Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

26
Abr18

11 - Por estes dias


Mac

 

 

 

  

finalmente temperaturas boas sem casacos, abafos e outros . é tão melhor e libertador sair assim, não ter de fugir da chuva e carregar milhares de tralhas . sabe-me bem o sol na cara, sabe-me ainda melhor deixar-me ficar ao sol por bocados . às vezes acho que já fui lagarto, ou serei noutra encarnação . tenho usado e abusado das calças largas, ora com sabrinas, ora com ténis, e das saias leves com camisolas largas e ténis . também arrumei o canto dos vasos no jardim,  o meu grande orgulho, afinal todas aquelas que estão em vasos foram criadas por mim . vamos ter uma obra e preciso de preparar tudo para o verão que aí vem, para a vida lá fora e para os dias muito bons . vai ser tão bom .

 

 

 

 

 

 

 

 

 Instagram @maria.antonia.velez

 

 

23
Abr18

03 - Boas compras, bons investimentos e peças onde não mora o arrependimento


Mac

 

 

 Continuando no tema das peças que foram uma óptima compra e têm morada fixa por aqui, cada vez estou mais convencida que é possível encontrar peças de boa qualidade a preços acessíveis nas lojas de fast fashion e não acho que se tenha necessariamente de pagar muito por qualidade na roupa. 

 

 

Sou viciada em t-shirts brancas, uso-as para as caminhadas, no ténis e muito no Verão e Primavera, portanto tenho sempre meia-dúzia para a rotação necessária. As da Zara, além de muito muito baratas, cumprem os requisitos que aos meus olhos são obrigatórios numa boa t-shirt: manterem-se brancas após 300 lavagens, não deformarem e não serem transparentes. 

 

 

 

 

 

 

Nas caxemiras, a Zara também é imbatível, além do preço estar muito abaixo do praticado neste tipo de artigos, as camisolas são lindas e aguentam Inverno após Inverno. E como tenho algumas já com 5 anos que continuam impecáveis, todos os anos aproveito e lá junto mais uma ou duas à colecção, que geralmente aparecem nas lojas no início do Outono.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Também sou viciada em sabrinas e uso-as todo o ano, as da By Peppas além de giras são sempre em pele e muitíssimo confortáveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A Stardivarius era daquelas lojas por onde passava e nem sequer entrava, porque a considerava vocacionada para o segmento adolescentes, até que um dia fui com uma das minhas sobrinhas e descobri uma data de peças mega baratas, que afinal dão para nós. Gosto imenso dos sapatos, botins e sandálias, e dos calções deles. 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

As cestas do Mercado da Vila de Cascais a um preço justo sem inflacções da moda.

 

 

 

 

 

 

E as túnicas e kaftans da Milk and Beach, que são do melhor para levar para a praia, porque são feitas num algodão super leve e fresco, e estão sempre giras e impecáveis.

 

 

 

 

20
Abr18

104 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

  

. esta semana gostei do vestido mini preto às bolinhas, dos camisolões de linha para os dias de praia mais frescos e de lenços no cabelo, no pescoço também, da camisa estilo safari, de calças bem largas e dos clássicos do costume, sempre as skinny jeans brancas com camisa branca . 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. para o fim-de-semana roupas confortáveis e experimentar o novo hydra végétal da yves rocher para uma pele repleta de água durante 48 horas (e sem cheiro, os meus preferidos para a cara), continuar com o eau ressourçante (clarins), provavelmente o meu hidratante corporal preferido (adoro aquele aroma), nos pés os adidas originals

 

 

 

 

e ler deus como tu do padre paulo duarte (matéria-prima edições)  .

 

[na contra-capa: o caminho de regresso a deus, num livro de reconciliação com a fé. o olhar de paulo duarte, padre jesuíta, sobre as dúvidas dos que procuram compreender deus, a humanidade e a si mesmos]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. da henkel, o amaciador concentrado para a roupa vernel suprême romance que deixa a roupa mega macia e com um cheiro fantástico (adoro!) . 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

. esta casa .

 

 

 

 

 

 

 

 

. e a frase da semana .

 

 

19
Abr18

10 - Por estes dias


Mac

 

  

 

 

 

 

 

 nos últimos dias de chuva (espero), fugimos para o bounce e os miúdos pularam até à hora do almoço . depois fomos ver a cadela do pedro, almoçámos nos nossos sítios e fomos deixar os miúdos com os avós para eles me estragarem os filhos à vontade e nós irmos por aí . sabe-me bem já andar quase sempre sem casacos, ver o céu azul e saber que o verão daqui a nada está aí . o meu verão, aquele por que espero todos os anos nove longos meses . o meu tempo de pés descalços e roupas leves . o tempo de 'desinvernar, 'desibernar, oxigenar, arejar e carregar baterias .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

18
Abr18

01 - Não é um segredo, mas é uma boa ideia


Mac

 

 

 

 

Confesso que ando doida para largar a maquilhagem diária a que a ausência de sol me obriga. A verdade é que logo que apanho sol, só mantenho os produtos de tratamento (e nem todos), porque me sabe bem, porque não gosto de andar sempre maquilhada e às vezes é uma obrigação, porque o melhor primer, serum, base e iluminador é o sol, e porque com um mini bronze e terracota a coisa funciona para mim e para o que gosto de ver em mim. 

 

Nos entretantos mantenho os mesmos produtos que já por aqui falei, a Eau Beauté da Caudalie, o serum também da Caudalie, Hypnôse, o lápis da Chanel, a terracota da Guerlain e o iluminador, o anti-olheiras da Nars e o Fix It da Dior e até o mesmo perfume. O único mais recente e que veio substituir o primer da Estée Lauder é o SOS primer da Clarins.

 

Sou completamente fã de primers e desde que comecei a usar nunca mais larguei. Gosto da forma como preparam a pele para a base, como a fixam e tornam mais duradoura e do efeito bonne mine imbatível. 

 

O primer da Clarins tem uma grande vantagem, além de mais espesso do que o da Estée Lauder, sem ser pesado, mas com uma melhor cobertura, dá um efeito de blur, o que faz com que as imperfeições sejam atenuadas, além de uma óptima luminosidade.

 

Estou a usar o Universal Light (branco), que como o nome diz é genérico e dá um efeito de luminosidade, ainda há o rosa para atenuar os efeitos do cansaço (que está na calha), o pêssego para camuflar imperfeições, o coral para manchas de pigmentação, o verde para atenuar a vermelhidão e o lavanda para uniformizar as peles amareladas.

 

 

 

 

 

 

E já agora uma dica: como não gosto daqueles pentes e escovas, que prometem tirar o excesso de rímel, após a aplicação do mesmo, e que também prometem separar bem as pestanas, mas não é bem assim, guardo as escovas dos tubos de rímel já gastos, mantenho-as sempre muito bem lavadas e uso-as para tirar o eventual excesso e rímel, separar as pestanas e isso. Tento que a escova seja igual à do rímel que estou a usar, porque estou convencida que 90% do sucesso de um rímel se deve à escova.

 

 

17
Abr18

75 - Eu gosto é da Primavera


Mac

IMG_7215.JPG

 

 

cIMG_7240.JPG

 

 

Na semana passada quando passei no mercado, fiquei com vontade de trazer Gerberas de todas as cores, mas como ia com outra ideia, adiei uma semana e ainda bem, porque desta vez também havia Ranunculos laranja e eu adoro a mistura destas flores. Assim trouxe Gerberas amarelas, laranja e em 2 tons de rosa e os Ranunculos laranja.

 

 

IMG_7233.JPG

 

IMG_7220.JPG

 

 

Este é o tipo de arranjos de flores que imagino sempre para almoços lá fora no jardim em dias bons de céu azul, mas como o dia estava cinzento trouxe para casa a vida que estou desejando recomeçar com o bom tempo 

 

 

IMG_7233.JPG

 

 

 Depois foi só pôr a mesa para o almoço de Domingo. Misturei três serviços de pratos e usei uns marcadores com flores. Para o jantar, mantive a mesma mesa e acrescentei copos e mini taças de vidro com velas .

 

 

IMG_7237.JPG

 

 

IMG_7233.JPG

 

 

 Para o almoço fiz um caldo de arroz (água que sobra da cozedura do arroz branco + 1 caldo de galinha) e experimentei fazer o peito de peru em leite (mesma receita da carne de porco assada em leite, mas com a carne de peru) e ficou muito bom. 

 

 

IMG_7200.JPG

 

 

E foi assim, trouxe a Primavera para casa, apesar da chuva lá fora.

 

IMG_7230.JPG

 

 

 

»»» • «««

 

. Taças azul claro, marcadores com flores e copos para velas .. Zara Home

. Pratos brancos com relevos .. Cerâmicas da Linha

. Pratos brancos, jarras de vidro e velas .. IKEA

. Copos e guardanapos .. Area

. Flores .. Mercado da Vila de Cascais

 

16
Abr18

01 - A Mãe Perfeita(mente desesperada)


Mac

Sou aquela mãe que quando o telefone toca e é do colégio, colapso logo ainda antes de atender. Sempre. Sempre. Quando atendo já estou tolhida pelos nervos, por isso dou imenso valor à pessoa que está do outro lado.

 

A actual funcionária é do mais querido que há, não sei se a anterior lhe passou o historial das mães que têm ataques ao telefone (para as continuar a torturar), se é ela que é sensível à questão, se já teve de responder fisicamente a alguma mãe colapsada com os nervos em desgoverno, só sei que logo que atendo diz “está tudo bem com o tal e tal", e só então depois diz o assunto.

 

A funcionária anterior, não sei se era sádica, se gostava de ouvir as mães em angústias – sádica - se aquele compasso de espera enquanto as mães tinham taquicardias lhe dava gozo – sádica portanto – adorava demorar até dizer que estava tudo bem. Às vezes dava-se ao requinte de só dizer que estava tudo bem, quando a mãe angustiada - EU!! - perguntava, adorava inclusivamente demorar-se nas palavras, assim: estooooooooou? Boooooooooaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaardeeeeeeeeee, é a mãaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeee do Pedroooooooooooooooooo? - aqui já eu estava a ver tudo preto, o coração na garganta e os olhos com gaifanas (é uma doença dos olhos que as mães têm quando pensam que há qualquer coisa com os filhos) – então eu dizia, diga depressa, está tudo bem? E a sádica respondia, depois de 5 mn de silêncio, siiiiiiiiiiiiiiiiiiiimmmmmmmmmmmmmmm mãaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeee estáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa tuuuuuuuuudo beeeeeeeeeeeeeeeem. Juro que não ouvi alguns recados, se houve falhas minhas a ela o devo, depois do tudo bem, apagava-me.

 

Se eu mandasse, aprovava uma lei que obrigava as pessoas que ligam das escolas a dizer logo “está tudo bem, mãe”.

 

 

#AMãePerfeita(mente desesperada)

16
Abr18

04 - Vesti, gostei e sou bem capaz de repetir


Mac

 

 

 

 

 

 

Regressei às botas e botins porque não pára de chover, mas no início da Primavera estou sempre numa de misturar saias, vestidos e calças de Primavera/Verão com peças mais quentes. 

 

 

 

 

 

 

 Outras vezes rendo-me às evidências e deixo-me disso. Depende dos dias, do humor e das temperaturas. 

 

 

 

 

 

 

Nesta altura do ano em que muitas vezes saímos de casa com um frio glaciar pela manhã, mas à hora do almoço está imenso calor, para a meio da tarde chover torrencialmente, para mim é mais seguro (e confortável) andar nestas misturas e pôr ou tirar casaco, consoante  a variação.

 

 

 

 

 

 

 E isso afinal, já é um pé no Verão, nos dias bons de céu azul, sempre com roupas mais leves. 

 

 

 

 

13
Abr18

103 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

 

 

. esta semana gostei das calças brancas na versão cropped, culottes ou clássicas, com um camisolão, com uma sweat às riscas (para variar) e só com uma t-shirt branca, da camisa de riscas azuis com um nó, fios fininhos com medalhas e vestidos em linho, de misturar peças de inverno com outras mais quentes - e muito saias leves com camisolões - vestidos com folhos e t-shirts com frases . 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

. para o fim-de-semana, o regresso aos básicos .

 

|| vestido de riscas encarnadas . h&m | t-shirt . stradivarius | ténis stan smithadidas | pó compacto . kiko (estou a experimentar, apesar de viver muito contente com o mat lumière da chanel, vamos ver se ao fim de décadas vou mudar ou variar) ||

 

 

 

 

 

 

   

. um almoço no albatroz que tem a segunda melhor vista para a baía, a primeira será sempre a do atlântico, mas por outro lado tem uma paella e uma açorda de marisco (só ao jantar) fantásticas, e é um dos melhores sítios para estar a ver a chuva (que não há meio de parar) .

 

 

 

 

 

 

 

 

. duas contas de instagram, shusaku takaoka e freddie smithson . 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

. e a frase da semana .

 

11
Abr18

44 - Mac e a Calçada Portuguesa


Mac

 

 

 

 

 

Fui almoçar com o senhor que teve a alegria de me desposar e resolvi que levava calçados aqueles sapatos, porque sim. Aqueles sapatos já tiveram muitas vidas e pouco uso. Comprei-os quando estava grávida do Pedro aí de uns 6 meses, na época eu sabia a coisa em semanas, até me dava um particular gozo responder às perguntas das pessoas, ah e tal então de quantos meses? E eu respondia naquela quantificação que só as grávidas entendem. Depois de o ter, voltei a esquecer-me e só sei dizer a coisa em meses. Adiante, então estava eu grávida e comprei os sapatos, mas como não havia o meu número, comprei o número acima do meu, porque tinha de ter os sapatos, nem que fossem 5 números acima do meu. Claro que enquanto grávida nunca os calcei porque sou daquelas grávidas que não aguenta saltos a partir dos 5 meses, parece que até tenho uns elásticos que me puxam a barriga para os joelhos, 50 facas se espetam nas costas e os ombros vão disparar, é o que sinto, de maneira que não uso saltos. Mas comprei os sapatos. Depois ganhei-lhes aversão à cor – eram azuis – então pintei-os de preto. Depois de pretos, saltavam-me dos pés, então usa-los foi sempre uma aventura de pouquíssimas horas. O mais sinistro é que nem nutro uma grande paixão por eles, mas a verdade é que vão passando nas malhas dos sapatos que saem desta casa para vidas melhores. 

Hoje resolvi calça-los e como os meus pés não cresceram um número, eles continuaram a saltar-me dos pés, até que fui sacudida por uma epifania, quer dizer, pensei que precisava de umas palmilhas, mas como não tinha nenhumas, desatei a pensar o que as poderia substituir e foi aí que a coisa se deu, mas não interessa, tive a melhor ideia da minha vida e pus-lhes umas palmilhas de uns ténis. Além de ficarem super confortáveis, agora já consigo andar com eles sem andar para aí a largar sapatos ao Deus dará. 

Às vezes até eu me surpreendo com o meu espírito empreendedor.



[para quem quiser pegar na ideia, as palmilhas são dos adidas gazelle, nada que agradecer, são muito jeitosas]

[os pastéis de bacalhau estavam fantásticos]



#ADonaDeCasaPerfeita(mente desesperada)

#MacEACalçadaPortuguesa

 

 

Pág. 1/2

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D