Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

20
Abr17

14 - Quem tem um adolescente, tem tudo


Mac

 

 

 

 

 

- Ó mãe, se vocês me dão a mesada, são assim uma espécie de Banco, certo? É que estava aqui a pensar que me podiam dar um cartão de crédito, ou fazer um empréstimo...

 

- Não, temos pena, mas nessa perspectiva nós somos mais uma espécie de entidade patronal, pagamos, mas não emprestamos, até porque os Bancos cobram juros.

 

#QuemTemUmAdolescenteTemTudo
#SabesMuitoMasAndasAPé

20
Abr17

748 - Lai lai lai [os títulos não são o meu forte]


Mac

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

Esta deve ser a época do ano em que é mais fácil fazer arranjos de flores e eu aproveito todas as ocasiões para encher a mesa e a casa de flores. Os arranjos de que mais gosto são os que têm um ar rústico, que parece que foram colhidos ao acaso, sem grande simetria, com várias espécies misturadas, alguma harmonia nas cores, mas sem verduras ou ramagens, além daquelas que vêm com as flores, aliás, quase nunca uso ramos, por nada, só por uma questão de gosto pessoal. 

 

 

 

 

 

 

 

Qualquer suporte serve, mas como desta vez queria usar estas taças, que não têm base para aguentar um arranjo, recorri mais uma vez às esponjas de florista (têm de ser as que levam água). Cortei-as de forma a que para entrar nas taças fosse preciso fazer alguma pressão e assim não caírem com o peso das flores. 

 

 

 

 

 

 

 

A seguir ensopei-as com água e depois pus as flores. Comecei por dispor as flores com caule maior numa linha, pelo comprimento da esponja e depois fui diminuindo o tamanho dos caules e dispondo à volta desta linha, até preencher a esponja, mas sem a sobrecarregar. 

 

 

 

 

 

 

 

»»» • «««

 

 

Já agora uma dica, para variarmos o aspecto e cor de uma mesa, basta ter um serviço de base numa cor neutra e comprar meia dúzia de pratos diferentes, mas que combinem entre si. Neste caso, arranjei um serviço em branco (da Cerâmicas da Linha) e comprei uns pratos verdes e outros amarelos (Bordallo Pinheiro), que combinam com o serviço de base. Depois é só desatar a misturar.

 

 

 

 

 

 

 

18
Abr17

148 - As pessoas, a vida, o nirvana e eu


Mac

Fui ali ao Centro de Saúde para vacinar a criança mais pequena e a mãe dela. É verdade, eu não posso apanhar uma boquinha livre, que aproveito logo para me picar toda. Maneiras que estive a ouvir esta melodia, enquanto aguardava para mostrar ao balcão que tinha marcado a vacinação de grupo (éramos só os 2, mas não interessa):

 

"Retire a sua senha e aguarde até ser chamado .. Utente com a senha número h76 é favor dirigir-se ao balcão de atendimento número 3 .. Retire a sua senha e aguarde até ser chamado .. Utente com a senha número h77 é favor dirigir-se ao balcão de atendimento número 1.. Retire a sua senha e aguarde até ser chamado .. Retire a sua senha e aguarde até ser chamado .. Retire a sua senha e aguarde até ser chamado .. Utente com a senha número j52 é favor dirigir-se ao balcão de atendimento número 2"

 

Quando fui atendida, fui maltratada. E hoje percebi porquê.

 

(desculpem lá, mas eu cá se estivesse o dia todo a ouvir aquela ladainha, era bem capaz de correr os utentes à chapada e insulto básico)

 

#EstudosAntropológicosFeitosPorMim
#operigoéaminhaprofissão

18
Abr17

99 - Já fui feliz aqui [e serei sempre]


Mac

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

fim-de-semana grande com sabor a alentejo, páscoa e raízes . a primavera no alentejo é tão bonita . o alentejo, esse, é sempre bonito . verde na primavera, amarelo a perder de vista no verão e castanho no inverno . nós aproveitamos tudo . eu há muitos anos, desde que me lembro de mim . eles depois de mim . as rotinas com o meu pai, o almoço da chegada no afonso, ainda o afonso era só metade do que é hoje, o café de sábado no águias d'ouro naquele tempo em que estava longe de beber café, e as voltas na feira para comprar as cestas que sempre gostei, o torrão doce e os livros ali ao lado, a visita ao ferreiro que já não está lá e a tudo, porque eu não me canso de matar as imensas saudades que tenho sempre de tudo e de todos . e agora também as coisas novas que fazem parte da infância deles, as tardes junto à ribeira, o pedro a atirar pedrinhas, no verão todos a nadar, no outono só a olhar para aquele sítio tão bom . as noites a contar as histórias da avó que nasceu naquela casa, da bisavó que fez aquelas mantas para eles e olhar aquele céu imenso tão cheio de estrelas . o céu do alentejo tem mais estrelas do que os outros, acredita a infância dos meus filhos, como a minha acreditou . e eu a saber tão bem o que é aquela felicidade tão plena de quem vai precisar sempre do alentejo . tanto quanto eu . é ali o meu lugar feliz, já o disse . onde a felicidade é fácil .

13
Abr17

265 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

Depois do post de ontem sobre os cocós de cães na praia, que parece que incomodou muito os que deixam os cocós dos seus cães na praia, vamos então para todo um outro nível, já que há muita gente que compara o restante lixo com os cocós que os donos dos cães não apanham.

 

Aos meus olhos são todos porcos:


. os donos dos cães que não apanham os cocós dos cães
. os fumadores que enterram beatas na areia
. todos os que ali deixam lixo, seja garrafas, pacotes, papéis plásticos, pensos higiénicos, pensos rápidos
. todos os que vão sexualizar e simular sexo escaldante aos olhos da população que nada tem a ver com aquilo, nem quer.
. pais de crianças que as põem nuas na praia
. pais de crianças que as deixam fazer chichi e cocó no areal

 

A praia é um local como outro qualquer, lá por estarmos de fato de banho, portanto mais livres de roupas, não significa que nos tornemos primitivos e pouco cívicos.

 

E para terminar, repito basicamente o que já escrevi em resposta a um comentário, eu nunca afirmei que é normal atirar lixo para a praia, seja ele qual for. E muito honestamente acho lamentável que as pessoas que não apanham os cocós dos cães se escudem no lixo que os outros (donos ou não de cães), deixam na praia. Estão todos errados, só isso. A praia não é uma lixeira, não é um urinol, nem um cinzeiro. É de todos e todos temos o direito de usufruir de praias limpas, sem chichis e cocós de cães, crianças e adultos, sem beatas, pacotes, garrafas, lenços e o diabo a quatro. Se não conseguem apanhar o chichi dos cães, a solução parece-me simples: não os levam para um local onde sabem que as pessoas se sentam e andam descalças. Parece-me que é uma regra básica de civismo.

 

Assunto encerrado. Ninguém me convence do contrário.

 

 

#MunidaDaMinhaImensaPaciência

#OsMeusOlhosOsMeusOlhos

#EuXoru

#PorcosFeiosEMaus

#PorUmPortugalMaisCivilizado

#BirraDeSono

#DiadosMausFígados

13
Abr17

56 - Segredos que partilho porque me apetece


Mac

 

 

 

 

Este já deixou de ser um segredo há muito tempo, porque todos os anos não me canso de falar neles. Pois é, cá estou de novo a tecer elogios rasgados aos solares da Lancaster, mas como há sempre alguém mais distraído, nunca é demais.

 

Uso os protectores há cerca de 18 anos, portanto só os posso adorar, como dá para calcular, e à conta deles nunca fiz queimaduras solares, além de ficar com um bronzeado bem bonito e brilhante. Há dois anos experimentei os prolongadores da marca e também nunca mais quis outra coisa. Prolongam mesmo o bronzeado, posso garantir. Após exposição solar, gosto imenso de usar a versão em loção que é mega hidratante, e o spray refrescante que é das melhores coisinhas para usar após duche, depois de um dia de praia de torreira.  

 

 

 

 

 

 

 

E todos os anos por esta altura renovo o meu stock para o Verão (e aproveitei os mega descontos da Perfume's Club), que inclui os solares em versão loção (o frasco grande para ter em casa, porque ponho sempre o protector em casa, antes de ir para a praia, para ficar bem espalhado e não me esquecer de nenhuma parte do corpo; e o pequeno para levar no saco de praia e o spray para variar) e os após sol, o clássico em boião, e os prolongadores em loção e o cooling.

 

 

 

 

 

 

 »»» • «««

 

Já agora, se ainda tenho cremes do ano anterior, aproveito, só deito fora, se a cor, cheiro ou textura estiverem alterados. Se não estiverem, uso à mesma e nunca tive nenhum problema de pele por fazer isto, mas lá está, fica ao critério de cada um, aproveitar ou não os restos do ano anterior.

12
Abr17

148 - Os filhos, as férias, a vida, o nirvana e eu


Mac

 

  

  

 

 

 

 

 

por estes dias

 

está uma primavera tão bonita, não sei se me esqueci das outras, não faço  a menor ideia, mas este ano as flores estão estupidamente bonitas e o verde ainda mais verde . se calhar é impressão minha . não interessa, é uma boa impressão . e estas férias da páscoa estão com sabor a férias de verão, com tudo o que as férias de verão têm . vida lá fora, almoços de pizzas, gelados, uma a casa cheia de gente, chinelos espalhados por aí, jantares improvisados, gente que afinal fica para o dia seguinte, camas que se arranjam à última hora, vida improvisada . gosto tanto disto e gosto de os ter por aqui . perto da vista . e do coração .

12
Abr17

264 - A Sério??!! Menos, por favor


Mac

 

 

 

 

 

Vejo um cão a correr na praia, depois dois, três, quatro, e de repente são oito. Correm. Alguns donos acompanham-nos (ou tentam, vá), outros ficam passivos junto ao mar. É bonito. É sim, sem qualquer dúvida.

 

E de repente um dos cães alça da pata e zás chichi no areal e vai outro e agacha-se e cocó no areal e os donos impávidos e serenos nada fazem, afinal a praia é o urinol dos quatro patas. Pois.

 

Acho maravilhoso que nos preocupemos em educar os nossos filhos na técnica do baldinho (aqui, nada que agradecer, uma criada ao serviço da higiene pública ao vosso dispor), que não se deixe que as crianças façam chichi e defequem ali em pleno areal, afinal a praia é de todos e ninguém tem de andar a pisar cocó e chichi de criança, mas de cão não faz mal.

 

Ora como não é possível dizer aos cães para não fazerem chichi e cocó na areia, como não é possível educar os donos dos cães (ou é??) que por ali andam, a apanharem aquilo que os cães fazem, é simples, não se levam cães para a praia. Ou então educa-se os donos dos cães a apanhar o que os cães fazem.

 

 

[não, o sol não desinfecta tudo, o mar também não leva tudo, até porque a maré nem sempre sobe até onde foram depositadas cenas, e já agora, quando virem assim um bocadinho de areia molhada no meio da areia seca, nem sempre foi uma criança que ali esteve a brincar com o balde e água, é só para avisar]

 

 

 

Disclaimer: Mais uma vez, não tenho nada contra os cães, como já disse várias vezes - é verdade é um tema que apadrinho com muito carinho – eu estou é contra os donos dos cães que não gostam das pessoas no geral e crianças em particular, e põem em risco a sua saúde e higiene. Só isso.

 

 

#PorUmPortugalMaisCivilizado

#PorcosFeiosEMaus

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D