Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

24
Abr12

10 - CHATOS DO NOSSO PORTUGAL E ARREDORES


Mac

 

 

 

 

 

E voltando ao assunto cigarros, tabaco e coisas que se fumam em geral, ali em conversa com o Menino de Sua Mãe, chegámos, quer dizer, ele chegou, mas fica-me bem pluralizar a coisa, adiante, dizia eu que chegámos à conclusão que se eles, os feios chatos, portanto, quisessem proibir o consumo de cigarros nos carros, bastava alegar ao perigo que é para a condução ter uma das mãos ocupadas, como até já é com os telemóveis, portanto para que usam as crianças como escudo, é para mostrar ao povo que se importam, é?

24
Abr12

37 - A MINHA BARRIGA, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

  

Acho que sempre tive pressa de crescer e agora que estou cá, nem sempre me apetece ser tão crescida. Mas também não me apetece ser criança. Foi bom, enquanto durou, mas sempre quis crescer. E cresci. Não gostava daquela coisa de olhar para cima, de ter de dar a mão na rua e de não conduzir carros. As bonecas nunca me interessaram muito e não projectei nelas os filhos que um dia iria ter. Não me gastei a cuidar delas, talvez por isso, agora goste tanto de cuidar dos meus bebés. Mas o que eu queria mesmo era maquilhar-me sem parecer uma palhaça. Isso e usar saltos altos, sem arrastar os sapatos para uns pés tão pequenos. Também não me apetece ser adolescente. Mal de mim, se o desejasse. Uma chatice. Fui feliz em adolescente, na época não o sabia e fui como qualquer adolescente, uma infeliz, o coração descompassado, aos pulos de emoções, isso continua, parece que é mal, ou bem, sei lá eu, para ficar, quis morrer de amor e coisas tão importantes como ir aquela festa, porque ele ia. Mas não voltava para lá, na adolescência é tudo urgente demais, uma fatalidade e um precipício. Isso não quero.  Nunca compus o nome do namorado no meu, não fiz do casamento um projecto de vida e não sonhei com o vestido branco. Isso era-me estranho. A cara queria-a, a barriga também, tão lisa, e já agora o corpo todo.

 

Para os tempos de faculdade também não voltava. Fui feliz também, acho que o tenho sido sempre, mas a faculdade deixou-me aquele amargo de boca dos nervos à flor da pele, noites mal dormidas, muita cafeína à mistura e nem sempre a estudar. Depois foram os primeiros anos de trabalho. Muito trabalho e médias de catorze horas diárias. Pois. Saltei muitas refeições e atingi uma linha quase anoréctica. Quando penso nisso, quase que não acredito. Também não voltava para lá, foi giro, foi alucinante, mas só para os vinte e tal, agora já não dava. Tão nova que era. E o que mais queria era atingir uma maturidade qualquer que me acertasse este coração aos pulos. Nunca acalmou, mas cresci, acho eu.

 

Já sei, hoje só não me apetece ser tão crescida, mas também não alinho naquela coisa do cuidarem de mim. Isso não. Nem colo. Já sei. Queria-me com o corpo adolescente, última fase, o da primeira era uma treta, a cabeça de agora subtraída de umas cenas e a energia dos vintes.

 

Portanto uma Macnkenstein com síndrome de Peter Pan, mas ao contrário. Isso é que era uma boa.

24
Abr12

67 - TPM, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

Em modo de despedida das daninhas queridas. Pois que o jardineiro arrasará com aquilo tudo. Tem que ser, a bem de não proliferarem roedores e insectos estranhos, mas a verdade é que até já me tinha afeiçoado a elas. Afeiçoo-me a tudo. Quase tudo. Sou uma chata. Tenho saudades de estar grávida. Grávida tinha saudades da minha cintura. No Verão, quero as roupas de Inverno, as botas e camisolões, os chás e as tardes de laser em casa. No Inverno, anseio pela praia, vestidos leves, sandálias e caipirinhas. Do mais velho tenho saudades de quando ainda não andava e da dependência que já não tem. Do bebé, às vezes, queria que já adormecesse e comesse sozinho. Se tenho o cabelo muito comprido, gostava-o curto. Quando está curto, não me calo como o queria comprido. E liso, quero-o com ondas, mas se ondas tivesse, queria-o liso.

 

Mas, pronto, haverá coisas giras, a que também me vou afeiçoar, um destes dias um deck todo giro com uma piscina e quando andarmos para ali em dias tórridos, que o Guincho está sempre demasiado ventoso, vou achar muita piadinha. E depois vou querer praia, porque as piscinas me aborrecem e na praia vou querer a piscina, porque me apetece sossego. É assim. Chata.

23
Abr12

125 - A DONA DE CASA PERFEITA


Mac

 

 

 

 

 

 

 

 

Aha! Solução encontrada, dica da Luna. Pois é, se resulta para as caixas de plástico, teria de resultar para a mala, desse material exótico e raro, e resultou. Sabão Azul e Branco, meus amigos, é a solução para plásticos baços. E mala novamente brrrrilhante.

 

 

[ficou muito gira toda molhada, até parecia um refresco e tudo. e descobri que mesmo fechada deixa entrar água através do fecho. ai ai, não dá para fazer fechione mergulho, ai ai]

23
Abr12

66 - TPM, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

E tinha decidido dar um grande golpe no cabelo, quer dizer, eu não, se fosse eu numa de entendida da coisa que não entende nada, saía desastre do grande, pois, o que ia decidida era a mandar dar aqui um grande corte. Apetecia-me ser moderna, prática e não andar com o cabelo amarrado, porque com bebés, cabelos nestes comprimentos não dá jeito. Mas depois, pessoas queridas, pessoas do bem, pessoas com juízo, que às vezes é coisa que me falta, sentenciaram ai não, olha que depois não gostas e ai o coiso e olha que não o usas curto vai para uns anos e olha a trabalheira que foi deixa-lo crescer e o coiso. E não foi trabalheira nenhuma, mas está bem, foi só andar amarrado, não ter tempo sequer para olhar muito para mim, não ir ao cabeleireiro e não me ter apercebido como afinal tinha crescido. E eu, um bocado influenciável, acatei, e pronto, só o aparei.

 

 

[pedi uns jeitos, ondas e tal, mas liso como é, passadas duas horas já estava assim e ondas quase nada]

23
Abr12

33 - COISINHA MAI LINDA, RIQUEZAS DE SUA MÃE


Mac

 

 

 

 

Foi assim há seis meses, o primeiro dia do resto das nossas vidas. Outro primeiro dia nas nossa vidas. E mais uma vida nas nossas vidas. Mais um furo nessas regras da matemática exacta. O amor é péssimo aluno, nada sabe de equações. Não sabe dividir, somar ou subtrair. 1 + 1 = 3 + 1 = 4. Sabe de multiplicações. E é esta a matemática da vida. Não é exacta. Nem assim se quer. Mas bate certo. Sempre.

 

23
Abr12

19 - CO'A BRECA, JÁ É SEGUNDA-FEIRA OUTRA VEZ


Mac

 

 

 

 

 

 

 

Não se experimentaram novas receitas. Não se arrumou livros.  Nem sequer as mil fotos avulsas. Nada. Gosto disto. Gosto de furar as minhas listas. Não ligar à agenda, isso faço muitas vezes, até demais. Gosto muito de rasgar planos e vencer as obrigações que me imponho. Não faz mal. Antes pelo contrário.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D