Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

23
Abr21

335 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z9191 sorrir palavrões

 

 

 

Acordei com ganas de fazer coisas.


Passei na grande superfície do bricolage e jardim para comprar uma cera catita para a nova mesa de trabalho do meu marido.

Chegou um espelho e estava partido, aquela coisa dos 7 anos de azar é para quem o partiu, não é? Para quem o recebe e ainda tem a chatice de tratar da troca, não há 7 anos de azar. Bem me parecia. Contava com o espelho para entusiasmar o meu marido numa pequena remodelação à casa-de-banho social. Agora vou ter de a remodelar sem o entusiasmo dele. Eu aguento.

Depois telefonei para a marcenaria/serração/carpintaria/tem-tudo-o-que-há-de-placas-de-madeira, para saber do tampo que mandei cortar para o meu marido ter uma grande surpresa, quando vir que apesar de ficar em teletrabalho até ao fim do ano, vai ficar em teletrabalho numa mesa gigante, onde até pode fazer legos e puzzles, tudo para não sentir claustrofobia existencial e isso. Não sente, mas pode vir a sentir e eu sou uma mulher que pensa à frente. Pois que a placa que escolhi não está em condições, diz que tenho de passar lá agora à tarde para escolher uma outra com aquela espessura.

Agora à tarde ia encerar a mesa que afinal não me entregam e depois ia ao supermercado, para amanhã tinha engatado pendurar o espelho com a ajuda do meu marido para fazer o buraco, não podemos arriscar ser eu, a parede é de mármore, ainda não há pasta que tape buracos no mármore, se calhar há, hei-de investigar.

 

Acordei com ganas de fazer coisas, mas o dia não está a cooperar.

 

 

19
Abr21

05 - O tricot, e o crochet, as minhas camisolas, os sacos também, e eu


Mac

IMG_1035

 

 

Não prometi, mas depois de alguns pedidos, cá vão as explicações necessárias para fazer um saco destes.

 

 

IMG_1010

 

Agulha de crochet nº 3.5

Alças em bambu: loja do chinês que está no espaço do antigo Vassoureiro (Alcabideche).

Fio Azurite 100% acrílico (Park dos Tecidos) nas cores: azul acinzentado, azul claro, rosa cerise, rosa claro, verde alface, amarelo e laranja.

 

Depois é só seguir a fotografia, penso que dá para ver bem, sabendo que se começa com 12 paus duplos (azul acinzentado), na segunda volta fazem-se por intervalo dois paus duplos e assim se mantém o esquema até à 5ª volta (laranja), onde passam a 3 paus duplos até ao final do trabalho. Tecem-se cinco quadrados e antes de unir para fazer o saco, passam-se a ferro com um pano a proteger a malha, para ficarem bem direitos.

Depois de coser o saco, fazem-se 5 voltas no topo em malha simples. Por fim, forra-se com pano cru, ou outro tecido encorpado, cosem-se as alças a este forro e volta-se a forrar, ou seja, fazemos um forro duplo e as alças ficam entre os dois forros.

 

 

IMG_1012

 

 

É muito fácil encontrar mais destes sacos no Pinterest, basta pesquisar, mas já agora deixo o álbum que tenho na minha área com mais ideias. 

 

16
Abr21

159 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo (*)


Mac

2021-04-16_fiz

 

d.JPG

muitos quadrados destes que vão acabar não numa colcha, mas num casaco para vestir no próximo inverno . ainda me falta metade, portanto ainda algum trabalho pela frente, mas a tempo do inverno 

 

 

f.JPG

2021-04-16_ trouxe_01

quem segue o blog ali na página do facebook sabe da minha procura por plantas falsas, que detesto por princípio, mas resolvem-me a necessidade de verdura onde as naturais não se dão . é o caso dos patamares das escadas da minha casa . depois de alguma busca, encontrei na vida xl estas palmeiras com um ar aceitável, falsas q.b. e giras q.b.

 

 

2021-04-16_ trouxe_02

 

um destes dias experimentei as francesinhas do lidl, quer dizer, cozinhei-as para eles, nesta boca nem o um micro pedacinho, e eles gostaram imenso . num outro dia encomendei o sushi do lovit, que já conheço como a palma das minhas mãos e papilas gustativas e não desiludiu, nem podia, fantástico como sempre (para quem não é da zona, dá para pedir através da uber eats, glovo e tais) 

 

 

2021-04-16_ trouxe 03

 

chega-se a esta altura do ano e sinto um cansaço extremo da minha cor lula, por outro lado odeio auto-bronzeadores puros, mas o mundo não está perdido, existem os auto-bronzeadores graduais, que são tudo em bom . porque como são graduais controlamos o tom de bronzeado e nunca há desastres de bronzeados estranhos, em zonas onde nunca ou pouco nos bronzeamos, manchas, buços,  etc., e ainda o melhor de tudo é que o tom é escolhido por nós, visto que basta parar de usar, ou fazer um intervalo, se não nos quisermos bronzear mais . para o corpo sou fã do da rituals, muito bom mesmo e para a cara adoro o serum self tan da lancaster, é muito fresco, deixa uma sensação óptima na pele e só dá um ligeiro bronzeado .

 

a minha máscara de pestanas é há muitos anos a hypnôse e nada nem nenhuma a consegue destronar, já experimentei outras igualmente boas, mas aos meus olhos e para as minhas pestanas, a hypnôse é A máscara . agora estou a usar a idôle que é fantástica, sem dúvida, mas que decididamente não substitui a hypnôse, é diferente e gosto dessa diferença . é muito capaz de ficar a fazer caixinha com a irmã hypnôse .

 

 

e_01.JPG

o falcão e o soldado de inverno (disney +), dead to me (netflix) que não gostei logo no primeiro episódio, nem no segundo, mas ao terceiro já estava agarrada ao ecrã. , negócio de família (netflix), space force (netflix), e comecei uma outra vida (netflix), mas ainda só vimos um episódio e estamos na dúvida se vale a pena ver o segundo . vi e amei perdidos no espaço (netflix), e finalmente the witcher (netflix) que tinha visto o primeiro episódio há carradas de meses, adormeci, que é sempre um bom critério de exclusão, mas agora resolvi que podia não ser aborrecimento, voltei a ver o primeiro episódio, não adormeci e vi tudo de enfiada, amei.

 

 

g.JPG

2021-04-16_ gostei_01

2021-04-16_ gostei_02

 

gostei de saias e de conjuntos com saias

 

 

 

(*) post escrito ao abrigo da minha liberdade de opção,
opinião, experiência, aquisição e isso

 

 

14
Abr21

337 - As camisas brancas, a Primavera, a vida, o nirvana e eu


Mac

295

 

Entretanto chegaram umas camisas brancas largueironas e grandalhonas (Stradivarius), que também dão para levar para a praia como túnica ou usar noutro registo a dar um nó à frente, e testei-as. Primeiro com uma saia preta e depois com umas calças brancas. Também experimentei a dar o tal nó à frente com uma saia de Verão e fica bem gira.

 

293

 

Com as calças usei a segunda roupa com ténis e resulta bem para um dia normal com idas à rua para ir buscar o Pedro, supermercado e mais um pouco daquilo que é possível fazer agora, tipo tomar um café na esplanada.

 

292

 

Num outro dia usei umas calças mais compridas com uma camisola de linha e uns sapatos abertos atrás. Experimentei sem cinto, com um cinto a imitar tartaruga e com um em pele entrançado e usei com o último, a versão da direita.

 

296

 

Depois queria muito estrear esta saia com palmeiras e experimentei-a com a camisola de linha, mas desatou a chover e achei que andar de alpercatas à chuva era capaz de ser blhaca, portanto fica mesmo para o bom tempo com um top e sem chuva. Também usei novamente o blazer branco, mas com estas calças de ganga bem largas com bolsos chapados à frente, e uma camisa de ganga. 

 

 

294

 

E ontem usei este vestido de algodão azul escuro assim.

 

Foi isto, portanto.

 

 

09
Abr21

297 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

z7914 desastres naturais portugal

 

 

Eu não tenho vergonha de ser portuguesa, mas neste momento tenho vergonha do nosso sistema judicial e de algumas pessoas. Também tenho vergonha de quem diz que tem vergonha de ser português. Tenho vergonha dos activistas, dos revoltados e agitadores de teclado. Vergonha das caridades e solidariedades que não passam do ecrã, das partilhas que não passam disso, de partilhas, e de pessoas no geral que não se mexem. Mas tenho muito orgulho em ser portuguesa, de pertencer a um povo que ajuda quando alguém precisa, é solidário e se mexe para dar um tecto, um mês de supermercado e enche um banco alimentar, um banco de sangue e engorda uma conta para um tratamento milionário. Tenho orgulho nesse povo, em ser portuguesa e ter nascido no melhor país no mundo, com gente muito boa. E uma vergonha imensa de quem diz que tem vergonha, se tem, vá-se embora, ou então mexa-se, faça parte, vá votar quando há eleições e mude o que há a mudar. Estou farta de treinadores de bancada, comentadores de teclado e políticos de ecrã.

 

08
Abr21

336 - O blazer branco, a Primavera, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_0490

 

 

Entretanto chegou a Primavera, o tempo está bonzinho, o confinamento está menos apertado, e já não quero ouvir falar de agasalhos, camisolas de gola alta e botas, muito menos de roupas de andar por casa, pantufas e afins.

 

 

IMG_0475

 

 

E é na Primavera que os meus blazers (ditos) de Verão saem à rua, porque no Verão propriamente dito já não os aguento.

 

 

IMG_0482

 

 

Também é nesta altura do ano que as minhas camisolas de riscas saem à rua, se não todos os anos, em quase todos, porque tenho uma predilecção, desde que me lembro de mim, por camisolas de riscas azuis e brancas. Há sempre uma novidade, ou a risca branca mais larga do que a azul, ou a azul mais larga do que a branca, ou iguais mas largas, ou iguais mas fininhas, é um mundo e eu tenho quase todo esse mundo nas quinhentas camisolas de riscas que tenho (às vezes tenho vergonha, mas é raro).

 

 

IMG_0476

 

 

E foi assim, o mesmo blazer em dois conjuntos diferentes.

 

 

IMG_0756

 

IMG_0768

 

 

05
Abr21

335 - A Páscoa, as flores, os coelhos, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_0698

 

 

De todas as mesas que gosto de pôr, as de Páscoa são as minhas preferidas. Como é a altura do ano em que há as flores mais bonitas para fazer arranjos, pelo menos as que gosto mais, é facílimo combinar os tons dos ranúnculos, frésias, túlipas e/ou peónias com serviços dentro dos mesmos tons, não necessariamente na mesma cor. Aos meus olhos, seja qual for a mistura que se faça, resulta sempre.

 

 

IMG_0707

 

 

De resto não há grande novidade, mais uma vez uma mistura de serviços, amêndoas e coelhos pela mesa.

 

 

IMG_0692

 

IMG_0696

 

IMG_0712

 

IMG_0701

 

IMG_0702

 

 

Para o almoço de Domingo de Páscoa experimentei uma toalha em vichy preto, voltei a misturar serviços, usei os guardanapos que fazem parte do conjunto com uma outra toalha em cambraia, e para variar qualquer coisa, pus as amêndoas numas chávenas antigas, todas desirmanadas, resultado de restos de serviços, que não dá para usar porque ou só há uma, ou um par, ou uma e um açucareiro, mas vieram das casas das minhas avós e acho-lhes alguma piada.

 

 

IMG_0589

 

IMG_0602

 

IMG_0632

 

IMG_0650

 

IMG_0659

 

IMG_0666

 

IMG_0667

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D