Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

20
Nov15

719 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

E como as sextas-feiras me são sinónimo de cabelos arranjados, supermercado de coisas boas, camas com lençóis lavados e unhas em ordem, esta semana escolhi este encarnado, que não é muito garrido, nem muito a chegar ao bordeaux, portanto o encarnado que me apetecia [forever yummy (57) da essie], que é lindo, muito mais do que nas fotos.

 

[em boa hora resolvi dar créditos à essie, tirando os vernizes muito claros, estou a gostar imenso da qualidade, durabilidade e resultado final]

20
Nov15

113 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM [*]


Mac

 

 

 

Este tipo de trabalho é muito fácil de executar, principalmente com a ajuda da Serra de Recorte. Há muito tempo que tinha vontade de experimentar este tipo de serras, porque tenho uma série de ideias na calha, que quero pôr em prática, mas sem este tipo de ferramenta, confesso que desanimava e nem me passava pela cabeça fazer tudo manualmente.

 

Iniciei-me com um trabalho simples e confirmei o que suspeitava, a Serra de Recorte é facílima de usar e nem sequer é precisa muita força, tanto que nem parecia que estava a cortar uma placa de madeira. 

 

 

 

 

Materiais,

. Serra de Recorte eléctrica BLACK+DECKER

. Placa de madeira com cerca de 0.3 cm de espessura (AKI)

. Tinta de efeito ardósia (AKI)

. Cordão (AKI)

. Cola universal

. Pincéis (Loja da Pintura)

 

 

 

. Começamos por desenhar de forma bem visível, o que queremos recortar, neste caso, um peixe.

. Com a Serra de Recorte (atenção: ler bem todas as instruções) programada para o tipo de superfície que queremos recortar, cortamos a placa, seguindo as linhas do desenho.

. Com uma lixa fina, lixamos toda a superfície que vai ser pintada (não precisei lixar as arestas, porque ficaram perfeitas, sem qualquer falha).

 

 

 

. Na fase de pintura, fazemos o habitual, ou seja, depois de lixar a superfície do objecto que vamos pintar, limpamos o pó e damos uma camada de tinta.

. A seguir: lixar + tirar pó + camada de tinta + lixar + tirar pó + camada de tinta, até obtermos uma superfície homogénea e bem lisa.  

. Fixamos o cordão com um pouco de cola, na parte detrás do peixe.

. E já está: um quadro de ardósia com a forma de um peixe.

 

 

 

 

 

 

 

[*] com a colaboração da BLACK+DECKER

 

Muito obrigada BLACK+DECKER, adorei.

 

 

 

 

Pelo terceiro ano consecutivo a BLACK+DECKER financia projectos de bricolage com 1.000 € + um lote de ferramentas. Quer ser um dos afortunados? Anime-se e participe! 

 

Aqui

19
Nov15

112 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

 

Entretanto, como achei a ideia da transferência de imagens bem gira, fiz mais umas coisas e apliquei uns desenhos num caixote grande de fruta, para pôr ali na cozinha, na caixa das canetas de feltro do Pedro e numa série de míni caixotes, que vou oferecer no Natal.

 

Ficam então mais umas ideias.

 

 

 

 

 

 

- - - ♥ - - -

 

 

  

 

- - - ♥ - - -

 

 

DSC06651.JPG

19
Nov15

82 - É NATAL, É NATAL, LAI LAI LAI, LARAILAILAI (OU COISAS QUE UMA MÃE SABE SOBRE O NATAL, A VIDA E OS FILHOS)


Mac

I think this would be better with green board & white lettering....might just have to make one!!:

Déco de Noël // 3 idées pour décorer la table de fête sur le thème Forêt enchantée ! – DecouvrirDesign:

 

Décoration de Noël:

 Top 12 Christmas Centerpieces bells- never thought of them.:

 

Christmas table setting by Torie Jayne:

 

Kanela und Lemon: Weihnachten Linzer Plätzchen. Mit Rezepte Links, sie finden aber auch alle Rezepte bei mir!:

 

christmas_wrapping_by_radostina_photography_79ideas | Flickr - Photo Sharing!:

 

White ceramic and bare branches make for simple and modern Christmas decor | Christmas Style | Nordic:

  

.:

 . imagens via Pinterest, mais ideias aqui .

 

 

E como é costume, lá vamos nós começar com as boas ideias para o Natal.

 

Este ano apetece-me um Natal branco, que já sei por antecipação que me pode apetecer à vontade, até posso começar a instalar a coisa, pensar em tons duplos, ou únicos, tudo combinado, tudo em muito fino, como se vê nas revistas, mas depois chegam os meus ricos filhos e instala-se o Carnaval do costume, e até brigamos a decorar Árvore, é uma casa portuguesa com certeza, mas sempre ao som de Cole Porter e Nat King Cole, que é mais chique, eu porque quero manter tudo muito especial e em estilo inglês, ou escandinavo, consoante os anos, eles porque acham que tudo nesta casa é um híbrido, que resulta muito bem ali pendurado, o Action Man na minha Árvore? Tenham dó da mãe, pah. Paz e amor. Mas pronto, se não o vou conseguir em toda a casa, pelo menos na mesa da consoada. Nessa, ninguém mete o bedelho, essa é só minha, com a minha decoração e a minha ementa, calhando, nem deixo ninguém ali se sentar, para não me estragar o meu Natal muito branco, com gordura das Rabanadas nos dedos e essas coisas que as crianças fazem. Meus ricos filhos.

 

[ando aqui a reunir ideias para a mesa, tudo em branco, já se sabe. um destes dias, mostro]

18
Nov15

111 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

DSC06690.JPG

 

 

Este não é um trabalho, porque não dá qualquer trabalho, é apenas uma ideia para identificar os guardanapos da família.

 

Gosto de ter as argolas para os guardanapos todas iguais e como ainda não tive paciência de bordar uns monogramas nos guardanapos, resolvi assim a identificação do guardanapo de cada um. E como tenho dois Pedros, depois ainda fiz um sinal num dos P para se saber qual é o guardanapo do pai e o do filho. 

 

Materiais,

. argolas para guardanapos (estas são bem antigas, da Zara Home)

. letras em madeira, do antigo Vassoureiro

. tinta acrílica

. pincel

. cola

 

DSC06684.JPG

 

. pintamos cada letra

. depois de secar, colamos à argola

. e já está, não há qualquer ciência.

 

DSC06685.JPG

DSC06698.JPG

18
Nov15

49 - AS FLORES, A VIDA, O NIRVANA E EU


Mac

[bem sei, bem sei, que não sossegam à espera de notícias das minhas suculentas]

 

Como já tinha dito, a reprodução de suculentas é uma actividade altamente compensadora, só que ainda não tinha mostrado resultados daquela coisa toda do pega na folha, põe na terra, destaca a planta, cria raízes e por aí fora, mas vou mostrar. 

 

 

Ora então, estas aqui que se seguem e que já estão grandotas, são as que nas outras fotos, ainda eram pequenas e algumas das que já tinham germinado na folha:

 

 

 

 

 

Estas foram todas separadas da planta mãe, porque estava inexplicavelmente a secar (era a que estava no vaso do meio). Depois de separadas, estiveram em vasos, os meus vasos que são a maternidade das minhas meninas, e agora que já estão gordinhas e criaram raízes, passei-as lá para fora:

 

 

 

 

 

 E estas que se seguem, são as que em Julho estavam assim:

 

 

 

 

 

Finalmente, estas são estas e que tinham ali umas bebés, as bebés são agora estas à volta das duas maiores:

 

 

 

 

Como se vê, as suculentas, além de serem de reprodução fácil, tanto por folhas, como destacando as mais pequenas da planta mãe, também crescem muito depressa. Também as há, que se reproduzem desbragadamente (como a da última foto), portanto rapidamente se consegue um vaso com um diâmetro considerável, completamente cheio, e querendo, é só pegar numa dessas, coloca-la num outro vaso e ela reproduz-se até tapar a terra toda.

 

E fazendo isto com tempo, ou seja no início do Verão, chegamos a esta altura do ano, com mais uns presentes giros para oferecer e a um custo quase zero, ou seja, apenas o custo dos suportes onde vamos pôr as suculentas, que é coisa para € 1.00, caso o suporte seja um vaso em barro.

 

É, ou não é, altamente compensador? Adoro isto.

17
Nov15

12 - ANDEI NA NET [E POR AÍ] E TROUXE COMIGO


Mac

 

. as decorações de bolos mais giras, originais e simples daqui, do fräulein klein .

 

 

luis-laplace-france-vogue-habituallychic-004

 

. gosto desta cozinha para dar um novo ar à cozinha do alentejo . gosto imenso daquele ferro para pendurar os tachos e frigideiras . gosto imenso de planear e achar que é assim que quero, depois passo à foto seguinte e afinal faço de outra forma, até decidir que tem mesmo de ser . muitas vezes a minha necessidade de consumo satisfaz-se assim, a ver fotos, a planear, a fazer listas . chego a gostar mais do planeamento do que da concretização . a concretização dá trabalho . mas os resultados compensam .

 

 

 

. esta saia mídi em polipele, da mango, que foi paixão à primeira vista . para usar com ténis, sabrinas ou saltos altos, consoante os fins que lhe resolver dar . gosto muito de saias plissadas ou de pregas, bem abaixo dos joelhos, combinadas com camisolas de gola alta e cintos largos .

 

 

 

. e da timberland, que aqui é presença habitual nas botas dos miúdos, desta vez trouxe uns ténis, para a criança pequena correr à sua vontade, ou seja, muito .

 

 

 

e trouxe da sephora (adoro aqueles descontos de fim-de-semana a bater nos 20%), via filipa, o fix it da dior, que se revelou o melhor corrector de olheiras e outras imperfeições . testei-o, estou a usar e já não o largo . é uma autêntica borracha para tudo daquilo que queremos que desapareça . há três tons e trouxe este que não é o mais claro, nem o mais escuro, portanto o que é perfeito para mim . já agora, nunca embarco em correctores muito mais claros do que a base, no meu caso, a coisa dá-me um efeito perverso, ou seja, acaba por se ver a léguas precisamente aquilo que queria disfarçar . assim uso sempre o corrector quase do tom da base .

 

 

 

. e também esta máscara da sisley, que cumpre muito bem . a escova é parecida com a do ôscillation da lancôme, mas em muito melhor . confesso que nem sempre me dou bem com este tipo de escovas, mas esta é fantástica, separa muito bem as pestanas e dá-lhes um alongamento super . outra coisa que estou a adorar é a componente de tratamento . há demasiadas máscaras que me dão a sensação de alcatrão nas pestanas e eu cá prezo muito as minhas pestanas e gosto de as tratar bem .

 

 

esta foi uma boa volta por aí

 

17
Nov15

110 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac



 

Mais uma ideia que vi no Pinterest e resolvi fazer agora para o Natal. É facílima de executar, rápida e a ideia é ficar com este ar rústico, portanto a coisa é mesmo assim. Também há uma outra feita com galhos de árvores, que fica bem gira e ainda mais rústica. Acho uma ideia bem gira e já se sabe, tudo quanto tem luz, é o delírio dos miúdos. 

 

 Materiais

. 3 varas de 1 m de balsa (Staples)

. 1 conjunto de 20 leds com pilhas, ou dois de 10 leds (Aki)

. cordão de algodão (Leroy Merlin)

. Pistola de cola quente, ou cola universal

. Pistola de pregos, ou pregos e martelo

. Pregos sem cabeça de 10 mm, caso se use a pistola

. x-acto

 

  

 

. com o x-acto, cortamos 5 varas com 50 cm cada e formamos uma estrela, sobrepondo ligeiramente cada ponta

. com a pistola de pregos (ou com um martelo) fixamos cada ponta da estrela

 

 

 

. damos três ou quatro voltas com um bocado de cordão, de forma a tapar o prego

 

 

  

. finalmente, fixamos os leds à estrutura da estrela, pondo um pouco de cola em cada luz

. e já está

 

 

 

16
Nov15

84 - SÓ UMA MULHER SABE


Mac

 

 

 

 

 

 

Este foi o fim-de-semana da revisão do meu roupeiro, fiz-lhe uma grande triagem, ou pelo menos aquela que me foi possível, não tão grande como gostaria, porque me faltou coragem. Falta sempre, ou porque me lembro da ocasião em que usei aqueles sapatos, ou calças, ou lenço, ou porque uma peça fez parte de uma época feliz, ou porque foi um presente dos que amo. Ou porque eu até era mais magra e tenho saudades e esperança de regressar para aquele número que já não me entra, enfim. É verdade, também tenho uma relação afectiva com as roupas. Mas consegui tirar-lhe algumas coisas que passaram nas malhas de outras triagens, mas que já deviam ter ido para outras paragens, outras que já não uso há dez anos e acho que dez anos é um bom prazo de inactividade, depois tirei tudo quanto já não me serve e agora já encaixei que nunca mais voltará a servir e já não servia na anterior revisão, tudo quanto acho que não voltarei a usar e tudo quanto não sei onde tinha a cabeça quando comprei e não fui trocar porque achei que seria capaz de usar. 

 

Não é daquelas coisas que gosto de fazer, além de que me é dúbia. Se por um lado gosto de respirar de alívio, dar espaço para coisas novas, reorganizar tudo, de maneira a ficar mais prático, por outro, há muitas coisas que me deixam na dúvida e ai que me vou arrepender e isto é tão giro e ai meu Deus, ai meu Deus. Portanto divido-me entre a alegria da limpeza e a angústia do adeus. É horríiiiivel, é até uma tensão a que nenhuma mulher deveria ser sujeita.

 

Mas há uma coisa que adoro nestas revisões, é a segunda oportunidade que dou a algumas peças esquecidas, desta vez umas skinnys e um blazer em veludo, que adorei quando comprei, mas que acabaram por ser daquelas peças que quase nunca me apetecem. Vou dar-lhes uma oportunidade, com camisolas de gola alta e botins ou loafers, ou camisas de seda, com a minha pulseira adorada dos meus cinco amores, que um dia idealizei e mandei fazer assim com os cinco corações que trago sempre dentro do meu. Acho que estas peças merecem, nem que seja porque são mega confortáveis. E me servem. Se calhar na próxima limpeza estão no grupo das que passaram nas malhas e que já deviam ter ido, mas se não lhes der uma oportunidade, nunca saberei. 

 

O resto já está muito feliz noutras paragens. 'Fostes. Adeus.

13
Nov15

24 - JÁ NÃO S'AGUENTA


Mac

No outro dia ouvi dizer que agora, ou já há uns tempos, não sei, iam adaptar as músicas infantis, aquelas do meu tempo, porque não são politicamente correctas, ou ferem susceptibilidades, ou traumatizam as crianças, ou traumatizam os doidos, não percebi bem e também não falei sobre isso, porque me pareceu tão ridículo que atirei para o esquecimento. Agora faço isso, quando as coisas me incomodam, não lhes ligo, devo estar doente. Não interessa. Dizia que parece que querem alterar as letras das canções de roda, porque são psicologicamente inaptas ou não sei quê. Olha sou de uma geração cheia de traumas, esta-se mesmo a ver, deve ser por isso que tenho um blog. Bom, então parece que já não se atira o pau ao gato, porque isso é fazer mal aos animais, e a minha e várias gerações cantaram aquela vil ameaça ao gato, os feios. Confesso que foi música que cantei com alma e agora até tenho um gato, que estranho, é de certeza para lhe atirar um pau, ou a lenha toda que para ali está. Ao que parece também não se canta, tenho filhos pequeninos não os posso sustentar, portanto já nem sei se podemos afirmar que a falua é linda, a saia da Carolina tem sete lagartos pintados e isso, entre outras coisas que agora não me lembro, mas que ao que parece não se dizem.

 

Está bem, acho muito bem, até porque não vou alterar uma só palavra às canções, mas então tenham lá paciência e passem também com o lápis azul nos contos dos irmãos Grimm e nos de Perrault, ah e nas fábulas de La Fontaine, já agora, é que eu estou cansada de justificar certas coisas muito suspeitas aos meus filhos. São muitos anos a mentir e eu acho tudo muito chato, já para não falar no que isto representa na minha relação com os meus ricos filhos. 

 

 

Senhor chauffeur por favor

ponha o pé no acelerador

se chocar, não faz mal

vamos todos para o hospital

 

[cantado durante a infância na carrinha do colégio,

no percurso para casa (*) por uma actual mãe

praticante de tunning, bem sei que não

é uma cantiga de roda, mas serve]

 

(*) de manhã, ou seja de casa para o colégio, não tínhamos forças nas cordas vocais,

além de que íamos chateados com o nosso destino. 

 

 

[farta até aos ossos de gente ridícula, fartinha. coisas da idade. e dos nervos, já se sabe]

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D