Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2017

129 - AS PESSOAS, A VIDA, O NIRVANA E EU

Vamos lá a ver uma coisa, ou os ciclistas se comportam como automobilistas e respeitam o código da estrada e os peões, ou se comportam como peões e respeitam os automobilistas. As duas coisas ao mesmo tempo não são compatíveis, ou são?

 

Hoje de manhã, quando circulava numa rotunda ali à saída de Cascais, entra-me um ciclista (à padeiro) e eu tive de abrandar para não começar o dia com o carro sujo. Depois o dito ciclista saiu da rotunda e entrou na Marginal comigo (e mais 500 carros) a pastar atrás dele e quando caiu o encarnado, o meu bom ciclista passou-o, enquanto eu e os outros 500 ficámos ali parados, claro. Como entretanto avançaram os carros da esquerda, o ciclista galgou para cima do passeio e obrigou um peão a desviar-se e lá foi à sua vidinha. Ainda consegui vê-lo a regressar à estrada, pois que se compreende, os passeios abanam muito as pessoas que estão em cima de uma bicicleta, mas dão muito jeito para chatear peões e passar sinais encarnados. Depois perdi-o de vista e ainda bem.

 

Então quer dizer, não respeita o código da estrada e quando lhe dá na bolha vai para o passeio, olha e se não me apetecer ficar parada no encarnado, porque sim, porque me custa imenso carregar no travão e dá-me para continuar a minha vida no passeio, era bonito, não era? Eu acho.

 

Pois foi, isto tudo concentrado numa mesma pessoa, em menos de 5 minutos.

 

Já agora, os ciclistas têm algum problema em travar? Dá-lhes cãibras? Caem da bicicleta? Ficam a fazer brumbrum enquanto estão parados? Sentem-se perdidos? Precisam da mamã? O quê?

 

(e hoje não me apareça aqui a alma que acha que os ciclistas são uma minoria vítima da sociedade (portanto dos automobilistas) e que está convencido que não há automobilistas que também são ciclistas e vice-versa)

 

#BirraDeSono
#AApanharPancadaEm_3_2_1

 
© Mac às 13:40
link do post | favorito (2)

 

 

  

   

No Facebook,

  

 

mytaste.pt

≈ About me

≈ Pesquisar no blog

 

≈ Arquivo

As fotografias publicadas são da minha autoria, salvo algumas excepções.

Agradeço que me informem, caso alguma esteja protegida por copyright.

Retirá-la-ei imediatamente.