Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

23
Abr20

281 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

43º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

desconfio que vou começar a contar esta porcaria em semanas, isto em dias parece a contagem de um presidiário . dá qualquer coisa como 6 semanas, é mais leve .

 

e o que é que eu fiz hoje? coisas novas, não se vê logo?

fiz ginástica contrariada mas com um objectivo preciso, quando acabei senti-me super bem, mas isto não é o mesmo que ir ao ginásio, mesmo não sendo a maior das socializáveis, gosto imenso daquela mecânica das aulas, gosto do ginásio e das caras conhecidas . sei lá agora quando volto . começo a perder a paciência para mim . fiz trabalhos com o pedro e uma coisa muito gira com tinta dimensional (1 colher de farinha + 1 colher de sal + corante alimentar ou um pouco de tinta ou guache + 1 bocadinho de água, mistura-se tudo, a criança pinta e leva-se o desenho ao microondas durante 20 s) . falei com duas amigas e noto que estou com uma gritante falta de assunto . encomendei estrelícias para plantar no jardim e verniz branco . para a semana é bem capaz de parecer natal nesta casa . vou fazer uma coisa nova para o jantar na expectativa que os meus rapazes adorem, não vai acontecer, mas agora escolho as minhas ilusões e encontro uma certa felicidade nelas . ligaram-me do ginásio para saber se queria pagar a mensalidade de maio, eu querer pagar nunca quero, mas agora é muito importante que cada um faça a sua parte e se todos mantivermos um pouco isto e aquilo, o embate não é tão grande . disse que sim . olhei para a pilha de roupa para passar e não tive vontade de a encarar, optei antes por comer umas bolachas escondida na cozinha . tenho a certeza que quando ninguém vê, as calorias não contam .

 

ponto alto do dia, ponto baixo, balanço: quero cá saber, já não há

 

 

23
Abr20

281 - As nossas refeições, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

 

Nem sempre precisamos de flores para fazer um centro de mesa, fica igualmente giro usar frutas e legumes com ou sem velas, as possibilidades são ilimitadas. Já usei ananases com a rama pintada, uvas brancas com alcachofras e Ranunculusuvas pretas com alcachofrasabóboras com Próteas, laranjas e pinhas, abóboras e perassó citrinosromãs e maçãsalfaces e formas de pudinspêssegos e folhas de nespereira, garrafas com plantas,  e muito honestamente gostei sempre do resultado.

 

 

 

 

Ontem chegou a encomenda da mercearia e quando a estava a arrumar achei que ficava engraçado fazer um centro com tomate e limões para a mesa de jantar. Pus tudo numa tábua de cozinha comprida e juntei uns raminhos de hortelã que fui buscar ao jardim.

 

 

 

 

 

 

Para a refeição fiz um creme de tomate e uns hamburguers (para eles com queijo) com batatas fritas, cenoura cozida com alho e uma salada de alface com hortelã.

 

 

 

 

 

 

 

 

E para sobremesa morangos super doces sem mais.

 

 

 

 

E estivemos muito bem.

 

 

- outros arranjos de flores, aqui

- mais decoração de mesas, aqui

- festas, aqui

 

22
Abr20

83 - Da bipolaridade de cada um, só cada um sabe


Mac

 

42º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

 

continuo a dividir-me entre a alegria de sair para as compras de coisas essenciais à vida nesta casa e o desejo doido de voltar para casa . ao fim de tanto tempo, uma saída por semana, se tanto, é uma alegria enorme, que se desvanece logo quando dou de caras com as ruas anormalmente vazias, em que as poucas pessoas que se vêem estão maioritariamente de máscara, e há contingências para tudo e tudo . nada é normal . fui deixar a lista de compras à mercearia, entrei no carro desinfectei-me toda, qualquer dia estou viciada em álcool, juro . depois passei no centro paroquial e trouxe 3 máscaras por pessoa desta casa, que é o máximo que vendem por semana, entrei no carro e voltei a desinfectar-me . depois como vi que o pingo doce não tinha ninguém à porta, fiquei a pensar se ia e o verniz das minhas unhas ia à vida com mais uma desinfecção com álcool, ou borrifava para o verniz . não resisti a fazer uma perninha e fui buscar lasanhas, chocolates e fiambre . e sempre que estou no supermercado, ou na padaria, divido-me entre trazer logo mais, para não ter de sair tão cedo, ou trazer pouco, porque quanto mais trouxer, mais tenho de desinfectar . cheguei a casa e desinfectei tudo com lixívia e deitei fora toas as embalagens desnecessárias . lá fora já estou uma pró no esquema do faz qualquer coisa, desinfecta as mãos/luvas com álcool, não toca jamais em tempo algum na máscara, mesmo que aqueles cabelos fujões amarrados num rabo-de-cavalo me caminhem para a testa . ninguém imagina o exercício de contenção que tenho de fazer para não atirar com as mãos para a testa e depois as comichões no nariz e eu ali a resistir sem tocar na máscara . também já estou muito boa na entrada em casa, tenho o esquema todo montado desde o balde com lixívia e a esfregona para passar logo os ténis, que a seguir descalço e ali ficam, depois a roupa que vai logo para a máquina e et cetera .

 

e é isto: vontade de sair, mas também vontade de não estar ali, comprar muito e estar horas a desinfectar tudo, ou pouco e ter de sair mais vezes,  ter vontade de sair arranjadinha, mas só vestir roupas matrafonas que vão logo para a máquina a 60º C . e isto agora é esporádico e feito por uma pessoa,  eu, daqui a uns tempos será diário e pelas quatro pessoas desta casa .

 

tenho saudades de coisas que nunca sonhei . até do que não gostava

 

 vou pintar as unhas

 

21
Abr20

280 - A birra de sono, os outros, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

41º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

hoje apetecia-me tanto treinar como comer à dentada limões com casca . mas treinei porque pensei no vestido que vem a caminho . devia ter ido a correr à mercearia para entregar mais uma lista de bens essenciais à alimentação dos meus rapazes, mas não me apeteceu, vou amanhã . comem tanto . refiz um arranjo com legumes falsos e ficou giro . vieram cá trocar-nos o contador da electricidade durante a hora do almoço, tive de interromper uma máquina de roupa e a televisão que me dava conta dos números do maldito fdp do vírus, fiquei de mau humor . foi rápido, mas continuei amuada até meio da tarde . quando chegou uma encomenda, passou-me . estou como as crianças pequenas, faço birras e preciso que me dêem coisas para me distrair .

 

ponto alto do dia: não há

ponto baixo: amanhã tenho de ir buscar máscaras à paróquia e tenho de provar que moro aqui, caso contrário, não tenho direito a elas

 

balanço: estou farta de contar a farinha, o arroz e os ovos, desaparecem como pãezinhos nesta casa

 

 

20
Abr20

280 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

40º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

 

arrumei os panos de cozinha (outa vez) por ordem de cores . foi um bocado monótono, cheguei à conclusão que tenho 80% dos panos em branco com qualquer coisa de azul, ou azul com qualquer coisa em branco . então pus numa gaveta os panos brancos e azuis e noutra os panos que não são azuis e brancos . foi bom, pensei um bocado . tenho vários problemas de futuro com o uso obrigatório de máscaras . até agora usei só durante os curtos períodos fora de casa e desde aquilo me fugir para os olhos - sobe de uma maneira estranha e ataca-me as pálpebras inferiores como facas - o que me obriga a mexer-lhe (e não devemos), até sentir que vou morrer ali dentro com o calor da minha respiração, tudo está contra mim, depois junta-se-lhe o uso das luvas e eu com luvas tenho um bocadinho de claustrofobia e comichão na cara (onde está a máscara) e na cabeça e isso . outra coisa que me preocupa é a maquilhagem, maquilho-me e sujo a máscara toda com base, blush, anti-olheiras, iluminador e contorno, ou não me maquilho e pareço uma múmia, mas poupo tanto em maquilhagem que daqui a um ano posso ir a um sítio? um destes dias encontro uma resposta para as minhas inquietações .

 

 

 

 

passei 23% de uma pilha de roupa que me secava a felicidade . não a despachei toda porque desatei a espirrar, parece-me que sou alérgica ao ferro, por outro lado passei lençóis de cama, não fui capaz de os arrumar por passar . sou uma prisioneira dos meus princípios . tomei um anti-histamínico e perdi as forças para treinar, é mentira, já antes não me apetecia treinar, mas marquei cabeleireiro para dia 20 de Maio, precisamente daqui a um mês . nunca imaginei fazer marcações assim, mas também não imaginava que um dia iria fazer uma encomenda para o supermercado ainda à espera de um entrega, portanto está tudo bem . o melhor de tudo, daqui a 30 dias nunca mais serei muito loira .

 

 

ponto alto do dia: parece-me que estou pedrada

ponto baixo: tenho de fazer o jantar pedrada

balanço: a vida pode ser muito interessante sob o efeito de anti-histamínicos

 

19
Abr20

279 - O almoço de domingo, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

39º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

almoço de domingo

 

 

hoje fiz um frango com cerveja para o almoço, é fácil, não dá trabalho e eles adoram . cortei 4 peitos de frango em cubos, pus na panela, deitei-lhes uma cerveja e juntei 1 pacote de sopa de cebola instantânea . deixei a panela ao lume durante 20 mn, enquanto a bimby me tratou do arroz, hoje foi thai, porque eles amam de paixão . deitei 4 medidas de arroz no cesto, juntei-lhe 2 nozes de manteiga e 1 c de sopa de vinagre (fica divinal, experimentem, nunca mais vão querer outra coisa), e ainda uma pitada de sal, enchi o copo com água até meio e programei 18 mn v1 varoma . depois cortei tomate, que temperei só com sal e oregãos . para a sobremesa, uns crepes para eles, para mim clementinas porque sou fã e estas são fantásticas. 

 

 

 

 

 

 

 

estes crepes também são a coisa mais fácil do mundo . geralmente faço uma data deles (receita da bimby, mas alterei as quantidades, passei a farinha para 200 gr e o leite para 600 gr e faço o dobro para me render muitos crepes) e congelo, depois é só tirar um crepe, pôr num prato, espalhar um quadradinho de chocolate com sal lindt e pôr 1 mn no microondas, espalhar o chocolate derretido e enrolar o crepe

 

 

 

 

 

ponto alto do dia: nasceu imensa hortelã

ponto baixo: não há

 

balanço: vesti uma saia e já não me lembro quando foi a última vez que vesti uma . estou farta das roupas de andar por casa . amanhã visto outra saia

 

19
Abr20

289 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

É de mim, ou de repente este confinamento de carradas de dias parece ridículo perante esta decisão em comemorar o 25 de Abril na Assembleia? É sem dúvida uma data importante e todos sabemos que o país tem de começar a sair de casa, que não podemos ficar ad aeternum para aqui e deixar a economia a afundar-se num lodo imenso, mas aos meus olhos, uma coisa é fazer isto de um modo gradual, outra é desatar a abrir em situações que poderiam ser evitadas. Assim de repente esta comemoração do 25 de Abril na Assembleia da República com 130 pessoas, é mesmo necessária? Não podemos comemorar ou assinalar como o fizemos com a Páscoa? Para mim a Páscoa é uma época do ano muito importante, não pude ir à missa e vi o Papa na Basílica de São Pedro completamente vazia,  também não pude estar com a minha família, já para não falar que nem sequer fui ao Alentejo. Agora vou ver o dia 13 de Maio em Fátima como nunca vi na minha vida, sem ninguém (espero). Não me caíram os parentes na lama, em nada me chocou, achei importante manter-me longe de grupos, não fazer parte deles, por um bem maior, muito maior do que a minha fé, a minha Páscoa e a minha família. E como eu, milhares de portugueses. Parece-me que também não nos choca, nem irá contra os nossos princípios, que não se assinale o 25 de Abril na Assembleia. Se calhar assinala-lo nestas circunstâncias é que irá contra a nossa liberdade e podem estas 130 pessoas que nos representam, garantir que neste momento não são um atentado contra a nossa liberdade? Então se calhar este ano, excepcionalmente, é mais importante não o comemorar desta forma. 

 

18
Abr20

279 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

 

38º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

 

hoje é o dia que durante toda a semana jurei que iria deixar de parte para descansar, não fazer pevide e ainda com o bónus de não haver aulas do pedro, não fazer nada de nada . também foi o dia em que todas as frases inspiracionais me bateram forte cá no coração . estamos juntas irmãs poetas da vida . com alma .

 

depois do pequeno-almoço lembrei-me que se calhar seria melhor passar a mudar as camas ao sábado em vez de à segunda-feira, assim fico com as segundas mais livres para o homeschooling e mais não sei quê . mudei as camas, menos a do zé, que aos fins-de-semana dorme sempre até meio do dia . depois fiz uma máquina com metade dos lençóis, lavei a varanda do nosso quarto e limpei os espelhos de toda a casa . andava a namorar um espelho para o nosso quarto, mas temos espelhos que cheguem . não entra aqui nem mais um espelho . fui tomar banho e deixei um arroz a fazer na bimby . entretanto o meu marido foi ao pão e lembrou-se que eu era pessoa para querer fermento de padeiro para confeccionar com amor, parcimónia e carinho o nosso próprio pão . essa era a outra, esta agora não quer saber de fazer pão, ainda ter de limpar a casa toda, cuidar das próprias unhas das mãos e pés, do cabelo, de fazer de barbeira dos miúdos, professora, e mais não sei quê, esta agora só quer ser dondoca . quais fazer pão, o pão compra-se . depois do almoço achei que a casa precisava de ser toda aspirada e o meu marido aspirou-a, enquanto eu arranjei o meu cabelo . está contratado, o lugar é seu e não muda, aspira muito bem, será o chefe da aspiração aqui em casa . já que estava na casa de banho, lavei-a, depois fui lavar a outra e a outra . também estava mais ou menos na altura de limpar o depósito da aspiração central, então limpei-o e desejei mais uma vez dedicar-me à dondocagem a tempo inteiro . fui arranjar as unhas e pintei-as de branco, senti-me bem . o meu marido quis começar uma conversa sobre as férias de verão, mas parece-me que sentiu com profundidade que hoje não era um bom dia, porque eu lhe disse que quando isto acabasse seria uma valente dondoca . fui mudar a cama do zé .  

 

 

ponto alto do dia: finalmente escolhi a minha profissão . 

ponto baixo: desisti de pintar o cabelo em casa, então mandei uma mensagem ao cabeleireiro a comunicar a minha intenção de mudar a cor do cabelo a meio de maio 

 

balanço: ainda não estou doida

 

17
Abr20

278 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

37º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

(ou milésimo, tanto faz)

 

 

encomendei café, apesar de ainda ter para aí umas 200 cápsulas, mas sonhei que estava fechada sem café e deu-me uma coisa má no sonho . acordei com falta de ar e tudo . mais uma vez achei que estava com sintomas do raio do vírus, mas não, era só cangunfo da visão da vida sem café . também tenho todos os dias dores de garganta ao fim da tarde, aí entre as 19.00 e as 21.00, juro, coincide com a ida para a cozinha para tratar do jantar e desaparece quando fecho a máquina da loiça . ando nisto há trinta e tal dias, até já houve uma altura em que ia jurar que estava infectada, depois passou-me, já estou habituada a ter sintomas de tudo quanto os outros têm . agora já nem tomo nada, estou muito forte . escolhi uns vestidos e depois pensei que se calhar vou andar por casa com eles, sei lá eu quando saio daqui e quando sair que clima está, tanto pode estar calor como já ser outono . não interessa, começo a estar cansada de andar da roupa de casa, acho que já nem sei andar de saltos altos . os vestidos são lindos, perdoa-se-me pelo bem que me fazem .

 

 

 

 

chegaram as tintas para o cabelo . fiz um teste no braço e parece-me que não sou alérgica . tudo me encaminha para experimentar dar uns toques no cabelo . não o quero pintar todo, nem sequer mexer-lhe na raiz . na minha cabeça, literalmente, é uma coisa mega simples, só lhe quero fazer umas nuances mais escuras na parte que acho demasiado loira . a coisa pode correr muito mal . divido-me entre a vertigem da tentação em experimentar e o receio do arrependimento . por um lado, acho que não pode correr mal, são só uns toques, por outro vejo-me uma zebra, sem um cabeleireiro por perto que me corrija a coisa . precisava muito de uma rede de apoio para poder fazer a minha experiência sem medos .

 

 

 

 

ponto alto do dia: vou despachar o jantar com um lombo de porco no forno, estou sem ideias, já não sei como variar mais as refeições, principalmente sem ter trabalho, porque com trabalho tenho muitas ideias.

ponto baixo do dia: desejei o fim-de-semana para descansar, fiz umas peras bêbadas e tive inveja delas

balanço: hoje é noite de gin, não quero saber de mais nada, muito honestamente. cheers

 

 

16
Abr20

114 - Já fui feliz aqui [e serei sempre]


Mac

 

 

36º dia de quarentena voluntária + distanciamento social

 

 

fui à escola do pedro buscar umas coisas dele que lá ficaram . ver a escola completamente vazia deu-me o beliscão para esta nossa nova realidade . já tinha percebido as ruas mais desertas, o inferno que é ir a um supermercado e tantas outras realidades que nos eram estranhas, mas isto de estar em casa de uma certa forma afasta-me da realidade . não é normal estar em casa tanto tempo, eu sei, todos sabemos, mas este afastamento das ruas e dos sítios que habitualmente frequentava, distanciou-me também da realidade do que são estes sítios agora . umas saudades imensas de sair a correr de manhã e da minha rotina . nunca direi que era feliz e não sabia, era e sou, e sabia, nunca direi que agora aprendi a apreciar as pequenas coisas, não é verdade, sempre as apreciei, sempre lhes dei imenso valor e agora quero-as de volta . nunca precisei disto para aprender nada, desculpem-me a imodéstia, nenhum de nós precisava disto . isto não é uma lição da vida, isto é injusto e é um massacre . e vamos aprender a ter medo . isto tudo me parece lógico agora, há bocado não foi, foi confuso, foi um choque, ou apenas o catalisador que precisava para cair em prantos assim que entrei no carro . fez-me bem, regressei pela marginal, vi o mar e lembrei-me que de uma cama de hospital não se vê o mar . parece-me que estou pronta para mais 30 dias disto .

 

 

 

cheguei a casa e tinha a encomenda do continente que fiz em mil novecentos e carqueja espalhada pela garagem . se hoje o maldito vírus não entrou nesta casa, também já não entra . desinfectei tudo como pude e achei necessário, e arrumei as compras, enquanto o pedro fez a aula de educação física . não foi tão mau como pensei, faltam imensos produtos, mas vieram outros tantos  . não é o ideal, mas perante as circunstâncias, foi muito bom . fui a correr à mercearia entregar uma lista e passei no talho e deixei outra, amanhã tenho cá tudo . a chuva lavou parte dos cocós dos cães . o dia de escola do pedro hoje foi mais leve, ou então sou eu que já estou muito forte nisto tudo . fizemos o projecto do dia, uma nuvem com um arco-íris (mais ou menos) no tema "vai ficar tudo bem" . "mas não é para todos",  não é, não será . não sei como será . depois de acabar as actividades todas com ele, fui fazer a minha ginástica focada na barriga, se não acabar esta coisa com abdominais de aço, abandono-me aos chocolates, juro .

 

 

ponto alto do dia: ao fim de quase 1 mês, um dos coronabacate mostrou uma raiz . os outros 3 continuam mortiços, mas também se pode dar o caso de 2 deles estarem de cabeça para baixo, ou seja numa amona vai para 20 dias

ponto baixo do dia: desconfio que as cesarianas me levaram os músculos da barriga 

balanço: tumbalalão cabeça de cão, orelha de gato, não tem coração

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D