Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

27
Mai11

28 - A DEMANDA DA CASA IDEAL


Mac

 

 

 

 

 

E pronto, meus amigos, vai-se dar início às férias para mudar de casa. Uma semana. Acho que uma semana chega para arrumar tudo e mais um par de botas, encaixar nos armários o que a cada um pertence, livros em estantes, por uma cozinha operacional, a net a andar, televisões a emitir e mais o que surgir, que agora não me lembro.

26
Mai11

27 - A DEMANDA DA CASA IDEAL


Mac

 

 

 

 

 

Voltei a mudar de ideias quanto à disposição dos diferentes tipos de peças, naquele habitáculo a que os deslumbrados apelidam de closet - a maior parte da minha roupa já se foi para a casa nova - e isto, parecendo que não, é de uma extrema importância, dá trabalho e tudo espremido, a uma semana da mudança de casa, já não sei onde tenho o quê. Além de que desde que assumi que a palavra closet me causa uma certa urticária, não sei bem o que lhe chamar. Roupeiro. Guarda fatos. Sala da vergonha. Despensa pessoal. Não sei. E isto, também, parecendo que não, é muito importante.

 

 

________________________________________________________

Ah e para a semana estou de férias, quer dizer, não são aquelas férias de alapar com o rabo num qualquer areal com as vistas pregadas no mar, são outras, assim para poder preparar tudo e mais alguma coisa, para que no sábado me carreguem com os móveis. É net, tv e telefone para instalar, supermercados para fazer, arrumar, arrumar, arrumar, tentar perceber onde anda o quê e onde se acende esta e aquela luz.

03
Mai11

25 - A DEMANDA DA CASA IDEAL


Mac

 

 

 

 

 

 

Após um orçamento de assalto à mão armada para me mudarem as roupas, loiças, livros e o que mais, resolvi que os transportava eu. Maneiras, que adquiri no IKEA uma pazada de sacos com e sem fecho. Só que neste momento e só para as minhas roupas, vamos em dezanove sacos, fora, os sete para malas e mais oito para sapatos. Não sei bem o que pensar da minha pessoa. Talvez raiva. Raiva parece-me bem.

 

 

[no fim disto tudo mereço uma grande prenda, serve-me assim qualquer serapilheira no valor que já poupei, não sou esquisita]

11
Abr11

39 - COISAS EM QUE NÃO SOU LÁ MUITO BOA PESSOA


Mac

 

 

 

 

 

Mudar de casa só tem vantagens. Depois de abrir à séria todos os armários, vejo a quantidade de loiças, travessas, taças, panelas, tachos e o camandro, que nunca uso. Maneiras que isto tem sido a maravilha da conduta do lixo, para os que nem coragem de dar tenho, e as delícias de quem está com vontade de atravancar a casa. Eu cá decidi que quero tudo minimalista, clean e só com o que realmente se usa. Claro que ainda há aquelas coisas que não se usam, mas que se herdaram. Ainda gostava de saber qual foi a ideia de me começarem a fazer enxoval logo que nasci e me deixarem de herança isto e aquilo. Concluo que muita gente querida não era lá essas coisas de bom gosto, além de terem uma assustadora tendência para a ostentação. Credo. Por mim seguia tudo para uma reciclagem qualquer, mas pronto, valores mais altos se levantam. Tudo espremido, acho que consigo reduzir os tarecos em 50%.

11
Abr11

94 - A DONA DE CASA PERFEITA


Mac

 

 

 

 

 

Sabemos que temos roupa a mais, quando a mais de um mês de distância de uma mudança, podemos embalar 90% de tudo quanto é trapos, sapatos e acessórios, e não nos vão fazer falta alguma, nem sequer os vamos usar. Lindo serviço, Mac Maria, lindo serviço.

06
Abr11

525 - A VIDA EM AZUL CUECA


Mac

 

 

 

 

 

Depois de orçamentar a coisa por alto, chegaram-me valores entre os € 4.000 e os € 5.000 para uma mudança total, com aquela gente profissional a empacotar e a transportar tudo. Ora como amo muito os meus euros, pensei cá para comigo, o camandro é que me empacotam seja o que for, e pronto, estou eu a tratar do assunto.

 

E agora afirmo sem qualquer margem de erro, os bules são coisas muito chatas de embrulhar - para que quero eu tanto bule, credo -  já os pratos são limpeza; o papel dos jornais é muito fraquinho, aquelas folhas rasgam-se muito e é uma trabalheira, pfff já não se fazem jornais como antigamente, é o que é; os catálogos das agências de viagens também são de grande serventia, assim como as molhadas de Dica da Semana, que me deixam no patamar, agradecida.  

 

 

Vejo pacotes - isto não me soa lá grandes coisas, mas está bem - por todo o lado, enquanto desenvolvo apetências e diversifico a técnica do embrulho, ele há com o recurso à fita cola, a técnica livre, o tamanho da folha consoante o objecto, enfim, um mundo. No fim disto tudo, acho que fico com um mestrado na coisa, skills, targets e tal.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D