Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

18
Mai16

108 - DIZ QUE SIM


Mac

 

 

 

 

 

 

Há três sítios onde tenho comportamentos transversais, transtornos maníaco-compulsivos e ganas de gastar o dinheiro da mercearia, sem pensar nas consequências sérias que isso poderá acarretar para o equilíbrio saudável de toda uma família: hortos, livrarias e lojas de brinquedos.


Juro. Vou sempre com um plano, que é para a coisa não resvalar, mas já lá, entro numa espécie de delirium tremens e quero tudo, perco a capacidade de decisão e faço constantes exercícios de controlo, tentando fixar-me na minha lista. Já na caixa, invariavelmente volto atrás e vou sempre buscar mais qualquer coisa, assim um objecto de desespero, uma coisa pequenina que não pareça consumo desenfreado, ou coisa que o valha. Sou uma doente.

 

17
Mai16

72 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

Ontem, sem mais, nem menos, sem compra, aluguer, câmbio, ou permuta de sentimentos e afectos, sem negociações de conveniências, ou trocas de puro amor, que também as há, sem mais, assim vindo do nada, o adolescente cá de casa disse “vocês até são umas pessoas impecáveis".

 

Nós ainda estamos a recuperar.

 

[até tenho vontade de escrever a frase nas paredes. juro]

16
Mai16

71 - AS FLORES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

 

 

 

Como já disse, há flores que após corte duram muito, como estes Beijinhos ou Estrela-de-Belém (Ornithogalum Thyrsoides), que comprei há 15 dias para a festa de aniversário do pai cá de casa e agora estão cheias de flores. São de longe a melhor opção para quem gosta de ter flores em jarras durante bastantes dias, mas claro que não há milagres, é preciso dia sim, dia não, mudar a água das flores, que ficam em suportes sem esponja de florista e manter as esponjas de florista húmidas, para as que a têm. Esta é uma das grandes vantagens em usar esponjas de florista, é que não é preciso mudar a água e os caules não ganham aquele gel, portanto não precisam de ser lavados, ou seja a manutenção das flores é facílima.

 

Mas como já estava cansada dos mesmos arranjos pela casa, resolvi muda-las para bules e caixas de chá em porcelana com desenhos azuis. Gosto imenso de ver este tipo de arranjos, porque podemos fazer um conjunto e mantê-los juntos, ou espalha-los numa mesma divisão e manter a harmonia, sem perder o conjunto. Gosto de ambas as opções e gosto imenso de alterar a disposição dos suportes e conseguir logo um arranjo diferente. 

 

 

 

 

 

 

 

Este tipo de arranjos resultam bem, se começarmos por reunir um conjunto de suportes que fiquem bem uns com os outros, não necessariamente da mesma cor, nem sequer com o mesmo formato. Neste caso fiz o conjunto mais básico e reuni algumas peças em branco e azul, mas com formas diferentes e fiz o conjunto.

 

Depois de escolhidos os suportes e antes de os começarmos a encher com flores, convém testamos a posição de cada elemento no conjunto e calcular a altura das flores, sabendo que aqueles que vão ficar atrás, terão flores mais altas e os da frente, flores mais baixas.

 

Finalmente é só escolher um tipo de flores que tenham uma cor que de alguma forma se integre nas cores dos suportes e evitar mais do que uma cor, de forma a obter um arranjo harmonioso. Nesta coisas, sigo a regra da simplicidade, que resulta quase sempre, ou seja, se o suporte é chamativo, as flores têm de ser neutras, se as flores criam impacto, o suporte deverá ser muito simples.

 

 

 

 

 

 

 

 

{ mais flores e arranjos, aqui }

16
Mai16

66 - EU GOSTO É DA PRIMAVERA


Mac

  

 

 

 

  

 

 

 

  

foi um fim-de-semana de regressos . tão bom . regresso ao horto para escolher flores, destinar árvores e aprender muitas coisas . regresso aos livros de jardinagem para aprender mais coisas, reunir dúvidas e perguntar a quem sabe muito disto . e plantei que me fartei, renovei e rearranjei . vou criar couves decorativas . lá fora tenho as flores tão bonitas . e cá dentro rearranjei as flores do dia do aniversário do pai cá de casa, que ainda duram e duram, lindas como tudo e fiz um novo arranjo (depois conto) . regressei aos mocassins mega confortáveis e a uma carteira muito vintage, que pedi à minha mãe há muitos anos . tantos . namorei-a desde os dezasseis anos, aos vinte pedia-a dia sim dia sim e aos trinta, mãe querida cansada do meu namoro desenfreado, deu-ma . há amores assim . regressei à arrumação do quarto de brinquedos e acho que finalmente está bem organizado, se partirmos do princípio que o "finalmente" é coisa para uns três a quatro dias . e houve o regresso do céu azul no domingo, connosco a almoçar no sítio do costume, com as pessoas do costume, com o mar pela frente e o horizonte de azul a azul . tão bom . 

13
Mai16

128 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

DSC05480.JPG

 

DSC05540.JPG

 

 

 

Aqui está a toalha de mesa com franjas, que tenho andado a fazer. É um trabalho bem giro de executar, facílimo, mas é demorado e requer alguma paciência, no entanto o resultado final compensa imenso. Gostei imenso de fazer, tanto, que já tenho uma outra na calha, mas com padrão (depois mostro). Gosto muito deste género de toalhas para o Verão e adoro vê-las em jardins e varandas.

 

 

- Materiais -

. tecido de algodão ou linho, com as dimensões pretendidas (não esquecer de acrescentar 24 cm ao comprimento e à largura)

. agulha para ajudar a puxar os fios

. tesoura

 

 

 

 

- 1 -  Cortamos um pano de algodão, ou linho com as dimensões que pretendemos, não esquecendo 12 cm para as franjas, ou seja, acrescentamos à medida que queremos para a toalha 24 cm à largura e 24 cm ao comprimento.

 

- 2 - Desfiamos o pano a toda a volta, puxando um fio da largura de cada vez, até termos franjas de 12 cm de cada lado.

[para facilitar, usamos uma agulha para soltar o fio e depois puxamos com as mãos] 

 

- 3 - Fazemos secções de 2 cm e damos um nó em cada.

 

- 4 -  Até termos todas as franjas divididas em borlas. 

 

- 5 - Para a segunda camada de nós, dividimos a meio cada borla que fizemos.

 

- 6 - E unimos com um nó cada metade, de forma a obtermos uma nova borla.

 

 

Depois de todas as borlas formadas, acertamos as franjas com a tesoura. E já está, toalha de mesa pronta.

 

 

 

DSC05465.JPG

 DSC05507.JPG

 DSC05551.JPG

11
Mai16

70 - AS PESSOAS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

  

 

 

 

 

| Por estes dias |

  

Blazers brancos, azuis claros, ou em tons claros, com t-shirts e jeans brancos ou de ganga, deve ser das minhas conjugações preferidas para a Primavera que teima em não aparecer. Às vezes lá aparece o sol, mas isto tem sido uma aguada pegada. E depois há peças que uso e uso e uso, por ondas, como aquele cordão. Usei-o muito há quatro anos, depois deixei-o e agora voltei a usa-lo. São ondas.

 

 

 | Um dia |

 

Ontem, estava eu na bicha [*] do supermercado e pôs-se atrás de mim uma pessoa aí dos seus setenta anos e com uma muleta. Quis dar a prioridade, mas não, a pessoa não quis a prioridade para nada. Disse-me que com a ajuda da canadiana estava muito bem e tal. A sério? Mas ninguém aceita a minha vez nas bichas? Se a próxima pessoa a quem quiser dar prioridade, for uma mãe com uma criança de dezoito anos ao colo e negar a minha pretensão a cidadã como deve ser, juro que berro "e se fosse consigoooo, e se fosse contigoooo". 

 

#‎asfilasdosupermercadosãoumsítiolindo‬

 

 [*] não adoptei ao acordo ortográfico, como todos sabeis

 

 

| Outro dia |

 

Ando novamente metida em arrumações. Às vezes acho que isto nunca terminará, não senhora. isto é uma tarefa para a vida e quando acho que já está, não é verdade, a vida vem provar-me que há uma solução melhor, que já acumulámos mais não sei quanta tralha que precisa de destino e armário e estante. Agora ando a mudar os livros dos miúdos, livros de estudo incluídos. Parece-me que com a nova solução, não teremos livros na horizontal, livros na diagonal e livros com livros dentro, a grande especialidade dos meus filhos. O tempo provará se é uma boa solução, ou não.

 

‪#‎quemtemumadolescentetemtudo‬

 

 

| E o outro |

 

Ainda tenho alguns brinquedos da minha infância, mas não me lembro de brincar com eles. E não tenho aqueles com que me lembro de brincar. Também há pessoas assim. Não é importante.  

  

 

 

 

 

10
Mai16

01 - ORGANIZAÇÃO DA CASA


Mac

- 5 Dicas para remodelar uma despensa -

 

 

 


Foto Pesquisa Google

 

 

A despensa muitas vezes acaba por ser a área mais desorganizada da nossa casa, mas é um erro enorme, porque a verdade é que uma despensa organizada facilita muito o dia-a-dia: é muito mais fácil ir às compras, não deixar passar o prazo dos alimentos, planear as refeições e até mesmo cozinhar. Claro que nós sabemos o que temos lá dentro (será?), mas por vezes leva uma eternidade para descobrir o que necessitamos! Por isso, hoje decidi ir à procura de algumas ideias para remodelar e organizar despensas. Aqui fica o resultado da minha pesquisa.

 

 

1. Prateleiras deslizantes

Esta é uma ideia fantástica para despensas pequenas onde mal cabe um braço, que são muito comuns em centros urbanos como Lisboa. Claro que para quem não tem muito jeito para bricolage, o melhor é contactar empresas de remodelações em Lisboa. Mas acho que vale mesmo a pena! Apenas não esqueçam de colocar as prateleiras em alturas diferentes, pois vão ter de armazenar produtos de diferentes dimensões.

 

 

Foto Pesquisa Google

 


2. Aproveitar o espaço atrás da porta

Aproveitem o espaço por detrás da porta da despensa para colocar algumas prateleiras que podem servir, por exemplo, para arrumar os produtos em frascos, ou embalados, etc. Podem também reutilizar os organizadores de sapatos com o mesmo propósito.

 

 

 

 


Fotos Pesquisa Google

 

 


3. Caixas transparentes e outros organizadores 

Quem não está a pensar em grandes obras em casa pode simplesmente organizar tudo em caixas transparentes, pois permitem ver o interior. Qual a vantagem de guardar tudo em caixas? Para além da organização, protegem os armários da sujidade e são mais práticas de lavar caso algo derrame. Podem também usar cestas para os produtos menos utilizados, colocando etiquetas para identificação do seu conteúdo. O importante é apostar em organizadores, pois são grandes aliados na hora de organizar a despensa.

  

 

Foto Pesquisa Google

 


Para os produtos já encetados, utilize potes de vidro transparentes.

 


Foto Pesquisa Google

 

 

4. Categorize os espaços da despensa 

Utilize uma prateleira para os grãos e as massas, outra para as bebidas, outra para enlatados, etc. Etiquete as prateleiras para identificar mais facilmente o que está guardado em cada uma delas. Se tem os produtos de limpeza no mesmo espaço do que os alimentos procure colocá-los em lados opostos. Quanto mais longe melhor! O mesmo se aplica aos produtos de higiene. Por fim, coloque os produtos menos usados em cima (ou mais ao fundo, no caso das prateleiras terem grande profundidade) e os que são mais usados ao nível dos olhos. Nas prateleiras mais baixas, prefira guardar os produtos de papel – guardanapos, toalhas e pratos descartáveis – e os produtos mais pesados. Arrume os alimentos de acordo com a data de validade (os que vão terminar mais cedo à frente) e guarde os itens mais pequenos em potes.

 

 

 

 

 

 

5. Caixas de fruta de madeira 

Se tiver espaço na cozinha, pode reciclar caixas de fruta de madeira para armazenar batatas, cebolas e outros artigos maiores.

 

 

 

 


Fotos Pesquisa Google

 

 

Claro que cada despensa é um caso único, até porque as ideias irão depender muito da dimensão da mesma. O importante ao remodelar a nossa despensa é torná-la prática e funcional para o nosso quotidiano!

 

 

- colaboração com a Zaask

 

09
Mai16

65 - EU GOSTO É DA PRIMAVERA


Mac

 

 

também foi um fim-de-semana em branco . branco nas roupas, na casa, nas flores e na vida . nos nervos também . descobri que os meus nervos são brancos . parece-me importante que as pessoas saibam as cores dos seus sentimentos, principalmente as cores dos nervos . noites em branco, em lençóis brancos e chá branco para passar o tempo, inspirar e expirar em branco e olhar para o horizonte azul que se desfaz em branco . portanto branco . os meus nervos são brancos . este autoconhecimento do meu interior, deixa-me mais descansada . também comecei a toalha com franjas (branca!) e está a ficar gira (depois conto coisas) . na minha família casa-se muito na primavera . é uma mania, como outra qualquer . principalmente em maio . se calhar é por isso que maio me dá visões de branco .  e estou convencida que se aclamarmos a primavera e vestirmos branco, muitas e muitas vezes, ela vem, assim uma espécie de dança da chuva, mas ao contrário . os filhos crescem e eu mingo de nervos . já agora se puder ser dos lados, fico muita agradecida que a vida me faça esse obséquio .

09
Mai16

69 - OS FILHOS, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

 

 

  

 foi um fim-de-semana diferente, à falta de melhor designação . um filho no mar e quase sempre muito mau tempo . noites mal dormidas, ele porque estava fora da alçada da mãe e com os amigos, a mãe dele porque é fraca dos nervos . esperas de telefone, para a mãe dele, ele nem quis saber de carregar o telefone . e a mãe dele a contar as horas para disparar no domingo para o cais . ele não enjoou, portou-se muito bem e veio cheio de ideias . claro que sim, o que se espera de um miúdo aos quinze anos? a mãe dele andou numa espécie de náusea e também ficou cheia de ideias . das boas, claro . o que interessa é que ele adorou e eu de uma forma muito retorcida, também adorei . adorei que ele tenha adorado . o resto não interessa, são cá coisas de mãe .

 

 

[se calhar podia ir para a marinha, disse-me ele . e eu não me surpreendi . mas não filho, não podes, a mãe não tem um coração que aguente ser mãe de alguém da marinha . estamos malucos ou quê? os meus filhos podem escolher quase tudo na vida, se excluírem: marinha, aviação, exército, pilotos de F1 e afins, alpinistas, exploradores do árctico, antárctico e gelos de qualquer zona, e qualquer profissão numa plataforma de petróleo . tirando isto, sobra ainda muito e podem ser o que quiserem]

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D