Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

17
Out19

27 - A mãe perfeita(mente desesperada)


Mac

 

 

 

no dia em que falar e me ouvirem, e chamar e vierem, e não tiver roupa suja espalhada pela casa, meias entaladas nas almofadas do sofá e abandonadas entre os lençóis da cama, sapatos esquecidos na entrada, as chaves no corredor, pacotes vazios na sala, pratos nas estantes, copos com restos de leite na mesa de estudo, e disser bom dia e ouvir bom dia de volta, e deixarem de me revirar os olhos, soprar a franja e fazer expressões de enfado, e balbuciarem-me coisas imperceptíveis como resposta a ralhetes e a comunicados, e a carinho também, ou muito perceptíveis: que interesse é que isso tem, ou pode ser, ou não, uuuuh, pfffffff, e não me pedirem para ir a todo lado e esticar as horas de entrada e não me atenderem o telemóvel, nesse dia vou estranhar . aos 20 isto acontece, não é? vou estranhar . e se calhar morro de saudades também. 

 

[há registo de mães de adultos com saudades da adolescência deles? a perguntar para uma amiga]

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

16
Out19

126 - vesti, gostei e nos últimos dias foi assim


Mac

 

 

 

Estamos naquela altura do ano em que quase nunca sei o que vestir e na dúvida, faço o que faço sempre, opto por branco ou preto. O branco é de longe a minha cor preferida para vestir, entre uma camisa branca e uma de cor, ou umas calças brancas e umas de cor, opto sempre pelas brancas, ou então trago ambas, mas o branco tem de vir comigo. E visto-o tanto no tempo quente, como frio, sozinho ou acompanhado. Também me serve como um desbloqueador quando não tenho ideias.

 

 

 

 

 

Agora gosto muito de o usar com apontamentos de camel, sempre dá um ar mais Outonal às roupas, ou com cinza, como ali mais em baixo.

 

 

 

 

 

 

 

Mas esta semana também variei para o excesso de cor, ou aquilo que aos meus olhos se considera excesso, já que sou demasiado insípida nas cores que habitualmente visto.

 

 

 

 

 

 

 

E foi isto, uma espécie de transição das roupas de Verão para as de Outono, ainda sem carregar muito nas tintas das cores mais escuras, e dos abafos e agasalhos.

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

15
Out19

251 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

 

 

então como é que correu o teu dia? pergunta-me todos os dias a pessoa que teve a sorte de me desposar . bem - digo eu - o costume . fui pôr o pedro, estafei-me no ginásio, passei no supermercado, ou foi ontem, foi ontem, hoje saí do ginásio, fui à oficina por causa do painel do carro, depois passei nas lãs, trouxe lãs, fiz um bolo, fui a lisboa, assinei umas coisas, trouxe o mais velho, fomos ao hospital, o miúdo só come porcarias, anda péssimo, estive lá com ele a fazer um soro, apanhámos um enfermeiro impecável, com imensa piada e foi uma risota pegada, fui buscar o mais novo, justifiquei o atraso com a vida, a ver se não aparecem mais extras na factura de outubro, fizemos os tpc, estudámos inglês e treinámos a leitura, telefonei à mana, ri-me que nem uma perdida, aquela é doida, e à minha tia, fiz com que jurasse que me avisa da próxima consulta, e à tua mãe e ri-me mais um bocado, fui buscar frango ao supermercado, fiz um jantar de dieta para o mais velho, o miúdo queria batatas fritas e ovos estrelados,estouamorreeeeeeeeeeerrrr defomemãiiiiiiii, não aguento isto - homens doentes - eu meti-lhe uma canja no prato, arroz branco e zero gorduras e porcarias, depois viste, arrumei a cozinha, quer dizer, fechei a porta da máquina da loiça, porque tu fizeste o resto . tu fazes sempre o resto . um resto que é imenso . correu bem, fora a sensação que não fiz nada sempre agarrada a mim . não fiz nada . não salvei o mundo, não deixo nenhum marco, nem nenhum feito, nada que a humanidade possa aproveitar . deixo dois miúdos felizes e uma data de gente que me faz rir todos os dias .

 

 

 

• Instagram mariaantoniavelez

 

15
Out19

152 - Tricot e coisas assim


Mac

 

 

E como o prometido é devido, aqui está o post com (quase) todas as lojas online e físicas que têm os melhores e mais bonitos fios para tricot e todos os acessórios também. Aviso já que algumas lojas são um perigo de tentação, não só para tricot, mas para todos os trabalhos com fios e tecidos. Mas hoje é de tricot que venho falar.

 

O tricot é um belíssimo passatempo, é giro, dá resultados rápidos e é muito zen, enquanto uma pessoa está para ali a passar malhas de uma agulha para a outra, organiza também a sua vida interior, mas como também a ideia é obter resultados que nos deixem felizes, aconselho vivamente a trabalhar com bons fios. A diferença é enorme e os resultados são completamente diferentes. Comecei por fazer umas experiências com fios mais baratos e depois então passei para fios de merino e alpaca, no meu caso porque eram os fios que me garantiam o tipo de trabalho que queria, a ideia era fazer uns casacões e uns camisolões com agulhas 8, 10 e 12 e notei uma diferença enorme, vale mesmo a pena um investimento um pouco maior, porque é altamente compensador.

 

E como investiguei muito, fui reunindo uma série de lojas que nos garantem fios das melhores marcas, como Rowan, Rosários 4, Phildar, DMC ou Drops Design, e ainda todos os tipos de agulhas e acessórios para executar um bom trabalho. 

 

 

 

 

Logo a começar com a The Craft Company que é seguramente a loja mais bonita de Cascais e arredores, juro, tenho sempre vontade de trazer tudo, até o que não preciso. Quanto a fios para tricot e como não podia deixar de ser, podemos encontrar a maior parte das marcas que referi e uma enorme variedade de fios, até para agulhas 20. A The Craft Company tem loja física em Cascais, página no Facebook e Instagram, onde dá para ter uma ideia de tudo quanto lá há, mas o melhor é mesmo ir à loja, vale mesmo a pena. 

 

  

 

Outra loja física em Lisboa na zona de Benfica com imensa variedade também, é a DotQuilts, que irá ter uma loja online, mas para já temos a página de Facebook e o Instagram para termos uma ideia dos produtos. Também com uma enorme variedade de fios e marcas como Schachenmayr, Erika Knight, Cool Wool, Rosários 4, ou Rowan.

 

À semelhança das anteriores também temos a Ovelha Negra com loja física no Porto que além da marca própria, tem uma enorme variedade de fios e marcas como Miltons, Bergère de France ou Wool and de Gang.

 

 

 

 

 

 

Como se vê há muito boas lojas com uma oferta bastante elevada e posso afirmar que muitas vezes o problema é conseguir decidir, acontece-me muito começar um trabalho já com os olhos em outro e tanto faço compras em lojas físicas, como a The Craft Company, Tricots Brancal, Park dos Tecidos, como vou directamente às lojas online das marcas, o caso da DMC, como já fiz compras online em lojas multi-marcas, caso da LindenTea, porque já sabia o que queria e não havia como errar, assim como tenho outras na minha lista que têm produtos que me interessam, mas ainda não experimentei (Clube de TricotArco-Íris a MetroNew Chic) e tenho a certeza que muitas outras estão por descobrir.

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

11
Out19

137 - Andei na net [e por aí] e trouxe comigo


Mac

 

 

esta semana baixei um tom na base, porque o bronze se está a esfumar e apesar de raramente me maquilhar quando estou bronzeada, há dias em que a coisa se dá, e quando se dá preciso da minha base que me dá a cobertura de que gosto, não demasiado pastosa, leve ao ponto de não a sentir - não suporto bases que têm uma existência para além da minha pele - sem brilhos e com uma duração bem simpática, ora como a minha pele não tem o mesmo tom ao longo do ano e ficar com a cara diferente do corpo não é a minha praia, ainda menos ficar com uma linha na transição da cara para o pescoço, preciso de três tons, para quando estou alva no inverno, para assim-assim e para quando já estou bem bronzeada . faltava-me o tom da fase assim-assim, portanto a actual.

 

 

 

 

e também o corrector no mesmo tom . por acaso há dias em que quando estou a pôr o corrector tenho vontade de o espalhar na cara toda . confesso, já o fiz . não falo sobre os resultados, dependem do humor da dona da cara besuntada com corrector .

(tudo na perfume's club)

 

 

 

 

os meus chocolates preferidos da casa pereira, que daqui a uns meses vão ficar só na minha memória, assim como ficou o chiado que já não existe . a casa pereira vai fechar no final do ano e com ela perde-se mais um bocado do chiado da minha infância .

 

 

 

 

e como estou numa de tricot nas horas vagas, agora outro casacão, desta vez em merino do park dos tecidos

(estou a preparar um post com as moradas e lojas online onde há tudo, mesmo tudo, para fazer todos os tipos de tricot)

 

 

 

entretanto

 

gostei de tons terra nas roupas, porque este ano me apetece imenso que venha o outono . sou uma pessoa do verão, é verdade, mas só gosto de calor na época dele, outubro com calor não me diz nada, não me aquece a alma, nem a pele, antes pelo contrário, preocupa-me . então venha o outono frio, chuvoso e tudo quanto precisamos para que a natureza se renove no ciclo que queremos eterno . adoro estes tons da terra, estes das folhas no outono e gostei muito das camisolas em camel, da saia de camurça com botas, dos botins com atacadores e dos blazers em xadrez e espinha .

 

 

(a função de aumentar imagens regressou, basta clicar na imagem que querem ver maior)

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

09
Out19

20 - Às vezes gosto do Outono [mas morro de saudades do Verão todos os dias]


Mac

 

 

O Halloween está aí a aparecer e este ano estou convencida que ninguém me apanha a escavar abóboras. Já ninguém nesta casa me convence que é uma coisa gira para fazer com os miúdos, porque eles não fazem, começam, é verdade, mas rapidamente arranjam um TPC de última hora e fica a mãe deles a esventrar abóboras. Não preciso de abóbora para sopas,  não quero a casa cheia de abóboras, aquilo dá uma trabalheira e é uma tristeza vê-las apodrecer nos dias que se seguem ao Dia das Bruxas. Eu acho. Coitadinhas das abóboras.

 

 

 

 

Mas como a casa precisava de um ar de Outono, fiz este arranjo para a cozinha com mini abóboras e umas folhagens de Hera e outra coisa que não sei o que é, que fui buscar ao jardim.

 

 

 

 

E pronto, cozinha com ar de Outono.

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

07
Out19

125 - vesti, gostei e nos últimos dias foi assim


Mac

IMG_6580-001.JPG

 

IMG_6574-001.JPG

 

IMG_6571-001.JPG

 

IMG_6583-001.JPG

 

 

Continuamos com um Outono muito ameno e para mim esta é a altura ideal para usar as camisolas de gola alta sem mangas ou de mangas curtas. A verdade é que como as manhãs já estão frias, mas depois o dia aquece, para voltar a arrefecer ao pôr do sol, as golas já não nos matam de calor e as mangas curtas ainda não são demasiado frescas.

 

 

IMG_6527-001.JPG

 

IMG_6526-001.JPG

 

IMG_6505-001.jpg

 

IMG_6524-001.JPG

 

 

Tenho este tipo de camisolas há séculos no meu guarda-roupa, porque gosto imenso do resultado conjugadas com saias e calças mais largas.

 

 

IMG_6591-001.JPG

 

IMG_6594-001.JPG

 

IMG_6611-001.JPG

 

 

Portanto neste início de Outono tem sido basicamente isto no reino das roupas.

 

(E já se sabe, nenhuma das peças é da última colecção, a ideia agora é inventar conjuntos até à inconsciência com peças velhas)

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

02
Out19

250 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

z5568 atiro tudo ao ar.JPG

 

 

 

uma conhecida minha ia ao ginásio para relaxar . era zen . levantava-se de manhã, deixava o filho mais novo na escola e fazia a sua aula . deu-se o caso dessa conhecida querer marcar a sua aula preferida e vai a aplicação do ginásio e diz-lhe assim, não pode ser, já não há vagas . a pessoa tomou-se de um rubor facial, uma quentura nos nervos e ligou para lá - contou-me ela, porque eu não adivinho nada - de lá disseram-lhe que se fosse meia-hora antes da aula e pedisse uma senha lhe garantiam a aula . estragou . lá se foi o zen por uma palhinha de bambu - contou-me ela - instalou-se-lhe o stress matinal, a pressa, os nervos no trânsito, as ânsias no estacionamento, os destrambelhamentos no elevador e entrou no ginásio às 8.20 da manhã, plantou-se à frente do funcionário durante 10 minutos e ficou com a senha nº3 . há pessoas muito doentes, quem são as nº1 e 2? medo . sois uns meninos . aquela pessoa stressa por existir, no dia em que nasceu deixou a sala de partos num apocalipse, não precisa que lhe arranjem motivos que não calculou nem congeminou . a seu favor reza que também é a pessoa que não gosta de stress descontrolado . alguém vai ficar com este stress, talvez o funcionário que retém as senhas escrupulosamente até meia-hora antes da aula . nunca se sabe . coisas acontecem .

 

fiquei tão solidária com o que esta pessoa está a passar que depois da aula não me senti gasta o suficiente e fui fazer uma caminhada extra para o shopping . parece que ando a ver sofás, outra vez, é verdade, ainda não consegui decidir-me entre ter sofás baratos dessa grande superfície sueca e comprar-lhes capas de ano a ano, porque não aguentam os meus rapazes, os meus rapazes são máquinas de estragar sofás, as capas vão a lavar uma meia-dúzia de vezes e morrem, aparecem-lhes buracos, ficam gastas e feias, a culpa é da máquina e dos detergentes, claro , bom, então ainda não decidi se pago por uns sofás como deve ser que talvez aguentem com os meus rapazes, e depois os vejo falecer, enquanto falo todos os dias no preço de 4 dígitos, ou continuo a gastar devagarinho em capas e não digo nada . as casas são para ser vividas . e as capas arruinadas . adiante . então fui ver de sofás a um sítio um pouco melhor, mas ainda não onde sonhei . fui, mas vim de lá com vontade de mudar a casa toda . não percebo se metem drogas nas velas e nos incensos, mas eu cá entro numa loja de decoração e quero comprar o que não me faz falta, o que não tem nada a ver com os meus projectos, nada, entro e parece que me dão com uma marreta na cabeça e apaixono-me por peças completamente fora de tudo quanto imaginei . logo para começar, quero para a cozinha uma mesa redonda para 8 pessoas com os pés em ferro, que não tem nada a ver com o resto da decoração, mas é aquele elemento que me faltava para desconstruir uma zona de refeições completamente enjoativa e monótona . agora só me falta convencer o meu marido que uma mesa não é só uma mesa para fazer refeições e a que temos não serve, há todo um conceito que eu preciso que exista nesta casa, até porque estou à beira do colapso com a história de não ter uns sofás decentes há 19 anos . depois a mesa precisa de umas cadeiras que eu vi, 8, porque a mesa é de 8 lugares e é muito pindérico pôr uma mesa daquele tamanho só com 6 cadeiras . talvez o lembre que daqui a 3 anos completo 25 anos desta profissão de risco e desgaste rápido, eu é que sei e calo muito, talvez até deixe cair que em vez da caneta, quero um relógio e não preciso de dedicatória .  

 

 

 

• Instagram @maria.antonia.velez

 

 

01
Out19

263 - As pessoas que não dizem "bom dia", as chamadas em espera, a vida, o nirvana e eu


Mac

z10003 bom dia.jpg

 

 

 

 

e foste feliz? pergunta esta mãe quase todos os dias aos filhos . mais do que saber se comeram bem, ao que brincaram (ao mais velho já não pergunto), se há trabalhos ou estudo para fazer, foste feliz? és feliz? porque acima de tudo é isto, mais do que o que aprendeste hoje, o que comeste ou se há tpc, és feliz?

 

cruzo-me vulgarmente com pessoas que não sabem dizer "bom dia" aos outros, nem quando os outros tomam a iniciativa e lhes dizem "bom dia", ficam mudas, outras enrolam um "dia", mas esquecem-se do "bom" . bom . booooooooooooom . bom dia, custa muito responder ao bom dia que os outros desejam, custa muito .

 

esta pessoa guarda um bocado da sua vida para fazer uma série de telefonemas . um para a amiga, outro para a mana, outro para marcar uma coisa, outro para isto, outro para outra amiga, outro para aquilo . começa e a primeira não atende, passa à segunda que também não atende, então segue para a terceira e quando está a falar com a terceira, começa o telefone bip bip, silêncio, bip bip e a pessoa desconcentra-se um bocadinho . pouco, sabe-se lá quando é que aquilo para, volta à conversa e nisto bip bip e a pessoa desconcentra-se mais um bocadinho, pouco porque tem de ter uma reserva de concentração . e bip bip e a pessoa desconcentra-se do telefonema e pede para ligar daqui a pouco porque tem de ligar à pessoa que não para de insistir . e liga, mas ainda há a outra que resolve que é boa ideia retornar a chamada e bip bip . sou de um tempo em que se a linha estava ocupada, havia um sinal de impedido . e era tão simples, as pessoas que tinham tentado ligar, voltavam a tentar, quem estava na chamada não fazia a menor ideia que havia gente a querer falar com ela e era feliz assim . isto da chamada em espera é bem capaz de ser a coisa mais parecida com as pessoas que interrompem os outros . também tenho a certeza que a alma penada que inventou isto das chamadas em espera não diz "bom dia" às pessoas .

 

estava a escrever um e-mail, interrompi para ler um sms e seguir o link que veio no sms, depois respondi ao sms, voltei ao e-mail, reli-o e continuei, chegou aqui uma pessoa ao pé de mim e disse-me que não há detergente para a máquina da roupa, disse-lhe que arrumarei os detergentes e agora estão em tal sítio, continuei o e-mail, a pessoa voltou e insistiu na falta do detergente, levantei-me e fui-lhe mostrar onde estava o dito, a pessoa começou a conversar sobre a vizinhança dela, voltei ao e-mail, tocou o telefone e atendi, voltei ao e-mail . depois peguei numas cadeiras aqui de casa e andei a restaurar-lhes a pintura dos pés . as cadeiras da minha casa sofrem com as pessoas que lhes atiram com as escovas dos aspiradores para as pernas . descascam . a dona das cadeiras sofre com as pessoas que não desejam nada de bom aos outros, nem um dia . bom dia .

 

aqui há dias descobri que já não quero ser multi tarefas . 

 

e foste feliz?

 

 

 • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

30
Set19

124 - vesti, gostei e nos últimos dias foi assim


Mac

IMG_6365-001.JPG

 

 

Cá estamos nós para mais uma ronda de "interpretação" de peças antigas, portanto tudo de outros anos usado de outra forma.

 

 

IMG_6359-001.JPG

 

 

Esta semana voltei a usar a eterna saia plissada da Mango, que já conta com uns anos valentes. Tem sido usada com botins, botas, ténis, sapatos e sabrinas, aliada a camisolas de gola alta, camisas, t-shirts, enfim um número quase infindável de peças, porque é uma boa base, funciona muito bem e resulta sempre, ou quase sempre. Desta vez usei-a com um top sem mangas e sabrinas, acrescentei-lhe um cinto para quebrar o preto quase total e resultou nisto.

 

 

IMG_6354-001.JPG

 

IMG_6279-002.JPG

 

 

Também usei este vestido, mas desta vez com um cinto. Verdade que no meio disto tudo, este vestido é desta colecção da Zara, mas é a única peça relativamente nova, o cinto é lá das calendas e as sabrinas foram as minhas grandes companheiras na gravidez do mais novo, estas em tareco, por exemplo, foram as que usei quando entrei para a maternidade, são portanto sabrinas com uma história de amor.

 

 

IMG_6293-001.JPG

 

IMG_6314-001.JPG

 

 

Também experimentei com sandálias de salto, mas como o meu calçado é também condicionado pelos trajectos e não me apetecia andar no centro de Cascais aos trambolhões, optei pelas sabrinas, apesar de gostar imenso de ver esta roupa com aquelas sandálias de saltos assassinos.

 

 

236.jpg

 

Num outro dia já deu para usar sandálias de salto e aproveitei e usei-as com esta saia e uma camisa em ganga. Por acaso ocorreu-me que estou a gostar imenso de ver roupas de meia-estação com sandálias, talvez corra o perigo de as usar com sobretudos no Inverno, nunca se sabe, é da maneira que finalmente percebo as mulheres que o fazem.

 

 

IMG_20190926_124012.jpg

 

 

E para terminar, mais uma camisa da colecção de Primavera/Outono de 1992 ou 1989, já não sei, que me vem provar que quando apanhamos boas peças clássicas, é agarra-las, com sorte duram 30 ou 40 anos sem nos enjoarmos, mas também não é preciso exagerar e usá-las todos os anos, aí de 6 em 6 está bom e não aborrece ninguém.

 

 

IMG_6395.JPG

 

IMG_6396.JPG

 

IMG_6415.JPG

 

 

  • Instagram @maria.antonia.velez

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D