Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

15
Fev16

174 - A DONA DE CASA PERFEITA(MENTE DESESPERADA)


Mac

 

 

 

Resolvi fazer um bolo para o Dia de S. Valentim. Nada a ver com facto meramente irrelevante de andar doida para testar o glacé real instantâneo, diga-se. Tenho um sério problema com o glacé real, que se resume a uma forte incapacidade em o fazer. Não sou capaz, já tentei diversas receitas, já investiguei na net e nada de glacé em condições. Com o creme de manteiga, a coisa ainda é pior. Nunca consegui uma cobertura branca. Nunca. Então resolvi experimentar este glacé real instantâneo e a coisa deu-se.

 

  

 

 

  

Já agora deixo a receita do bolo, que é facílima e resulta bem. É apenas um bolo de iogurte, ao qual acrescento framboesas e faço um recheio de natas e framboesas frescas. 

 

. quantidades para o bolo (forma com 16 cm de diâmetro), 

. 6 ovos

. 300 g de açúcar

. 1 iogurte grego sem açúcar

. 150 g de miolo de amêndoa

. 110 g de óleo

. 150 g de farinha sem fermento, tipo 55

. 1 c sopa de fermento para bolos

. 125 g de framboesas

  

. para o recheio

. 200 ml natas

. 1 c chá de icing sugar

. 125 g de framboesas

 

 

 

. para a cobertura

. 1 pacote de 500 g de glacé real instantâneo

. 1 frasco com corações de açúcar

. 2 corações

(tudo do Docinho de Açúcar)

 

 

 

 

 

Modo tradicional:

Pré-aqueça o forno a 170º. Pese a farinha, o açúcar, o óleo, a amêndoa e a farinha. Deite os ovos, o açúcar, a amêndoa, o iogurte e o óleo numa taça e bata até obter um creme macio. Junte a farinha e o fermento e misture. Junte as framboesas e envolva. Unte uma forma com margarina e polvilhe com farinha. Deite o preparado na forma, cubra a forma com uma folha de alumínio e leve ao forno, durante 35 mn.

 

Numa outra taça faça o chantilly.

Faça o glacé real, como indicado na embalagem.

 

 

Na Bimby:

Pré-aqueça o forno a 170º. Deite os ovos no copo. Junte e pese o açúcar, a amêndoa, o iogurte e o óleo e programe 5 mn/ v4. Junte a farinha e o fermento e programe 15 s /v 3. Junte as framboesas e envolva (5 s /v1). Unte uma forma com margarina e polvilhe com farinha. Deite o preparado na forma, cubra a forma com uma folha de alumínio e leve ao forno, durante 35 mn.

 

Faça o chantilly. Deite as natas no copo limpo, ponha a borboleta e programe 6 mn/v3.5

Faça o glacé real, como indicado na embalagem.

 

 

Quando o bolo estiver frio, desenforme. Corte-o ao meio, barre um dos lados com chantilly e ponha as framboesas. Sobreponha a outra metade e cubra-o com o glacé real. Com uma espátula, colher ou faca, faça uns efeitos no glacé real. Distribua uns corações de açúcar, ponha os dois corações e já está.

 

 

 

15
Fev16

07 - ÀS VEZES EU GOSTO DO INVERNO [MAS MORRO DE SAUDADES DO VERÃO TODOS OS DIAS]


Mac

 

 

  

cabelos drasticamente cortados e madeixados . velas perfumadas a baunilha pelo ar . a minha manta de crochet em evolução . e um blazer de veludo com uns sapatos de veludo, e um bolo especial para um dia especial, porque todos são especiais, mas alguns querem-se mais especiais, porque sim . um dia também eu fiquei a gostar de coisas assim . e por mim repetia tudo outra vez . mas sem chuva .

 

 

[também já fui contra o dia dos namorados, o dia da mulher e todos os dias que me apeteceu ser contra . e falei e escrevi e debati e corroborei e gozei e contestei e sangrei . fui contra muitas coisas, também fui adolescente, depois fui original aos vintes . e aos trintas fui original com mais dez anos de experiência . os trintas, que são os tais vinte, mas com mais dez anos, deram-me força nas palavras e nas intenções, nas escolhas e nas lutas, nas batalhas que travei e nas causas em que me gastei . tive opiniões sobre tudo o que sabia e sobre o que não sabia, mas tive muitas opiniões, até sabia como o resto do mundo deveria conduzir as suas vidas . fui contra a amamentação, depois fui a favor, fui educadora ad hoc dos filhos dos outros, até sabia o tipo de mãe que iria ser, sabia inclusivamente que os ia deixar no infantário aos cinco meses, sem lágrimas e pieguices . e depois tive os meus filhos . chorei a ver o rei leão, não fui aquela mãe matemática que sabia que iria ser . e passou-me . o melhor de tudo, é estar agora aqui . tão melhor]  

12
Fev16

22 - ANDEI NA NET [E POR AÍ] E TROUXE COMIGO


Mac

 . da laurinda alves, este "preciso de saber de ti", para quem tem filhos adolescentes, e não só .

 

(...) Nesta lógica e porque nunca esqueci conselhos que aprendi com Daniel Sampaio, na altura em que fizemos juntos várias séries de programas Verdes Anos, sobre os maiores desafios da adolescência e juventude, deixo aqui alguns para pais com filhos ainda pequenos, que queiram apostar ou reforçar a conversa em família. Daniel Sampaio, que era e continua a ser a grande referência para pais e filhos em dificuldades, dizia sempre que é na comunicação que tudo se ganha ou tudo se perde. E reforçava a sua convicção com sugestões que permitiam alargar o campo de possibilidades de comunicação entre pais e filhos: “abram as portas de casa aos amigos desde muito cedo, deixem que eles levem quem quiserem para casa, pode ser um caos, uma desarrumação e até uma devastação na despensa e frigorífico, mas vale a pena para ficarmos a conhecer melhor os nossos filhos. Através dos amigos, das conversas que têm na nossa presença, daquilo que naturalmente falam e contam uns sobre os outros ficamos a saber infinitamente mais sobre eles do que se lhes fizermos perguntas”. Nenhum filho gosta de pais perguntatitvos, é verdade. E raros são aqueles que contam em casa o que viveram na escola (...)

 

(...) Apostar na comunicação e reforçar os tempos em que se conversa de forma natural, sem ser com perguntas mais ou menos invasivas, pode passar por convidar um filho de cada vez para almoçar ou fazer um programa diferente, sem razão nenhuma. Só porque sim. Ou ir buscá-los ao liceu sem ser para os controlar, apenas para sentirem que estamos próximos e abrimos o coração e a casa aos amigos. Também passa por estreitar os laços com a escola e os professores, claro. E certamente por lhes prestar mais atenção em casa. E desligar os telemóveis, sempre que possível, quando percebemos que querem falar. Tudo isto constrói relações de confiança que fazem um sentido especial no quotidiano familiar, mas também muito mais à frente, quando eles crescem e se distanciam. (...)

 

 

 

 

. daqui trouxe ideias para usar a gabardine . tenho uma relação amor/ódio com ela . se por um lado a acho gira, por outro, acho-a desconfortável e não gosto de a ver com quase nada, mas continuo a tentar . a maior parte das vezes uso-a com uma camisa de ganga, ou uma camisola de gola alta, porque não tenho mais ideias . também não me esforço muito . a coisa está relacionada com chuva e isso já é um handicap incontornável .

 

 

 

  

. a minha já tem uns anos valentes, se precisasse de uma agora, optaria por um outro modelo em branco . vou pensar no meu caso . se calhar preciso de uma em branco .

 

 

 

 

. também do pinterest, trouxe ideias para fazer uns poufs neste tipo de tricot gigante . acho-o o máximo, se bem que ainda nem procurei, nem sei onde há, as agulhas gigantes e os fios hiper grossos para o fazer .

 

 

 

 

. da acessórios e companhia, estas túnicas e kaftans, lindos, lindos e cheios de vontade de verão .

 

 

 

 

. e a frase da semana, que para já, é a do ano .

 

 

. foi uma boa volta por aí, entre pingos de chuva, molhas e vida boa . tenham um bom fim-de-semana .

11
Fev16

14 - DEPOIS DA ESCOLA


Mac

 

 

 

 

 

 

o meu filho vê televisão a balançar-se na bola de pilates da mãe, ou no alce, ou aos saltos com a bola saltitona, aquela que tem umas pegas, ou não tendo nada, a dançar . o meu filho vê televisão aos pulos, portanto . um dia o mais velho disse-me que tinha sempre vontade de correr, o mais pequeno disse-me que é muito bom pular, experimenta mãe . os meus filhos . adorados filhos . também gosta muito de fazer o pino e já nasceu às cambalhotas . experimenta mãe . e a mãe experimenta . e brinca muito . delirou com as serpentinas, que estavam destinadas para uma terça-feira de carnaval no parque, mas com o que choveu, foram lançadas em casa . não faz mal, brincou tanto com elas, que até perdoamos ao s. pedro a falta de carnaval lá fora . 

 

 

____________________________

. Johnny Macarroni (eram do irmão) . Toy's R Us

. Livro Um Ratito . Imaginarium

. Livro Um Dia Daqueles . Livraria Bulhosa

. Livro com caixa de música Lua . Wook 

. Alce de baloiço . IKEA

. Tablet . Science4you para 3 a 5 anos

11
Fev16

123 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM [*]


Mac

 

 

  

Nesta família todos gostamos de mar e praia, portanto usar o tema na decoração dos espaços dos miúdos é uma consequência natural. Resolvi então fazer esta cabeça de tubarão, que tinha tudo a ver com eles, que adoraram, e eu adorei fazer este trabalho, que ficou exactamente como queria.

 

 

 

 

Materiais,

. Serra de Recorte eléctrica BLACK+DECKER

. Placa de madeira com cerca de 0.3 cm de espessura (AKI)

. Tintas Acrylic em branco, preto e azul (Continente, secção de belas artes), ou FolkArt (Loja da Pintura)

. Pincéis (Loja da Pintura)

. Lixas de grão fino

 

 

. desenhamos a cabeça do tubarão e com a serra de recorte, recortamos toda a área

. lixamos toda a área recortada

 

 

 

 

. com a tinta branca pintamos os dentes do tubarão, com a tinta azul todo o tubarão e com preto e branco, os olhos. 

. lixamos levemente toda a placa e voltamos a pintar

 

 

 

. com um pouco de tinta preta, mesmo muito pouco, damos umas pinceladas na área pintada a azul

. e já está, placa em forma de tubarão pronta.

 

 

 

 

 

[*] em colaboração com a BLACK+DECKER

 

_________________

Outro trabalho com a serra de recorte, aqui

10
Fev16

39 - SEGREDOS QUE PARTILHO PORQUE ME APETECE


Mac

 

 

 

Cinco produtos que foram incluídos na minha vida, cada um por razões completamente diferentes, mas todas obviamente muito válidas: o Double Wear da Estée Lauder, a água micelar e a loção de limpeza para olhos da Garnier, o champô seco da Klorane e as cinco essências dos clássicos da Chanel.

 

 

A começar, a água micelar da Garnier, que estou a usar há cerca de um ano e veio revolucionar qualquer coisa sobre o que pensava dos produtos de supermercado. Até prova em contrário, continuo a achar que se pagamos mais pelos de perfumaria, por alguma razão é e não acredito que seja só uma questão de marketing e coisas como, ah é tudo igual, só pagamos a embalagem. Não, não é. Já experimentei produtos de beleza de supermercado que são um flop, mas também já me aconteceu o mesmo com alguns de perfumaria, no entanto como a frequência do flop é inferior nas perfumarias, pelo menos nas marcas que consumo, continuo a achar que valem a pena. Mas neste momento gosto imenso dos champôs e cremes da Tresemmé, dos vernizes da Essie e da água micelar e loção desmaquilhante para olhos da Garnier, todos à venda em supermercados. Usei durante muito tempo o bi-facil da Lancôme e o tónico facial da Estée Lauder, assim como o sabonete líquido desmaquilhante, e muito honestamente não os acho assim o supra-sumo da batata, nada que esta água micelar não faça, assim como o desmaquilhante para os olhos. Acima de tudo, gosto de desmaquilhantes para os olhos que não me arranquem as pestanas e que em duas pernadas tirem o rímel, coisa que este da Garnier faz tão bem quanto o bi-facil. Continuo fã do bi-facil, mas comparando preços, ganha o da Garnier. Quanto a tónicos, desmaquilhantes e tal, ao fim de um ano de uso contínuo desta água micelar, acho que a minha pele ganhou e precisa de menos esfoliações e máscaras de limpeza, portanto noto que está bem boa e bem oxigenada. Ganha então com muitos pontos, a água micelar da Garnier.

 

Para variar do BB da Missha, só porque gosto de variar, apesar do meu nível de contentamento estar em valores supra-elevados, tenho intercalado com a base da Estée Lauder, que cumpre muito bem na longa duração que promete, não é pesada (detesto a sensação de betume na cara) e tem um tom que adoro.

 

 

 

 

 

 

Quanto aos champôs secos, há cerca de três ou quatro anos, cheguei ao da Klorane e aos meus olhos, é o melhor sempre que me vejo em situações que o cabelo precisa de ter ar de lavado, mas está uma miséria. Comigo só serve para uma vez e apenas quando não tenho mesmo hipótese de tratar do cabelo, portanto serve para adiar uma lavagem e só. Desconfio que o uso continuo em cabeças sujas, não resulta, mas não posso confirmar porque não experimentei. Também é muito bom para estruturar penteados, mas com os cabelos lavados, porque dá um volume extra. E também resulta muito bem para levantar as raízes dos cabelos muitos finos, como o meu, que em dias húmidos têm uma tendência absurda para perder volume.  

 

 

 

 

 

  

E para terminar, uma ou duas gotas de uma das essências do top 5 da Chanel, porque é muito bom e isso basta-lhe. Adoro.

 

 

08
Fev16

06 - ÀS VEZES EU GOSTO DO INVERNO [MAS MORRO DE SAUDADES DO VERÃO TODOS OS DIAS]


Mac

 

 

 

 

finalmente um fim-de-semana sem tosses, febres e ranhocas . parti para as cenas naturais, enfiei-me no celeiro e trouxe de lá um xarope que me acabou com os incómodos mil dos miúdos . fiz um chá de tangerina com canela e gostei ainda mais do que o de laranja . almoçámos na guia com o mar pela frente num domingo de sol . comecei a manta multicolorida, para as noites mais frescas de verão lá fora e nasceu o primeiro narciso do ano . as minhas flores andam um bocado baralhadas, mas lá vão fazendo pela vida . o mais pequeno andou mascarado de polícia e o mais velho já não se quis mascarar . fui-me ao champô seco, que me resolveu os cabelos do após gripe (depois conto coisas), também fui às tintas e, sem qualquer modéstia, fiz uma das coisas mais giras dos últimos tempos (depois também conto) . tivemos bolo de chocolate, filmes e muita vida boa . e por mim repetia tudo outra vez . e mais uma e duas e três .

05
Fev16

05 - ÀS VEZES EU GOSTO DO INVERNO [MAS MORRO DE SAUDADES DO VERÃO TODOS OS DIAS]


Mac

 

 

 

 

hoje: luvas + grande cachecol + umas gotas de perfume . para este sol de inverno, com este frio . adoro .

 

 

[apeteceram-me luvas, é raro ter vontade de usar luvas, porque não tenho vida para luvas, mas adoro-as. as luvas impedem-me que mexa no cabelo as cinquenta vezes que preciso de mexer nele e de o desviar da cara, impedem-me de pegar nas coisas como deve ser, de conduzir como preciso, de tudo, mas gosto delas. e preciso delas para o frio, porque fico com as mãos cheias de cieiro, ou lá o que é. porque me esqueço do hidratante e ando sempre a mexer em tintas e dissolventes e cenas, e me esqueço das de borracha também. trato muito mal as mãos. mas gosto dos cinco minutos após as calçar, a seguir começo a ter claustrofobia e cenas estranhas. penitencio-me por ter luvas com décadas, ainda impecáveis, por ter ido aquela luvaria minúscula, adorar aqueles rituais do estica a luva, põe-lhe pó de talco, experimenta, as luvas ficam que nem uma luva. adoro aquela luvaria. dizia eu que hoje calcei luvas e adorei] 

 

_______________________________

. luvas . Luvaria Ulisses

04
Fev16

122 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

Como já disse, na praia gosto muito de apanhar seixos, restos de madeira e conchas, para depois fazer trabalhos com os miúdos e dar outros fins ao que encontramos, enfim, de uma certa forma eternizar as nossas férias. No passado Verão, também apanhámos bocados de madeira e agora fiz uns barcos à vela com eles. 

 

A ideia era que ficassem bem rústicos, tanto no aspecto, como nos acabamentos, por isso para a vela usei restos de tecido, sem passar a ferro e cosi com cordão de algodão. Acho que o primeiro barco ficou exactamente como queria.

 

 

 

 

Materiais:

. bocados de madeira desgastados pelo mar

. restos de tecidos

. fio de algodão, ou corda . Leroy Merlin

. paus para espetada . Continente

. tesoura

. cola universal UHU 

 

 

 

. na parte de cima do bocado de madeira fazemos um furo e com cola, fixamos o pau de espetada, que será o mastro.

. fazemos um furo em cada ponta e colamos em cada furo um bocado pequeno de pau de espetada 

 

  

 

 

. cortamos um rectângulo de tecido, com as dimensões com que queremos que a vela fique. dobramos a meio e cortamos um triângulo.

 

 

 

 . com o fio de algodão, cosemos um dos lados da vela

. pomos um pouco de cola no pau de espetada e fixamos a vela

. passamos um fio que une o mastro a cada ponta do bocado de madeira

. fazemos a bandeira com um bocado de tecido, colamos ao mastro

. e já está.

 

 

 

 

 

[acho mais piada ao lado mais irregular do bocado de madeira, portanto, aos meus olhos, quanto mais estragado estiver, mais giro fica]

 

04
Fev16

21 - ANDEI NA NET [E POR AÍ] E TROUXE COMIGO


Mac

 

 . daqui, do sítio do costume, e já a pensar na primavera, uns conjuntos que já abandonaram os casacos e abafos, mas ainda não são de verão e me apetecem tanto .

 

 

 

 . da nike, os cortez, coisas mais lindas .

 

 

 

. e daqui livros para contar coisas mil ao mais pequeno, poesia de fernando pessoa para todoso livro dos grandes opostos filosóficos, ambos com desenhos lindos . perco-me pelas ilustrações dos livros infantis .

 

 

 

 e também o meu primeiro dom quixoteo meu primeiro álbum de poesia e o meu primeiro mozart, que fazem parte de uma colecção giríssima .

 

 

 

 . do continente e já que sou uma fã incondicional por cremes para o cabelo, este da tresemmé de um litro veio mesmo a calhar, para usar e abusar em abundância, e para alternar com a máscara que já uso há muito tempo . 

 

 

  

. e do attic24, o meu blog preferido de crochet, esta manta que quero fazer, a tal que quero para usar lá fora nas noites frescas de verão .

 

 

 

. e a frase da semana . 

 

 

. foi uma boa volta por aí .

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D