Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a vida em azul cueca

30
Jan13

83 - COISINHA MAI LINDA, RIQUEZAS DE SUA MÃE


Mac

 

Na sexta-feira, bebé mais lindo descobriu a ficha do computador desta mãe e na maior das rapidezes deu-lhe um esticão e apagou-me o pc. Sim, mesmo com todos os cuidados, com as tomadas de segurança, daquelas rotativas, com os fios eléctricos todos escondidos, ele descobriu esta. E com bebés de 15 meses todo o cuidado é pouco, essa é que é a verdade, eles são minúsculos, mas já andam, são rápidos e cabem em todo o lado. Agora vou tratar de colar tudo quanto é fios atrás dos armários e avisar quem aspira que os fios não podem ficar ao alcance de mãos pequeninas. É que eu posso ter todas as questões de segurança em ordem, se quem está comigo não as tem, isto acaba por ser um trabalho de doidos.

 

E mesmo sendo mãe de segunda água, as crianças são todas diferentes, por exemplo, filho maior não ligava a fios eléctricos, mas trepava a tudo. Tudo. Estantes, escadas, sofás e cómodas. De tal maneira que tratei de pôr cadeados em algumas janelas e tinha as gavetas sempre trancadas, porque ele as abria e eu tinha receio que lhe caíssem em cima. As que não tinham fechadura, foram artilhadas com zingarelhos anti abertura infantil. Também tinha a mania de se atirar para dentro de água, resolvi a coisa enfiando-lhe um colete enquanto havia sol, isso e por causa das coisas, rapidamente o pus a nadar. Também era dado a botões. Como na cozinha há muitos botões, acabei por pôr uma cancela na porta da cozinha para ele não entrar ali, afinal era mais fácil do que artilhar cinquenta gavetas sem fechadura e botões e detergentes e tudo.

 

Agora com este mais novo já vi que a mania são os fios, também anda numa de trepar, mas ainda não consegue. Nesta casa acho que não vou ter o problema da cozinha, porque os electrodomésticos estão todos postos à prova de criança, os detergentes estão na despensa que fica na cave e os medicamentos num armário alto, mas tenho a questão das gavetas, bom, logo vejo. 

 

É que eu sei que quando nós prevenimos por um lado, eles desprevinem por outro, se nós resolvemos por um lado, eles exploram por outro. A segurança deles é um trabalho caso a caso, dia a dia e constante, sem stresses e para levar na boa, quem tem crianças sabe bem como é.

 

 

Os meus filhos são muito sossegadinhos. Coisas mais boas. Cá bochechas gordas para a mãe beijocar até à inconsciência.

 

 

________________________________________________

Ah e não me venham cá com coisas que quando éramos crianças viajávamos sem cinto de segurança, não havia barreiras e o perigo era a nossa profissão, sobrevivemos e idaiadaidaidaia, é que a mortalidade infantil desde mil novecentos e carqueja diminuiu bastante, portanto estamos conversados.

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D