Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

26
Jun12

05 - COISAS ESTRAMBÓLICAS A QUE NÃO ADIRO NO FACEBOOK


Mac

 

Há uma linha muito ténue entre a partilha de informação/apelo/alerta e agressão gratuita. Confesso que já não posso com as publicações facebookianas com crianças mutiladas, o bebé com cancro, animais mal tratados e tudo quanto de horrível se passa neste mundo. Também já não se aguenta o apelo ao desaparecido, que normalmente a policia desconhece, é que assim de repente só são reais os que estão na lista da Judiciária, mas está bem.

 

Não sou apologista da desinformação, do tapar os olhos e coisas assim, mas também não alinho em disfarces, em nome sabe-se lá do quê exactamente e que aos meus olhos não fazem dos publicadores pessoas abnegadas e boas, não fazem não, para mim aquilo é só uma forma estranha, retorcida, transversal e muito doente de agredir os outros. Ah e tal, por cada partilha, ou like, ou o coiso, aparece um cêntimo não sei onde. Pois, pois, e o Pai Natal foi com o coelhinho ao circo e tiveram muitos meninos.

 

 

Eh pah, vão-se tratar, ou tratar do mundo, em vez de publicar e partilhar e coisar gente com lepra, acidentada e mutilada. Isso não vos faz pessoas melhores, nem mais humanos, nem mais amantes dos animais, nem da humanidade.

26
Jun12

16 - A DONA DE CASA FELIZ E PRAZENTEIRA QUE HÁ EM MIM


Mac

 

 

 

 

Duche tomado. Biquíni vestido. Corpo devidamente protegido com um factor nhanhanha. Pronta para mais uma sessão de bronze. Desta feita a pintar a mesa e cadeiras de ferro que ninguém quis levar para a cave e ali ficaram a enferrujar todo o Outono e Inverno e que urge pôr operacionais para jantaradas e almoçaradas com amigos, já a começar no próximo fim-de-semana.

26
Jun12

30 - A FECHIONE BONITA E HOSPITALEIRA QUE HABITA O MEU CRÂNIO


Mac

 

 

 

 

 

Diz que é pops usar estas t-shirts, depois de as passar cuidadosamente pelo destruidor de documentos lá do serviço, aquele que reduz tudo a tirinhas e é a loucura das crianças e pessoas dadas a dangógios.

 

E esta coisa assemelha-se-me aquelas cortinas que se põem nas portas de acesso aos quintais, para evitar que as varejeiras invadam as cozinhas e infectem a carne de porco temperada para o churrasco. Nada contra, apenas gosto de outro género de decorações. 

 

E o meu cérebro fechionista está que não pode. Decididamente temo pela minha identidade. A rever, não gosto de Litas, fujo de néons, saias com rabazolo e agora cortinas de franjas, portanto parece que sou dada a coisas de mil novecentos e carqueja.

 

 

A idade já me pesa. E de que maneira.

25
Jun12

52 - JÁ FUI FELIZ AQUI


Mac

 

 

 

 

 

 

Adorava estas bonecas em papel para vestir com as roupas, igualmente em papel, mas como não era lá essas coisas na arte do recorte, quase sempre lhes cortava a pataleta branca e depois não conseguia prender os vestidos às bonecas. Bom, mesmo quando conseguia recortar como deve ser, os vestidos nunca prendiam bem.

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D