Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

11
Mai21

89 - Eu gosto é da Primavera na mesa


Mac

IMG_1481

 

 

Andava com vontade de ter uma toalha cor-de-laranja, com muito ar de verão, para os dias quentes lá fora, então fui ali aos tecidos, trouxe um bocado de vichy laranja, fiz-lhe umas bainhas e pronto, toalha laranja na mesa, que combinei com uns individuais mais ou menos nos mesmos tons.

 

 

IMG_1519

 

 

Acho que a mesa ficou mesmo com ar de Verão e quando estiver bom tempo, não vai falhar na mesa lá fora.

 

 

IMG_1524

 

 

As flores, já disse ali no Facebook, são as mesmas da semana passada, os cravos aguentaram-se bem, e juntei-lhe só estes girassóis e umas flores encarnadas das suculentas do meu jardim.

 

 

IMG_1538

 

IMG_1544

 

IMG_1548

 

IMG_1607

 

 

Para o jantar de ontem, substituí os individuais pelos marcadores de flores e também gostei de ver.

 

 

IMG_1613

 

 

Esta foi outra mesa da semana passada.

 

 

IMG_1083

 

 

Entretanto fui dar com algumas toalhas que eram de uma mesa quadrada que já não temos, mas como as acho giras e não as quero dar, resolvi que se usam sobre toalhas do tamanho da mesa. Desta vez experimentei sobre uma toalha de flores e acho que sim, que encontrei uma solução.

 

 

IMG_1090

 

IMG_1098

 

IMG_1101

 

IMG_1109

 

06
Mai21

337 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z9150 paciência fila reclamar

 

 

Fui munida de álcool, máscaras, paciência, vontade de voltar atrás se estivesse muita gente e dois cotovelos com um chega para lá potentíssimo. Precisava de cabides, porque depois de revolucionar os meus armários com aqueles cabides que nos arranjam espaço de sobra para abrigar mais roupas, se assim nos apetecer, resolvi revolucionar o sector das camisas do meu marido, que nunca quer abrigar mais roupa, porque a usa até ela se estar a desintegrar no seu corpo. Fui à abertura e a fila para entrar na loja era pequena, não esperei quase nada. Não perdi a paciência com as pessoas que ainda não perceberam o que é distanciamento social, porque aquelas que lá estavam via-se que perceberam.

 

A loja estava praticamente vazia, não andava ninguém em cima de ninguém, e até aos pijamas fui e sapatinhos de andar por casa também. A época das pantufinhas está a acabar e eu não sobrevivo sem aquilo, até estar calor, é certo, mas até lá preciso muito deles e também os gasto muito.

 

 

IMG_1435

 

 

Juro que tive a sensação que entrei num tubo de civismo e ordem, num ano distante deste, aí 3021, com o bónus de eu ainda estar viva e cheia de vontade de comprar coisas, apesar dos meus 1055 anos. Fila ordeira para a caixa e uma ida à Primark que foi um sucesso.

 

E agora o que é que eu faço? Não tenho nada para contar, nada do que reclamar. Olha, as 25 camisas de riscas azuis claras todas iguais e as 25 brancas que diferem nos punhos e colarinhos, e só, ficaram supimpas, os cabides de madeira realmente ocupam muito espaço.

 

 

05
Mai21

336 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z9180 espelhos

 

 

 

(Aviso já que isto é longo, mas apetece-me contar, só lê quem quiser)


Encontrei um espelho redondo com uma moldura em metal, tal e qual como queria, então como achei que aquilo era coisa pesada e difícil de carregar, encomendei-o online. O espelho chegou partido. Troquei e pedi novo espelho. Vieram buscar o espelho partido e depois trouxeram outro, também partido. Devolvi o segundo espelho partido e disse que então ia buscar o terceiro espelho à loja. E fui. Na loja também gostei de uns guardanapos enquanto esperava que me fossem buscar o espelho, como não estava ninguém na caixa, fui pagar os guardanapos, só que entretanto chegou o espelho e pedi para abrirem a caixa, para confirmar que estava inteiro. Entretanto começaram a chegar pessoas à caixa e achei chato fazer toda a gente esperar, então disse à funcionária que atendesse o resto das pessoas.

 

 

IMG_1445

 

 

 - Ainda aí estão? Eu cá já me tinha ido embora -

 

 

Espelho inteiro, já só faltava pagar os guardanapos. Fui com a funcionária para a caixa e quando ela ia registar os meus guardanapos, começa uma pessoa aos gritos que eu lhe tinha passado à frente - a isto e mais umas coisas chama-se íman para doidos, o meu é fortíssimo - vai a pessoa revoltada e parte para o insulto, e eu olhei para ela, chica esperta a mãezinha dela. Este mundo é um bidé, era a mesma que no ginásio grita com toda a gente, porque acha que não consegue marcar aula porque os outros chegam primeiro. É este o argumento da pessoa. Acho que ela me reconheceu, porque eu quis cumprimenta-la e ela virou-me as costas como as crianças fazem quando amuam, assim mesmo de propósito para mostrar desagrado. Não faz mal, cumprimento-a no ginásio. Meteram-me o espelho no carro e vim para casa fazer furos. Contava com o meu marido, que entretanto foi trabalhar uns dias para o escritório. Portanto, o costume, tudo eu. Não consegui furar a parede, e como achei que era uma questão de brocas, fui comprar brocas novas. Brocas para metal, brocas para pedra, e não trouxe para madeira porque achei que não serviam. A parede não cedeu à minha vontade, então achei melhor chamar a pessoa que é o arranja tudo aqui em casa. Apareceu, furou a parede e pendurámos o espelho. Também me disse, como dizem as pessoas de 70 anos às de 50, que o meu berbequim é de senhora, por isso é que não furava a parede. Não percebi, mas da próxima escusa de me dizer que não calça pezinhos porque tem 70 anos e escorrega.

 

O espelho valeu a pena.

 

 

05
Mai21

338 - As roupas , a Primavera, a vida, o nirvana e eu


Mac

IMG_1360

 

 

Entretanto fiz novas misturas de roupas. Usei as calças de ganga largueironas num registo que quando as comprei nunca imaginei, foram pensadas para usar com chinelos e alpercatas, mas agora gosto de as usar com peças mais clássicas, desta vez foi com uma jaqueta e uns sapatos rosa com biqueira preta.

 

 

IMG_1344

 

 

Como este Maio está ventoso ao ponto de ficar frio e desagradável, tenho usado muito os casacos de malha compridos com vestidos leves de Verão, aquecem q.b. e quando o vento pára não me fazem calor.

 

 

IMG_1193

 

IMG_1194

 

IMG_0900

 

 

Neste dia estava sem ideias e vesti o mais básico, t-shirt, sabrinas e uma malha com estas calças, gosto imenso deste tipo de calças, mas estas como são em ganga escura fazem conjuntos mais giros com blazers.

 

 

IMG_0909

 

 

E novamente o mesmo esquema do casco comprido com vestido leve.

 

 

IMG_1196

 

IMG_1222

 

Tem sido basicamente isto.

 

04
Mai21

Maria, 22 anos, COVID, cuidados intensivos: Parece improvável, não é? Só que não foi.


Mac

 Este é o testemunho da minha sobrinha Maria, uma miúda de 22 anos, que sempre fez desporto, tem hábitos saudáveis e teve COVID, e passou pelos cuidados intensivos.


"“Mãe, vou só ao hospital com o pai. Já venho.” Esta foi a frase que disse à minha mãe na noite de dia 17. Estava doente há uma semana e tinha desmaiado por falta de ar nessa mesma manhã. O percurso do carro até à entrada do Hospital de Santa Maria deixou-me de rastos e entrei naquele pavilhão aos desmaios. 85 de oxigénio. Em casa estava com 89. É grave. Exames a tudo e a voz de um médico com o meu raio-x na mão “eia... os pulmões dela.” O que raio se está a passar? Espero mais duas horas numa sala meio contentor. “Maria, vai passar cá a noite, pode avisar a sua família.” Certo. Trocam-me a máscara de oxigénio para uma mais forte. Tudo bem, respiro com calma e amanhã estou em casa. Não há de ser grave. Passo o dia na enfermaria e ainda com o telemóvel comigo, vou comunicando e dando notícias a todos. Picam-me os pulsos porque só assim conseguem saber o oxigénio exacto que tenho no corpo. Gasimetria. Não sentia tamanha dor há anos. Acordo na segunda-feira com uma equipa médica a entrar-me no quarto. “Maria, pioraste durante a noite. Vais para os cuidados intensivos.” O meu peito aperta, arrepio-me, pânico. Estou a ferver. Estou de novo num hospital, ligada a agulhas e a lutar pela vida. Tenho 22 anos, faço desporto desde que lembro que existo, sou das pessoas com os hábitos mais saudáveis que conheço. Trocam-me a máquina e um ar quente a 37 graus é-me enfiado no nariz. Tirei-o. “Não consigo respirar isto.” “Tem de ser.” E volto a colocar o ar quente. Estão enfermeiros e médicos à volta da minha cama. Já não os distingo, estão de azul e parecem todos iguais. Falam entre eles mas desliguei, não consigo ouvir absolutamente nada. Uma médica aproxima-se de mim e diz “estás muito ansiosa, tens de ter calma”. “É grave, não é?” “É.” tinha o coração a mil quando fiz esta pergunta. Não sei até que ponto queria saber a resposta. “Quem é que leva a Maria?” “Vamos todos!” Fomos. Uma manada de gente. Entrámos no elevador e piso da UCI. Comigo na sala estão dois senhores... ambos em coma. Tiraram-me os objetos pessoais todos, não consigo avisar os meus pais. Trocam-me de máquina de novo, agora o ar é frio e parece que vou levantar voo. Um autêntico avião de oxigénio.
Olho para os ecrãs, não percebo nada daqueles valores. Não sei o que vem de mim e o que vem da máquina, sei que sem ela não respiro. “Para além de ti, só esteve aqui um miúdo de 21 anos. O resto era tudo bem mais velho.” Isto não faz sentido. O “bicho” que atormenta o mundo há mais de um ano e que já matou milhares de pessoas está dentro de mim. “Eu não me despedi de ninguém”, penso. Tive um tumor na coluna aos 11 anos e em coma aos 17, mas isto é tremendamente assustador. Vim ao hospital, já voltava para casa. Não posso receber visitas porque sou uma doente de Covid. E se isto der para o torto? Nem ao telemóvel tenho acesso. 3 dias ligada ao avião de oxigénio e de agulha cosida à artéria. Os meus pulsos estão negros, os meus músculos desapareceram e grande parte do meu cabelo caiu. “Não te assustes” e desligam-me a máquina. Precisavam de trocar não sei o quê. Mal consigo respirar. Fico quietinha, deitada de lado, a tentar que aqueles segundos se pareçam realmente com segundos. Não consigo respirar. O meu corpo não funciona. Se quisesse sair dali, não conseguia. Sou minúscula. Saio dos cuidados intensivos na quinta-feira, enfermaria de novo. Sobrevivi.
Ainda não consigo processar muito bem este episódio. Dizia à minha mãe constantemente que “se apanhar covid não há de ser assim tão grave, sou nova. Acho que tenho saúde para combater o vírus”. Não. Tudo ao lado.
É uma lotaria e só perdemos. Cuidem de vocês.🤍".

 


daqui: @mcorreialuz

 

Não me canso de partilhar, é importante que as pessoas percebam que isto ainda não acabou, não calha só aos mais velhos e é uma lotaria.

 
03
Mai21

88 - Eu gosto é da Primavera na mesa


Mac

IMG_1284

 

IMG_1286

 

 

Este fim-de-semana houve almoço de aniversário do meu marido com os pais já vacinados, e Dia da Mãe.

 

 

IMG_1327

 

 

Para o almoço de aniversário optei por esta toalha de riscas e usei o serviço Sagres de uso diário, misturei com as loiças de servir da Bordallo Pinheiro, que fazem um bom contraste com o encarnado da toalha e dos guardanapos. Entretanto apercebi-me que tenho alguns conjuntos de guardanapos só com 4 peças, porque achei que nunca os usaria quando temos mais gente em casa, mas como agora misturo tudo e pus tudo a uso, já não há o que é para jantares com amigos e família e o que é de uso dos de casa. Então dou comigo a querer usar com os de fora coisas que eram só para os de casa e a não ter em número suficiente, ora como a toalha era encarnada e precisava (queria) de guardanapos com encarnado, misturei os de riscas largas e uns outros com umas ramagens, e ficou perfeitamente aceitável.

 

 

IMG_1292

 

 

Não gosto de ter muito trabalho com os almoços e ainda menos de ter as pessoas a entrar em casa e eu agarrada à cozinha, por isso opto muito por pratos frios, ou pratos de forno que podem ser feitos na véspera e no dia é só aquecer e pôr o molho. Também ajuda usar loiças que mantenham as comidas quentes, assim dá para tratar de tudo e deixar na mesa aí uns 20 minutos, ou meia-hora antes das pessoas aparecerem.  

 

 

IMG_1322

 

 

Este onde pus a carne já tem imensos anos, mas é da linha de fogo e dá para ir ao forno, garanto que valem cada euro, só não se devem pôr na máquina de lavar, pus duas e ficaram irrecuperáveis, com umas manchas estranhas que não há nada que tire  (há aqui e na página do Facebook dá para ver mais variedade)

 

 

IMG_1325

 

IMG_1335

 

IMG_1342

 

 

Para o jantar de sábado usei a mesma toalha e mudei o resto.

 

 

IMG_1409

 

IMG_1392

 

 

Este ano no Dia da Mãe preferi almoçar em casa, calculo que houve uma enchente nos restaurantes e além de para já só ir a esplanadas, não me apetecia sair. Ficámos por casa e encomendámos Sushi para nós e pizzas para os miúdos. 

 

 

IMG_1394

 

IMG_1401

 

 

Desta vez o Sushi veio da Vila Sabóia, um dos meus quatro restaurantes preferidos para Sushi. Já tinha saudades, não vamos lá há mais de um ano, porque não têm esplanada, mas o Sushi é fantástico. Os outros três são o LOVit, o Farol e o Gordini Marina. As pizzas dos miúdos vieram da Lusitânia, que é a melhor pizzaria de Cascais e arredores.

 

 

IMG_1403

 

IMG_1405

 

E foi muito bom.

 

23
Abr21

335 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z9191 sorrir palavrões

 

 

 

Acordei com ganas de fazer coisas.


Passei na grande superfície do bricolage e jardim para comprar uma cera catita para a nova mesa de trabalho do meu marido.

Chegou um espelho e estava partido, aquela coisa dos 7 anos de azar é para quem o partiu, não é? Para quem o recebe e ainda tem a chatice de tratar da troca, não há 7 anos de azar. Bem me parecia. Contava com o espelho para entusiasmar o meu marido numa pequena remodelação à casa-de-banho social. Agora vou ter de a remodelar sem o entusiasmo dele. Eu aguento.

Depois telefonei para a marcenaria/serração/carpintaria/tem-tudo-o-que-há-de-placas-de-madeira, para saber do tampo que mandei cortar para o meu marido ter uma grande surpresa, quando vir que apesar de ficar em teletrabalho até ao fim do ano, vai ficar em teletrabalho numa mesa gigante, onde até pode fazer legos e puzzles, tudo para não sentir claustrofobia existencial e isso. Não sente, mas pode vir a sentir e eu sou uma mulher que pensa à frente. Pois que a placa que escolhi não está em condições, diz que tenho de passar lá agora à tarde para escolher uma outra com aquela espessura.

Agora à tarde ia encerar a mesa que afinal não me entregam e depois ia ao supermercado, para amanhã tinha engatado pendurar o espelho com a ajuda do meu marido para fazer o buraco, não podemos arriscar ser eu, a parede é de mármore, ainda não há pasta que tape buracos no mármore, se calhar há, hei-de investigar.

 

Acordei com ganas de fazer coisas, mas o dia não está a cooperar.

 

 

19
Abr21

05 - O tricot, e o crochet, as minhas camisolas, os sacos também, e eu


Mac

IMG_1035

 

 

Não prometi, mas depois de alguns pedidos, cá vão as explicações necessárias para fazer um saco destes.

 

 

IMG_1010

 

Agulha de crochet nº 3.5

Alças em bambu: loja do chinês que está no espaço do antigo Vassoureiro (Alcabideche).

Fio Azurite 100% acrílico (Park dos Tecidos) nas cores: azul acinzentado, azul claro, rosa cerise, rosa claro, verde alface, amarelo e laranja.

 

Depois é só seguir a fotografia, penso que dá para ver bem, sabendo que se começa com 12 paus duplos (azul acinzentado), na segunda volta fazem-se por intervalo dois paus duplos e assim se mantém o esquema até à 5ª volta (laranja), onde passam a 3 paus duplos até ao final do trabalho. Tecem-se cinco quadrados e antes de unir para fazer o saco, passam-se a ferro com um pano a proteger a malha, para ficarem bem direitos.

Depois de coser o saco, fazem-se 5 voltas no topo em malha simples. Por fim, forra-se com pano cru, ou outro tecido encorpado, cosem-se as alças a este forro e volta-se a forrar, ou seja, fazemos um forro duplo e as alças ficam entre os dois forros.

 

 

IMG_1012

 

 

É muito fácil encontrar mais destes sacos no Pinterest, basta pesquisar, mas já agora deixo o álbum que tenho na minha área com mais ideias. 

 

16
Abr21

159 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo (*)


Mac

2021-04-16_fiz

 

d.JPG

muitos quadrados destes que vão acabar não numa colcha, mas num casaco para vestir no próximo inverno . ainda me falta metade, portanto ainda algum trabalho pela frente, mas a tempo do inverno 

 

 

f.JPG

2021-04-16_ trouxe_01

quem segue o blog ali na página do facebook sabe da minha procura por plantas falsas, que detesto por princípio, mas resolvem-me a necessidade de verdura onde as naturais não se dão . é o caso dos patamares das escadas da minha casa . depois de alguma busca, encontrei na vida xl estas palmeiras com um ar aceitável, falsas q.b. e giras q.b.

 

 

2021-04-16_ trouxe_02

 

um destes dias experimentei as francesinhas do lidl, quer dizer, cozinhei-as para eles, nesta boca nem o um micro pedacinho, e eles gostaram imenso . num outro dia encomendei o sushi do lovit, que já conheço como a palma das minhas mãos e papilas gustativas e não desiludiu, nem podia, fantástico como sempre (para quem não é da zona, dá para pedir através da uber eats, glovo e tais) 

 

 

2021-04-16_ trouxe 03

 

chega-se a esta altura do ano e sinto um cansaço extremo da minha cor lula, por outro lado odeio auto-bronzeadores puros, mas o mundo não está perdido, existem os auto-bronzeadores graduais, que são tudo em bom . porque como são graduais controlamos o tom de bronzeado e nunca há desastres de bronzeados estranhos, em zonas onde nunca ou pouco nos bronzeamos, manchas, buços,  etc., e ainda o melhor de tudo é que o tom é escolhido por nós, visto que basta parar de usar, ou fazer um intervalo, se não nos quisermos bronzear mais . para o corpo sou fã do da rituals, muito bom mesmo e para a cara adoro o serum self tan da lancaster, é muito fresco, deixa uma sensação óptima na pele e só dá um ligeiro bronzeado .

 

a minha máscara de pestanas é há muitos anos a hypnôse e nada nem nenhuma a consegue destronar, já experimentei outras igualmente boas, mas aos meus olhos e para as minhas pestanas, a hypnôse é A máscara . agora estou a usar a idôle que é fantástica, sem dúvida, mas que decididamente não substitui a hypnôse, é diferente e gosto dessa diferença . é muito capaz de ficar a fazer caixinha com a irmã hypnôse .

 

 

e_01.JPG

o falcão e o soldado de inverno (disney +), dead to me (netflix) que não gostei logo no primeiro episódio, nem no segundo, mas ao terceiro já estava agarrada ao ecrã. , negócio de família (netflix), space force (netflix), e comecei uma outra vida (netflix), mas ainda só vimos um episódio e estamos na dúvida se vale a pena ver o segundo . vi e amei perdidos no espaço (netflix), e finalmente the witcher (netflix) que tinha visto o primeiro episódio há carradas de meses, adormeci, que é sempre um bom critério de exclusão, mas agora resolvi que podia não ser aborrecimento, voltei a ver o primeiro episódio, não adormeci e vi tudo de enfiada, amei.

 

 

g.JPG

2021-04-16_ gostei_01

2021-04-16_ gostei_02

 

gostei de saias e de conjuntos com saias

 

 

 

(*) post escrito ao abrigo da minha liberdade de opção,
opinião, experiência, aquisição e isso

 

 

14
Abr21

337 - As camisas brancas, a Primavera, a vida, o nirvana e eu


Mac

295

 

Entretanto chegaram umas camisas brancas largueironas e grandalhonas (Stradivarius), que também dão para levar para a praia como túnica ou usar noutro registo a dar um nó à frente, e testei-as. Primeiro com uma saia preta e depois com umas calças brancas. Também experimentei a dar o tal nó à frente com uma saia de Verão e fica bem gira.

 

293

 

Com as calças usei a segunda roupa com ténis e resulta bem para um dia normal com idas à rua para ir buscar o Pedro, supermercado e mais um pouco daquilo que é possível fazer agora, tipo tomar um café na esplanada.

 

292

 

Num outro dia usei umas calças mais compridas com uma camisola de linha e uns sapatos abertos atrás. Experimentei sem cinto, com um cinto a imitar tartaruga e com um em pele entrançado e usei com o último, a versão da direita.

 

296

 

Depois queria muito estrear esta saia com palmeiras e experimentei-a com a camisola de linha, mas desatou a chover e achei que andar de alpercatas à chuva era capaz de ser blhaca, portanto fica mesmo para o bom tempo com um top e sem chuva. Também usei novamente o blazer branco, mas com estas calças de ganga bem largas com bolsos chapados à frente, e uma camisa de ganga. 

 

 

294

 

E ontem usei este vestido de algodão azul escuro assim.

 

Foi isto, portanto.

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D