Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

15
Jan21

328 - A confinada perfeita(mente desesperada)


Mac

IMG_9023

 

 

Estas roupas foram de duas saídas na semana passada, uma foi para um almoço com o meu marido ali no Hotel Baía, a outra, quando fomos tomar café logo de manhã.

A partir de agora isto vai ser de pijama para baixo, quero lá saber das roupas popis, o máximo que vou fazer é enfiar um casaco em cima da roupa de casa, quando for buscar o Pedro, só para não ser demasiado mau. Ainda bem que estamos no Inverno. Vou aproveitar para desintoxicar a minha pele das maquilhagens , mas mantenho o rímel e o risco preto nos olhos, não vá alguém pensar que fui vacinada e me transmutei em osga, há mínimos. Estou uma pessoa muito diferente daquela que era no primeiro confinamento, logo para começar porque já não tenho fé na humanidade, estou farta disto tudo e é provável que esteja deprimida, não com uma verdadeira depressão, mas uma tristeza intermitente entre falta de vontade de comprar online, badalhoquice doméstica e até falta de cuidados próprios, e uma euforia associada a uma vontade louca de mudar coisas, como o meu cabelo e a cor dos guardanapos . Desta vez isto vai ser uma coisa deprimente, se vierem cá, estão avisados, não me responsabilizo por excesso de cafeína e vontade de andar o dia todo de pijama. 

 

Fica a recordação de outros dias. Adeus.

 

 

IMG_4033

 

IMG_4034

 

IMG_4038

 

15
Jan21

322 - O 1º dia do segundo confinamento, à espera de ter uma vida, o nirvana e eu


Mac

zz10 tricot _02

 

 

1º dia do segundo confinamento

 

não quero escrever um diário disto, mas quero também . não sei se algum dia quererei recordar isto, já sei ao que vou e a verdade é que raramente leio o passado do que escrevo, a não ser que precise de fazer um link a propósito de qualquer coisa num texto que estou a escrever . já sei ao que vou e estou indecisa quanto ao que quero manter e o que quero descartar . não me apetece grande coisa . pensava que o confinamento começava amanhã, tinha planos para hoje, queria passar nos armazéns para comprar um tecido para fazer umas coisas durante o confinamento, mas afinal já não dá, fica para depois . bem que sodona me disse , mas eu achei que só queria antecipar a coisa . achei melhor que ficasse também confinada, não quero entradas e saídas aqui em casa, já me basta o pedro na escola e o zé a fazer exames na faculdade . já fecharam várias turmas na escola do pedro, a dele agora tem 5 crianças, o resto está em casa em confinamento profilático, porque tiveram contacto com pessoas infectadas . estamos à espera do resultado destas crianças, se estiverem infectadas, o resto da turma vai para casa . estou farta dos apitos do whatsapp . serviços que fecharam, serviços que continuam online, mães a dar notícias de mais um infectado . fui ver o mapa de aulas de ginástica online, não é que tenha vontade de voltar a fazer ginástica em casa, mas espreitei uma aula e fiquei com vontade . a casa está uma paz . tenho até tempo para tricotar, mas não tenho vontade . vou beber outro café . passou-me a vontade de fazer ginástica . 

 

14
Jan21

321 - Até parece que gosto de obras, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_9135

 

 

A principal razão da obra na casa de banho do nosso quarto foi a falta de funcionalidade, a outra razão foi estética. Não é uma casa de banho muito grande, mas também não é pequena e ao longo dos anos começámos a acha-la pouco funcional. O espelho era pequeno e só tinha um lavatório, o que implicava não conseguirmos estar os dois ao mesmo tempo naquela zona, por exemplo quando eu me estou a maquilhar e ele a fazer a barba. Esta era uma das questões, outra era a quantidade de materiais diferentes que os construtores usaram num mesmo espaço. Ainda outra questão era a falta de arrumação e armários funcionais e adequados aos produtos. A maior parte dos frascos de perfumes, cremes e produtos de higiene e beleza são pequenos, portanto se os armários têm prateleiras, nunca vemos bem os que ficam para trás, assim como há um desperdício enorme de espaço se os armários são grandes e os produtos pequenos. Não tenho conta das vezes em que dei com este ou aquele creme que tinha ficado perdido lá para trás fora da vista. 

 

Nossa casa de banho2

 

Sou muito adepta das gavetas ao invés de portas com prateleiras, porque com as gavetas vemos sempre tudo, é mais fácil tirar qualquer produto e fica tudo mais organizado, dá inclusivamente para fazer armários mais profundos, porque com gavetas vemos sempre tudo. Foi o que também foi feito na lavandaria de forma a que se vejam sempre todos os produtos e não haver esquecimentos, e também na cozinha para as panelas e pratos de forno mais pesados. Essa é outra, com prateleiras, se o que guardamos mais atrás é pesado, evitamos o uso, ou se é mesmo necessário, implica esforço adicional.

Nossa casa de banho1

 

 

Portanto para termos uma casa de banho funcional e que servisse para os dois em simultâneo, mandámos fazer um armário à medida só com gavetas de tamanhos diferentes e onde coubesse tudo sem desperdício de espaço e o mais funcional possível. As gavetas pequenas ficaram para os produtos de maquilhagem, escovas e pentes, ganchos e o que mais calhou, as do meio para os secadores de cabelo, placas, boiões e frascos pequenos, as de baixo e maiores ficaram para o gel de banho e champôs, o papel higiénico e até o cesto da roupa suja. Nunca gostei de ver o cesto da roupa suja, nem outras coisas espalhadas pela casa de banho, além de pouco estéticas, também atrapalhavam a limpeza, portanto as últimas gavetas do armário foram pensadas para guardar todas estas coisas. Deixei em cima da bancada apenas as coisas de maior uso e que não iria ser prático ter guardadas em gavetas, e alguns perfumes porque gosto de os ver, adoro frascos de perfume e acho-os muito decorativos. Sobre o armário foi posta uma bancada com dois lavatórios no mesmo mármore de toda a casa de banho. O espaço do duche foi mantido, assim como a banheira, mas alterámos as torneiras.

 

casa de banho_01

Nossa casa de banho3

 

 

O espelho também foi substituído por um bem maior que ocupa a parede quase toda e os lavatórios foram calculados de forma a minimizar os salpicos no espelho, visto que não os queria grandes, nem profundos, não precisamos de lavatórios gigantes, porque só são usados para lavar os dentes e as mãos, ninguém toma ali banho.  Também mantivemos o toalheiro eléctrico, mas ainda falta instalar os toalheiros para as toalhas de mãos, bem pequenos, um para cada lado da bancada, mas ainda não chegaram. Também me falta decidir se ponho um tapete marroquino ao pé dos lavatórios, logo se vê.

 

Ficou francamente mais funcional.

 

IMG_3943

 

 

13
Jan21

327 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

z10004 irmãos caixote lixo.JPG

 

 

inscrevi-me naquela coisa para ir votar no domingo para as presidenciais . parece que há milhares que o fizeram também . espero não ter centenas à minha volta, a ideia era votar na paz sem multidões . comecei por fazer 30 almôndegas, agora faço 45 . está bem que dá para duas refeições, mas é um acréscimo de almôndegas bastante elevado . quando o prato assim o deixa faço sempre o dobro, é uma maneira de poupar na electricidade, no meu esforço e em mais não sei quê . também fiz puré de batata, mas só para mim, os miúdos odeiam puré de batata e o meu marido também não lhe é lá muito chegado . eu amo, é daquelas coisas que me faz regressar à infância num ápice . mas não grito à mesa, nem atiro almôndegas aos outros . os meus filhos também não, só gritam um com o outro . tu és estúpido . estúpido és tu . tu não és meu irmão . tu é que não és . e coisas assim . amam-se . amanhã vou comprar tintas para tingir tecidos, vou aproveitar o confinamento para tingir guardanapos brancos que já estão demasiado feios . também estou farta de guardanapos brancos, fico com uma dúzia e chega perfeitamente, o resto será alegremente colorido . ontem vimos death to 2020 (netflix), a-do-rei . e começámos bridgerton (netflix), ainda não decidi se quero ver de enfiada, se se vai vendo, ou se fico no segundo episódio . a minha encomenda de café já chegou, o mundo está salvo . pelo menos o meu .

 

13
Jan21

320 - O pré confinamento, resoluções, a vida, o nirvana e eu


Mac

01 2023.JPG

 

 

encomendei café e máscara hidratante para o cabelo, mas não foi do mesmo sítio . ninguém me apanha no confinamento sem um bom stock de café . também vou aproveitar para hidratar os cabelos até à inconsciência . esta semana já não fui ao ginásio e fui uma vez ao café, já não confio em ninguém . também já decidi que não vou acumular tarefas como fiz no outro confinamento . vou dedicar-me aos trabalhos dos miúdos, a algumas coisas da casa, mas não vou ser uma exagerada, até porque as gavetas ficaram todas arrumadas e sodona não me mostrou um grande apreço pelo meu esforço, ainda achou que lhe tinha andado a mexer em tudo e queixou-se dos detergentes e que faltavam panos e não sei quê . queria o quê? que limpasse com a língua? só vou fazer o básico, que nem sequer inclui fazer as camas todos os dias, portanto se a casa ficar porquérrima, a culpa é dela . lavo daí as minhas mãos . não me vou safar do ferro e das refeições, assim como da limpeza das casas de banho e cozinha, e ainda não arranjei uma solução para me esquivar a isto, isso sim, é preocupante . também não vou fazer ginástica, não gostei daquilo de estar à frente do ecrã e não ter pessoas reais ao meu lado a puxar por mim, quer dizer, no início achei o máximo, mas quando percebi que podia aldrabar a coisa sem espectadores e arranjar desculpas válidas como "não me apetece" ou "não consigo", sem remorsos e vergonha, foi tudo por água abaixo . pelas minhas contas, se o confinamento durar 1 mês, não é grave, aparecerá um pouco de barriga, mas nada que não elimine em sessões assassinas com gente a gritar comigo no ginásio depois do confinamento . as raízes do cabelo preocupam-me, tinha manutenção marcada para dia 12 de fevereiro, parece-me que tenho de acertar com o desconfinamento que é capaz de se dar lá para 15 . estou à espera de saber disso hoje . também conto ver filmes, tratar do jardim e pintar uma cómoda . já não peço muito, só que os meus planos se concretizem . claro que para o sucesso disto tudo, conto com a continuação da escola do pedro 

 

a experiência tem de servir para alguma coisa, logo a começar porque não estou naquele excitex do primeiro, não acho que tenho de forrar a casa de comida porque vem aí o apocalipse zombie, não acho o máximo ter de arrumar as gavetas todas para me ocupar ainda mais, e ainda não vi ninguém a açambarcar papel higiénico . tenho de me informar, se calhar agora andam a comprar todas as cotonetes do mundo, não sei, de uma certa forma estou um bocado desligada de algumas realidades .

 

posto isto, cálculo que será um confinamento mais leve e prazeroso . se não for mais prazeroso, será mais adulto .

 

12
Jan21

13 - Me, my mirror and I


Mac

271.jpg

 

 

Entretanto à frente do meu espelho têm passado agasalhos para o frio assassino que se faz sentir. Já houve - 10º C que me pareceram mais quentes do que estes 3º C agora , não sei o que me aconteceu. Sei que tem sido confortável voltar aos hoodies com casacos compridos e ténis, e também ajuda usar calças de lã. 

 

273.jpg

 

Também usei calças com botins e um casaco quente, mas nos últimos dias o registo tem sido o do conforto e ténis. Estou naquela fase do ano, depois do Natal e antes do Verão, que não me diz grande coisa e isso reflecte-se nas roupas.

 

274.jpg

 

272.jpg

 

Foi basicamente isto.

 

12
Jan21

326 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

zz10 dança interpretativa.JPG

 

 

Só posso achar graça às pessoas que são preconceituosas com as donas de casa, a maior parte delas, filhas de donas de casa. Na boca destas pessoas, as donas de casa não trabalham, aliás é recorrente, perfeitamente normal e socialmente aceitável que se diga a uma dona de casa "ah, mas eu trabalho", fazendo disso uma vantagem própria arrebatadora e caindo no pressuposto fácil e na dedução óbvia que a dona de casa não trabalha e só não trabalha, como também não faz nada, porque o que a dona de casa faz é menor, não conta, não existe, é só não fazer nada.

Obviamente que como em todos os empregos/trabalhos, uns fazem mais do que outros, há os que têm auxiliares para ajudar nas tarefas, há os que mandam e os que são mandados, há trabalho físico e mental, há os dois. Com as donas de casa não é diferente, mas há sempre trabalho. Há as que não esfregam o chão e têm quem o faça, mas também há as que esfregam o chão, o que não quer dizer que ambas não trabalhem.

Freud explicaria porque é que uma geração inteira de filhas de donas de casa, agora acha que as mães foram umas inúteis, porque quem não faz nada e não trabalha, em nada contribui para a família e para a sociedade, é uma inútil. Eu não consigo explicar.

 

11
Jan21

294 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

0000.JPG

[daqui]

 

 

 

Não, lamento imenso, nem imaginam o tamanho do meu lamento, mas não, desta vez não estamos todos no mesmo barco.

 

Voltamos ao confinamento, mas há os que cumpriram sempre tudo religiosamente, nunca mais estiveram com amigos, fizeram um Natal só com a família nuclear e lavam as mãos até à inconsciência, mantêm o distanciamento social e fazem tudo para acabar com esta coisa, se não acabar, tentar que não piore; há os que estiveram ou têm familiares nos cuidados intensivos e mais do que ninguém conhecem esta realidade; há os que mesmo sabendo que  faziam os outros correr perigo continuaram com as jantaradas com amigos, com os Natais em família alargada, não prescindiram das idas à praia em grupos, dos abraços e das fotografias nas redes sociais para mostrar ao mundo o quanto malucos são, isto é só uma gripezinha, nós somos os saudáveis, o resto do mundo que se aguente; há os que sabendo que estão infectados continuaram a fazer a sua vida, ou parte dela, mas não se isolaram como deviam; e há os que continuam a achar que isto são manobras para nos chiparem, transformar em ovelhas e sacar-nos o cérebro (longo revirar de olhos até à nuca e mais além).

 

Desta vez vamos ser ser confinados por causa dos que não abdicaram do Natal, dos abraços e dos amigos. Se calhar, não estaríamos outra vez nesta situação se todos tivessem cumprido, se todos tivessem levado isto a sério, digo-o por experiência própria, não custa assim tanto exigir que os outros fiquem a 2 metros de nós, custa qualquer coisa passar a vida de máscara, não custa lavar as mãos a cada acto, não custa não fazer jantares com os amigos, não custa não abraçar, custa não passar o Natal com a família, custa ter um familiar nos cuidados intensivos, custa ficar doente, custa ter medo. Entre o que custa e não custa, faz-se bem. Mas devia custar ser inconsciente, egoísta, individualista e estúpido, tem de custar, espero que custe, principalmente espero que custe ter plena consciência que não se contribuiu em nada para uma melhoria desta situação, mas apenas para o pobre, triste e solitário umbigo, e atirar com mais uns para os cuidados intensivos.

 

Desta vez não vou achar a menor graça aos queixumes de falta de liberdade de quem sei que nunca a perdeu. Fiquem a fazer bolos, a achar o confinamento uma chatice, a aturarem-se uns aos outros, a amaldiçoar a net que não chega para nada, a lamentar as raízes do cabelo a crescer, a falta de tinta no cérebro e as unhas de gel a cair.

 

Vão-se lixar.

 

Não estamos todos no mesmo barco, nem pensar.


(Se eu mandasse, punha os incrédulos e os das teorias da conspiração a trabalhar nos hospitais, já que são ininfectáveis e podem circular em grupos sem máscaras, mas pronto, assim é o que se sabe. Porcaria dos brandos costumes, das palmadinhas nas costas, deste nacional porreirismo que já mete nojo).

 

 

11
Jan21

319 - O fim-de-semana, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_9098.JPG

 

 

 

arrumámos o natal, estudei com o pedro (que as escolas não fechem, que as escolas não fechem, que as escolas não fechem), vimos dois filmes infantis e um para gente crescida, o comboio para lisboa (amei) repartido em duas noites, estamos uns fracos, eu adormeço, não é que os filmes me dêem sono, é a vida que às vezes me atropela . não cozinhei, nem fiz bolos, scones ou o que fosse, mas fiz lanches de café com leite e carcaças com manteiga, o meu preferido, sem hesitações . calcei ténis e arrumei os saltos altos, pelo menos por dois dias . tudo simples, trivial, repetido, sem fotografias com amigos para mostrar, sem fotografias de jantares ali ou acolá, saídas para fora, porque não as há, há tantos meses, que quase lhes perco a conta . há de mesas decoradas em casa, do natal em casa, do jardim de casa, das idas ao café ao fundo da rua . sem amigos, sem família alargada, sem gente próxima . e agora novamente confinados . estou francamente chateada com muita gente .

 

 

2021-01-08.jpg

 

 

10
Jan21

318 - A birra de sono de domingo, a vida, o nirvana e eu


Mac

0000 cancelar 2021.JPG

 

 

Estamos a uma unha negra de um novo confinamento e eu não me espanto nada que sejamos novamente confinados, mas abstenho-me de comentar depois de ter visto publicações de Natais em família alargada, alegria em grupos por isto e aquilo - até a fazer pouco dos que não se juntam em grupos - sem máscaras, muitaaaa corajosos, foliões e gozões. Até hoje estava convencida que coragem era saltar de pára-quedas. Agora por causa dos gozões ramboieiros do vírus, é o que se sabe. Imensos likes em fotos cheias de gente. Paletes.

 

Há um presidente que não é bem, bem, um presidente como aqueles que nos ensinaram na escola que são presidentes, que agora a dez dias de deixar de ser presidente lhe cortaram o pio. Já vi gente mais valente, mas pronto, fica bem no retrato e faz de conta que ficamos todos de boca aberta com tamanha coragem e punho pela democracia contra a incitação da violência. Ca corajosos! Uau, que coragem! Temos homens! Um poucochinho tarde, não? É melhor calar-me, daqui a nada sou eu que sou silenciada.

 

E ao longo destes anos tenho recebido mensagens esquisitas (há muita loucura por aí por tratar e internar, amordaçar e medicar, é o que vos digo), mas há dias recebi esta. A sério? Calculo que quer o meu NIB para me financiar os disparates, é isso, boa amiga? Juro, às vezes tenho pena de mim, não foi para isto que estudei tanto. Agora fazem-me tanta falta as pestanas, o que se poupava em rímel.

 

0000 mens.JPG

 

Admiro profundamente o compromisso que algumas pessoas assumiram com a sua loucura, não o compreendo, mas têm a minha admiração.

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D