Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

22
Mai15

55 - COISAS QUE ME INSPIRAM


Mac

 Salas de jantar campestres por Home Staging Sylt

Home Staging Sylt

 

  

Escritório Preto no Branco - Depois : Escritórios escandinavos por MUDA Home Design

Muda Home Design

 

 

Cozinhas modernas por Etre

Etre

 

 

Casas de banho modernas por Viega

Viega

 

 

por Rodrigo Maia Arquitetura + Design

Rodrigo Maia Arquitectura + Design

 

 

Quarto de Crianças : por Stoc Casa Interiores

Stoc Casa Interiores

 

 

Apartamento 2020 : Varandas, marquises e terraços modernos por Carlos Otávio Arquitetura e Interiores

Carlos Otávio Arquitectura e Interiores

 

 

Jardim Bambus : Jardins rústicos por MUDA Home Design

Muda Home Design

 

 

Jardim Bambus : Jardins rústicos por MUDA Home Design

Muda Home Design

 

 

 

Quem me acompanha há mais tempo sabe da minha paixão por casas, desde a decoração de interiores, passando pelas obras de renovação, bricolage, soluções de arrumação e tudo quanto possa tornar uma casa mais confortável, acolhedora, funcional e bonita. Gosto de mudar, melhorar, alterar, nem que seja só a cor das paredes, mas muitas vezes tenho alguma dificuldade em encontrar o profissional ideal para este ou aquele projecto, ou ideia. Outras vezes tenho uma ideia, mas gostaria de trocar impressões e até a desenvolver. Ou apenas procurar um móvel, ou uma solução para um determinado espaço. Por isso, quando conheci a homify, a minha vida deu uma óptima volta nestas lides.

 

A homify é uma plataforma digital independente sobre arquitectura, design de interiores, decoração e construção, que estabelece a ligação entre o consumidor final e profissionais no nosso país, através de uma grande rede de contactos. Facilmente podemos procurar um profissional e aceder ao seu trabalho, ou procurar ideias e depois encontrar um profissional que as execute, ou ainda pesquisar por espaço da casa e estilo, e chegar ao profissional. Também existe um fórum, onde especialistas e outros utilizadores nos esclarecem sobre eventuais dúvidas de arquitectura, decoração e construção, ou nos dão dicas para a decoração da nossa casa, ou apenas para mobiliário.

 


texto escrito em colaboração com a homify

21
Mai15

104 - A MINHA BARRIGA, O MEU UMBIGO, [MAIS] CAPRICHOS, [MAIS] DÚVIDAS BIPOLARES, [MUITAS] BIRRAS E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 por estes dias

 

chega-se a esta altura do ano e eu já só quero roupa branca, cores claras e ares de primavera, mas continuo sem saber o que vestir. parece-me que é já uma questão crónica . então nos dias em que não sei o que vestir,  ponho em cima da cama o que quero vestir, acho que quero e não sei que quero . não tão ordenado como ponho para as fotos, mas também ninguém tem nada que saber se vivo na barafunda ou não . depois escolho e a seguir altero, portanto não sei para que serve o meu método, mas lá que funciona, funciona, a verdade é que acabo por me vestir.

 

tenho tido muitos dias cheios de assuntos, mas sou constantemente bafejada por pensamentos de o que é que isto interessa? e geralmente acho que não interessa a ninguém . suspeito que estou a envelhecer, ou então numa crise qualquer, que ainda não foi identificada, mas que vou identificar . ocorreu-me ir para um sítio com bom tempo, praia, mar e pessoas desconhecidas, diria mesmo estrangeiros e tudo . ou então tenho de procurar cremes anti-rugas, mas que funcionem . portanto bons cremes, daqueles muito caros e que me deixam a pensar que é melhor aceitar a idade, as rugas e as cenas .

 

pedi à minha rica sodona que fosse ao sapateiro buscar uns sapatos que estavam lá para pôr capas nos saltos . falece calçada portuguesa, falece, és a minha desgraça . tanto que há dias em que cálculo se vale a pena andar aos trambolhões pelas ruas, ou ficar retida a meio dos passeios, enquanto puxo por um sapato que ali ficou preso, ou se nem por isso . quer dizer, eu não quero que a calçada portuguesa desapareça, acho-a linda, mas é só em teoria . por acaso acho que as câmaras podiam mandar envernizar aquilo tudo, como se faz com os pisos de tacos velhos, que se afagam, ou lá como se chama, e depois levam uma camadorra de verniz por cima, já agora antiderrapante também, para não escorregarmos em dias de chuva . ora as câmaras faziam isso à calçada e nós não estragávamos sapatos . parece-me justo . ah e tal e os custos disso? pois isso já não é do meu pelouro, o meu pelouro é ter boas ideias . adiante, então sodona foi buscar os sapatos e trouxe-me uns sapatos quarenta, ou lá o que e aquilo . e eu calço quarenta, pessoa? calçooooo?  

 

vou pintar o muro . e plantar cenas .

 

 é isto . 

19
Mai15

103 - A MINHA BARRIGA, O MEU UMBIGO, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES, BIRRAS E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

por estes dias

 

 já se sabe, maio é o mês do veste coisas frescas, apanha frio e a inversa também, lailailai, detesto vento . estava tudo tão bem a dar uso aos calções, chinelos e mais não sei quê, está bem que só por quatro dias, mas não interessa, a pessoa habitua-se logo ao que lhe agrada, e agora aqui para os meus lados está outra vez uma ventania que não se aguenta . adiante .

 

recomeçaram os torneios de ténis do mais velho e esta mãe recomeçou os torneios dos equipamentos, fardas e calçado para setembro . o pequenino também vai para o judo, coisa mais boa . e eu acho que os fatos do mais velho, vão servir perfeitamente . digo eu que acho sempre que dá para aproveitar tudo, mas depois vêm as pessoas das instituições, associações, clubes e isso, e dizem-me que não, que agora as coisas são completamente diferentes, eu é que não estou a ver bem e os meninos têm de andar todos iguais para não se sentirem diferentes e que o nome do irmão está lá bordado e mais não sei quê . vê-se logo que esta gente desconhece o meu jeito para a bricolage e jardim, ora arranca-se o nome do irmão, 'bota-se-lhe um remendo giro e está feito . estas pessoas não sabem o que é economia doméstica e familiar, só podem . onde foi parar o vintage nos equipamentos e fardas? o vintage está sempre na moda, pessoas . e mostra uma certa patine nas cenas, caramba . 

 

entretanto umas pessoas revoltaram-se com o bullying . umas miúdas bateram num miúdo e então as pessoas chocadas prometeram através dos teclados coisas na cara das miúdas e mais não sei quê dos narizes dos elefantes e sandices de todo o tipo . isto não é bullying, não . agora um polícia bateu num homem à frente dos filhos e as pessoas ai que vou à cara do polícia e faço e aconteço . muito batem os indicadores das pessoas revoltadas, aquilo é um tac tac tac nos teclados que é uma alucinação . tac tac tac . amanhã aparece outro para as pessoas tac tac tac nos seus pobres teclados gastos de tanto tac tac tac . e as pessoas não se lembram que quando um filho bate noutro, não vão bater no que agrediu, ou vão? espero que não . ou pegam na foto dele e põem-na no fb para toda a gente desancar a criança agressora? não, pois não? pronto, em sociedade é mais ou menos o mesmo . e não me venham para aqui com os vossos dedos indicadores a bater nas teclas e isso, porque não estou a dizer que sou a favor dos agressores, não o sou, mas também não sou a favor da justiça por mãos próprias, há meios legais para castigar os agressores e vai para uns aninhos que já não se apedrejam as pessoas em praça pública . acho eu . pensem nisso com carinho, vale? vale.

 

e é isto 

19
Mai15

20 - EU É MAIS COZINHAS, TACHOS E PANELAS. RAPAR TAÇAS TAMBÉM


Mac

 

 

 

 

 

Sobre os gelados, pois então regressei ao de natas do livro da Bimby e inovei num de laranja, que não vou pôr aqui a receita enquanto a coisa não estiver no sabor excelente, ou seja, o meu gelado de laranja é óptimo, sim senhora, mas apesar do quilo de laranjas, não sabe a laranja. Há qualquer coisa que me falha neste sabor, mas deixará de falhar, porque eu vou investigar e experimentar e investigar e testar e a coisa há-de sair como quero e nessa altura sim, porei aqui a receita. 

 

Ah e tal e porque não vais tu comprar gelados em vez de andares para aí a fazer e coiso? Pois, mas a ideia é fazer com que os meus filhos comam a fruta que eu sei que está lá, se depois lhes acrescento sabores sem ser de fruta, também faz parte deste processo todo. E antes que me venham com o mimimi dos gelados, eles só os comem duas vezes por semana, de resto a fruta vai em modo fruta e em sumos.

 

Portanto nesta taça temos o gelado de framboesas, que já pus aqui a receita, o tal de laranja e o de natas. Quanto ao de natas, a única diferença para o da receita da Bimby, é que lhe corto na quantidade de açúcar, porque na versão Bimby acho-o demasiado doce e eu quero que os meus filhos comam gelados essencialmente de frutas, não sendo, não os quero cheios de açúcares.

 

Fica então a receita do gelado de natas, quanto à receita do gelado de laranja, já se sabe, só quando souber muito a laranja.

 

. 50 g de açúcar (para a versão tradicional, usar icing sugar)

. 4 claras de ovo

. 1 pitada de sal

. umas gotas de sumo de limão

. 400 g de natas frescas

 

Versão Bimby,

No copo seco, coloque o açúcar e pulverize 15s / v 9. Reserve.

Coloque a borboleta, as claras, o sal e as gotas de limão e programe 4 mn/ v 3 1/2. Com a Bimby em funcionamento, deite o açúcar reservado. Retire e reserve.

Deite as natas no copo com a borboleta e bata 2 mn/ vel 3 1/2

Retire as natas e envolva com as claras com a ajuda de uma vara de arames. 

 

Versão tradicional,

Bata as claras em castelo firme, às quais juntou sal e umas gotas de limão. No final, junte  o icing sugar. Reserve.

Bata as natas até estarem montadas e envolva-lhes as claras com a ajuda de uma vara de arames. 

Leve ao congelador.

 

______________________________________

Normalmente aproveito para fazer gelado de natas, quando tenho de fazer um bolo e assim aproveitar as gemas. Não gosto de deitar comida fora, é cá uma mania.

18
Mai15

706 - LAI LAI LAI


Mac

 

  

 

 

 

 

do fim-de-semana . gosto destes fins-de-semana de primavera quente, em que não se passa nada e a grande novidade é a primeira bola de berlim da época . a primeira de muitas . o resto é só praia . muita praia, areia e mar, claro, é o que há na praia . e os meus filhos em modo croquete . muito gostam eles de areia . e de mar . gelados, sumos e saladas . muitos protectores solares, com o meu lancaster de sempre, ano após ano, tanto que a praia me cheira a lancaster e o lancaster a praia . é a cena da memória olfactiva e isso . foi-se a época do activador com uma protecção 6, credo, não era nada, uma graxa castanha oleosa com que me besuntava e que estragava os fatos de banho todos, mas bronzeava . mas isto já era muito bom e foi a evolução possível do creme de cenoura que me fritava, aquele da margaret astor com uma etiqueta com florezinhas, comprado nas idas a badajoz entre fás de um litro a cheirar a limão e alpercatas de cunha com fitas no tornozelo de todas as cores . foi muito bom ser aquela adolescente . agora já não, agora é só protecções e juízo na cabeça . agora também há quem diga que devemos fazer 20 mn de exposição sem protector, que faz bem e mais não sei quê . pois não sei . qualquer dia dizem que os protectores são maus . adiante . e é tempo das revistas que só compro na minha época balnear . e das roupas leves, sandálias e chinelos. e sono bom . e fins-de-semana tão previsíveis de bons . também há felicidade na previsibilidade . e conforto . 

18
Mai15

19 - EU É MAIS COZINHAS, TACHOS E PANELAS. RAPAR TAÇAS TAMBÉM


Mac

 

 

 

 

Abriu-se oficialmente a época dos sumos, das saladas, dos gelados e da comida cor-de-rosa em geral, aqui nesta casa. Portanto fiz saladas, sumos e muitos gelados, mas agora só fica o de framboesas porque é cor-de-rosa, um excelente motivo, claro está. 

 

A receita deste gelado de framboesas é a mesma receita do gelado de morangos da Bimby, só que substituí os morangos por framboesas. Penso que também dá para fazer no copo liquidificador, mas muito honestamente não experimentei. Esta receita é daquelas de que gosto, porque é rápida, desde que se tenha o leite evaporado e a fruta escolhida no congelador, e eu tenho quase sempre, e que dá para fazer em minutos quando nos entram em casa amigos sem avisar e os meus aparecem assim, portanto dá para fazer uma boa sobremesa rapidamente. Também é boa para fazer com que os meus filhos comam a fruta que eu acho que precisam de comer e tenho alguma dificuldade que comam, por isso faço muitos gelados e sumos, e a fruta é ingerida, sem que haja crises e recusas e nananãs.

 

. 500 g de framboesas ou outro fruto congelado

. 200 g de açúcar

. 1 limão descascado sem a parte branca e sem caroços

. 200 g de natas frias

. 1 clara de ovo

. 1 lata de leite evaporado previamente congelado em cuvetes de gelo

 

Coloque o açúcar no copo e pulverize 15s/vel 9. Junte as framboesas, o limão, as natas, a clara de ovo e dê uns golpes na vel turbo para os desfazer. Adicione o leite evaporado e programe 2 mn/ vel 9.

 

Deite numa caixa ou taça e leve ao congelador.

 

 .................................

Também invisto muito nos sumos, porque lá está, tenho alguma dificuldade em que os meus filhos comam fruta, portanto faço sempre muitos sumos naturais, que passam muito pelo sumo de laranja básico, mas assim que começa a época da fruta deliciosa, faço sumos variados e tem corrido bem, misturo frutas e tento inovar nos sabores. Aqui em casa os preferidos são os de ananás e melão, limão e maracujá e a eterna limonada com hortelã.

 

E como sou fã de melancia, mas cada vez é mais difícil apanhar boas melancias, daquelas super duras e estaladiças, que quando lhes enfiamos a faca até estalam, sim dessas, daquelas que a casca cheira a relva e quando lhes pegamos parece que vão rebentar, essas só em pleno Agosto, dizia eu que sou fã e como gosto do sabor, aproveito as mais chaladas para fazer sumos, desta feita com framboesas e limões. Gostámos muito, quer dizer, eu gosto sempre, mas quando eles também gostam, é porque a coisa correu mesmo bem. 

 

 

 

 

 

 Sumo de Melancia e Framboesas,

. 1/2 melancia

. 100 g de framboesas

. 2 limões (ou limas)

. 2 c de sopa de mel

 

Tire a casca da melancia e corte em cubos, lave as framboesas e descasque o limão, não deixando a parte branca, nem os caroços. ponha tudo na Bimby, ou no liquidificador, deite o mel e programe 15s/V10. Deite num jarro, junte-lhe umas pedras de gelo e já está.

 

.................................

 E por fim uma salada que não é das mais dietéticas, mas cumpre muito bem a sua função alimentícia.

 

 

 

Salada Pink

. 1/2 couve roxa

. 1/2 couve branca

. 2 cenouras

. 1/2 alface

. 1 lata de milho

{ou um saco de salada variada}

. meio frasco de beterraba de conserva

. 1 c sopa de maionese

. 2 c sopa de iogurte natural, sem açúcar

 . 2 c sopa de vinagre

 

Cortar finamente a couve roxa, a couve branca, as cenouras, a alface e a beterraba [eu como quase nunca estou para isso, uso daquelas embalagens de mistura de legumes]. Deitar todos os ingredientes numa taça e numa taça à parte misturar a maionese com o iogurte e o vinagre. Deitar sobre a salada, misturar bem e já está.

 

__________________________________________

Já me esquecia de deixar aqui uma dica, quando os gelados ficam muito duros, como é o caso daquele gelado de morangos que aqui pus a receita, basta pôr na Bimby a quantidade que vamos servir e programar 10 s / vel 5. Assim o gelado fica cremoso como os das geladarias.

15
Mai15

33 - NOTAS SOLTAS DE PENSAMENTOS MUITO ELEVADOS, MAS QUE NÃO ME APETECE EXPLICAR, JUSTIFICAR, DESENVOLVER E ISSO


Mac

 

 

 

vai para uns tempos que comprei uns calções da moda, daqueles sem bainhas, ali tudo escafiado, a desfazer-se e isso . muito giros os meus calções . agora sempre que os visto, parece-me que tenho aranhas a passear-me pelas pernas e se eu tenho sintomas estranhos com aparições de aranhas, só eu sei, enfim, mas vai-se a ver e são só os fios modernos dos meus calções modernos . parece-me que é mais um dos meus síndromes  que entrego à medicina de bom agrado para que estude com carinho e desvelo . mas aviso já que só me parece que tenho aranhas na parte detrás das pernas, portanto não é preciso alargar o estudo à frente das pernas . queres ver que sou a única comichosa que veste calções escafiados e passa o tempo todo cheia de medo de insectos patudos? deve ser isso . sou uma pessoa tão triste, credo .

 

já sei, já sei, basta cortar os fios aos calções e tenho a vida resolvida . e também posso passar a explicar as minhas piadas . ou quem sabe a desenvolver teorias sobre as piadas dos outros . e ser a pessoa mais mala do mundo, também . pois é, é verdade, mas os calções deixavam de ser pops .

 

o que espero eu da vida, se neste momento a minha noção de conforto passa por satisfazer a minha miopia com três pares de óculos graduados espalhados pela casa, só para não andar à procura, sempre que preciso . aquela coisa da pessoa míope à procura dos óculos entristece-me, aborrece-me, deprime-me . já não basta a pessoa ser míope, para ainda andar à procura do objecto de desejo da sua miopia . é dantesco . e é por isso que tenho vários pares de óculos, assim aumento a probabilidade de encontrar um par . também já aconteceu não encontrar nenhum e dar-se uma pequena grande crise doméstica .

 

quando ainda não tinha assumido que sou míope, usava uma lupa para ver as coisas que não via . é verdade . não foi uma época digna . por outro lado, as lupas são muito giras e deram lindos elementos decorativos . já os óculos, duvido .

 

algumas túnicas estão naquela zona pantanosa de quase camisa de dormir . eu acho . ora, eu não quero andar de camisa de dormir na rua . é como aquela cena da frontalidade e da barreira muito ténue para a má educação . já não aturo a frontalidade de alguns . coisas da idade .

 

e cada vez que penso na entrada do meu filho mais novo para o colégio, dão-me coisas . não quero . mas tem de ser . do mais velho também não queria que fosse e foi . não ficou analfabeto, anti-social e eremita . é assim . disseram-me que tenho de largar os filhos ao mundo e eu esforço-me, contrariada, com um nó na garganta e de coração apertado, mas muito esforçada . é quase como os partos . ora, eu gosto de estar grávida, é um estado que me agrada . no dia dos partos entro numa espécie de negação, se por um lado estou desejando que o bebé nasça, por outro não quero partilha-lo com o mundo todo . não é uma coisa bonita, mas é assim . também não gosto que me mexam nos bebés, assim como não gosto que me passem a mão pela barriga grávida . adiante . quando largo um filho no percurso escolar é mais ou menos o mesmo . ao menos com este já sei como vai ser . o que não é necessariamente melhor . só não é novidade .

 

sou uma pessoa muito moderna . portanto .

14
Mai15

18 - EU É MAIS COZINHAS, TACHOS E PANELAS. RAPAR TAÇAS TAMBÉM


Mac

 

 

 

 

A SAV fez esta receita e eu que também como com os olhos, comi. Depois de comer com os olhos, pareceu-me que sim, que estavam reunidas as condições para comer com a boca e então resolvi fazer. Fica fantástica e o melhor de tudo é que é daqueles pratos bem rápidos de executar. Acompanhei com batatinhas assadas no forno e uma mistura de legumes (espinafres, brócolos, ervilhas, espargos verdes) que cozinho na wok com um pouco de azeite e alho picado.

 

[a única diferença para a receita da SAV é que usei postas de salmão congelado, em vez do salmão inteiro e coei o sumo]

 

Fica então a receita, com as minhas alterações,

 

. 4 lombos de salmão sem pele

. 1 laranja

. 2 c. sopa molho soja
. 2 c. sopa de mel
. 1 c. chá de alho em pó
. 1 c. sopa de tomilho (usei seco)
. sal e pimenta a gosto



Numa taça coloque o sumo da laranja. Coe o sumo e junte a alho em pó, o tomilho, o mel e o molho de soja. Tempere com sal e pimenta. Forre um tabuleiro de forno com papel de alumínio, coloque o peixe no tabuleiro e regue com o sumo de laranja.

Leve ao forno a 200º C cerca de 15 minutos, ou até que o peixe fique com um tom dourado.

 

___________________________________

Esqueci-me de dizer que aquelas flores ainda são as mesmas da semana passada, só as margaridas é que já murcharam, e para as flores durarem bastante em jarras com água, não devemos mergulhar os caules com folhas, mas sempre limpos, assim evitamos que apodreçam e estraguem a água, depois basta mudarmos todos os dias a água e ir tirando as flores que já murcharam, assim conseguimos que durem bastante.

13
Mai15

35 - A DEPILAÇÃO, O NIRVANA E EU


Mac

O tema é recorrente, aviso já, mas de uma importância vital para toda e qualquer mulher, eu acho. Bom, é recorrente aí com uma frequência anual, o que já não é mau, pelo menos não é daqueles que repito à náusea. Vá que ainda sei que me repito, grave será quando me repetir sem dar por isso. Grave para os outros, para mim é indiferente, diga-se.

 

Adiante.

 

Ora então, após cinco anos sem pêlos e por um mundo sem depilações, posso dizer coisas, que é como quem diz, posso ventilar muitas informações sobre depilação a laser.

 

É um grande investimento, é verdade, mas com algum planeamento faz-se, não é impossível e está ao alcance de todas. Na época em que decidi arrasar com as minhas pilosidades para todo o sempre, fiz um míni estudo de mercado. Logo para começar só me interessavam clínicas e que fizessem Laser Alexandrite, tudo quanto estivesse fora deste perímetro não me interessava. Claro que estava influenciada pelas histórias de horror das queimaduras terríveis que máquinas desafinadas podem fazer, esteticistas sem formação e outras cenas que me contaram, mas nos partos também foi assim, não houve alma que não me contasse histórias de pânico durante as gravidezes e vai-se a ver e fiz cesarianas, mas pronto. Adiante. Portanto em relação ao laser, só ponderei clínicas que tivessem acompanhamento médico e muito honestamente, ainda hoje se precisasse de fazer novamente e depois de ver o aparato, a máquina e tudo, só voltaria a considerar locais com acompanhamento médico. Outro factor que considerei foi o definitivo, ou seja, se era para investir à grande na minha pessoa, então que fosse o melhor dos investimentos nesta área, logo a luz pulsada estava fora de questão. Se pensarmos que a luz pulsada custa quase tanto como o laser, mas não é definitiva, é lógico que concluímos que é um péssimo investimento.

 

Tendo as coisas definidas, cingi-me então às clínicas e pedi orçamentos. A maior parte das clínicas afloraram-me com um pagamento integral ali logo à cabeça, o que não me agradou. Não me agradou pagar logo tanto, sem ver nada, além de que como sabiam eles a quantidade de sessões para o meu caso? E não estaria a pagar demais por aquilo que não viria a precisar? Não gostei da ideia, ainda menos de encarar com aquela brutalidade de euros assim logo à cabeça. Ainda me falaram num crédito para me atirar à coisa, mas eu cá sou muito avessa a créditos, ainda mais quando os motivos não me parecem justificar, portanto descartei-as. 

 

Optei então pela Clínica do Pêlo, porque foi a única completamente transparente, tanto na questão dos pagamentos, que são por sessão e não no total, com a vantagem de ter n promoções, pacotes de sessão, etc, o que no meu caso que queria perna inteira, axilas e linha do biquíni, foram altamente vantajosas, acabando por fazer tudo bastante abaixo do que tinha projectado inicialmente. Também tinham acompanhamento médico e uma perspectiva de sessões após avaliação, que varia de pessoa para pessoa. No meu caso, por exemplo, só precisei de seis sessões. Portanto tudo em bom, sem surpresas e com garantias.

 

Quanto à dor, dói. Com graus de intensidade diferente consoante as zonas do corpo, mas não é verdade que não custa nada. Nas pernas não custa quase nada, nas axilas já dói qualquer coisa e na zona do biquíni dói muito. Mas aguenta-se, a verdade é que não dói mais do que a depilação a cera e se pensarmos que após um x número de sessões, nunca mais teremos dores, nem gosmas agarradas ao corpo, enquanto que a cera será todos os meses para o resto da vida e com gosmas agrradas ao corpo, acho que vale a pena. Pensamento este que também é válido para o investimento, se fizermos contas às depilações a cera, se calhar concluímos que rapidamente amortizamos o laser. Eu concluí que sim.

 

Olhando para estes cinco anos sem pêlos, tempos perdidos em depilações tradicionais, gastos com depilações, condicionamentos de idas à praia, roupas e tudo a que os intervalos de depilação nos obrigam, voltaria a fazer o laser mil e uma vezes, se assim fosse necessário, só que nem isso é.

 

Concluindo, foi dos melhores investimentos que fiz na minha pessoa.

 

 

[este texto não é promocional e baseia-se apenas na minha experiência]

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D