Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

21
Mar17

08 - Quem tem um adolescente, tem tudo


Mac

O meu adolescente preferido foi uns dias para fora, numa visita de estudo. Esta mãe está a portar-se lindamente. Ontem só lhe telefonei 3 vezes (ele atendeu uma) e mandei 4 SMS, dois dos quais a perguntar por que não me respondia, portanto não contam.

 

Quase que juro que aquela mãe latina pertence ao passado.

 

[hoje ainda não lhe telefonei, nem enviei mensagens. estou aqui dividida entre o deixar dormir, obcecar, ou ver até onde vai o desprendimento (dele)]

07
Mar17

07 - QUEM TEM UM ADOLESCENTE, TEM TUDO


Mac

No domingo de manhã dei comigo a dizer assim ao meu adolescente: “Olha, em vez de deixares a roupa espalhada de qualquer maneira pelo quarto, tenta fazer só um molho”.

 

[Pronto, já passou, não estava em mim. Uma mãe também tem os seus momentos de fraqueza, as suas quedas de tensão, a sua perda de pulso]

 

[À noite dei comigo assim “põe já imediatamente a roupa para lavar, ou vai tudo para o lixooooooooooo" e ele ainda teve a distinta lata de murmurar "mulheres", e acho que revirou os olhos, mas não tenho a certeza]

 
06
Mar17

06 - QUEM TEM UM ADOLESCENTE, TEM TUDO


Mac

E quando esta mãe tinha como dado adquirido que más noites, são as noites que os recém-nascidos com os sonos trocados nos dão, eis que surgem as saídas à noite adolescentes. E uma mãe nunca mais dorme. Não enquanto o filho anda por fora.

 

[eu sei que há mães que levam isto na boa, mas eu não levo. Imagino mil cenários de horror, faço filmes de qualidade duvidosa, sofro e não durmo. Não enquanto não o tenho em casa, metido na cama, debaixo dos meus olhos. Sou o horror das mães, eu sei. A vergonha, também sei]

 

20
Fev17

05 - QUEM TEM UM ADOLESCENTE, TEM TUDO


Mac

Formas originais (acham eles) e simpáticas de ser insultado por um adolescente, sem realmente ser muito, mas já sendo um bocadinho:

 

“Vocês não existem “
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: fósseis

 

“Vocês estão tão fora de tudo”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: ridículos

 

“Vocês não percebem nada, pois não?”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: burros

 

“Não vale a pena explicar-vos”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: retardados

 

“Isso era no vosso tempo”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: velhos

 

“Mas isso já não se usa há que séculos”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: velhos

 

“Agora faz-se assim...”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: velhos

 

“Isso já não existe”
O que o adolescente gostaria de dizer, mas não pode: velhos

 

Etc, etc, etc: Velhos
Etc: Velhos
Velhos, velhos, velhos.

 

#QuemTemUmAdolescenteTemTudo

16
Fev17

04 - QUEM TEM UM ADOLESCENTE, TEM TUDO


Mac

- Ó mãe, uns amigos meus podem fazer um intercâmbio?
- Não sou mãe deles. Ou tenho alguma coisa a ver com isso?
- Mais ou menos. Fazemos assim, eles vêm para cá de férias e em vez de eu ir para lá, não vou. Assim a mãe não fica preocupada.
- Isso não é um intercâmbio.
- É, eu devia ir, quando eles vierem cá para casa, mas vou faltar para a mãe não ficar preocupada.

 

(este meu filho é um santo, até se preocupa com a preocupação da querida mãe)

 

#QuemTemUmAdolescenteTemTudo #CantasBemMasNãoMeAlegras

06
Fev17

03 - QUEM TEM UM ADOLESCENTE, TEM TUDO


Mac

- Ó mãe, onde é que está o meu casaco?
- No armário.


- Ó mãe, onde é que está o meu livro de Português?
- Na estante

 

- Ó mãe e os meus sapatos?
- No armário dos sapatos

 

- Ó mãe, mas está tudo nos armários?
- Siiiiiiiiim
- Ó mãe, mas assim não consigo encontrar as minhas coisas!

 

[há qualquer coisa na minha casa que está pervertida, desconfio]

 

[não aguentei e arrumei tooooooooooda a desarrumação adolescente desta casa. Eu sei, eu sei, estou a perder a batalha, mas pronto, tenciono reiniciar o processo, ainda não sei como, mas tenciono. E com sucesso]

 

#QuemTemUmAdolescenteTemTudo

17
Jan17

125 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

A mãe disse ao seu adolescente preferido, que tudo bem ficava a ver televisão até mais tarde, desde que não deixasse na sala a loiça dos petiscos, o balde das pipocas, os papeis dos rebuçados, os pacotes das bolachas e os copos de bebidas. No dia seguinte, a criança preferida da sua mãe desceu mais cedo, era domingo, os pais ainda preguiçavam e foi ver televisão.

 

A mãe preferida desta casa começou o domingo a aspirar pipocas e o milho que nunca rebenta, mesmo com cinquenta horas de microondas, porque o adolescente ainda dormia. Deixei-lhe a loiça para arrumar e papéis de rebuçados para pôr no lixo (com ganas de arrumar tudo, mas resistente).

 

Depois de acordado, o adolescente preferido quis um casaco e veio pedir o casaco no momento zen da sua querida mãe, quando a mãe se estava a maquilhar.

 

Não, não podes ter esse casaco, porque já tens muitos casacos, porque esse casaco é caríssimo, porque não é o teu género e só o vais usar uma vez e porque não.

 

Ó mãe, mas eu preciso de um argumento válido.

 

E eu de paz. Não é não e é o argumento válido.

 

Mas ó mãe.

 

Não!

 

Durante o almoço de domingo, o adolescente aborreceu-se, sentiu-se incomodado com a cadeira que lhe calhou, tencionou ver o telemóvel cinquenta vezes e também tencionou “ir dar uma volta” enquanto o resto da família ainda ia a meio do prato principal.

 

Mas ó mãe quando é que eu tenho idade para não vir a estas coisas?

 

Uma das pessoas mais novas desta família parece que tem um problema gravíssimo de postura e sofre de dores horríveis em cadeiras de restaurantes. Mas já dormiu no chão, ao relento e não se constipou, nem lhe doeu nada. Estava com os amigos.

 

Ó mãe, mas por que é eu não posso ter o blusão?

 

Porque não.

 

Ó mãiiiiiiiiii

 

Parámos ao pé do mar, o adolescente ficou no carro a olhar para o telemóvel.

 

Fomos para casa, o adolescente comunicou-nos que tinha combinado uma coisa com os amigos. Ao pé da praia. Deduzo que se reuniram para olhar para os telemóveis. E ter dores horríveis.

 

Sou bem capaz de me habituar a isto.

 

 

#quemtemumadolescentetemtudo

11
Nov16

107 - OS ADOLESCENTES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

Chama-se à adolescência a idade do armário, porque temos vontade de os fechar num armário, não é? E deitar fora a chave e só o abrir daqui a cinco anos também.


[Há dias em que estou cansada de medir forças, de ganhar sempre (obviamente), de argumentar, acabar com os assuntos (eu sou a mãe), puxar dos meus galões de mãe (porque eu sou a mãe), e quando penso que não pode piorar, que já conheço (e venço) todos os argumentos, respostas, contraposições e contestações, todos os revirares de olhos, todas as batalhas perdidas com a roupa, a má disposição nas saídas em família, já conheço e até sei de cor e salteado, para a frente e para trás todos os argumentos, ideias peregrinas, descobertas da pólvora, eles arranjam mais uma. E de força]

 

 

#quemtemumadolescentetemtudo

23
Set16

101 - OS ADOLESCENTES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

A arrumação na óptica adolescente:

 

. as meias (sujas) arrumam-se (largam-se) no carro, sofá, ou cama.
. ténis, chinelos, ou qualquer calçado (há mais algum?) ficam (são largados) a meio do corredor.
. a toalha de banho pousa-se (atira-se) em cima da cama.
. o pente fica na cómoda do corredor (ao pé da casa-de-banho)
. a mochila da escola fica à porta de casa.
. os livros escolares empilham-se (abertos) no chão ao pé da mesa de estudo
. pratos de petiscos (entenda-se tudo quanto sobra do jantar) ficam bem arrumados (sujos) na estante da sala, na mesa do quarto, ou na bancada da casa-de-banho.
. os pacotes vazios de bolachas, batatas fritas, leite e tudo quanto sejam embalagens, ficam no chão debaixo do sofá.
. copos (quando usam) de leite, água etc são bons para ficar em cima de mobiliário de madeira e fazer marcas que jamais sairão.
. casacos, camisolas, etc arrumam-se no corrimão, puxadores das portas ou cadeiras.
. os carregadores de telemóvel e consolas, vivem nas tomadas.

 


O nariz adolescente não detecta odores. Os olhos adolescentes não veem para além do perímetro do ecrã do telemóvel, consola, computador ou televisão. Os ouvidos adolescentes têm um filtro contra ruído, sabendo que consideram ruído todas e quaisquer vozes adultas (infantis também). Na casa de sonho adolescente não há gavetas, cabides e roupeiros. Nem qualquer espécie de máquina da loiça e roupa. Cestos para a roupa suja também não. O adolescente não pousa, larga, e não deixa, abandona. Acima de tudo, não arruma. Nunca. Nunca. Nunca! (nota-se que estou a ficar nervosa?)

 

Começo a perceber qualquer coisa disto.

 

[e de vez em quando há uma pessoa que fala, fala, fala wooonwooonwooonwooon, repete e faz greve, não arruma nada, não lava e as coisas deixam de aparecer nas gavetas, então o adolescente lá pega numa série de roupa (porque precisa de silêncio), põe para lavar, lá pega nos pacotes abandonados (que chata que esta me saiu) e condescendente deita-os no lixo, lá pega nos sapatos, e pronto, daqui a uns dias há mais, ela lá chateia e ele arruma (??!!), mas sempre com aquele ar mega calmo, perante a nervosa, cansada e repetitiva da mãe que lhe saiu na vida]

 

#quemtemumadolescentetemtudo

#hámãesmelhoresmasfoiestaquetecalhounarifa

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D