Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

07
Nov14

694 - LAI LAI LAI


Mac

Há dias em que estou tão desconcentrada de tudo quanto tenho de fazer, que até eu, a própria, fico baralhada com a desconcentrada, portanto eu. Começo uma coisa, que já estava a meio, ou seja, recomeço-a, mas depois lembro-me de outra que tinha deixado a meio e preciso acabar. E não acabo nada, nem adianto coisa alguma e ando para aqui numa espécie de bailinho do bricolage e jardim.

 

Hoje já comecei não sei quantos posts, mas como me está a faltar a paciência para fotografar, não os acabei. Olha, ficam as ideias em rascunho, quero lá saber. Depois estabeleci uma espécie de auto compromisso em como era hoje que o louceiro ficava todo lixado, porque nesta coisa toda, o que gosto mesmo é de pintar, lixar não é a minha praia, mas pronto, tanto esforço vai servir para que a pintura fique bem. E atirei-me a ele que nem uma desalmada, portanto uma pessoa sem alma, ou coisa que o valha, mas a meio já estava a pensar que vi uns individuais e bases para copos e o coiso, tão giros e quero comprar feltro para os fazer (depois mostro), então desatei a ampliar os moldes e agora quero recorta-los, mas ainda não recortei, porque me lembrei que quero acabar de lixar o móvel e amanhã espeto com a minha pessoa afável na meca do bricolage e jardim e vou-me a um primário que as pessoas queridas me aconselharam e mais umas lixas e umas coisas (depois conto). Mas também me lembrei que preciso de renovar o stock de pijamas de Inverno para os meus filhos lindos. Portanto, vou aos pijamas. E organizar-me.

06
Nov14

57 - DA BIPOLARIDADE DE CADA UM, SÓ CADA UM SABE


Mac

depois de ter arruinado com os pulsos, também consegui arruinar com todas as dez  unhas das mãos . comecei por partir a unha do polegar da mão direita, depois seguiu-se a da esquerda, a unha do indicador da mão esquerda não quis ficara atrás e rachou-se também . eu tomada de uma coisa má, serrei as unhas todas até ao sabugo . não foi uma boa ideia porque agora doem-me os dedos ali nas pontas . mas pronto, dentro de uma semana já devo ter unhas outra vez e depois até as pinto e tudo . o cabelo parece que tem serradura agarrada, mas vou lava-lo, para daqui a bocado o sujar outra vez . além de luvas, também devia ter comprado toucas . estou sempre a resfolegar como se estivesse constipada, porque tenho várias impressões e sensações no nariz . uso máscara, mas parece que aquilo deixa passar qualquer coisa.

entretanto torci um pé, porque tropecei nos jornais e plástico e extensão da máquina de lixar e estava a ver que ia desta para melhor, mas não consigo usar os óculos com a máscara posta . portanto também não vejo bem o que ando fazer . da próxima, que não se dará, tenho que comprar um escafandro com bomba de oxigénio e óculos de mergulho graduados e tudo .

 

 juro aqui solenemente que nunca mais, nunca mesmo, me volto a meter nisto de lixar móveis . nunca mais . e quando lerem o texto sobre a transformação deste louceiro, sem qualquer referência à minha falta de unhas, cabelo empastado, pulsos doridos, tornozelo arruinado e serrim nas narinas, é porque também há uma grande sonsa em mim . 

 

e é isto .

 

______________________________________

pessoas queridas que me aconselharam a pistola de ar quente, não está esquecida, não, estou a ver que ainda vou lá também.

06
Nov14

693 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

Visita do limpa-chaminés marcada para hoje (*), lenha a chegar no sábado e jornais amealhados durante o Verão, para queimar no Inverno. Está tudo pronto, ou estará. O frio pode vir, quer dizer, poder não pode, mas já que tem de ser, seja.

 

(*) o meu é muito bom, querendo saber, faculto os contactos e tudo, um querido, depois do serviço, que é como quem diz, de aspirar a chaminé com aquele super aspirador e andar para ali com o mega escovilhão, também limpa a porcaria que caiu para o chão, já se sabe, limpa à homem, que é como quem diz, espalha um bocado e apanha umas cenas, mas o que conta é a intenção.

05
Nov14

71 - É NATAL, É NATAL, LAI LAI LAI, LARAILAILAI


Mac

 

Papelaria Inédita

 

 The Kid Who

 

Zsa-Zsa Webshop

 

Rose&Grey

 

 

Cada vez mais opto por comprar online, porque é confortável, porque controlo melhor os meus gastos, porque sabendo o que quero, tenho uma uma oferta infinita, porque gosto e porque sim. O único senão, para as lojas fora do país, são os tempos de entrega, a agravar em algumas alturas do ano, como o Natal. Portanto quando penso em compras de Natal online, faço-o com uma certa antecedência e tento seguir à risca a minha lista com as pessoas a quem quero oferecer presente, máximo que quero gastar com cada pessoa e ideia daquilo que quero dar. 

 

E para quem gosta de brinquedos em madeira, latas vintage e magnets, brinquedos em tricot, e peças originais, estas são algumas das lojas com coisas bem giras e com uma gama de preços bastante alargada. Vale a pena perder algum tempo a explora-las.

 

Mais lojas com coisas giras:

Flitty Bird

Archie's Boutique

This Modern Life

Oi Xica

05
Nov14

26 - NOTAS SOLTAS DE PENSAMENTOS MUITO ELEVADOS, MAS QUE NÃO ME APETECE EXPLICAR, JUSTIFICAR, DESENVOLVER E ISSO


Mac

Doem-me imenso ambos os dois pulsos, devido à coisa de andar a lixar o móvel com a lixadora eléctrica. Aquilo é uma espécie de tremedeira e assim vai lixando, só que a pessoa, eu portanto, tem que segurar bem a máquina, não vá ela ganhar vida própria e ir por aí, então para que tal não aconteça, há que fazer força. Isso e aquele abanar contínuo arruinou-me com os dois pulsos, porque quando estou cansada de um braço, mudo para o outro.

 

Agora lembrei-me que preciso dos pulsos para várias coisas, uma delas é começar a pintar o móvel. Devia ter usado só um braço, agora sobrava-me um em bom estado para pintar, por exemplo. E devia ter usado o esquerdo, porque agora preciso do direito para conduzir e pôr mudanças. Tirar também. 

 

Em suma, estou precisada de mais braços e de um veículo com mudanças automáticas.

 

[isto do bricolage não é lá muito feminino da minha parte, pois não?]

04
Nov14

56 - DA BIPOLARIDADE DE CADA UM, SÓ CADA UM SABE


Mac

 

 

 

fomos estrear as botas do filho pequenino . eu voltei às calças de pele . são boas para dias de chuva . eu gosto . tenho dias . épocas até . há dez anos ou mais gostava delas . usei-as muito . um dia achei-as kinky e passei-as todas para calções . aquilo é que foi bom de se ver . recortei-as todas , ainda tenho os calções e ainda os uso . agora tive saudades das calças em pele e já não as acho kinky outra vez . então fui arranjar umas . não tenho uma grande coluna vertebral nisto da moda . é para o lado que durmo melhor . já usei aquelas botas acima dos joelhos, mas isso foi há três anos . agora não me apetece . não com saias . o que não quer dizer que daqui a quinze dias não me apeteça . logo se vê.

 

nós gostamos muito dos nossos passeios . o meu filho pequenino e eu . gostamos muito dos bolos que comemos . das pessoas que encontramos . e ele gostou das botas . queria entrar nas poças . e eu que deixo tudo, hoje não deixei . e queria fazer a sesta com elas calçadas . e eu não deixei . deixo outras coisas .

 

depois fui lixar o louceiro com a lixadeira que treme, treme e treme, e passada uma hora de estar a lixar, não conseguia usar as mãos para escrever aqui . foi estranho . então fui falar com uma amiga .

 

eu não sou muito boa a avaliar pessoas, mas às vezes há um qualquer coisa, um não sei bem o que é, um não bate certo, às vezes tão ténue, quase imperceptível, mas que está lá e ninguém acha, ninguém vê, e eu chego a duvidar de mim, ando a ver coisas, é tudo da minha cabeça fértil, mas que coisa, mas um dia, esse qualquer coisa, o não sei bem o que é, o não bate certo, faz todo o sentido . eu devia ter explorado esta minha cena da psique, se calhar era coisa para me render muitos euros .

 

ah e disse assim a minha sodona, ah e tal, temos uma infestação de traças no roupeiro das lãs e coisas de Inverno, não tem aspirado os roupeiros e armários, pois não? e vai ela e responde ah o coiso e tal e a vida e a morte da bezerra e eu não mexo nas coisas da senhora. e eu que já estava um bocadinho fora de mim, mas controlada, já se sabe, disse-lhe, como não mexe? então como é que põe lá as roupas lavadas? e ela diz assim ah isso. e eu cada vez mais fora de mim, mas sempre numa paz aparente, disse-lhe, como isso? explique lá esse milagre da Física. e ela remata-me assim, ah eu ponho lá as coisas, mas não mexo, nem olho. 

 

[e não limpa, não é? limpa? limpa? não pois não? ]

[o que achará ela que eu guardo nos roupeiros?]

 

eu herdo coisas e pessoas . e herdei esta empregada . se calhar, entre empregadas e móveis que me consomem em trabalheiras, devia começar a pesar os prós e contras das heranças . e tenho dificuldade em deitar fora coisas e pessoas que foram queridas a alguém . só eu sei como me apetecia contratar uma empresa de limpezas, mandar a roupa para a lavandaria e servir-me no IKEA. esta coisa da pessoa que conhece a minha família toda, aqui o tempo todo, já me aborrece . os tarecos também .

03
Nov14

87 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

Depois de ter posto por aqui os ninhos forrados com tecidos, algumas pessoas perguntaram-me que tipo de cola usava para colar, sem manchar, os tecidos. Uso cola comum, UHU vulgar, ou cola branca, e acho que são as melhores para este tipo de trabalhos. Já experimentei as colas específicas para tecidos e não as achei grande coisa, ou seja, não colam bem e calhando também mancham. 

 

Como na época não fotografei todos os passos ao forrar os ninhos, explico agora com as letras, porque é exactamente a mesma forma de forrar e tanto a uso para estes trabalhos, como para forrar caixas, gavetas, enfim, tudo quanto resolva forrar com tecidos.

  

 

 

Materiais: 

. cola UHU 

. restos de tecidos

. letras de cartão (estas comprei na FNAC)

. papel de cozinha

. fita de debrum, ou borlas, ou qualquer fita que fique gira, com a mesma espessura da letra, neste caso com 1 cm.

. tesoura

 

 

 

Execução:

 

Pomos uma linha de cola na letra.

 

 

 

 

Para as colas não mancharem os tecidos, teremos de tomar alguns cuidados, porque se aplicarmos a cola e logo o tecido, este absorve a cola e vai ficar manchado. Então faço o seguinte, aplico a cola no objecto que vou forrar e com papel de cozinha, espalho bem a cola, até só ter uma camada muito fina e quase seca, só então aplico o tecido e já está, tecido bem colado e sem manchas.

 

  

Depois de colar os dois lados da letra, colamos a fita de debrum, fita com borlas, ou o que nos apetecer, de maneira a esconder o excesso de tecido, e já está, letras forradas e prontas para o quarto de cada filho.

 

 

[para aumentar, clicar nas imagens]

 

 

 

Por acaso achei que ficavam mais giras com pompons, mas pronto, como eles são rapazes, também achei que estaria a abusar dos frufrus.

 

03
Nov14

02 - MAC MARIA A ESPALHAR GLAMOUR DESDE MIL NOVECENTOS E CARQUEJA


Mac

Eu falo-vos do meu fim-de semana. Tudo começou quando na sexta-feira fui dar uma volta ao armário das lãs, agasalhos e cenas de Inverno, que tinha guardado, quando apareceu aquela espécie de Verão que tivemos este ano, não sem antes lavar tudo muito bem lavado, a pensar que quando regressasse o frio, ou esta espécie de Outono que estamos a ter, eu teria as coisas de lã super impecáveis para uso. Pois. Então fui dar com uma das divisões do tal roupeiro cheia de ovos de traça, acho eu que é de traças. É de certeza. Roupeiro esse que tinha quatro, qu-a-tro anti traças da DUM DUM, daqueles com cheirinho a maçã e outras mariquices, que como se vê, resultam imeeeeeeeenso. Já deitei fora roupa cheia de buracos e tudo. E pronto, passei um fim-de-semana a aspirar, lavar, inspeccionar, a fazer máquinas da roupa, acho que foram nove, mais a secadora a bombar e fui ao supermercado comprar as tiras de cola, diz que são armadilhas, mas ainda não me caiu lá nada, estas devem ser arraçadas de espertas, mas eu sou tarada, portanto sei que vou ganhar esta luta e vou extermina-las, ah pois vou, e fui à farmácia comprar cânfora e enchi saquinhos com louro, mas vou juntar-lhe cascas de laranja, logo que as cascas que já preparei, sequem, e eucalipto e castanha da índia e tudo quanto as pessoas queridas me aconselharam e que diz que as afasta e manda para o diabo que as carregue, então faço um pot-pourri anti traças e elas que vão viver longe, quer dizer, morrer longe, morram, morram, faleçam, quinem. Eu não estou doente da minha cabeça. Só um bocadinho, mas deve passar. Passa sim.

 

 

[nos intervalos fui ver o torneio de ténis do meu filho mais velho, filho lindo lindo, almoçámos no meu adorado púcaro, que me consola com aquela sobremesa de gelado com chocolate quente por cima, não sem antes me encher daquele arroz de garoupa, já tendo passado por todas as entradas a que tenho direito. dieta, qual dieta, ando com camadões de nervos e uma mulher precisa de se compensar, ou como, ou compro sapatos, mas passar por isto tudo em privação é que não pode ser. também fui fazer uns exames de rotina e ainda comprar calçado de inverno para os meus filhos lindos, riquezas desta mãe. portanto compro sapatos e como. camadões de nervos]

Pág. 3/3

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D