Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

27
Dez17

193 - O Natal, as nossas refeições, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

 

 

 

 

Este ano só tive de pensar no jantar de dia 24 e depois no de dia 25, que foi basicamente de restos. O almoço de dia 25 não foi aqui em casa e não tive de tratar de nada. Para a consoada regressei aos encarnados, deixei as simplicidades escandinavas para os escandinavos e voltei a pôr uma mesa à portuguesa com encarnados, dourados e bordeaux.

 

 

 

 

 

 

  

Fiz um centro para a mesa no mesmo género de um outro que já tinha feito para um jantar aqui em casa, mas um pouco maior.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e pus em cada prato um ramo, também parecido com um outro que já tinha feito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este ano para a ceia fiz o peru, um rosbife e o bacalhau cozido, que depois deu a Roupa Velha para o jantar de dia 25. Os doces andaram no habitual em qualquer casa, por isso só deixo as receitas do meu doce preferido, os Formigos que é aquele doce que fez sempre parte dos meus Natais no Porto em casa da minha avó.

 

 

-  Formigos -

. 250 g de açúcar mascavado

. 8 fatias de pão de forma

. leite

. 8 gemas

. 150 g de amêndoas

. 100 g de corintos

. 2 cálices de vinho do Porto

. canela

 

 

Leve o açúcar ao lume com 1/3 do seu peso de água e deixe ferver até obter ponto de pasta (28º baumé ou 101º C). Parta as fatias de pão em bocados, embeba-as em leite e escorra. Junte o açúcar e leve ao lume mais 5 mn. Adicione 100 g de amêndoas raladas e os corintos e deixe levantar fervura. retire do calor e junte as gemas desfeitas no vinho do Porto. Leve rapidamente a lume brando só para engrossar um pouco. Se ficar muito doce e espesso, junte um pouco de água a ferver. Deite os Formigos numa travessa ou taça e polvilhe com canela. Espalhe por cima as restantes amêndoas em falhas e corintos .

 

(os Formigos também podem ser feitos com Pão de Ló)

 

 

 

 

 

 

E da Roupa Velha que é de longe o meu prato preferido de Natal

 

. Restos do bacalhau, couve e batatas da ceia

. Azeite

. Alhos picados (calculo dois dentes por dose individual)

. Sal

 

Corte a couve, desfie o bacalhau e corte as batatas em cubos, Numa frigideira (ou wok) ponha bastante azeite e o alho picado. Deixe fritar um pouco, junte o bacalhau, a batata e as couves. Envolva bem e deixe-o no azeite até ficar quente. Rectifique o sal. Retire do lume, passe para uma taça ou travessa e sirva.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para o jantar de dia 25 alterei o centro de mesa, tirei as frutas verdadeiras e falsas, as velas e as pinhas, deixei as ramagens e as bagas encarnadas e só acrescentei velas redondas e em estrela.

 

 

 

 

 

 

 

 

22
Dez17

149 - Croché, colagens, tricô, filet, bricolage e coisas assim


Mac

 

 

 

 

À semelhança do que fiz no ano passado, decorei uma das coroas que tenho na cozinha todo o ano, com folhagens e bagas, para lhe dar um ar de Natal. Gosto imenso destas coroas de ramos assim simples, sem nada, e são ideais para decorar porque é facílimo prender as folhagens entre os ramos da coroa, ou caso seja necessário, prende-las com arame.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Materiais:

. coroa de ramos secos .. Horto do Campo Grande

. ramos de eucalipto, azevinho, gilbardeira e abeto .. jardins, hortos, floristas

. laranjas secas e nozes .. floristas, hortos

. arame verde de jardineiro

. luvas de borracha ou latex (a seiva do eucalipto é muito pegajosa e a gilbardeira pica bastante)

 

 

 

 

 

 

 

Como não queria que este ano a coroa ficasse com um ar muito certinho, fui distribuindo os ramos de abeto, eucalipto e gilbardeira, sem simetria, depois pus o azevinho (3 ramos) bem espaçado um do outro, distribuí as nozes e pus uma laranja seca.

 

 

 

 

 

  

Quando acabar o Natal, é só tirar as ramagens e a coroa regressa à cozinha novamente simples e como gosto de a ver durante todo o ano.

 

 

 

 

 

 

25
Set17

02 - Eu gosto é de flores, lai lai lai


Mac

 

 

 

 

Aqui há dias disse que andava com vontade de fazer um arranjo com alcachofras e uvas e como neste domingo os avós vieram cá almoçar, aproveitei a ocasião e fiz o arranjo.

 

Gosto cada vez mais de misturar legumes, frutas e flores. É uma combinação que aos meus olhos resulta e varia um pouco do habitual.

 

 

 

 

 

 

 

 

Já agora deixo alguns truques que facilitam muito a execução de arranjos, tornam a tarefa mais rápida e resultam muito bem.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para este tipo de arranjos uso sempre espuma de florista. Há dois tipos, a que se molha e a que fica seca. A seca é apropriada para arranjos de flores secas, que vão durar meses, ou até anos. Já a esponja que leva água é indicada para usar em suportes largos, para suster as flores naturais, que logicamente precisam de água para viver.

 

Dependendo do diâmetro do suporte que escolhi para fazer um arranjo, coloco uma ou mais esponjas. Geralmente é necessária uma esponja e a segunda serve para preencher.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para que as esponjas preencham a totalidade do recipiente e depois com o peso das flores não saiam do suporte, ponho uma esponja no meio e faço pressão com a outra, de forma a preencher os espaços vazios e como as esponjas são fáceis de cortar, o próprio rebordo da taça corta a esponja à medida.

 

 

 

 

 

 

 

 

Finalmente com uma faca, acerto a superfície, de modo a que não fique mais alta do que a taça e antes de começar o arranjo, ensopo as esponjas com água. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os caules das flores são facílimos de espetar nestas esponjas, mas os caules bem largos, como os das alcachofras não, assim corto a maior parte deste tipo de caule e espeto-lhe um palito de espetada de fruta. Para prender as uvas também usei destes palitos cortados a meio que espetei na esponja e entre duas hastes dos cachos.

 

 

 

 

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D