Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

31
Ago16

100 - EU GOSTO É DO VERÃO


Mac

 

  

 

 

 

. o pedro passou várias vezes por mim,  para encher o copo com água . depois ouvi-o gargalhar e fui ver o que era aquela súbita sede . estava em cima de uma poça de água, a rir, levantou-se, correu, caiu e voltou a gargalhar . fui buscar um pano e ele a correr à minha frente, a escorregar e a gargalhar de novo . era só o que me faltava . não têm mais nada para inventar . atraí-o para os balões . doem-me os dedos de dar nós em borracha . acho que o vou deixar regressar ao skimming sem prancha .

 

. as férias deles estão quase a acabar e eu já morro de saudades . ainda temos meia dúzia de dias no alentejo, antes do regresso às aulas, das esperas por um ou outro fim-de-semana aqui e ali, e das férias escolares deles, só para sentirmos que setembro é verão e ainda há férias (mini, mini) .

 

. o chinês voltou e com ele aquelas horas olfactivas difíceis . tenho mesmo de me ir embora, reorganizar-me e arranjar forças para meses disto .

 

. inté .

 

 

[pode-se afirmar que para ir, sou bastante boa a fazer malas/sacos. no regresso já sou pessoa para as deixar a vegetar uns dias, como se isso prolongasse os dias. só a roupa suja é que vai logo para lavar, mas também regressa num saco para o efeito, não é grande avaria]

 

 

______________________________

 

Vitalumière Compact Douceur . Les Beiges Poudre (dão um ar muito vitaminado, adoro) . Verniz Black Satin . Le Crayon khôl (para mim, o melhor lápis do mundo) . Nº 5 eau de toilette spray refillable . no Perfume's Club

 

. cestas . 1º andar do Mercado da Vila de Cascais (adoro, já me empalhou umas cadeiras e fez uma série de cestos por medida, basta levar uma foto. agora estou à espera que me acabe umas cestas, depois mostro)  

31
Ago16

94 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

O adolescente cá de casa contesta, argumenta e contra-argumenta. Uma das regras mais contestadas é a arrumação. Ele não gosta de nada arrumado, a mãe dele gosta bastante, se não arrumado, pelo menos longe do estado caótico de feira em fim de dia.

 

Gosto da roupa suja nos cestos e não acumulada no quarto, à espera de magia se transformar em lavada e passada nas gavetas (uma chatice, bem sei), gosto dos sapatos na sapateira, porque sem pés lá dentro, eles não caminham e largados a meio do corredor, estorvam (outra chatice), do lençol de banho a secar, sem ser em cima da cama (as chatices não têm fim à vista), da loiça suja na máquina e não no lava-loiças à espera do gnomo da limpeza (pois é, mais outra). Enfim, toda uma rotina que tem sido contestada, porque sim, porque dá trabalho (a nós também, filho), porque implica mexer as mãos, os pés e a cabeça (os nossos também) e porque eu acho que mesmo que haja quem possa fazer tudo isto, que não o adolescente, ganhar autonomia, até nas tarefas da casa, só faz bem e é muito bom.

 

Dei por encerrada toda e qualquer tentativa de diálogo, explicações ou qualquer forma suave que leve a bom porto o funcionamento desta casa na cabeça adolescente (que ele sabia, mas desde há uns tempos para cá, tornou-se uma chatice) e ontem o adolescente ficou sem roupa lavada (a que gosta), mas dono de um monumental monte de roupa suja abandonada no quarto, porque há vários dias que não põe a roupa suja no cesto para o efeito e ninguém nesta casa lhe apanhou a roupa. Uma chatice. Esta mãe viu a roupa a acumular-se (e o que me custou ver aquilo?), sodona também viu (e o que nos custou resistir a uma arrumação radical?), foram feitas várias máquinas, mas sem uma peça da pessoa que impôs a sua não regra. Nada foi lavado, porque nada estava no cesto da roupa suja. Essa é a regra da casa.

 

Ontem o adolescente aqui de casa ficou sem roupa lavada, já o disse, não foi? Foi. Hoje já havia roupa suja no cesto.

 

[agora falta-me arranjar uma forma de o fazer não responder torto, revirar os olhos e bufar (pffffffffffff), ouvir quando o chamamos, não contestar tudo e tudo, gostar de sair connosco e de estar connosco, não nos achar velhos, decrépitos e uma chatice. acho que é só. é isso, ou já não sou capaz de processar tantas negações. e chatices. pffffffffff]

 

#quemtemumadolescentetemtudo #meus_ricos_filhos #tenhoosentidodehumordeumapedra #hámãesmelhoresmasfoiestaquetecalhounarifa

30
Ago16

40 - ANDEI NA NET [E POR AÍ] E TROUXE COMIGO


Mac

  

 . chapéus . da rua direita em cascais (há giros e baratos, porta sim, porta sim), do ECI e da fábrica dos chapéus .

[imagens aqui]

 

 

 

 

. as toalhas de praia redondas les antillaises para estar para ali sempre virada para o sol, sem ter de mudar a toalha .  

 

 

 

 

. um blog de moda com imensas ideias giras e dicas úteis .

 

 

 

 

 

  

. três contas de instagram com ideias de decoração giríssimas . @mariekerusticusstyling . @homefocuss . @frisze_blik . 

 

 

. o guia dos restaurantes de lisboa e arredores, com uma infindável lista de restaurantes, pontuação, fotos, localização, mapa e ementas .

 

 

 

 

. três restaurantes para o registo gente crescida sem crianças . o terrazza cascais, com aquela varanda linda e uma vista fantástica sobre a baía . o entráguas, sempre com peixe óptimo, em que vale sempre a pena ir antes do pôr do sol, só para assistir a mais um e outro e outro . assim como o altlântico . têm todos uma vista fantástica (talvez a do atlântico seja a melhor), depois é só decidir se apetece carne ou peixe . 

 

 

 

 

. e a frase da semana .

26
Ago16

93 - AS PESSOAS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

 

num mundo paralelo aos dias de praia, tardes de piscina, cinema e pipocas, jardim, escorregas, almoços bons aqui e ali, muito sol e tudo quanto só o verão nos sabe dar, 

 

estraguei outro mouse . quer dizer, não sei se estraguei, avariou-se . é o segundo este ano . a máquina da loiça também esteve avariada e o meu carro só agora foi arranjado daquele toque que a minha vizinha lhe deu . a companhia de seguros estava a fazer-se de estrangeira, mas lá se rendeu . andei com o carro do meu marido . é um carro bastante limpo e cheira sempre a novo, mas passa-lhe assim que eu e os miúdos lhe damos gasto . tentei deixa-lo como o encontrei, mas acho que me esqueci de umas molas para pacotes de bolachas, uma garrafa de água vazia, uma tampa de uma outra garrafa, dois sacos de plástico e um pau de gelado . acho que foi só isso . ah e migalhas e alguma areia . agora estou a usar o mouse do pc do meu marido, porque não havia outro . vou tentar deixa-lo como o encontrei: com vida .

 

. no outro dia, quando estava a aproveitar a sesta do mais novo, desata-me uma gritaria em mandarim, ou seria cantonês, não sei, não os distingo, também podia ser hakka, que era-me igual ao litro, não interessa, desatam-me para ali na agressão verbal e a seguir a bater portas e persianas a correr . ao fim do dia, quando eu estava lá para baixo a tratar das buganvílias, abre-se uma persiana e voa do primeiro andar um saco preto, deduzo com roupa . mesmo sem perceber mandarim, cantonês ou hakka, entendi que a minha nova vizinha chinesa pôs fora o seu marido chinês, também não preciso de um curso para calcular os motivos . lá diz o povo na sua imensa sabedoria, homem pequenino, ou é velhaco, ou é dançarino . ora como não o vi dançar, está tudo explicado . 

 

. entretanto tratei das roupas dos miúdos agora para setembro, do calçado, cortes de cabelo, pediatra e isso . estão aqui, estão a começar as aulas e eu (para variar) não dei pelo tempo passar . ainda vamos ao alentejo (para sul, como se diz em moderno) apanhar calor bom, cheiro a terra seca ao fim do dia e noites estreladas . estou desejando .

 

. é isto portanto .

25
Ago16

178 - A DONA DE CASA PERFEITA(MENTE DESESPERADA)


Mac

Tenho a máquina da loiça avariada há 2 meses. Chamei o técnico, portanto, há dois meses e há 2 meses o técnico veio cá.

 

1ª visita:

 

Esta: Ela só trabalha quando quer, portanto deve ser ali qualquer coisa no painel, ou um mau contacto. Também deita água.

Técnico: Deita água para onde?

Esta: Para fora (e como sou boa em diagnósticos, continuei) portanto cálculo que seja a borracha que está estragada.

 

O técnico mudou o painel e depois comunicou-me que teria de substituir a porta porque esta máquina não leva borrachas, a borracha está posta na porta e ou é tudo, ou não há nada.

 

Está bem, orçamentou-se a coisa e como ainda fica em metade do valor de uma máquina nova, venha lá a porta.

 

Fiquei duas semanas com a máquina a deitar água.

 

 

2ª visita (outro técnico):

 

O segundo técnico montou a porta e quando ia para pôr o painel dos armários, o modelo pedido não tinha furos para encaixar a placa frontal.

 

Ah e o coiso, o coiso, o meu colega não viu isto? E tirou mal a referência e a porta está errada e ai a minha vida (e eu com isso) e fica esta porta porque agora já não a posso tirar, mas vamos encomendar outra e a senhora não paga mais por isso.

 

Está bem. Fiquei duas semanas com a máquina a deitar água e com a cozinha feia.

 

 

3ª visita

 

Porta correcta, mas que não foi posta, porque afinal o problema é a borracha, não a da porta, mas a outra borracha. Jura? Juuuuuuuuuuuuuuuuraaaaaaaaaaaaaaaaaaa?

 

Mas agora como já tiraram a minha porta, a da primeira visita, que entretanto foi para o lixo, têm que me pôr uma porta na máquina, apesar do problema ser só a borracha interior e não a da porta. Assim põem tudo, porque para testar precisam que esteja tudo posto ao mesmo tempo (jura?)

 

Está bem. Fiquei um mês com a máquina a deitar água e com a cozinha feia.

 

 

4ª visita

 

Seria hoje às 8 da manhã, porque o técnico é da margem sul (e eu com isso) e dá-lhe mais jeito aparecer-me aqui para o pequeno-almoço.

 

São 10.40 e ainda não apareceu. Nem ele, nem a porta, nem a borracha.

 

Parece-me que chegou a altura em que vou ter de me aborrecer. Um poucochinho.

 

 

#a_dona_de_casa_perfeita(mente desesperada)‬

24
Ago16

99 - EU GOSTO É DO VERÃO


Mac

Todos os anos na semana em que o pai desta família regressa ao trabalho, não me sinto preparada psicologicamente e fisicamente para voltar às rotinas extra férias, portanto, mais uma vez, mantive o ritmo bom da praia, passeios, almoços fora e tal.  

 

Claro que para almoçar fora, os restaurantes da área de Cascais são os que me dão jeito, e é sobre esses, que à semelhança do ano passado, vou continuar a elaborar o micro guia dos sítios giros, bons e baratos, amigos das crianças e das mães.

 

 

 

  

 

  

. Pizzaghetti . e aquelas Pizzas fantásticas para todos.

 

 

 

 

  

  

 

 

  

 

 

. Trem Velho . Hambúrgueres para todos, nem podia ser outra coisa, porque é para isso que lá vamos, para aqueles antigos completamente era pré McDonald's. Adoramos aquela carruagem antiga, a facilidade de estacionamento e a proximidade da praia. E ainda gostamos mais no regime de jantar com o pai.

 

  

 

 

 

 

. Dom Grelhas, na Casa da Guia . É um dos nossos restaurantes de sempre, Verão ou Inverno, almoços ou jantares. Gostamos de tudo. Adoro dar uma volta pelas lojas, ir buscar flores ao horto e nem falo da vista. Quanto ao que por lá comemos, geralmente fico-me pelos peixes, ou saladas, e os miúdos vão para os hambúrgueres ou pregos.

 

 

 

 

 

 

 

 

. Happy Days . Mais um restaurante que faz as delícias dos miúdos porque anda ali na base das pizzas, hambúrgueres e pregos .

 

 

E depois ainda temos:

. o Poeta, com umas sardinhas para a mãe e picanha para os filhos. Há dias em que me apetece um almoço no meio de Cascais, ali no Largo Camões, cheio de turistas, música ao vivo e aquela sensação que também nós somos turistas. Adoro.

. o Lucullus, com picanha para os miúdos e para a mãe deles, mais uma vez, uma salada. Quando fazemos jantares, o pai vai para o Sushi. Em tempo frio, adoramos a entrada de cogumelos salteados.

. o HotDog Cascais, a roulote de cachorros quentes, que está habitualmente naquela descida, mas agora, durante as Festas do Mar, está em frente ao Hotel Baía.

 

 

 

 

 

 

E quando um almoço termina com uma passagem pelo Santini, temos estes miúdos felizes como tudo.

23
Ago16

91 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

Hoje as pessoas que pus no mundo com muito amor, encontravam-se fartas de praia (??!!) - é verdade, a mim também me custa a acreditar - então decidimos fazer uma manhã urbana.

 

 

Fomos ver o Museu do Cartoon,

 

 

  

 

 

 

depois a Casa das Histórias Paula Rego, que tem uma cafetaria fantástica, óptima para lanches com miúdos,

 

  

   

 

 

e seguimos para umas voltas no carrossel, umas compras na feira das Festas do Mar, e terminámos com o almoço que eles adoram no Happy Days, seguido de sobremesa no Santini. 

 

 

  

 

 

 

Foi uma excelente manhã.

22
Ago16

90 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

Ontem apanhei o susto da minha vida [1]. Tínhamos andado a tarde toda na piscina e eu que nunca deixo a porta das traseiras aberta sem ali estar, ou um adulto, ontem achei que só por uns segundos não fazia mal. O Pedro estava comigo, mas em segundos deixou de estar, o pai ia sair e eu estava na outra ponta da casa. Em segundos percebi que, ou tinha ido atrás do pai e se calhar estava na rampa da garagem, onde o pai dentro do carro e a fazer marcha-atrás não o vê, ou estava na piscina. Foram segundos e de repente nenhuma das hipóteses era boa e eu tinha deixado a porta das traseiras aberta. Nem consigo descrever o que senti enquanto corri para a piscina, enquanto tive de decidir se primeiro ia para a piscina e depois para a garagem e o medo de uma má decisão, o medo de não chegar a tempo.

 

Cheguei a tempo. Fui dar com ele a emergir de um mergulho, porque foi atrás da bola que estava a boiar na piscina. Por sorte, tinha pé, não se atrapalhou nada e nem se assustou por estar sozinho.

 

Ouvi vezes sem conta as histórias com piscinas e crianças pequenas, preveni tudo e mais alguma coisa, pus barreiras, se nenhum adulto está ali, fecho as portas de casa à chave e nunca deixo aquela área sem supervisão, mas ontem falhei e não consigo parar de pensar nisto. Como é que eu que sei de cor e salteado todos os perigos de crianças pequenas em piscinas, falho tão redondamente? Não paro de me culpar. Agora está tudo bem, foi só um susto, mas serviu-me para nunca por nunca abrir a guarda.

 

Com crianças pequenas um descuido é a oportunidade do acidente.

 

 

____________________________________________
[1] Para falar verdade já não sei qual foi o susto da minha vida. Não me venham com coisas, isto de ser mãe de rapazes e mãe de meninas, é um campeonato diferente. Eles foram feitos para nos pôr o coração descompassado na boca, e perder anos de vida todos os dias, porque todos os dias há uma aventura, uma queda aparatosa, uma corrida vertiginosa, um brinquedo aparentemente seguro mas com potenciais desconhecidos e, claro, perigosos.

 

Eles atiram-se de cabeça para o sofá – a bem dizer, as pessoas não se atiram, mas pronto – marram mesmo com a cabeça no sofá, porque é muito mais giro testar a resistência da caixa craniana, nem que para isso fiquem 5 mn completamente apardalados, porque é muito giro ficar apardalado. Eles rodopiam até caírem para o chão, lançam-se do baloiço e caem de qualquer maneira, andam de skate sem saber andar de skate, etc. etc. etc. E a pessoa pensa, quando é que crescem, quando é que param de marrar de frente com todos os muros que encontram, de se lançar de todas as pontes e testar todos os bocados de corpo? E depois quando eles crescem, começa outro campeonato.

 

Isto de ter só rapazes é outro campeonato, não me lixem.

 

‪#‎meus_ricos_filhos‬ ‪#‎ter_rapazes_também_é_isto

22
Ago16

95 - JÁ FUI FELIZ AQUI


Mac

 

 

 

 

gosto de agosto . foi em agosto que fui mãe a primeira vez (1) . foi em agosto que estive muito grávida a segunda vez (2) . foi em agosto que ainda pequena soube o que é o vento suão (3) . é em agosto que vivo de chinelos e não quero outra coisa . é em agosto que à areia e mar se seguem os campos de trigo ceifado e o maior céu estrelado do mundo (4) . é em agosto que vou sempre de férias . gosto das noites de agosto e das estrelas no alentejo . gosto de agosto .

 

 

(1) e que o meu filho me culpa, porque só tem festa de anos em setembro. e que agradecerei eternamente às velhacas das minhas amigas, os convites para a praia que eu não podia fazer, porque estava a feliz proprietária de um recém-nascido e de um humor bastante peculiar.

 

(2) também agradeço ideias tão boas, como passeios de barco com esta pessoa grávida de sete meses. ser 'chaculada é mesmo o que apetece a uma mulher grávida.

 

(3) basicamente é o mesmo que abrir a porta do forno, após o ter pré-aquecido a 220º C durante 4 horas e não tirar dali a cara. é uma sensação do género "vou liofilizar-me em nano segundos".

 

(4) já não há mais chamadas, que isto cansa mais do que escrever um texto a eito.

Pág. 1/2

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D