Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

23
Dez11

21 - O MEU PÓS PARTO, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

Isto de não ser mãe de primeira viagem é muito bom. A verdade é que aproveitamos muito mais. Acho que com o primeiro filho deixamos muitas coisas. Deixamos que toda a pulga careca nos aconselhe, critique e solte a sua verdade. Deixamos que nos façam errar. Deixamos que nos roubem o instinto, até nos convencermos que nem o temos. Não é verdade, todas temos. E não há ninguém que conheça melhor o bebé do que a mãe, o resto é folclore. Deixamos passar o tempo. Deixamos demais e quando damos por isso este primeiro ano já se foi e é tão importante. É neste ano que eles começam a sorrir, a dizer algumas palavras, a rebolar, a sentar e andar. Há novidades todos os dias. Todos os meses mudam, evoluem e são tão queridos. E nós com as inseguranças e a inexperiência, perdemos tanto deles.   

 

Por tudo, agora não aceito cá conselhos, directivas e doutas sapiências de ninguém, os ah e tal eu fazia assim, ah e o coiso, não faças isso. Quero cá eu bem saber. Eu é que conheço o meu bebé, eu é que o gerei, senti e vivi desde o primeiro dia. Foi em mim que o puseram logo que nasceu. Era a mim que ele queria. É a mim que ele quer. O resto são mirones. As nossas mães podem saber muito, mas souberam bem foi de nós. As amigas idem aspas, mas sabem é dos filhos delas. Na natureza é assim, as outras fêmeas não se metem com as crias alheias. Tudo o que vai para além disto, não interessa.

23
Dez11

127 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

 

Tenho estado a passar uma manhã muito produtiva. Acabaram-se as pilhas do teclado e eu a querer registar coisas muito importantes. Diz que são AA e eu acredito. Fui ver das recarregáveis, que são muito ecológicas e tal, mas estavam moribundas, portanto lá as pus a carregar. Foi então que me lembrei das escovas de dentes, desatarraxei uma a uma e nada, tudo a pilhas AAA, aquelas mais magrinhas. Depois fui-me aos comandos, lasquei o verniz gel da unha do polegar esquerdo naquelas tampas filhas do demo, porque em estado de privação, tive preguiça de ir buscar uma faca. Continuámos com AAA. Lembrei-me dos despertadores, que estão para ali numa gaveta, há muito substituídos pelos telemóveis e nem sequer tinham pilhas, confirmo com bastante agrado que não guardo os aparelhos com as pilhas, e lixei ainda a unha do polegar direito. Portanto, tenho quatro unhas feias.

 

Por fim, num rasgo de genialidade, ataquei o Eldorado das pilhas, os brinquedos do Mac Kid, perante protestos de que ia brincar com isto e aquilo e tal, mas pronto, lá o convenci que era só até ter as recarregáveis operacionais, coisa para doze horas, que me esqueci de informar. 

22
Dez11

1, 2, 3, MAC A TWITTAR


Mac

 

Catou-me (again) quando estava a dar de mamar ao bebé. Soube novas importantes sobre a vida lá na rua dela, acho que há um velho que a persegue, ou lá o que é. Como a compreendo.

 

[a reter: treinar métodos de fuga com criança agarrada às mamocas, ou ares de alheada, assim como quem não anda bem neste mundo e não regula bem dos pirolitos]

22
Dez11

1, 2, 3, MAC A TWITTAR


Mac

 

Agora desatou a dizer mal da Bimby e que já esteve para ser vendedora e o coiso. Eu fiquei tão coisa dos nervos, que peguei no rapa tudo, Salazar para avó querida, e fiz-me à taça com alma.

22
Dez11

1, 2, 3, MAC A TWITTAR


Mac

 

Ela entrou na cozinha, para tomar mais um café, e disse então a brincar com o brinquedinho? (a Bimby). Eu fiquei tão atacada dos nervos, que desatei a comer leite condensado. 

22
Dez11

1, 2, 3, MAC A TWITTAR


Mac

 

É agora, vou-me pirar, ouvia-a no primeiro andar.

 

[só espero que o bebé não chore e me faça voltar atrás, quem é amiguinho da mamã, quem é?]

22
Dez11

15 - COISAS DE QUE GOSTO NO INVERNO


Mac

 

 

 

 

 

calções em tweed e para dar um ar da quadra à coisa, laçarote, pois está claro.

 

[e aguardo a oportunidade em que ela saia da cozinha e eu passe despercebida a modos de confeccionar uma mousse de limão]

22
Dez11

1, 2, 3, MAC A TWITTAR


Mac

 

Estou barricada na sala, a ver se não me cruzo com a minha empregada. Hoje já soube de pormenores que me cheguem da sua vida pessoal, coisa para quarenta minutos de monólogo, que eu estou a pagar. Depois soube de um problema com a vizinhança, coisa para vinte minutos, que continuo a pagar. E também já soube das questões com a senhoria, foram aí trinta minutos, e esta a pagar. Ai o coisinho (e paga). 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D