Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

04
Ago13

133 - COISINHA MAI LINDA, RIQUEZAS DE SUA MÃE


Mac

Faz hoje anos que fui mãe. Faz anos que soube o que é este amor tão grande, arrebatador e incondicional para a vida. Estávamos numa vaga de calor, diz que eram quarenta e poucos graus. Deviam ser. Todos os bodies e babygrows do enxoval de recém-nascido ficaram por estrear, estava tanto calor. Passados poucos dias, pedi alta e quis ir para casa. Saí da maternidade com umas calças de grávida, os mocassins com o número acima do meu habitual, que usei no último mês, e uma barriga que já não tinha o meu bebé, mas que existia muito. O vestido que tinha comprado para a saída, na miragem de uma magreza que não existia, ficou à espera. Os sapatos também. Não saí como tinha imaginado, mas saí com o meu bebé. Sim, grávida acreditava que logo que tivesse o bebé, puf, por artes mágicas, ficava igualzinha ao que era antes. Enfim, alucinações por vias das hormonas destrambelhadas. 

 

Invariavelmente nos aniversários dos filhos transporto-me para o ano em que nasceram. Do filho grande, vou lembrar sempre o jantar com amigas no Púcaro, na véspera de ir para a maternidade, que demorou tanto, que eu jurava que ia directa dali para o bloco operatório. As promessas que fizemos umas às outras, que a maternidade nunca nos iria mudar, e não cumprimos. Vou lembrar quando cortei uma melancia para um jantar com amigos e a comi toda sozinha. As latas de leite condensado que me sabiam pela vida. As roupas de prematuro tão fofas que comprava, quando já na minha barriga tudo apontava para um bebé percentil 75 (que também nunca usou, nem lhe serviam). A minha insistência em nunca usar roupas de grávida. Foi mesmo bom ser mãe de primeira água. E vou lembrar daquela sensação entre uma realidade estranha e um sonho, um torpor e alegria, misturada com lágrimas, que é ver o nosso bebé pela primeira vez. É sublime. E inesquecível. 

 

 

E é isto, faz hoje anos que nos cortaram o cordão umbilical, aquele que se vê. O outro, o que só as mães vêem, esse nunca ninguém cortará.

 

Parabéns, meu filho.

01
Ago13

05 - CARTAS DE UMA MÃE COM JET LAG, DEFICITS DE SONO, JÁ DORMIA QUALQUER COISINHA, OU LÁ O QUE É


Mac

 

  

 

Filho pequenino adoptou o método da birra. Encontra-se contrariado, vai de birra, abre pequenas goelas e griiiiiiiiiiiiiita, ai senhores e como grita e atira-se para o chão e esperneia. E eu que não sei lidar com birras, acho eu, é que o irmão não as fazia, então fico para ali a olhar para meu adorado pequeno ser, completamente destrambelhado dos pequenos nérves, até aquilo lhe passar. Também adoptou a postura se eu não durmo, ninguém dorme, em estrangeiro if I don't sleep nobody sleeps, coisa escrita num body que alguém, que não me queria bem, achou muita piadinha oferecer, só espero que o que diz no babete, I will be president também seja premonitório, ah e na t-shirt I love mum and dad e a outra I love NY, ah e que tal, amigos queridos, não darem roupa com dizeres, hein? É que eu cá com a falta de sono bom, já acho que aquilo funciona como os bolos chineses, vai na volta e concretiza-se. Adiante.


Filho pequenino não deixa uma família inteira dormir. Há quinze dias que o deito às nove, dorme aí uma hora e depois impõe rambóia. Já experimentei dar-lhe miminho e voltar a pôr na cama, já experimentei tira-lo da cama e leva-lo para a sala e nada, só adormece lá para as duas da manhã, sabendo que a cada tentativa de cama, berra. Também já experimentei deixa-lo berrar, mas ele ganhou, ou seja, ao fim de uma hora e tal, esta mãe não aguentou e foi busca-lo à cama.

 

Tudo espremido, filho pequenino deita-se tarde e filho grande acorda cedo, pelo meio está esta mãe, a deitar-se tarde e a acordar cedo, portanto, sem dormir. Isto sim, são férias.

 

 

[mas depois, já ao fim do dia, enroscam-se em mim e eu até acho que isto tudo não é assim tão mau] 

Pág. 4/4

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D