Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

29
Out13

83 - DIZ QUE SIM


Mac

Sobre aquilo do Carrilho, só me ocorre que a falta de berço é uma coisa que habita muito por ali. Que nojo. Não me enoja o divórcio, quero lá eu saber de divórcios, quem se divorcia e quando. Isso é o que há mais e ninguém morre por isso, ou fica traumatizado, quer dizer há quem fique, mas passa-lhe. Nem sequer me enoja o conteúdo das declarações. Enoja-me sim que tenham sido feitas. Qual é a ideia? E para mim, ele é o maior responsável por uma jornalista perguntar à mãe dos filhos e à frente das crianças, se o padrasto a tentava violar. Que nojo. Se a ideia era crucificar a ex-mulher em praça pública, foi pouco esperto. 

 

 

[há homens muito peixeiros, credo]

28
Out13

82 - DIZ QUE SIM


Mac

E depois há sempre alguém que tem uma capacidade única de me surpreender e de fazer de mais um aniversário, o aniversário, e mais um primeiro dia para resto das nossas vidas. O meu alguém. O único. 

28
Out13

12 - EU GOSTO É DO FIM-DE-SEMANA


Mac

 

 

 

 

 

 

Eu cá não sei o que vocês fizeram com mais uma hora de fim-de-semana, mas eu cá como a família respondeu pelo horário biológico e estava tudo pronto uma hora antes, lá está, a tal da hora que nos ofertaram ao fim-de-semana, achei por bem fazer um mix de tudo em bom e aproveitar a hora e um tal de um desconto de 20% nos tapetes (em cartão, mas a mim tanto se me dá onde me vão parar os descontos, desde que mos dêem, é sempre coisa para aproveitar e sentir que vale muito a pena), e assim lá foi a família feliz para a IKEA (diz a Teresa que é no feminino e se a Teresa diz, é porque é) e aproveitar para tapetear a casa, eu munida da sabrina da moda (já têm dois anos, porque sou pessoa visionária), o filho pequenino a estrear o sapato de Inverno e completamente solto no carrinho, porque eu perdi os cintos, mas pronto, tudo a pensar em termos de grande mobilidade, caso se dê um sismo e nós estejamos nos armazéns daquele sítio, é que eu cá olho lá para cima e vejo todo o tipo de móveis empilhados, portanto coisas muito pesadas a cair de muito alto, e penso sempre, ai se isto começa a abanar, eu não quero falecer-me aqui esborrachada por uma BESTÅ, sim, eu penso bastante nestas coisas, vai daí vou sempre levezinha e isso, caso seja preciso agarrar nos meus filhos e correr dali para fora. E trouxe comigo dois tapetes para o nosso quarto e um lindo, lindo, para o escritório, que por acaso é prenda de aniversário dos meus sogros queridos, além de um candeeiro giríssimo que vi noutra loja e mais umas coisas de decoração que este ano encomendei para as pessoas me oferecerem, sem caírem em tentações, então fiz a minha lista, uma coisa como uma lista de casamento, mas em bom e disse o que queria. Assim não há erros, eu não tenho que ir trocar coisas, a minha família e amigos fica feliz por corresponder aos meus desejos, eu fico feliz por eles corresponderem às minhas expectativas e somos todos muito felizes, até há casos em que me disponibilizo para comprar as coisas e nem maçadas dou. Ah e tal e a surpresa? Não há. E eu lá estou em idade de me surpreender, até porque normalmente me surpreendo pela negativa, assim não há erros. Ah e tal e só escolheste coisas para a casa? Sim. 

 

 

[sim, eu era anti tapetes, mas passou-me qualquer coisa. não os queria, porque agarram pêlos do gato e migalhas e isso, pó e porcarias diversas, e é mais uma coisa para limpar e isso tudo, mas também põem uma casa mais confortável e eu fartei-me da coisa amish na decoração e rendi-me aos tempos modernos. foi isso].

 

 

[estou magra, não estou? eu cá acho. fiz assim, cosi a boca. pronto, é só até ao natal, depois volta tudo à mesma, quer dizer, se gostar muito de mim assim, acho que sou pessoa para investir nesta cena]

25
Out13

243 - A SÉRIO!!??


Mac

Sempre que o meu marido não está, sou pessoa dada a consumir trash tv. Por acaso é mais um fenómeno da psique que eu gostaria muito de ver devidamente acolhido com carinho pela medicina. Fica a ideia para uma tese. Bom, dizia eu que me dá para consumir trash tv. Ontem lá fui eu dedilhando no comando e estive deleitada no TLC, não sem passar pela Casa dos Segredos, mas já lá vamos, tudo com a sua cadência natural. Ora no TLC estava um programa sobre catar gordos em pecado, ou seja, a comer, e dizia um casal de gordos, acho que eram os objectos de estudo deste episódio, que não faziam a menor ideia de como engordavam, porque toda a sua alimentação era regrada, bem estruturada, saudável e isso. Depois viu-se o tal casal num ror de cenas vergonhosas escondidos aqui e ali a comer montes de porcarias.

 

Esta gente é parva, ou é só a fingir? É que eu às vezes também engordo, mas pronto, como sou espertíssima, sei perfeitamente como engordo. É assim, estou a cozinhar e vou provando e se gosto, provo muito, bastante até, mas lá está, aquilo não é comer, é só provar, também gosto de rapar taças com os preparados dos bolos e tenho épocas em que me sobra imenso preparado, vá-se lá saber como, também acontece fazer bolos mais pequenos, mas pronto. E tenho fases que quando vou ao supermercado, tiro um pacote de snacks, que depois entrego vazio à funcionária, para que ela me registe o saco, mas que não me engorda nada, ora se eu nem sequer estava sentada. Portando, eu pessoa esperta, sei o que me engorda, mas não estou minimamente interessada em aparecer na tv a mostrar ao mundo as minhas misérias, tenho decoro, bem sei que não é para todos, mas enfim, agora expliquem-me, se eu sei, como é que os outros não sabem? Como?  

 

E como os achei sobejamente estúpidos e deprimentes, dedilhei para a Casa dos Segredos e fui para melhor, quer dizer, arranjei-me foi uma depressão cavalar, mas está bem. Também me arranjei uma série de questões bastante pertinentes. O que fazem aquelas pessoas, para além de terem um aspecto cerebral assustador? Onde é que eles andam, quando não estão fechados em reptilários? O que é um Tierry? 

 

 

E é isto. Está visto que o celibato, nem que seja por uns dias, não é para mim, torno-me uma pessoa bastante triste. Se isto não é aquela cena da metade da laranja, não sei o que é. Sou uma romântica.

25
Out13

68 - A MINHA BARRIGA, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

[Elle Macpherson (vai ser gira assim para o diabo que te carregue)]

 

 

 

Estou na época dos coletes de pêlo. Adoro. Este clima de agora é coise, não sei bem o que vestir, com meias tenho calor, assim como com camisolas, os vestidos de Verão já eram, mas os de Inverno são quentes demais, ainda não me apetecem botas, mas sapatos com chuva não dá. Para hoje, por exemplo, escolhi um look super bem pensado, um vestido de malha de manga curta em cinza com uma avental às riscas cinzentas e umas sabrinas de algodão em branco com flores cinzentas (sapatos de quarto), quando sair, tiro o avental, claro está, e enfio um colete de pêlo e umas botas. Olha é a mixórdia de todos os inícios de Outono, túnicas misturadas com coletes, calças e saias com camisas, botins sem meias e invenções mil. O senhor doutor mandou-me usar meias de descanso. Coisa cafona. Vou pensar no seu caso. Também me disse que os saltos altos eram péssimos para as minhas pernas. Ainda não lhes perguntei o que elas acham. E para evitar calças apertadas e isso. 

 

A minha vida é só problemas. Só problemas. Bom, vou-me aos pudins.

 

 

[fui-me picar novamente, agora a coisa dar-se-á todos os meses. ah e tal o laser não e não temos e o coiso. Olha, também não estou para me informar e muito menos enterrar o pequeno pecúlio da família nesta coisa, é para picar, seja. por acaso deveria ter adiado para a semana, mas pronto, não pensei nisso e agora tenho que fazer uma data de coisas com as pernas cheias de hematomas e doridas. há coisas piores]

24
Out13

67 - A MINHA BARRIGA, CAPRICHOS, DÚVIDAS BIPOLARES E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

 

Gostava de ter um livro para as minhas receitas todo organizado. Bom, as receitas não são minhas, que eu cá até faço umas coisas catitas, mas é porque alguém já fez e eu peguei na receita e daquela vez correu bem. Não sou uma criativa na cozinha, sigo as receitas e a coisa tem largas probabilidades de me sair bem boa, mas também tem grandes hipóteses de sair mal, veja-se o exemplo dos bolos de forma. E sai muitas vezes mal, porque sou dada a aldrabar as cenas, ora porque me dá para cortar no açúcar, ora porque substituo um ingrediente em falta por um que eu acho que serve (e não serve), ora porque me esqueço de contar o tempo de forno. Portanto, a coisa pode correr mal de muitas formas, possuo uma palete bastante alargada delas. Mas pronto, gosto de cozinhar, a família gosta do que eu faço e somos muito felizes assim. Bom, a família também não tem grandes alternativas, ou é aquilo, ou a fome, mas está bem.

 

Adiante. Dizia eu que gostava de ter um livro bastante organizado para as receitas de que gosto, já experimentei e até fazem parte dos menus desta casa. Já tentei, arranjei um dossier que forrei e desatei a passar o que me interessa e até a decorar as folhas com bonecos alusivos e tudo, mas depois cansei-me. Agora o meu livro é assim uma espécie de pasta onde encaixo o que apanho, as que saco da net e imprimo, as que amigas me dão, as que ouço ali e rabisco em folhas e isso. Acho que algumas são difíceis de entender, mas eu entendo-as.

  

Também já tive um arquivo todo pop em que ia depositando as coisas, mas depois aquilo estava por ordem alfabética e eu tenho alguma dificuldade em classificar algumas coisas, por exemplo, creme de atum, seria em c, mas ele há dias em que lhe chamo pasta de atum, portanto deveria estar no p, e por aí a fora.

 

 

Devia ter isto mesmo bem organizado, é que há um bolo a quem os amigos de filho grande gostam muito e chamam do bolo da tia Mac, vai que um dia me dá uma coisa da psique e vai que depois andam para aqui à procura da receita do meu bolo adorado, é chato nunca mais conseguirem fazer o tal bolo. Sim, eu penso nestas coisas. Também penso que ele há coisas em que sou muito boa na teoria, já na prática, é o que se sabe. Mas vive-se benzinho.

24
Out13

542 - LAI LAI LAI


Mac

 

 

 

 

 

 

 

 

Gosto muito desta coisa das festas em casa. Dá trabalho, cansa, há muito que não é possível fazer de véspera e tem mesmo que ser na manhã do dia da festa, mas no final de idas às compras, encomendas, faz isto e aquilo, cansaço somado, horas gastas e tudo, é muito compensador. Claro que no fim juro sempre que não volto a repetir, mas volto, nada a fazer. 

 

O banner já está pendurado, assim como os pompons e balões, a sala já está limpa e interdita a passagens de bolas e mãos com bolacha, e gato, a mesa já tem a toalha passada e posta, e agora vou fazer o que é possível para sábado, as gelatinas e brigadeiros. Para amanhã ficam os cremes e pudins e para sábado, as pipocas, batatas fritas, sanduíches, queijos, sumos e disposições diversas na mesa, ir buscar o bolo de aniversário e encher os balões de borracha.

 

 

Gosto disto.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D