Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

07
Mar17

140 - AS FLORES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

  

Na sexta-feira estive a mudar o substrato a algumas Orquídeas. Esta operação é pouco frequente, aliás só é necessária a cada quatro anos, ou quando as folhas apresentam pintas (quer dizer que os substrato está azedo) mas como estas Orquídeas já tinham demasiadas raízes fora do vaso, resolvi dar-lhes um jeito e já agora mudar o substrato. 

 

Nunca devemos mudar de vaso ou mudar o substrato a uma Orquídea em flor. A altura ideal é após ter dado flor e quando começa a brotar novo caule e novas raízes.

 

 

 

 

 

 

Tiramos a planta do vaso e sacudimos com cuidado os bocados de substrato que estão agarrados às raízes. Sem fazer força, puxamos ligeiramente as raízes, para tirar as que estão secas, mas sem danificar as que estão boas e verdes. Depois passamos as raízes por água, de maneira a que fiquem limpas. Pomos um pouco de substrato no vaso e colocamos a planta. Sempre a segurar na planta com um mão, preenchemos o vaso até tapar as raízes, mas deixando de fora as que estão mais perto das folhas.

 

 

 

 

 

 

Se a Orquídea já tiver um caule, colocamos uma vara própria para Orquídeas com ganchos que não apertem o caule das futuras flores.   

 

Já agora, quanto ao tamanho do vaso, as Orquídeas não precisam de vasos grandes e gostam de ter as raízes apertadas, portanto aquele vaso em que vêm, é o vaso onde ficam. Quanto muito podemos muda-las para vasos com buracos, em barro ou plástico, mas com as mesmas dimensões dos vasos de origem. 

22
Fev17

135 - AS FLORES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

  

 

Ainda sobre os cuidados a ter com as Orquídeas, que falei aqui, e à laia de prova provada, e de ter dito que não se deve cortar o caule enquanto estiver verde, mesmo que já não tenha flores. Não cortei os caules desta planta, estiveram aí uma semana (acho que foi mais) sem dar flor e agora estão cheios de botões.

 

 

 

 

 

 

As Orquídeas são de longe as minhas plantas de eleição para interior. Gosto imenso de as ver com as porcelanas azuis, em frascos transparentes (as raízes são lindíssimas), em suportes de casquinha, enfim, num sem-número de cenários, com ou sem flor (as folhas só por si já são um espanto).

 

 

 

 

 

 

 

 

[imagens daqui e mais ideias também]

09
Nov16

106 - AS FLORES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

  

 

 

Deitei fora muitas orquídeas (shame on me), até descobrir que depois de darem flor e o caule ficar castanho, a planta ainda vivia. Também fiquei a saber que lá por só vermos para ali aquelas raízes, não queria dizer que dali já não vinha nada. Vem, com alguns cuidados, mas vem. Basta cortar a parte castanha do caule, caso seja necessário, mudar-lhe o substrato (sempre um preparado para orquídeas), manter a planta num local iluminado e eventualmente mudar a planta de vaso, de preferência transparente e deixando as raízes junto às folhas à superfície do substrato, porque as orquídeas têm raízes aéreas. Também não é preciso que os vasos sejam grandes, porque estas plantas gostam de ter as raízes apertadas.

 

 

 

 

 

Depois é só mantê-las, com ou sem flor, em locais iluminados, mas sem sol directo e idealmente húmidos. mergulhar o vaso (se tiver furos) em água uma vez por semana, mas caso o vaso não tenha furos, deitar pouca água, para nunca encharcar a planta, que assim apodrecerá. Por todos estes motivos, dão-se lindamente em casas-de-banho que tenham luz natural, vãos de escadas com clarabóias ou janelas, e halls de entrada bem iluminados, mas todos sem luz directa e forte.  

 

 

   

 

 

 

E seguindo estas regras, há sempre orquídeas bonitas. São uma das minhas flores de eleição para ter nas casas de banho, entrada e alguns cantos das salas. Adoro-as.

 

 

 

 

 

 

 

»»» • «««

 

Tenho conseguido muito boas orquídeas no Hortijardim, Pingo Doce (estão com uma enorme selecção já com 5 anos) e Horto do Campo Grande (mas caras). As que têm melhor relação qualidade/preço são as do Hortijardim. Quanto a vasos, há muito giros no Horto do Campo Grande.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D