Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

24
Mar20

267 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

13º dia de quarentena

 

lá fui ao talho sem vontade nenhuma . depois pensei que se eles não fossem carnívoros, eu não correria perigo de vida, mas pronto, nasci para mártir . aproveitei e fui ao supermercado ao lado, só havia uma pessoa à minha frente para entrar, portanto não esperei muito . enquanto ali estive travei uma luta com os meus baby hairs e fiz um esforço hercúleo para não atirar com as mãos protegidas por luvas para a cara . soprei para mim mesma, como fazem os adolescentes quando o assunto é uma seca, mas não revirei os olhos . mas não resultou, o meu sopro assim com a boca para cima não atinge os cabelos pequeninos irritantes à volta da testa . depois tentei usar o cotovelo e percebi que não me serve para desviar cabelos, então usei aquele bocado do braço logo a seguir ao cotovelo . foi um bocado estranho . ia morrendo dos nervos, foi então que resolvi tirar as luvas, pôr a máscara e os óculos de sol, voltar a calçar as luvas e proteger-me do raio do meu cabelo . quando entrei tirei os óculos e disse para mim olha o coiso mais uma coisa para desinfectar . fui à alface e espetei com a alface no chão, entreguei-a para abate e fui a outra alface . não havia prateleiras vazias, nem falta de nada, comprei o que precisava e fui para a caixa . depois de registar a funcionária arrancou-me o cartão das mãos, nunca pensei que ficasse com vontade de bater numa pessoa por pegar no meu cartão para eu pagar uma compras . pensei, mas não disse, já estavas quieta não? e quem é que vai desinfectar esta porcaria, quem é? tudo eu, tudo eu . mas foi só na minha cabeça, cá para fora só saiu um ah não era preciso . sonsa . fui-me embora quase a ter um ataque de nervos, mas como tinha deixado o frasco de álcool no carro, aguentei-me até lá . entrei no carro, tirei as luvas, benzi-me, fiz exercícios de relaxamento, desinfectei-me e quase que arranquei os meus jovens cabelos esvoaçantes irritantes, mas ocorreu-me que podia ficar feia . 

cheguei a casa e fiz aquela macacada toda do desinfecta ténis, tira roupa, põe em saco, lava mãos, faz um mortal, atira com álcool, benze-te, dá uma pirueta, lava as mãos, lava-te, lava a alma, vai vírus maldito .

 

dá tanto trabalho sair à rua, que de uma próxima vez só se for mesmo, mesmo muito necessário . estraguei as unhas com tanto álcool que usei nesta saída . não compensa pintar as unhas para sair .

 

a pá da bimby apareceu no jardim . noutro tempo deitava-a fora, quando era fina e era fácil comprar tudo ao virar da esquina . mas não, agora nada é fácil, por agora, então desinfectei-a, lavei-a quinhentas vezes, meti-a em água a ferver, não por esta ordem, mas confesso que já tenho dificuldade em esquematizar rituais de higiene . parece-me que ficou em condições de voltar ao serviço, é o que interessa .

 

vou fazer um jantar que os miúdos gostam, bife com batatas fritas, qualquer esforço culinário que vá para além disto, é em vão . rendo-me, seja bife com batatas fritas

 

hoje o dia foi meio estranho . ou se calhar já estamos habituados a isto tudo .

 

24
Mar20

138 - Vesti, gostei e quando sair daqui há-de ser assim


Mac

 

 

Esta semana quanto a roupas, é isto que temos. Como já disse, fechada em casa ando com roupas de andar por casa, lavadinha, mas à vontadinha e confortável, acima de tudo, mas no outro dia resolvi testar conjuntos que vou querer usar depois da quarentena e também como já disse a melhor opção para não me esquecer do que gostei, é fotografar, pedi ao meu marido para me tirar umas fotografias lá fora, para variar do registo em frente ao roupeiro.  

 

 

 

 

 

 

 

E quando sair daqui, há-de ser assim.

 

 

23
Mar20

29 - Por Estes Dias


Mac

 

12º dia de quarentena - 2ª parte

 

 

cortei a franja ao pedro, ficou péssimo, mas ao menos já vê . mais uma profissão que um dia pensei abarcar, mas que posso tirar o cavalinho da chuva . devia ter-me ficado pelas bonecas que estraguei . pintei as unhas de encarnado, afinal amanhã vou ao talho e o encarnado pareceu-me a cor certa para a ocasião, além do mais vê-se através das luvas, o mesmo não aconteceria com um nude . também arranjei o cabelo e fiz-lhe cachos, está benzinho, mas depois lembrei-me que o vou levar amarrado com uma fita, a genética brindou-me com baby hair permanente, que me obriga a mexer no cabelo constantemente para desviar aquele cabelinho irritante da cara . ora o que não podemos fazer agora? pois . 

 

a quantidade de vezes que já falei na ida ao talho, leva-me a concluir que a minha vida social está de rastos .

 

hoje o pedro queria porque queria porque queria ir à escola . apesar de tudo a sorte brindou-nos nesse aspecto, não foi à escola, mas tivemos o primeiro ensaio de homeschooling conectados à turma e à professora . não foi o mesmo que ir à escola, mas foi seguramente melhor que aquele isolamento da semana passada . o dia foi muito melhor, menos tarefas, e com mais mãe para ser mãe . 

 

dei comigo a pensar para que faço este diário, acho que é para depois o apagar . estes dias não estão a ser maus, não me posso queixar, mas o medo nunca vou esquecer . é esse medo que nos vai mudar para sempre . e para melhor, quase que juro .

 

 

23
Mar20

269 - O vírus, os outros, a birra de sono, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

12º dia de quarentena

 

Amanhã vou ao talho, tenho de ir, mas depois deste fim-de-semana em que vi as imagens de gente estúpida a passear como se a nossa vida corresse normalmente, a minha excitação inicial por sair um nano bocado passou-me por completo. Será a terceira vez que saio daqui em 12 dias. As outras resumiram-se a uma saída para comprar pão e outra para dar uma volta no bairro de 10 minutos com o Pedro, em que não encontrei ninguém e sabia que a probabilidade de encontrar era muito remota, porque o meu bairro em época normal é um deserto, agora é fantasmagórico. Podia ter ido até ao Guincho, é aqui ao lado, podia ter ido até uma das praias, ficam-me debaixo do nariz, e não fui. Não vou pôr ninguém em risco, não vou correr riscos. Não posso afirmar que não estou infectada, não sei. Se não tivesse saído para comprar pão, agora só esperava mais dois dias e ficava a saber, mas cada vez que saio, faço um reset.

 

Amanhã tenho de ir ao talho e como confio a 100% nas directrizes da nossa ministra da saúde e da directora geral da saúde, não queria usar máscara, até me dava imenso jeito porque não estou com pachorra para me maquilhar, mas vou com luvas e vou seguir aqueles 500 passos de cuidados. Por outro lado, a população em geral crucifica quem não usa máscara e isto já é quase um problema social, com direito a gente a querer dar-nos chapadas e tudo, eu sei lá se esta gente não coçou o nariz, há riscos que não corro, nem sequer quero que falem comigo exaltados, às vezes largam perdigotos quando se exaltam.

 

Ainda não decidi se me apetece ser linchada ou refogar dentro da própria máscara.

Já agora ficava a saber se me maquilho ou não, porque com máscara poupo-me ao serviço. Para variar quem se trama são as mulheres. Decidam-se, usamos máscara ou não?

Já agora também, para quando a regulação dos preços das máscaras e álcool. Álcool a €15,00 e máscaras a €14,00, vai lá vai, ao menos são Dior? Se forem está bem.

 

22
Mar20

28 - Por Estes Dias


Mac

 

11º dia de quarentena

 

hoje estou com uma neura desgraçada, mas não vou andar por aí a anunciar a minha neura . acho porco da minha parte, vai que se pega .

não é por estar de quarentena há 11 dias, é porque é domingo e eu tenho qualquer coisa pavloviana, respondo muito bem aos estímulos e estou programada para estar neura aos domingos a partir do meio da tarde, mais coisa menos coisa .

 

 

 

 

por acaso esta quarentena não me está a custar nada, apesar do meu jovem adulto filho achar que nós somos muito socialões, não é verdade, sou muito caseira, arrancar-me daqui para um jantar em casa de amigos, ou seja o que for, requer imenso tempo de negociações e prefiro que venham para cá, gosto de tudo na minha casa - dispenso churrascos - de receber aqui os amigos, os amigos dos miúdos e gosto de estar em casa . sou naturalmente caseira e nada dada a ir a eventos e jantares e isto e aquilo . recuso convites até sentir vergonha, mas arranjo sempre forças para recusar mais um . não é que sejam muitos, mas pronto . até já cheguei a pensar que sou introvertida, mas não é bem isso . é aquela falta de necessidade de ir aqui e ali, estar ali e acolá . tudo se resume a adorar estar em casa . gosto destas paredes, dos milhares de coisas que aqui faço, dos outros milhares que consigo arranjar para fazer e tudo espremido, não tenho uma real necessidade de sair de casa . claro que gosto das minhas voltas e sinto falta delas, mas não morro de tédio por agora não as poder dar . mas morro de saudades das minhas pessoas .

 

o pedro precisa de um corte no cabelo

 

faz-me bem ver a indiferença da primavera perante isto tudo

 

 

 

 

 

 

21
Mar20

266 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

10º dia de quarentena - parte 2

 

estou quase sem pele nas mãos de tanto as lavar e esfregar com álcool, não há ph que aguente . logo à noite vou enfia-las num balde de creme super gordurento . é isso ou recuso-me a calçar as galochas e pôr a máscara e as luvas e receber os sacos de bens alimentares e as caixas de lãs e de uns óculos de sol e das vitaminas e dos halteres, porque os que tinha já são levezinhos, desde que comecei a acartar com sacas de legumes e fruta, peixe, carnes e mercearias diversas, num esquema quase esquizofrénico de passos intermitentes entre lavagens exaustivas das mãos e isso . os outros interessados que também dêem as mãos ao manifesto . bem sei que sou a grande destinatária da maior parte das coisas, mas não interessa. estou à beira de um colapso nervoso pelada das mãos . 

 

na terça-feira tenho de ir ao talho buscar a carne, não caibo em mim de excitação, não saio daqui desde o dia em que fui buscar pão à pastelaria pelo dobro do preço que compro na padaria . acho que já foi no século passado, ou no inverno, sei lá . o meu talho agora nesta época funciona à porta fechada e não entrega em casa, porque não têm pessoal que chegue para tantas encomendas . então fiquei agendada para terça-feira e terei um telefonema para me dizerem a hora exacta a que posso lá passar para ir buscar a minha carne - salvo seja - e eu vou lá, abrem-me a porta e trago a carne . até parece que vou àquela ourivesaria fina e tudo . 

 

o regresso a casa é um circo de aberrações que passa por entrar pela cave,  deixar os sapatos à entrada, tirar a roupa toda e enfiar num saco que irá para a máquina da roupa, tirar luvas e máscara, desinfectar as mãos com álcool, vestir uma roupa lavada, levar o saco com as roupas porcas para a máquina, tirar o saco já dentro da máquina, ligar a máquina, deitar fora os sapatos, esfregar a máscara, pôr álcool nos olhos, dar um pontapé nos embrulhos, fazer um flic-flac, dar uma cambalhota e desinfectar as orelhas .

 

juro, já não tenho vontade de comprar nada, a não ser comida por obrigação para alimentar esta gente e gin por prazer para sobreviver sã a isto tudo

 

 

21
Mar20

51 - Quem Tem um Adolescente Tem Tudo


Mac

 

10º dia de quarentena

 

O meu doce filho jovem adulto, quase nada adolescente - depende dos dias - sentenciou que não janta, nem almoça, nem faz qualquer refeição connosco porque como somos muito dados ao contacto social, mesmo de quarentena voluntária há 10 dias, se calhar já estamos infectados e ainda não sabemos. A seguir disse que os amigos todos jantam uns com os outros no Skype e que nas casas deles ninguém os obriga a estar à mesa.

Eu sei, filho, que os pais dos outros são mega modernos e são bestiais, muito melhores do que nós. Pensei, mas não disse, é uma frase que dá direito a uma discussão demasiado antiga para ainda achar que vale a pena tê-la. Expliquei-lhe que vem tarde, que se fosse o caso, já estávamos todos infectados. Também não entrei pela quantidade de gente com quem ele se dá, não estive para isso. Os anos que já levo desta adolescência ensinaram-me a poupar palavras. A poupar-me também. As carradas de anos que levo disto, para aí 3 séculos, também me ensinaram que os adolescentes não estão interessados em conversar, nem discutir pontos de vista com os pais, querem só dizer coisas e dar sentenças, mais nada, tudo quanto vá para além disto só serve para nos cansar os músculos da cara.

Então disse-lhe que estava bem, mas que então eu não poderia tratar da roupa dele, nem fazer-lhe a cama, nem confeccionar absolutamente nada para ele comer, tudo isso teria de ser feito pela pessoa não infecta desta casa.

 

Parece que afinal não faz mal eu estar (supostamente) infectada. 

 

Jantámos todos à mesa como fazem as famílias chatas com pais jarretas.

 

 

 

 

20
Mar20

265 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

9º dia de quarentena, 1º dia de primavera

 

para assinalar o início da primavera, pusemos dois caroços de abacate em água para enraizarem . espero que estejam na posição correcta e não de cabeça para baixo . por acaso, já que estamos nesta situação, gostava de achar que todos os dias são fim-de-semana, gostava mesmo de chegar a sexta-feira e achar que o sábado ia ser a mesma pasmaceira da semana toda, só que não, dei comigo a desejar o fim-de-semana porque não há homeschooling com o pedro . também estou desejando as férias da pascoa, mesmo que sejam passadas fechados aqui . desejo coisas como sentar-me à frente da televisão, acordar às 9 da manhã e não termos trabalhos da escola e podermos fazer coisas mesmo giras, tipo ir até ao jardim correr sem pensar que há um limite de tempo, porque há que fazer os trabalhos e leituras e desenhos das leituras e fichas de livros e fichas mais fichas e fichas e fichas .   

 

recebi a encomenda da fruta e legumes, que é maior do que o costume, porque nesta fase a frutaria só aceita fazer entregas em casa para valores acima dos não sei quantos . recebi as caixas na rua com luvas e máscara, trouxe as caixas para a garagem, carreguei os conteúdos para a cozinha e cada saco foi despejado no frigorífico e deitado fora . dei por feitos os exercícios de pernas . parte desta fruta vai para as minhas pessoas que não podem sair de casa . vou arranjar uma forma de lhes deixar a fruta sem quererem abraços e beijos . sinto a falta dos beijos das minhas pessoas . e do alentejo . de estarmos todos juntos muito próximos . e de não ter medo por eles, por mim e por todos .

 

depois fui cortar as cenouras e as cebolas para congelar, que assim ficam já preparadas para cozinhar . dei por feitos os exercícios de braços . à segunda cebola estava a morrer dos olhos, mas a morrer mesmo, até deixei de ver tais eram as picadelas que sentia na testa e nas sobrancelhas, ainda bem que não pus rímel nas pestanas, até achei que o nariz me ia cair ali, a coisa ainda piorou quando já ninguém nesta casa podia entrar na cozinha e desataram aos gritos, os meus filhos claro . então lembrei-me de abrir a janela e deu-se o milagre, pude picar as cebolas até à inconsciência sem verter uma lágrima . cortei tudo, cortei e cortei, distribuí por sacos de congelação e agora é distribuir pelas casas dos meus mais velhos que ficam com a vida muito facilitada na hora de cozinhar . cheiro imenso a cebola, acho que se me entranhou no cérebro .

 

chegou a encomenda das lãs, continuam muito rápidos nas entregas . demorei mais tempo a pôr as luvas, enfiar a máscara e mudar de calçado, do que o entregador a atirar-me a caixa para cima . juro . por acaso apanhei-a, mas vi a minha integridade física por um fio . ainda lhe gritei se era preciso assinar alguma coisa, mas ele fugiu a gritar que não . deve ter sido porque cheiro a cebola .

 

 

não fiz ginástica, lembrei-me que posso fazer amanhã sem a pressão das tarefas mil . também não vou fazer as camas, como nunca faço aos fins-de-semana . 

 

vou tomar um banho, já nem eu posso com o meu cheiro

 

20
Mar20

150 - Croché, colagens, tricô, filet, bricolage e coisas assim


Mac

 

 

 

 

E entretanto, como já disse, acabei de pintar a mesa de cabeceira do Pedro.

Esta, agora mesa de cabeceira, era uma mini estante em madeira escura e que não tinha grande fim, nem utilidade, nem sequer lhe conseguia arranjar um destino ou um espaço aqui em casa, mas como lhe acho piada, resolvi dar-lhe uma nova vida e torna-la útil como mesa de cabeceira.

 

Mas para isso precisava de a pintar de branco, porque aquele tom escuro não tem nada a ver com o quarto do miúdo.

 

Ultimamente uso tintas que não precisam de primário, nem decapante, ou seja que são de uso directo sem preparação das superfícies, seja madeira, metal, ou acrílico. Mas a experiência diz-me que podemos saltar o primário, mas não lixar a peça, principalmente se estava envernizada, não é boa ideia, passado algum tempo a tinta começa a estalar e faz um efeito de craquelado, o que não é mau de todo, se a ideia for essa, mas é péssimo, se a ideia não for essa.

 

Então comecei por lixar a estante toda com a lixadora eléctrica, porque é muito mais rápido, até tirar o verniz escuro, depois limpei-a muito bem e dei-lhe duas camadas de tinta, com intervalo para a primeira secar bem, a seguir lixei-a ligeiramente e dei a última camada de tinta. Uso sempre o mini rolo e os pincéis só para cantos difíceis onde o rolo não chega, além da pintura ficar mais uniforme e com melhor acabamento, leva muito menos tempo a pintar. Não usei cera branca para acabamento, nem verniz, porque gostei deste efeito final desta tinta  (id)

 

 

 

 

[sobre todos os materiais necessários, ao alcance de qualquer amador, escrevi aqui]

 

 

19
Mar20

27 - Por Estes Dias


Mac

 

8º dia de quarentena

 

hoje levantei-me de madrugada para ver se ninguém tinha deixado as portas do frigorífico abertas . se calhar estou a ficar estragada da cabeça . aproveitei já que estava levantada, pus a máquina da roupa a trabalhar . soube agora que já é quinta-feira e eu estava convencida que é quarta-feira, mas sei que é dia do pai e sei o meu nome .

 

quando estava a fazer o almoço, com arroz na bimby, dei por falta da pá, ai mê dês, ai mê dês e agora como tiro o cesto com o arroz a ferver? foi o ponto alto do dia, andámos todos à procura da pá da bimby . não apareceu, ninguém se acusa de lhe ter dado um mau destino, ninguém sabe dela . preciso tanto da minha pá .

 

deixei o pedro escolher a roupa que queria vestir, como geralmente anda de uniforme durante a semana e só aos fins-de-semana é que anda desfardado, é uma novidade boa para ele . apareceu-me já vestido e não estava nada mal, apesar de ter vestido um pólo de verão . recusou-se a vestir mais roupa e que está calor e está e está . não está e passado um bocado foi buscar uma camisola .

tenho uma série de encomendas para receber, estou a pensar pôr uma máscara e usar luvas para a entrega dos embrulhos, mas sinto-me um bocado ridícula, mas pronto, deixem a mulher ser ridícula . por falar em encomendas, para quem quiser e acreditar que a vitamina c agora é uma boa ideia para reforçar as defesas do organismo, e eu acredito e fiz a família toda acreditar, voltou a estar disponível no celeiro

 

 

ontem ainda fizemos o presente para o dia do pai, eu não pintei as unhas, mas fiz a minha ginástica . tenho de rever as actividades para estes dias, ainda não parei e tenho os dias a abarrotar de tarefas . juro que pensei que ia pôr a leitura em dia, ver séries até à náusea e tricotar à doida . nada disso, mas muito de tudo o resto .

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D