Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

12
Fev18

278 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Gostava de viver num país onde as pessoas mais velhas fossem mais importantes, cuidadas, amadas e tratadas como pessoas. E nunca como coisas. Onde os animais fossem bem tratados como animais, não fossem humanizados, nem lhes vestissem as camisolinhas de lã de que não precisam, os levassem aos restaurantes e a parques infantis (que foram feitos para as crianças brincarem). Tratos só como animais. Bem tratados.

 

Gostava de viver num país em que as pessoas gostassem de pessoas e de animais como animais que são.

 

[desculpem qualquer coisinha, mas eu gosto muito mais de pessoas do que de animais, o que não me impede de gostar de animais, mas jamais porei um animal acima ou à frente de uma pessoa]

 

 

#TuÉsMalucaELírica 

#NãoQueriasMaisNada 

#AApanharPancadaEm321

#ASério??!!

31
Jan18

277 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

Eu ia sendo atropelada no estacionamento do shopping por um ciclista que achou boa ideia circular no parque em sentido contrário. E eu só olhei para a minha esquerda, por onde era lógico circularem carros. Passei a olhar para os dois lados, mesmo sabendo que ali só há um sentido. Aprendo muito, eu.

 

Eu ia levando com um ciclista de frente numa rua de sentido único, porque ele resolveu circular de frente para os carros.

 

Eu ia levando com um ciclista numa curva, em que tive de me desviar para ele não acabar o dia com uma etiqueta pendurada do dedão.

 

Eu não deixei um middle-aged man in lycra (mamil) entrar na rotunda onde circulava, porque ele não tinha prioridade. E ele insultou-me.

 

Eu já mandei um mamil ir para a ciclovia, porque ele ia na “minha” estrada com a ciclovia ao lado. Vazia. Pois foi. E ele fez gestos que eu não entendi, mas desejei que acabasse a performance a apanhar os dentes do chão. Não sei se acabou, porque o perdi de vista.

 

Eu já vi um mamil a sair da estrada e passar para o passeio, porque caiu o encarnado e como toda a gente sabe os mamil não têm travões. Nada os trava.

 

E ontem eu ia a meio da passadeira com o meu filho de 6 anos pela mão, os carros tinham parado para nós passarmos e veio um grupo de 3 mamil e não pararam, nós ali no meio da passadeira e os senhores mamil a contornarem-nos sem parar, con-tor-na-ram-nos, mas não pararam, porque os mamil não têm travões. Na cabeça.

 

As pessoas quando vestem uma lycra esquecem-se dos princípios mais básicos de civismo, aquilo aperta-lhes a alma, o coração e/ou o cérebro, ou tem poderes mágicos de embrutecimento? Vou vestir uma lycra para ver qual é a sensação/resultado.

 

[aviso já que passam pelas malhas da minha indiferença, argumentos tão inválidos como ah nós os mamilis, vocês os dos carros maus, porque espantai-vos, há mamilis que são automobilistas, uma coisa não impede a outra e isto não é uma briga entre duas facções, é apenas uma mãe que não lhe apetece levar com uma bicicleta no pára-brisas. Não me a-pe-te-ce. E outros argumentos como, ah eu não sou assim e conduzo como um automobilista na estrada e comporto-me como um peão no passeio, precisam de comprovação factual, ver para crer, é que não os vejo, lamentavelmente não vejo, não assisto, não presencio excepções à regra]

 

[é verdade, o tema é recorrente, as situações, infelizmente, não param de acontecer]

 

 

#BirraDeSono

#ASério??!!

19
Dez17

276 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Há pessoas que vão às lojas que vendem aquela marca de cafés em cápsula para comprar café, e há pessoas que vão às lojas que vendem aquela marca de cafés em cápsula para terem uma experiência de degustação e calhando compram café. Aquilo é toda uma experiência sensorial de despertar dos sentidos, as papilas gustativas portanto, mas não interessa, o que interessa é que as pessoas entram ali e sentem-se numa espécie de nirvana, num retiro espiritual do café, nada a ver que ao fim de 3 degustações já tremerem um bocadinho, mas pronto, aquilo é todo um ritual, ora experimenta o Coiségio, agora toma lá um Coisilio, gosta? Não nota um sabor a baunilha do Tibete com laranja do Algarve? Experimente então o nosso Charro. E pronto, as pessoas sentem-se finas e para ali estão a DEGUSTAR.

 

Depois há as pessoas que vão só comprar café, uma coisa que poderia demorar apenas 5 minutos, sem salamaleques porque se trata só de café e café é café, nada mais. Geralmente estas pessoas não gostam das pessoas que degustam cafés, porque quando vão comprar café morrem um bocadinho, cerca de 30 minutos, à espera que as outras pessoas degustem cafés.

 

 

#OInfernoSãoOsOutros 

#BirraDeSono

 

 

16
Nov17

275 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Os call centers têm como principal razão da sua existência demover-nos de resolver seja o que for que nos levou a ligar para lá, não é? É.

 

Aquilo começa logo por nos porem 10 hipóteses, para escolhermos uma que nos leva ali, sendo a última falar com um operador.

 

Geralmente opto por falar com o operador, porque cada uma das outras 9 funções me levam a uma máquina que quer que eu introduza números de cidadão, contribuinte, nº de conta bancária e código de não sei quê, mas se não for dessas, encaminha-me para um mundo de sub hipóteses até eu não ter o que escolher e voltar a ligar para falar com o operador.

 

Se optamos por falar com o operador, podemos contar com 10 a 20 minutos de música dessintonizada que nos leva a um estado de agonia cerebral. De vez em quando aparece-nos também uma gravação a dizer que a nossa chamada é importante para eles – não é, acreditem em mim – mas que podemos deixar o número e eles ligam-nos mais tarde (estes são geralmente os das grandes superfícies e das operadoras de net e cenas) – não ligam e se ligam já o problema se resolveu por si, ou falecemos – se insistirmos em ficar à espera, ESPERAMOS, até que nos atende alguém que não sabe resolver nada e sem nos dar tempo para dizer que não - não nos desliguem o telefone, porque não conseguem nunca passar chamadas - nos comunica que vai passar ao departamento dos casos difíceis - são todos, vão por mim - e desliga-nos o telefone.

 

Em suma, uma conta calada para números oitocentos não sei quê + uma carrada de nervos + o problema que nos levou a ligar para lá. APENAS.

 

Os call centers servem para esfrangalhar os nervos dos consumidores. Só.

 

 

#EstudosAntropológicosFeitosPorMim

 

 

08
Nov17

274 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

Hoje apitei (loucamente) a um ciclista que entrou sem parar na rotunda onde eu ia, atravessando-se à minha frente e eu tive de travar. Foi um enorme prazer apitar-lhe (loucamente). Estou fartíssima do comportamento de alguns ciclistas, lamentavelmente a maior parte, que circulam como automóveis, mas não cumprem o código, e circulam nos passeios e não são peões.

 

Já agora, os ciclistas têm seguro automóvel? Acho que não e se me batesse no carro não sei como se resolvia a coisa. Eu como automobilista, tenho seguro, mas lá está, para aquilo em que tenho culpa em relação aos outros e para os meus danos. Outra coisa, se um ciclista atropelar uma pessoa, ou quase, como me aconteceu aqui há dias numa passadeira, como é que é? Outra ainda, se um ciclista subir uma rua de sentido único, como vejo quase todos os dias um que me entra aqui na minha rua, que é de sentido único, não está a infringir?

 

Para terminar, não há ciclistas que também são condutores de automóveis? E quando montam a bicicleta esquecem-se do código, ou acham que não é para cumprir? E não sendo condutores, podem circular nas estradas? E nos passeios? Ou nos passeios e para atravessar passadeiras têm de desmontar e levar a bicicleta à mão?

 

Não se dêem ao trabalho de me responder, eu sei as respostas.

 

#DescomunalBirraDeSono

23
Ago17

273 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Aqueles carrinhos que fazem a lavagem das ruas durante a madrugada, apitam todo o tempo de funcionamento, assim, piiiiii piiiiiiiiii piiiiiiiiiii piiiiiiiii, porque:

1. Pode vir um carro a 100 km/hora em cima do passeio e assim é avisado que se está a proceder à lavagem dos cocós e coisas que há nos passeios.

2. Porque as pessoas estão a dormir e precisam de ser acordadas às 5 da manhã.

3. Porque quem está a trabalhar àquela hora, a limpar passeios, precisa de um som de fundo para se animar.

4. Porque as pessoas estão a dormir e precisam de ser acordadas às 6 da manhã.

5. Porque estamos em ano de autárquicas e todos precisamos de saber que a Câmara em funções cuida dos nossos passeios.

6. Porque as pessoas estão a dormir e precisam de ser acordadas às 7 da manhã.

7. Nenhuma das hipóteses anteriores, é só porque quem tem como função desligar os apitos dos carros de limpezas, desconhece que eles apitam e quem sabe, como não faz parte das suas funções desligar o apito dos carrinhos, não os desliga.

 

[a sério, alguém sabe porque é que os carros que lavam os passeios, apitam continuamente?]

 

 

#BirraDeSono

 

 

- 05.08.2017 -

18
Jul17

205 - A dona de casa perfeita(mente desesperada)


Mac

Há um detergente para a máquina da roupa que diz que as donas de casa precisam imenso dele, porque as máquinas da roupa cheiram mal e ele é muito bom para lavar também a máquina da roupa e tirar-lhe os maus odores.

 

Depois há um outro que diz que as donas de casa precisam imenso dele, porque as máquinas da loiça cheiram mal e ele é muito bom para lavar também a máquina da loiça e tirar-lhe os maus odores.

 

E eu cá como as minhas máquinas nunca cheiraram mal, porque servem para isso mesmo lavar os conteúdos e aproveitar a onda e lavar-se também, acho aquilo muito inútil, ou estou enganada?

 

Bom mesmo era arranjarem um gel de banho bastante hidratante que lavasse o chuveiro, como o Cif, por exemplo, agora o resto não serve para nada. Isso ou ser possível fazer download de comida pronta a servir.

 

 

#ADonaDeCasaPerfeita(mente desesperada)
#ASério??!!

13
Jul17

272 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

Esta que vos escreve à procura da água de Evian em spray, num shopping perto de si.

 

Entrei numa conhecida perfumaria, perguntei pela água assim “bom dia, tem a água de Evian em spray?” e vai a funcionária e responde-me num francês 16º arrondissement “ah l'eau thermale d'Evian?” E eu disse-lhe que a água de Evian não é thermale, mas minérale, quer dizer, é das termas, mas não é assim que se designa e ela amuou. Acho que foi porque não lhe falei em francês.🙃

 

Procurei no resto das perfumarias do shopping, na parafarmácia e nada, e acabei na farmácia. Vai a funcionária e responde assim à minha pergunta “não conheço isso”. Não conheço isso, não conheço isso, não conheço isso, tinoni, tinoni, oinc, oinc, oiiiiinc" (isto é o eco da resposta dela na minha cabeça). Apeteceu-me perder ali a virgindade. E perdi. Enlouqueci e disse-lhe que a água MINÉRRRRRRRRRRALE D'EVIAN era antiquíssima. E vai ela e diz-me que trabalha em estética para mais de 20 anos e que nunca ouviu falar nisso. "Nisso, nisso, nisso, tinoni, tinoni, oinc, oinc, oiiiiinc" Eu também nunca tinha visto nas mesmas mãos 5 cores de gel, glitter e unhas em bico daquelas de papagaio e não é por isso que passarei a tratar a pessoa por ó coisa, mas pronto, calei-me, afinal o que tem a ver uma coisa com a outra? E só lhe disse para ir ver à net. Acho que afinal continuo virgem. Quando for velha vou ser respondona. E malcriada.

 

 

 

[Ora eu uso esta água todos os Verões vai para mais de 20 anos, mas o comércio uniu-se contra mim e nada, ninguém sabe, ninguém viu. Quase que juro que desapareceu porque era baratíssima. Se alguém souber onde há, diga, sim? Agradecida]

 

[entretanto trouxe uma outra que vou experimentar e depois conto coisas]

 

[estou aqui a pensar que também posso comprar uma garrafa desta água no supermercado, encher o borrifador das flores e usar assim]

 

 

#ASério??!! 

#TenhoÍmanParaDoidos

20
Jun17

271 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

Também é nas catástrofes que as pessoas dão a conhecer o seu melhor e o seu pior. É lamentável que muitos escudados nas boas acções que querem incutir aos outros, acabem por mostrar que até para "ser bom", se pode ser muito mau.

 

A sério, o que passa pela cabeça de uns ao achar que outros devem e têm a obrigação de dar mais. Já deram? O que fizeram afinal? É que é muito fácil fazer caridade e prestar solidariedade pelas mãos e acções dos outros enquanto ficam quietinhos a teclar incitações ao ódio.

 

Os tempos não são de ódio e no fim o que fica são as acções e as muitas que ficaram por tomar.

 

 

#ASério??!!

12
Jun17

270 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Hoje de manhã liguei a televisão e a propósito dos temas das Marchas Populares, alguém da Marcha de Alfama comunicava que o tema é “Não Toquem na Minha Alfama”, porque estão fartos da invasão de turistas.

 

Depois saí, fui para Lisboa e fui tomar um café. No café uma mulher reclamava do movimento dos turistas e mais não sei quê e que a ela ainda não lhe tinha caído nada nos bolsos e onde é que andava o dinheiro dos turistas e coiso. A sério, pessoa? Olha a mim também não me cai nenhum porque não faço por isso, mas pronto, não disse nada, porque sou uma menina e tenho bastante receio de contrariar as pessoas que falam para as massas.

 

Neste momento as pessoas, ou parte das pessoas, estão fartas dos turistas. Compreendo. Era muito melhor estarmos a queixar-nos que a nossa agricultura já não dá nada e a indústria é o que se sabe, era muito melhor não termos alternativa, nem fontes de rendimento. É realmente uma maldição viver num país pacífico, com um baixíssimo grau de violência, com centenas de quilómetros de praias, uma percentagem de dias de sol obscena, é horrível que os outros povos nos queiram visitar, que gostem disto, que cada vez sejam mais, que nos encham os restaurantes, museus e hotéis, que nos levem a criar mais postos de trabalho, a remodelar espaços e a melhorar cada vez mais. Fora com eles, mostremos a nossa antipatia e falta de hospitalidade. É que ainda por cima falam e riem, não se faz, tanto barulho por nada.

 

Era tão melhor estarmos com isto às moscas, a economia parada, com tudo falido, sem hipóteses de criar postos de trabalho, de renovar e construir espaços. Saudadinhas de um país deprimido, sozinho e abandonado. Falido mesmo. Ah e silencioso. Já falei no barulho das rodas dos trolleys? Um horror, eles que usem mochilas. E não abram a boca.

 

 

#ÀsSegundasFeirasHáBirra

#BirraDeSono

#ASério??!!

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D