Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

20
Dez18

229 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z5080 compras amor à primeira vista_02.JPG

 

 

 

Estou muito forte nisto das compras de Natal organizadas, neste momento falta-me a couve portuguesa, porque a quero bem fresca para a consoada e tenho receio que me murche antes de ir parar à panela, e falta-me um presente que me esqueci, apesar de ter feito uma lista de todas as pessoas que quero presentear e dos presentes que quero atribuir. Faço listas para não falhar ninguém e para não fugir ao orçamento estabelecido, o que não quer dizer que não me esqueça de pessoas e/ou falhe o orçamento. Não interessa, faço listas. Não sei porquê não foi uma tarefa fácil e andei para instituir que este ano ninguém levava presentes, a não ser os meus filhos, mas tive receio que levassem a sério e depois eu também não recebia nada.

 

1º dia: Saí decidida a arrasar com a lista. Comprei uma écharpe e um conjunto de gorro e luvas, mas como achei tudo bem giro, comprei igual para mim. Pareceu-me que estava a fugir do orçamento que me estabeleci, mas também achei que era impressão minha. Segui para os brinquedos e comprei só para os mais novos. Quer dizer, também comprei um para o adolescente, mas como ele não o vai querer, fica para mim e para o meu marido. Fiquei enervadíssima com a perspectiva e se estivesse acompanhada de uma amiga aproveitava para ter uma crise e comprar qualquer coisa de impulso, mas como estava sozinha fui só beber um café.

 

2º dia: Comprei uma coisa para o amigo secreto do colégio do Pedro e outra para o outro amigo secreto e ainda uma outra para o amigo secreto das amigas. Comprei igual para mim, mas não vou usar no almoço com elas. Uso depois, se perceberem que era o meu presente, olha é porque a-do-ro o que dou. Para que estou eu com histórias? Logo que vejo quem recebeu o meu presente do amigo secreto digo que fui eu. Adoro o que ofereço, já disse? Passei na loja dos pijamas e camisas de dormir, pantufas e afins. Percebi que estava muito mal de roupa para dormir. Parei ali para verificar o meu orçamento. Continuo dentro do orçamento, porque os gastos comigo não estão contemplados na lista de Natal. Estou cansadíssima, o Natal arrasa-me com os nervos, ainda não percebi porque gosto dele. Fui para o supermercado tratar dos chocolates, chás, mantas, orquídeas e isso. As orquídeas não faziam parte da lista. As mantas também não. Não incluí livros e aqui os livros valem imenso a pena. Comprei livros.

 

3º Dia: Faltam-me todos os presentes. Parece que se multiplicam e isto não tem fim.  As pessoas, não os presentes. Tenho vontade de me atirar para o chão. As pessoas estão com um ar pouco simpático, como quem vai para uma batalha. Fui outra vez para o supermercado. Aqui as pessoas ainda são piores. Senti que ia privar alguém do último Bolo Rei da aldeia ou do bacalhau. Nunca se sabe. À cautela trouxe um Bolo Rei, mas ainda estamos longíssimo do Natal. Tivemos de comer o Bolo Rei. Não suporto o cheiro do bacalhau, tenho de o ir pôr lá fora. Maldita a hora em que mandei deitar abaixo o anexo do jardim. Agora tenho de pôr o bacalhau na varanda.

 

4º Dia: O bacalhau foi para casa da minha sogra. Fui comprar luzes e velas para a casa e aproveitei e comprei mais velas para oferecer. Qualquer dia sou conhecida pela tia das velas. É bem feita. Uma das minhas tias só nos dava meias e era conhecida como a tia das meias. 

 

Não conto mais, o Natal é uma angústia pegada, não me espanta nada que chegue a dia 24 e ache tudo o máximo, as luzinhas lindas, as pessoas maravilhosas, a casa espectacular, as comidas deliciosas, pudera é o corpo a estabilizar desta adrenalina toda.  

 

Não sei para que faço listas. Não é preciso falar de tristezas. No próximo Natal tenho de acrescentar ao orçamento uma verba para gastos de representação. Por nada, só porque acho que estas camadas de nervos não me podem trazer nada de bom.

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D