Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a vida em azul cueca

03
Abr12

28 - COISINHA MAI LINDA, RIQUEZAS DE SUA MÃE


Mac

 

 

 

 

 

Bebé mais lindo, agora no auge dos seus cinco meses, achou por bem mostrar ao mundo que tem o seu feitio e não está cá para ser um nenuco. Portanto é vê-lo a esticar-se todo de maneira a que não lhe consiga pôr os cintos na espreguiçadeira, acompanhado de vocalizações sonoras de eeeeeeeeee, que para quem não sabe, quer dizer não me vais pôr aqui. Bebé gorducho também não gosta da cadeira para comer e vai de cena, até visualizar a taça, aí sim, ri guturalmente, maneiras que é ver a mãe, esta, a explicar olha ali a taça, olha bebé. Bebé também não gosta da visão do berço, isso já era, nem que esteja podre de sono e vai de auuuuuuuuuuuuu, enquanto a mãe entoa músicas lindas, isso sim é coisa para convencer o meu filho adorado. E a cadeira do carro, o ovo, só o cala quando a máquina já anda. 

 

Mas tapete, adora. Claro. Portanto, tudo quanto tenha os cintos que garantam a sua segurança, ou grades, é coisa que bebé não gosta.

 

Ou seja, se me passou pela cabeça comprar-lhe um parque, já não passa. O Mac Kid teve um enorme, que entretanto ofertei, devido à inutilidade nesta casa, a verdade é que nunca consegui que ficasse por muito tempo, foi sempre coisa para o pôr infeliz e a chorar. Invariavelmente atirava boneco a boneco dali para fora e quando já não tinha nada, chorava. E não sei se era eu que ficava infeliz de ver ali o meu bebé, se era mesmo infelicidade dele, a verdade é que não gosto de ver os bebés ali presos.

 

Claro que, a partir dos sete meses, não havendo parque, temos de fazer da casa um enorme parque com cancelas a impedir passagem para escadas, eliminar tudo quanto seja potencialmente perigoso, desde candeeiros com fios à vista (eles gostam de os puxar), arranjar travões para gavetas sem chave, travões para as portas, tapar tomadas, ou mudar para as de segurança, eliminar extensões eléctricas, acessos fáceis a janelas, ter as estantes presas às paredes (sim, há os que as escalam), medicamentos e detergentes só em armários altos, ou fechar as casas de banho, não tendo o forno e microondas num plano elevado, pôr uma cancela à entrada da cozinha, panelas ao lume sempre com as asas para dentro, eliminar tudo quanto seja demasiado pequeno, and so on. Nada que qualquer mãe não saiba.

 

 

Em conclusão, parque para este bebé, também não me soa.

02
Abr12

47 - DA BIPOLARIDADE DE CADA UM, SÓ CADA UM SABE


Mac

 

 

 

 

 

Sempre fui pessoa dada à nódoa na roupa. Nada a fazer. Ele é a perfumar-me e deixar os colarinhos das camisas muito coisos. Ele é a beber café e vai de pingar em mim. Ele é com o Esparguete à Bolonhesa. E tudo e mais alguma coisa. Não é que seja um ser medieval à mesa, que não o sou, mas parece que as coisas têm uma atracção doida por deixar em mim as suas marcas.

 

Agora, com mais um bebé, retornei à Nódoa Mamã. Ele entorna-se-me leite, papas, sopas, cremes de fruta e cremes diversos para o rabinho. E parecendo que não, isto é muito importante, pelo menos ao ponto de poder disfarçar com o bebé, a minha falta de jeito para líquidos, molhos e tudo quanto se me atira para cima. E espero convicta que ninguém distinga uma nódoa de papa de uma de cerejas. Claro que não.

02
Abr12

122 - COISAS DE QUE GOSTO MUITO


Mac

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ganga . nos chapéus das crianças . em calças . calções . blusões . camisas e coletes . esburacada . escafiada . remendada . ou não . em algumas decorações também . em almofadas . nunca em calçado . assim não gosto . gosto dela clara . escura . não muito escura . gosto-lhe da cor em alguns desgastes . é isso .

02
Abr12

05 - A DONA DE CASA FELIZ E PRAZENTEIRA QUE HÁ EM MIM


Mac

 

 

 

 

 

Ah Mac Maria, querias inovação, loucura e imprevisto? Ora toma, um fim-de-semana inteirinho a lavar loiça à mão. Sabendo que ao fim-de-semana, chego a fazer duas máquinas por dia, foi assim muito zen.

 

Eu não odeio as máquinas da loiça, não, só lhes tenho uma poeira desgraçada, mas pronto, faz-me bem ter umas poeiras desgraçadas, é muito aquela coisa do detesto isto e ainda amo mais aquilo, aquela coisa fofa do apreciar as coisas boas da vida, dar valor e tal, por comparação ao detestável, do copo meio cheio e quejandos, mas, já agora, descartava na boinha lavar tanta loucinha.

 

Querido karma, podemos arranjar assim uma coisa para detestar, mas que não implique dar ao corpinho? Tão agradecida, que até dói.

02
Abr12

45 - JÁ FUI FELIZ AQUI


Mac

 

  

 

 

 

Houve um tempo em mim, muito pouco politicamente correcto e de fraca consciência social, que da sua assunção não espero aceitação, nem sequer concordância, mas que existiu, fui eu em determinada fase desta vida tão boa e isso, se não for por mais nada, faz-me sempre lá voltar, nem que seja para me lembrar que nem sempre fui a pessoa de que hoje já gosto. Adiante. Nesse tempo, comprava os perfumes pelo frasco, era a minha razão estética, que de prática nada tinha. Era uma razão tão válida como outra qualquer, achava eu, não fosse o pormenor meramente irrelevante, que de muitos frascos lindos, não rezava um líquido que me calhasse cá nos olfactos.

 

Depois aprendi que nos perfumes e nas pessoas, os conteúdos são seguramente importantes. O resto, nem por isso. Quase nada. Nada.

02
Abr12

31 - COISAS DE QUE GOSTO NOS HOMENS


Mac

 

  

 

 

E numa demorada análise antropológica à minha pessoa muito interessante, não é bom? Eu cá acho. Dizia eu, falando do meu umbigo fofo demais, concluo, sem qualquer complexo, que não sou lá muito feminina nos perfumes. A verdade é que gosto muito mais dos aromas produzidos para homens, do que dos nossos. Dos nossos, aí num universo de cem, gosto de três, tendencialmente embalados em frascos com qualquer coisa de azul, portanto os menos doces, vá florais, vá frutados (isto é para o vinho, mas serve) de qualquer gama. O Ralph (Ralph lauren), o Light Blue (D&G), o Cool Water (Davidoff). Depois lá gosto de um Dior Addict, mas tem que ser o rosado, o amarelo já é doce demais, o Chérie Miss Dior,  o Eau Tranquility da Clarins e Un Jardin Sur le Nil da Hermése muito todos os que tenham limão, o Eau Svelte, ou o Escale à Portofino e todas as colónias a litro que se vendem em qualquer supermercado, desde que me cheirem a limão. Também aprecio muito o Fairy limão. Pronto, o que gosto mesmo é de limão e lima, chás de limão, limonadas, caipirinhas e tudo. 

 

E não suporto os Opium da vida, Paris, Poison e tais, que me fazem dores de cabeça, verdadinha, e me deixam meia coisa, de tal maneira que naquela moda horrível, algures nos anos noventa, em que toda a pulga careca se banhava em Poison, esta aqui era pessoa fofa para entrar em apneia, à custa das doninhas fedorentas. 

 

Mas o que gosto mesmo é do cheiro dos perfumes masculinos, são mais à base de folhas e nada cá de flores, canelas e especiarias estranhas. Bom, também não suporto os Jean-Paul Gaultier, isso é coisa para me pôr o sorriso nº 7 e o olhar nº 9, sinónimos das expressões faciais de quem não quer parecer nauseada, mas que está prestes a dar largas à sua veia de grávida, se bem me entendem.

 

 

E pronto, gosto mais dos perfumes deles, dos relógios deles e seguramente do vertiginosamente inteligente humor deles. Deve ser por isso que a natureza me dá filhos homens. Gosto disto.

Pág. 12/12

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D