Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

02
Out12

20 - DIZ QUE SIM


Mac

 

 

 

 

 

Tenho os meus traumas, por exemplo, sou a primeira filha de um casal muito apaixonado. Fui a primeira neta e sobrinha, com uma distância muito considerável para as minhas primas, coisa para trinta anos. Fácil, a minha mãe era a terceira mais nova de uma data de irmãos e quando nasceu, já os mais velhos tinham filhos, ou seja, é tia desde que nasceu. Portanto, as minhas primas e primos mais velhos, sempre funcionaram como tios. Os filhos deles é que sempre tiveram o estatuto daqueles primos com que se brinca, era com eles que brincava em criança e são eles que são da minha idade. Quanto aos meus tios, só muito tarde percebi que eram meus primos direitos e não tios. Adiante.

 

Dizia eu que andava feliz da vida a funcionar, mesmo não sendo verdade, como neta única, sobrinha única e filha única, até que aos meus treze meses - tão pequenina e tão gira - os meus pais puseram-me à frente uma irmã. Aquilo foi assim o meu primeiro choque. Na minha cabeça pueril, muito avançada, aquilo não me pareceu bem, como era possível não estarem satisfeitos com um ser loiro, lindo e perfeito como a minha pequena pessoa? Como foram capazes de procurar variedade? Bom, da minha parte fiz o que pude e tentei acabar com ela: enfiei-lhe uma colher pelas goelas. Sem sucesso.

 

Ficaram todos muito preocupados com o bebé mais lindo, eu, acharam que eu poderia estar atacada de ciúmes, crises, chiliques e coisas assim, maneiras que aquilo de ter uma irmã, descambou na vida perfeita e continuei o alvo das atenções, beijinhos e dona de todos os colos. 

 

 

Droga, isto não serve como trauma. E já não me lembro porque comecei isto, que aborrecimento.

 

 

Bom, vou pensar se o medinho de agulhas serve como exemplo para não sei o que vinha contar, ou se vou continuar extremamente aborrecida com tudo e com tudo.

02
Out12

54 - DA BIPOLARIDADE DE CADA UM, SÓ CADA UM SABE


Mac

 

 

 

 

 

Ando aborrecida. A-bo-rrrre-ci-da. Aborrecida. Aborrecida. Tão aborrecida. Em estrangeiro, bored. Bo-rrrrrrrrrrrred. O Facecoiso aborrece-me. Aborrece-me abrir aquilo e já não achar piada, até maçador. As dos colares, os desmandos deste e daquele e o que eu devia era desatar a filtrar. Só me interessa a vida dos meus amigos mais chegados e família, alguns blogs e mais nada. Aborrecem-me as contestações da actual conjuntura, politiquices e o coiso.

 

[ah é verdade, a propósito dos colares da moda, foi atendido este apelo e deu-se um fenómeno invasivo do colarzão, gola, ou lá o que lhe queiram chamar. tenho de ter algum tino com o que desejo] 

02
Out12

145 - COISAS DE QUE GOSTO MUITO


Mac

 

 

 

 

 

 

Gosto muito de ver cotoveleiras nas camisolas, não sempre, mas de vez em quando.

 

 

[E também vou gostar muito de ver joelheiras nas calças do Mac Kid, que me estupora com um par de calças novas numa semana. Ah e tal, então tu vais andar com a criança com roupa remendada? Olha, pois vou, não há orçamento que aguente]

01
Out12

02 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

 

 

Estava eu para ali a ordenar roupas de Verão, Inverno e assim assim, até que fui bater numas calças em pele que não ponho vai para cinco anos. Pronto, dois deles não contam, num estava grávida e no outro no pós-parto, que é basicamente o mesmo do que estar grávida, mas com menos barriga e mais peitos. Adiante.

 

Dizia eu que vai para cinco anos que não punha as calças de sadomasoquista, umas em preto e o outro par em castanho. Já gostei bastante delas com botas, são coisas em que o frio, chuva e tal não conseguem passar e estão sempre bem, mas passou-me, a coisa vulgarizou em modas estranhas e combinações com sandálias, dourados e o coiso e eu cá não gostei de ver.

 

Foi então que fui epifanada por uma coisa qualquer, mas em bom, e passei-as a calções, mas como não lhes estava achar muita gracinha, fiz-lhes uns recortes.

 

E pronto, era isto.

Pág. 10/10

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D