Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

20
Dez16

139 - CROCHÉ, COLAGENS, TRICÔ, FILET, BRICOLAGE E COISAS ASSIM


Mac

 

 

 

 

 

Há já algum tempo que andava a querer experimentar forrar uma cadeira e como a cadeira do quarto do Pedro ainda tinha o forro da decoração de bebé, resolvi que era a minha oportunidade. Já tinha forrado umas banquetas, mas muito honestamente, é tão fácil que não conta. Queria-a forrada com vários tecidos e de acordo com as cores do resto do quarto (aqui), basicamente azul claro, encarnado e azul mais escuro.

 

 

 

 

Comecei por tirar o antigo forro, que detestei, confesso. Tinha sido forrada pela pessoa que me trata de estofar o que é de estofar e estava cheia de agrafos, alguns com ferrugem, deduzo eu das n lavagens a que a cadeira foi sujeita. Estive quase para desistir, mas a vontade de forrar como tinha idealizado sobrepôs-se à estafa de arrancar aquilo tudo e a verdade é que valeu a pena. Se tivesse cortado o antigo forro de qualquer maneira, tinha muito mais trabalho depois. O antigo forro serviu-me de moldes para o novo e acabei por forrar a cadeira apenas numa tarde. Outra coisa boa em ter tido paciência a tirar o antigo forro, foi perceber como se forra uma cadeira, as etapas, o que se faz primeiro, o que se segue, etc. Fui tirando fotografias a alguns pormenores, antes de desmanchar, como por exemplo, como estavam feitos os cantos dos braços, os cantos do assento, etc. 

 

 

 

 

 

 

Não vou descrever todo o processo, porque calculo que cada cadeira tem uma forma diferente de ser forrada e acho que quem resolve meter-se nisto fará como eu fiz. A melhor indicação que posso dar a quem, como eu, é novato nestas andanças, é que siga o trabalho que estava feito na cadeira que pretende forrar, assim não há nada que enganar.

 

No entanto fica a lista dos materiais necessários,

. tecidos

. agrafador de estofador com agrafos 10 mm . aki

. martelo e alicate

. máquina costura (caso se ponham cordões, foi o meu caso)

. cordões de estofador para forrar, ou fio de estore . retrosarias

 

 

 

 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D