Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

24
Ago17

147 - Croché, colagens, tricô, filet, bricolage e coisas assim


Mac

 

 

 

 

Gosto muito de usar velas na mesa do jantar, com ou sem amigos, de espalhar as de cheiro pela sala e entrada, e qualquer motivo é válido para as acender. Este ano trouxe do Algarve quatro búzios com velas, mas já cá "precisei" de mais, então resolvi fazer mais umas. Estava um bocado céptica, até porque há muitos anos que não fazia, desde que era miúda e era uma das actividades que fazíamos com a minha mãe. Lembrava-me de qualquer coisa do Banho Maria e para lhes dar cor, usávamos bocados de lápis de cera, portanto procurei indicações na net e com o que me lembrava, resolvi fazer.

 

 

 

 


 

 

 

Não comprei parafina, nem pavios, aproveitei bocados de velas que tenho a mania de guardar e juntei o útil ao agradável, reciclei e passei um óptimo bocado.

 

 

 

Materiais:

. Bocados de velas

. Conchas (Vieiras (*)) e búzios .. Tendas no centro de Cascais (ao pé da farmácia Cordeiro, estão lá todo o ano)

. Panela para Banho Maria (como a que tenho é de pirex e não dá para esta placa, usei uma panela normal para pôr a água e uma taça em pirex quase com o mesmo diâmetro da panela, para pôr a cera)

. Colher de pau para mexer a cera

. Martelo

. Base em madeira ou plástico

. Frascos de vidro

 

 

 

 

 

 

 

Com o martelo esmagamos as velas para ficarem em bocados. Retiramos os pavios.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pomos os bocados de vela na taça de pirex e pomos a taça na panela com água. Levamos ao lume até derreter.

 

Atenção: nunca tentar derreter a cera ou parafina numa panela directamente ao lume, porque é de fácil combustão.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 Colocamos os búzios e conchas sobre frascos de forma a ficarem direitos e com uns pingos de cera colamos o pavio ao fundo.

 

 

 

 

 

 

 

Deitamos a cera já derretida e deixamos solidificar.

 

  

 Depois é só usar.

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Tenho-me esquecido de dizer que as vieiras dão para ir ao forno e fazer gratinados de peixe e marisco. Um destes dias mostro. Fica giríssimo.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D