Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

14
Abr16

127 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

Como prometido, aqui fica a forma fácil, rápida e sem grande esforço de pintar paredes. Não há qualquer segredo ou fórmula, apenas organização e planeamento do trabalho de pintura e com organização e planeamento, poupa-se tempo e dinheiro, só isso.

 

Já agora, algumas considerações:

Nesta última parede que pintei, usei um rolo de tamanho médio (na foto, o segundo da esquerda), mas com um diâmetro um pouco maior do que habitualmente se vê nos rolos de pintura comuns (o primeiro da esquerda). Como é mais leve, evita dores nos pulsos, após pinturas e com um diâmetro um pouco maior, rende mais em área pintada.

 

Só pintei uma parede, porque só queria um efeito decorativo na zona das refeições da cozinha, mas uso o mesmo método de pintura, quando é uma divisão inteira.

 

Demorei cerca de três horas, entre preparação da parede a pintar e três camadas de pintura numa parede com 15 m2.

 

Vale muito a pena investir tempo e paciência na preparação da área a pintar, para obtermos um melhor resultado final e pouparmos tempo em limpezas e desastres perfeitamente evitáveis.

 

 

 

 

 

Material,

. Rolo médio

. Rolo pequeno para finalizações, cantos, pormenores

. Tabuleiro para rolo

. Pincéis para retoques

. Tinta (escolho sempre acrílica, que seca depressa e não tem cheiro desagradável)

. Fita de papel

. Massa para tapar eventuais buracos na parede, furos de pregos ou parafusos

. Lixa de papel (grão fino)

. Plástico grande para cobrir o chão

. Película transparente para tapar aparelhos

. Toalhinhas de bebé para limpar eventuais pingos indesejáveis (foi a minha melhor descoberta nesta coisa das pinturas, o que também me leva a pensar cá noutras coisas)

. Escadote

. Bata para proteger roupa, ou roupa velha e sapatos velhos (mesmo que na embalagem da tinta esteja escrito que não salpica, não é verdade) 

 

[todos os materiais do Leroy Merlin, excepto as toalhinhas, a bata e a roupa velha]

 

 

 

Começo por limitar com fita de papel própria para pintura, a área que quero pintar, e proteger aquilo que não quero pintar, como ombreiras de portas e rodapés. Também tiro os espelhos das tomadas e interruptores, tapo eventuais aparelhos e desvio a mobília que está perto. Finalmente tapo o chão com um plástico, que cubra bem toda a área e prendo-o com fita ao rodapé. Evito usar folhas de jornal, porque com o arrastar do escadote e tabuleiro de pintura, acabam por destapar o chão. 

 

 

 Tiro todos os pregos, mesmo que volte a pendurar os quadros nos mesmos sítios, a verdade é que após pinturas, geralmente mudo de ideias. Depois tapo os buracos com massa, deixo secar e lixo.

 

Após ter tudo protegido e a parede preparada, inicio a pintura. Começo por pintar com o rolo pequeno, as zonas mais difíceis e que requerem mais jeitinho, como à volta dos interruptores, tomadas, aparelhos, tecto e rodapé. Dou duas camadas. Depois, com o rolo médio dou uma camada de tinta na horizontal, em toda a parede. Quando está seca, dou a segunda camada na vertical. Raramente dou uma terceira camada, mas desta vez dei, porque pintei a parede de cinzento claro e a cor anterior era bordeaux. No final da segunda camada já estava bem uniforme e sem qualquer aparição de bordeaux, mas à cautela, dei-lhe a terceira camada.

 

Depois da tinta seca, retiro a fita de papel, e monto os espelhos dos interruptores e tomadas. E pronto, assim se pinta paredes numa pernada.

 

 

 

  

[gosto imenso do efeito decorativo que se consegue, com apenas uma parede de um quarto, ou sala, pintada de uma cor diferente do resto, ou forrada com papel]

 

______________________________________________________

Já me esquecia, nunca esvazio uma divisão, não estou para isso. Neste caso e como era só uma parede, empurrei a mesa e o louceiro, de maneira a ter espaço para o escadote. Se quero pintar uma divisão inteira, arrasto os móveis para o centro da divisão, mas só o necessário para ter espaço de manobra.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D