.

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D