Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

28
Mai19

253 - As salas de espera dos hospitais, a birra de sono, a vida , o nirvana e eu


Mac

z9087 doidos.JPG

 

 

 

Mais incomodativo do que as pessoas que espreitam a nosso leitura, mais incomodativo do que as que tossem para a geral, as que suspiram para a geral, as que bufam para a geral, as que iniciam mini comícios contra o atraso do medico, as que querem conversar porque ajuda a passar o tempo, não ajuda, garanto, há conversas que são morte lenta de neurónios, outras um suicídio em massa, já as conversas de hospital afianço sem margem de erro que põem muita gente doente dos nervos, e quando me dizem coisas assim com um ar cúmplice, ah a minha doença não se vê, eu acho por bem dizer que a minha também não e é das perigosas, depois vão-se embora do pé de mim, sois uns meninos, mais incomodativo do que as que não tomam banho e obrigam os outros a apneias de pré morte com alteração da coloração das unhas e falta de oxigenação cerebral, as que querem à viva força fazer um concurso de maleitas e trocar cromos clínicos, logo comigo, a pessoa cheia de vontade de socializar com estranhos em princípio doentes, a que a acrescentar a esta vontade indómita, tem medo de hospitais e do que possa apanhar por lá, ou ter de ficar lá, que fujo da ala pediátrica, a não ser que tenha de levar o meu benjamim, porque os miúdos não têm a menor noção e tossem-nos para a cara, aquela a que muitas conversas com estranhos doentes levaram a consultas desnecessárias de coisas que nunca me tinha lembrado na vida, mas que o estranho me relatou com sintomas sórdidos e eu claro, comecei logo a sentir tudo, porque sou uma pessoa que sente as coisas e tudo me leva mais a prevenir do que a remediar, a que apesar de hipocondríaca, encara aquilo tudo com uma veia de isto não é nada comigo, estão todos a cair aos bocados, eu vim cá só secar os meus derrames, e só, daqui não levo nada, pior do que tudo são estes parágrafos intermináveis e as pessoas impacientes que andam de um lado para o outro na sala de espera e invariavelmente quando estacionam em pé fazem-no com os seus rabos a milímetros da minha cara, a cara da tal pessoa que se foi sentar longe de toda a gente, mas pelos vistos na área dos impacientes. Seria esta a altura ideal para desatar a dizer que a minha doença não se vê, mas é perigosa, mas não, sou uma menina coisinha e fico calada com os rabos a milímetros da minha cara.

 

 

#tenhoímanparadoidos

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D