Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

20
Mai14

176 - COISINHA MAI LINDA, RIQUEZAS DE SUA MÃE


Mac

 

 

 

Entretanto temos feito muitas plasticinas, quer dizer, esta mãe faz bonecos e o filho pequenino brinca com os bonecos, quer dizer, esta mãe brinca e aproveita que o filho gosta muito dos bonecos que a mãe faz. O filho pequenino também faz umas formas e já não come plasticina, por outro lado, esta mãe gosta tanto do cheiro a maçapão destas plasticinas, que anda para as comer. Bom, já provei um bocadinho e posso afirmar que o sabor não está directamente relacionado com o cheiro. E é isto.

 

[o meu rico filho também gosta muito de lamber o creme hidratante após banho e eu provei para saber a razão de tanta gula e posso afirmar que, sim senhora, cheira muito bem, mas sabe muito mal. vá-se lá perceber as idiossincrasias das pequenas papilas gustativas]

20
Mai14

85 - A MINHA BARRIGA, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

Diz que a vida é feita de decisões e eu tenho de tomar uma importante. É a vida. Nos entretantos abstenho-me de tomar pequenas decisões. Ah e tal não sei qual levo, olha vão os dois. Sim, sim, neste momento, aliás em muitos momentos, sou pessoa com grandes dificuldades de decisão, principalmente no que toca a roupas, sapatos e isso, portanto na dúvida, não decido e albergo tudo quanto me cabe nas indecisões, ou não compro nada. Por acaso tem sido uma boa política de vida, que me tem até mostrado que é sempre boa ideia não escolher, quando afinal não temos critério de escolha. Uma coisa mais ou menos assim, ou vão ambos, ou não vai nenhum, mas optar é que não. Vai daí, quando me encontrava no provador com estas duas belezas, agastada porque tinha pedido o S das criaturas, que vão fazer desta pessoa uma sereia do areal, que enfiei a ferros e realmente me faziam uma belíssima figura, não fosse o caso de para os tirar, precisar de assistência, foi então que enquanto uma empregada me ajudava a remover o fato de banho, que esticava mas não deslizava nem por Cristo, eu disse para a que estava a olhar para o espectáculo sem fazer nada - em todas as situações há sempre os que trabalham e os outros, os que apoiam moralmente, mas tudo espremido, não fazem nada - vai daí disse à da claque de apoio, olhe traga-me o M, por favor, e enquanto a funcionária ia e vinha, tive ali o meu momento depressivo, triste, contemplativo e o coiso, e de nada valeu a querida funcionária me gabar e afagar o ego e isso, eu sou uma realista, desabafo as minhas tristezas sem pudor, mas não vou em balelas, e então decidi que não tenho que decidir, gostei dos dois, então levo os dois (aqui e aqui).

 

Agora vou para ali decidir entre umas sabrinas azuis e umas encarnadas. Ou não.

 

 

[quem me dera que para as decisões difíceis, a vida não me obrigasse a optar, quem me dera. seria tão mais fácil]

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D